{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1100px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    Renda Fixa x Renda Variável: Diferenças e Como Escolher a Melhor

    by Rico.com.vc | 27 de Fevereiro, 2019

    renda fixa x renda variavel

    Escolher entre renda fixa ou renda variável pode ser desafiador, pois cada categoria apresenta rendimentos e características diferentes. 

    Para a maioria das pessoas, os ativos da bolsa de valores podem trazer retornos mais elevados. Porém, há vários estigmas relacionados ao risco.

    Em contrapartida, os investimentos de renda fixa são conhecidos pelos retornos estáveis e seguros.

    Se você está começando agora, o primeiro passo é entender que você pode investir na renda fixa e na renda variável ao mesmo tempo.

    A diversificação pode ser o caminho para o sucesso. O segredo é adquirir conhecimento para investir com sabedoria e entender onde você está aplicando o seu patrimônio.

    Neste artigo, você vai entender tudo sobre as diferenças entre as duas categorias e como começar a investir na melhor ainda hoje.

    Continue a leitura para traçar seu futuro financeiro.

    Renda Fixa x Renda Variável: Quais São as Principais Diferenças

    renda fixa x renda variavel diferencas

    As taxas pós-fixadas e híbridas podem trazer bons rendimentos neste ano

    As diferenças entre renda fixa x renda variável podem influenciar em quanto o seu dinheiro renderá ao longo do tempo. A primeira distinção delas é o funcionamento.

    Os investimentos de renda fixa funcionam como um empréstimo do seu dinheiro ao emissor, como bancos, empresas ou o governo.

    No momento da compra, a taxa de rentabilidade pode ser definida, por exemplo, 110% do CDI ou 9% ao ano.

    Por isso, a renda fixa é nomeada desta forma, por oferecer rendimentos previsíveis aos seus investidores.

    A renda variável consiste na compra de parte de um negócio, como uma empresa ou empreendimento imobiliário. 

    Diariamente, as suas cotações são precificadas segundo as expectativas dos investidores em relação ao mercado interno, externo e área de atuação.

    Assim, os ativos de renda variável não possuem previsibilidade nos rendimentos.

    Esta previsão de rentabilidade está atrelada ao risco de investimento. Logo, as aplicações de renda fixa costumam oferecer maior segurança ao investidor.

    Além disso, boa parte delas possui garantia do FGC (Fundo Garantidor de Crédito) para valores de até R$ 250 mil.

    Já a renda variável há apenas a custódia. Caso o emissor declare falência, você pode perder o que investiu. 

    Tipos de Renda Fixa (com exemplos)

    A renda fixa pode ser classificada quanto à forma de rentabilidade. Veja como cada uma delas funciona:

    Prefixada

    A taxa prefixada consiste em um rendimento fixo, por exemplo, 8% ao ano. Ela se manterá a mesma até o vencimento. 

    Os investimentos desta classe costumam ser recomendados quando há previsão de queda nas taxas de juros.

    Neste cenário, os demais ativos tendem a pagar rendimentos menores em relação ao prefixado.

    Outra finalidade desta categoria é quando você investe hoje com o objetivo de resgatar um valor exato no futuro. No momento da compra, já é possível saber quanto o seu dinheiro irá render até o vencimento.

    As aplicações que podem oferecer taxas prefixadas são:

    Pós-fixada

    Geralmente, a taxa pós-fixada está atrelada a um indexador da economia, como o CDI e a taxa Selic.

    Portanto, o rendimento representa um percentual do indicador, por exemplo, 115% do CDI.

    Neste caso, se o indexador subir, as remunerações aumentam e vice-versa. Como elas variam com o tempo, você terá apenas uma previsão dos resultados até a data do resgate.

    O investimento com taxa pós-fixada pode ser uma boa alternativa para objetivos em qualquer prazo, como fazer um intercâmbio, comprar um imóvel ou viver de renda.

    Os ativos que pode ter rendimentos pós-fixados são:

    Híbrida

    A rentabilidade híbrida possui uma parte fixa e uma variável, por exemplo, 5% + IPCA.

    Geralmente, os investimentos desta categoria possuem como indexadores de inflação como o IPCA ou o IGP-M. Portanto, os rendimentos variam com o tempo.

