{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1200px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    Fundo de Ações: Como Funciona, Qual o Melhor e Como Investir

    by Time da Rico | 8 de Maio, 2020

    fundo de acoes introducao

    Você sabia que um fundo de ações pode render acima dos indicadores do mercado?

    O fundo de ações é uma das alternativas para investir na bolsa de valores sem adquirir diretamente ações de empresas.

    Nesse investimento, você adquire cotas e confia a um gestor a responsabilidade por executar a estratégia de direcionamento dos recursos. 

    Todos os fundos selecionados na Rico são administrados por profissionais experientes e capazes.

    Então, o investimento tende a ser mais seguro do que aplicar o seu dinheiro de forma independente.

    Ao mesmo tempo, há fundos de ações com rendimento pouco atrativo ou carteira de risco elevado. Assim, você precisa fazer uma boa avaliação antes de adquirir as suas cotas.

    Esse investimento pode ser o ativo certo para você ganhar dinheiro e aproveitar as oportunidades sempre promissoras da renda variável.

    Então, se você quer conhecer sobre os fundos de ações, aqui é o lugar certo!

    Neste artigo, você vai aprender tudo o precisa saber sobre essa aplicação para começar a investir agora mesmo.

    Veja os tópicos que preparamos:

    • O Que é Fundo de Ações e Como Funciona?
    • Tipos de Fundos de Ações
    • Fundo de Ações Vale a Pena? Como Escolher o Mais Adequado Para Você
    • Quando Vale a Pena Investir em Fundos de Ações?
    • Fundo de Ações x Comprar Ações
    • Quais São os Melhores Fundos de Ações em 2020?
    • Como Calcular a Rentabilidade de um Fundo de Ações
    • Quais os Riscos e Como se Proteger?
    • Como Investir em Fundos de Ações?
    • 3 Dicas Importantes Ao Investir em Fundos de Ações

    Se você tiver qualquer dúvida, deixe um comentário no final da página.

    Boa leitura!

    Nova call to action

    O Que é Fundo de Ações e Como Funciona?

    fundo de acoes o que e
    Um fundo de ações é dividido em cotas e funciona como um condomínio

    Ao aplicar em um fundo de investimento, você não está comprando um ativo - como o Tesouro Direto ou qualquer outro título disponível no mercado financeiro.

    Você adquire uma cota e confia o seu dinheiro a um gestor, que vai executar uma estratégia de investimentos predeterminada. 

    O fundo de ações é uma carteira de ativos da renda variável.

    Por exemplo, ações à vista, certificados de depósito de ações, cotas de fundos de índices de ações e recibos de subscrição.

    De acordo com a Anbima, associação do mercado de capitais, esse portfólio deve conter, no mínimo, 67% do patrimônio alocado em investimentos como os citados acima.

    O seu funcionamento é semelhante a um condomínio, ou seja, todos os custos e benefícios são divididos igualmente entre os cotistas.

    Assim, ao investir em um fundo de ações, você aporta o valor desejado e o rendimento total consiste no desempenhos dos ativos que compõem o portfólio.

    Os custos relacionados ao investimento são subtraídos do desempenho do fundo.

    Por se tratar de uma carteira de ações, há um gestor e uma equipe especializada que fazem o acompanhamento diário das empresas escolhidas.

    A qualquer momento, o investidor pode resgatar as suas cotas.

    Nessa etapa, o emissor faz o repasse do valor investido e dos rendimentos recebidos no período com os tributos/taxas devidamente descontados.

    Nova call to action

    Tipos de Fundos de Ações

    O fundo de ações é uma das categorias dos fundos de investimentos. De acordo com a CVM (Comissão de Valores Mobiliários), ele pode ser classificado conforme a gestão e a estratégia.

    Além disso, há fundos específicos e a possibilidade de investir em capital estrangeiro.

    Vamos entender melhor todas essas classificações?

    Tipo de gestão

    A gestão do fundo de ações pode ser feita de duas formas: ativa ou passiva.

    A ativa consiste em superar um índice de referência ou não ter um indicador referencial.

    Já a passiva tem como objetivo replicar o comportamento de um índice de referência da renda variável, como o Bovespa (IBOV) ou o Small Caps (SMLL).