    Um dos atrativos dos investimentos com taxa de rentabilidade híbrida é o ganho real. Perceba que a sua taxa fixa é a remuneração acima da inflação.

    Estes ativos costumam ser recomendados aos investidores que desejam manter o poder de compra ao longo do tempo. 

    Eles também podem ser alinhados aos objetivos de médio e longo prazos, como alcançar o primeiro milhão ou compra de automóvel.

    Os investimentos que devem oferecer taxas de rentabilidade híbridas:

    Tipos de Renda Variável (E exemplos)

    renda variavel x renda fixa tipos

    As ações e os FIIs podem ser boas alternativas para 2019

    Conheça agora os ativos da renda variável e como cada um deles funciona:

    Ações

    As ações são pequenas frações do capital social da empresa. Então, ao comprá-las, você adquire parte do negócio.

    Elas se subdividem em ordinárias e preferenciais. Na primeira, você terá poder de sócio da companhia.

    Já as preferenciais recebem maior fatia dos proventos. Portanto, tendem a ser boas escolhas para os que desejam viver de renda ou investir para a aposentadoria.

    Uma das vantagens das ações é o potencial de valorização ao longo dos anos. A maioria delas pode oferecer ganhos acima do CDI.

    O segredo para fazer o seu dinheiro render é priorizar os ativos de empresas consolidadas e comprometidas em trazer retornos positivos aos seus acionistas.

    Por fim, as ações podem ser ideais em cenários de juros baixos, como os atuais no Brasil. 

    Opções

    As opções são contratos para exercer direito de compra ou venda sobre um ativo, por exemplo, as ações, câmbio e commodities.

    Elas podem ser de dois tipos: put (opção de venda) e call (opção de compra).

    Os contratos de opções possuem a especificação da data do vencimento e o prêmio de risco da operação.

    Digamos que você comprou uma call de dólar a R$ 3,50 com vencimento em abril de 2019. Caso você a mantiver até esta data, poderá exercer o direito de comprar dólar a este valor.

    Se vendê-la antes do prazo, perderá este prêmio. Mas, o rendimento virá da diferença entre o preço de compra e de venda da opção.

    É importante salientar que as opções tendem a apresentar comportamento inverso às ações. Porém, o grau de risco das opções é maior. 

    Este ativo pode ser uma boa alternativa para os investidores que buscam proteger os seus investimentos em renda variável. Isso porque, caso a ação apresente queda nos rendimentos, a opção deve compensá-la.

    BMF

    Basicamente, eles são contratos futuros em relação a outros ativos. Eles são classificados como derivativos

    Os contratos BMF podem envolver operações em relação à:

    O funcionamento destes contratos é semelhante às opções, ou seja, trata-se do direito de negociar o ativo-alvo na data estabelecida no momento da aquisição.

    FIIs

    Os Fundos Imobiliários são frações de empreendimentos, como lajes corporativas, galpões logísticos ou shoppings centers.

    Há também os que são compostos por ativos do setor, por exemplo, CRIs e LCIs.

    Portanto, os primeiros são conhecidos como FIIs de tijolo e os segundos como FIIs de papel.

    A rentabilidade dos Fundos Imobiliários vem da valorização das cotas, que são precificadas diariamente pelos investidores.

    Há também o recebimento de aluguéis mensais, assim como acontece nos imóveis físicos.

    Os FIIs podem ser o investimento ideal para fazer o seu dinheiro render com a retomada do setor imobiliário.

    Eles também costumam ser recomendados aos investidores que têm objetivo de viver de renda.

    Qual a Diferença entre Fundo de Renda Fixa e Fundo de Renda Variável?

    renda variavel x renda fixa qual a diferenca entre fundos

    Os Fundos de Investimento podem acrescentar ganhos atrativos ao seu capital

    Ao comparar renda fixa x renda variável, você também deve considerar os Fundos de Investimentos.

    Eles são carteiras de ativos, que tem como objetivo obter a melhor performance possível. Por exemplo, alguns tem a meta de obter rentabilidade sempre próxima a 100% do CDI.

    Os Fundos de Renda Fixa são constituídos por ativos desta categoria, como títulos públicos, CDBs ou debêntures.

    Desta forma, o grau de risco depende da composição da carteira, que em geral, costuma ser baixo.

    O Fundo de Renda Variável pode apresentar um portfólio de ações, que varia conforme o objetivo de rentabilidade, por exemplo, seguir o IBOV.

    Neste caso, a diferença entre renda fixa x renda variável está, principalmente, na composição da carteira.

    Então, antes de tomar qualquer decisão, você deve ler o prospecto dos fundos desejados.

    O Fundo de Investimento pode ser uma boa opção para os investidores que querem investir, mas não possuem experiência no mercado financeiro.

    Isso porque, ele possui um gestor profissional que acompanha a carteira diariamente e faz as alterações desejadas.

    Como Saber Qual o Momento de Começar a Investir na Renda Variável

    Em 2019, o duelo entre renda fixa x renda variável tende a ser favorável para a segunda. Apenas em janeiro, o IBOV rendeu 10,82%. Já o CDI fechou em 6,40% ao ano.

    Além disso, as expectativas em relação ao Brasil estão bastante positivas e há possibilidade de que as reformas estruturais sejam aprovadas ao longo do ano.

    Provavelmente, você deve estar curioso para saber se este é o momento certo para começar a investir, não é mesmo?

    Na verdade, a hora de aplicar em renda variável depende, principalmente, de você. Afinal, é o seu dinheiro que está em jogo.

    Mas, saiba que a bolsa de valores é um ambiente dinâmico. Portanto, antes de começar, você deve adquirir conhecimento.

    Se você é iniciante ou ainda não investe em renda variável, mas quer aprender, na Rico, temos a solução perfeita: a InvesTV.

    Aqui, você encontrará a programação certa para as suas necessidades. Sem contar que poderá tirar todas as suas dúvidas, ao vivo, com os nossos especialistas.

    Além desta dica incrível, você também deve ler livros e assistir filmes sobre o mercado financeiro.

    Com todo esse conhecimento, então, o momento de investir na renda variável é agora mesmo.

    Analisando o Seu Perfil de Investidor

    renda fixa renda variavel perfil

    Conheça e respeite a sua tolerância ao risco 

    Um fator imprescindível para escolher entre renda fixa x renda variável é conhecer o seu perfil de investidor.

    Ele é um teste que revela a sua tolerância ao risco. Assim, é possível identificar os investimentos mais adequados para a sua carteira.

    Há três perfis de investidor: conservador, moderado e agressivo. Para descobrir qual é o seu, o ideal é fazer um teste, como o disponibilizado na Rico.

    Ao abrir a sua conta, você o faz e o resultado sai na hora. 

    Perguntas que você deve se fazer

    Outra forma de identificar o seu perfil de investidor é fazer algumas perguntas práticas como: “Se eu perder 20% do meu dinheiro em um dia, venderei todas as minhas posições?”

    Caso a sua resposta seja sim, o ideal é priorizar os ativos de renda fixa, pois as ações podem apresentar esse tipo de variação.

    Uma pergunta essencial é: “Quais são os meus objetivos e quanto dinheiro preciso para realizá-los em X anos?”

    Assim, é possível identificar entre renda fixa x renda variável o caminho mais apropriado. Caso você tenha tempo maior, ambos investimentos tendem a ser vantajosos.

    Por fim, avalie “Eu precisarei deste dinheiro no curto prazo?” Se a resposta for não, a renda variável poderá ser um grande aliado, principalmente, para construção de patrimônio.

    Caso você invista para a sua reserva de emergência, é recomendável procurar por investimentos de renda fixa com liquidez imediata, por exemplo, o Tesouro Selic.

    Renda variável não é apenas para perfil arrojado

    Um dos grandes mitos da comparação entre renda fixa x renda variável, é que investir em ações, opções e afins é apenas para quem possui perfil arrojado.

    Na verdade, o mercado financeiro é aberto a todos. Então, se você tem interesse e quer aplicar os seus recursos na bolsa de valores, é possível fazer isso a qualquer momento.

    Mas, por questões de riscos, os especialistas recomendam os ativos de renda variável para os perfis moderado e arrojado.