    Estratégia

    Da gestão ativa, o fundo de ações ainda pode ser subdivido segundo a sua estratégia em:

    • Valor/Crescimento: são carteiras baseadas no potencial de crescimento das empresas. Neste caso, o gestor prioriza os ativos que estão abaixo do valor patrimonial, mas que possuem alta capacidade de valorização ao longo do tempo.

    • Setoriais: neste portfólio, os ativos pertencem, majoritariamente, a um mesmo setor de atuação ou conjunto de setores interligados.

    • Dividendos: a estratégia é focada na geração de renda. Por isso, os ativos são de empresas com bom dividend yield ou que possuem históricos de pagamento de proventos atrativos.

    • Small Caps: a carteira possui cerca de 85% dos ativos emitidos por empresas que estão fora do índice IBrX. Os demais 15% podem ser alocados em ações de companhias de maior capitalização.

    • Sustentabilidade/Governança: este fundo de ações tem seus ativos concentrados em empresas bem gerenciadas ou que possuam iniciativas voltadas para responsabilidade social e sustentabilidade do negócio ao longo do tempo.

    • Índice ativo: são carteiras que possuem um índice como referencial de desempenho.

    • Livre: trata-se de um portfólio sem estratégia definida, ou seja, as atividades e alocações são especificadas apenas no seu regulamento.

    Específicos

    Um fundo de ação classificado como específico consiste em um portfólio que diverge do regulamento utilizado pelos demais fundos disponíveis no mercado.

    Assim, ele pode ser segmentado em:

    • Fundos fechados: são carteiras regulamentadas e de condomínio fechado, ou seja, não estão disponíveis para a compra no mercado financeiro.

    • Fundos de mono ação: todo o patrimônio está alocado nos ativos de uma só empresa.

    Investimento no Exterior

    Para entrar nesta categoria, o fundo de ações precisa ter, no mínimo, 40% do seu patrimônio alocado em ativos de capital estrangeiro.

    Fundo de ações vale a pena? Como escolher o mais adequado para você

    Como vimos, um fundo de ações pode ser classificado de diversas formas. Ou seja, há diversas opções para você investir.

    Então, é comum ter dúvidas sobre qual escolher, não é mesmo?

    Se você é iniciante, esse questionamento deve ser ainda maior. Com certeza, você quer dar o melhor rumo ao seu dinheiro.

    A escolha do fundo de ações apropriado para a sua carteira deve ir além de analisar a rendimento.

    Tenha em mente que, na renda variável, rentabilidade passada não é garantia de retorno futuro.

    Ao mesmo tempo, se o fundo escolhido for bem gerenciado e traz um histórico de bom desempenho, a tendência é de que ele continue a apresentar resultados satisfatórios.

    Mas, antes de qualquer investimento, você precisa conhecer o seu perfil de investidor.

    O fundo de ações pode ser indicado a perfis moderados e agressivos. Escolha um dentro da sua tolerância ao risco e invista a quantia que desejar.

    Nessa hora, vale uma reflexão: como você se sentiria caso seu fundo perdesse 10% de valor? Venderia ele ou manteria a posição? 

    A resposta indica o risco que você aceita correr em nome de uma possibilidade de retorno maior.

    Além disso, você deve definir os seus objetivos e o prazo de aplicação, pois esse investimento possui prazo de liquidez, que é o período entre a solicitação do resgate e o repasse dos recursos.

    Caso eles não estejam alinhados, você pode ter prejuízos, como multas ou perdas de rentabilidade.

    Outro ponto a ser considerado é o custo envolvido. Lembre-se de que ele afeta o retorno líquido.

    Então, se o fundo de ações escolhido tiver altas taxas, boa parte do seu rendimento ficará comprometido.

    Aqui na Rico, nossos clientes têm acesso às recomendações semanais dos melhores fundos de investimentos dadas pelos especialistas.

    Nova call to action

    Vantagens e desvantagens dos fundos de ações

    Como em qualquer tipo de investimento, um fundo de ações apresenta vantagens e desvantagens. 

    A seguir, conheça os principais benefícios e pontos de atenção ao optar por essa aplicação financeira.

    Prós

    • Maior potencial de retorno quando comparado a outros investimento, sobretudo de renda fixa
    • Alguns fundos pagam dividendos, o que pode se tornar uma opção interessante de renda passiva
    • Facilidade de compra
    • Facilidade de venda.