    Caso você possua tolerância e aceite as possíveis variações do seu capital, principalmente no curto prazo, estes ativos podem ser agregados à sua carteira.

    Lembre-se de que para começar a investir, não há um valor mínimo. Há papéis de custam apenas centavos.

    Então, você só precisa abrir uma conta em uma corretora de valores, como a Rico e iniciar agora mesmo.

    Em Vez de Escolher Entre um ou Outro, Diversifique Seus Investimentos

    Escolher entre renda fixa x renda variável é um tanto difícil, não é mesmo? Aqui vai uma dica de ouro: você não precisa e não deve colocar todo o seu capital em uma só.

    Ao investir apenas em uma das categorias, você deixa de fazer o seu dinheiro render mais. Sem contar que os riscos são maiores.

    Portanto, você pode minimizá-los e equilibrar os seus ganhos através da diversificação.

    As possibilidades de montar uma carteira diversificada são infinitas, por exemplo, 60% renda fixa e 40% renda variável. Caso haja queda nos retornos da primeira, a outra tende a compensá-la.

    Perceba que a diversificação depende do capital disponível para investimento e também do seu perfil de investidor. Então, você deve identificar estes fatores antes de tomar as suas decisões.

    Comece Agora a Investir Seu Dinheiro com a Rico

    renda fixa renda variavel investir

    Na Rico, você encontrará os melhores ativos para fazer o seu dinheiro render

    Agora que você já sabe escolher entre renda fixa x variável, chegou a hora de aprender como começar a investir em cada uma dela.

    Nas duas categorias, você precisa de um agente intermediador, que são as corretoras de valores. Priorize sempre as instituições financeiras de confiança, como a Rico.

    Aqui, a abertura de conta é simples e rápida. Basta inserir os seus dados pessoais, criar um login e senha.

    Em seguida, faça a transferência dos recursos a serem investidos entre renda fixa x renda variável, da sua conta bancária para a conta da corretora através de TED de mesma titularidade.

    Agora, entre na sua plataforma de investimentos e escolha a categoria de investimento desejada.

    Caso tenha dúvidas sobre a renda fixa x renda variável, utilize o nosso Simulador de Investimentos.

    Assim, você pode simular e comparar investimentos, como ações, CDBs e índices da economia.

    Para renda fixa, clique em “Tesouro Direto” ou “Renda Fixa”. Aqui, você encontrará todos os ativos disponíveis para investir.

    Lembre-se de que muitos deles possuem estoque limitado. Então, se encontrar o investimento ideal, invista o quanto antes. Basta clicar em “Comprar”.

    Agora, informe o valor a ser investido, insira a sua assinatura eletrônica e clique novamente em “Comprar”.

    Para a renda variável, você precisará acessar a opção “Home Broker". Digite a sigla correspondente ao ativo desejado, por exemplo, ITSA4 é a ação preferencial de Itaúsa.

    Depois disso, é só informar o valor de compra e a quantidade de papéis. Caso outro investidor tenha um oferta de venda no mesmo valor, a ordem será executada e o seu dinheiro começará a render.

    Conclusão

    renda variavel x renda fixa conclusao

    Abra a sua conta na Rico e comece a investir agora mesmo!

    Comparar renda fixa x renda variável nos mostra que cada uma delas possui vantagens e desvantagens.

    Porém, ambas são importantes para fazer o dinheiro render, principalmente, no médio e longo prazos.

    Mas, escolher apenas renda fixa ou renda variável pode se tornar bastante arriscado. Sem contar que perde-se várias outras oportunidades que surgem no mercado.

    Continue a aprender sobre investimentos com estes outros artigos do nosso blog:

    Diante das incertezas sobre o andamento do cenário interno brasileiro e das tensões no mercado externo, o ideal é diversificar.

    Assim, caso a renda fixa desacelere, a variável tende a compensá-la. 

    Para fazer o seu dinheiro render e ter acesso aos melhores ativos do mercado, você só precisa abrir a sua conta na Rico agora mesmo.

    Gostou deste artigo? Então, deixe o seu comentário.

    Obrigado por ler até aqui!

    Abra sua conta 02

    Topics: Renda Variável/Mercado de ações

    Top 5 Posts

    Posts Recentes