    Contras

    • A volatilidade pode provocar oscilações grandes nos ativos do fundo
    • Sem retorno garantido
    • Pagamento por último em caso de falência da empresa
    • Baixa liquidez, o que exige esperar mais para colocar a mão no dinheiro.

    Quando Vale a Pena Investir em Fundos de Ações?

    fundo de acoes vale a penaEsta aplicação deve estar alinhada aos fatores pessoais e de mercado

    Assim como em qualquer investimento, o fundo de ações é apropriado para alguns investidores e para outros não.

    Então, você precisa conhecer as suas características e entender quando ele pode ser uma boa alternativa para fazer o seu dinheiro render.

    Basicamente, esse fundo costuma ser recomendado para quem quer investir na bolsa de valores com ajuda de um profissional especializado.

    Afinal, a carteira é administrada por um gestor que faz a alocação de patrimônio e segue a estratégia especificada no regulamento.

    Se você quer investir em renda variável, mas não possui muito conhecimento ou tempo para acompanhar o mercado, o fundo de ações pode ser um bom investimento.

    Ele também é indicado para objetivos de médio e longo prazos, principalmente os que são voltados à geração de renda.

    Então, se você tem metas, como a aposentadoria, os estudos dos filhos ou a formação de patrimônio, há possibilidade de ganhar muito dinheiro com esse ativo.

    Fundo de ações é uma boa opção para reserva de emergência?

    Uma dúvida comum é se o fundo de ações é uma boa opção para reserva de emergência

    A verdade é que a resposta para essa dúvida está diretamente relacionada à liquidez, que no caso dessa aplicação é baixa.

    Uma reserva de emergência existe para cobrir gastos não previstos, como em situações de desemprego ou uma demanda de saúde.

    E essa prevenção contra eventualidades exige o recolhimento imediato dos valores necessários. 

    Ou seja, você precisa de um investimento de liquidez mais alta para que possa resgatar seu dinheiro tão logo precise dele.

    Não é exatamente o caso de um fundo de ação, cujo prazo de resgate é de, no mínimo, 30 dias. 

    Para construir um fundo de emergência, portanto, vale observar outras aplicações que, apesar de mais conservadoras, servem bem a esse propósito.

    É o caso, por exemplo do Tesouro Selic e de CDBs de liquidez diária.

    Fundo de Ações x Comprar Ações

    Então, será que vale mais a pena comprar ações individualmente ou apostar em um fundo? Essa é outra dúvida comum e que merece sua avaliação.

    Como vimos até aqui, o fundo de ações pode ser uma forma acessível de ter uma carteira de ações

    Muitas vezes, o custo da sua cota é menor do que a compra de cada uma das ações que o compõe.

    Hoje, você encontra bons fundos com investimento inicial a partir de R$ 1 mil. Então, pode ser uma ótima ideia, sobretudo para começar a aplicar seu dinheiro em renda variável.

    Outro ponto atrativo de um fundo de ações é a diversificação. Com ela, você pode ter ganhos mais equilibrados e consistentes.

    Em momentos de quedas no mercado, ter um portfólio diversificado tende a amenizar possíveis perdas de capital.

    Além disso, ela permite que você aproveite as oportunidades da renda variável. 

    Ao investir o seu dinheiro em uma ou poucas ações, os riscos associados costumam ser maiores.

    Quais São os Melhores Fundos de Ações em 2020?

    Nos últimos anos, os fundos de ações têm sido um dos investimentos mais procurados por aqueles que desejam aplicar dinheiro em renda variável.

    De acordo com a Anbima, a captação líquida desta categoria de fundos de investimento foi de R$ 12,8 bilhões em fevereiro de 2020,  o que representa o quinto mês consecutivo de alta.

    Já em 2019, segundo a entidade, houve crescimento de 195% na captação líquida dos fundos de ações na comparação com o desempenho de 2018, com um total de R$ 86,2 bilhões no ano.

    Para a sequência de 2020, você pode encontrar boas oportunidades de compra em razão da crise global.

    Como se trata de um investimento de longo prazo, a rentabilidade negativa no momento tende a se transformar em ganhos interessantes no futuro se você mantiver a aplicação.

    Se você quer investir nessa categoria também, os melhores fundos de ações são os que agregam bom rendimento com gestão responsável e comprometida em trazer resultados imbatíveis.

    Geralmente, são emitidos por instituições com vasta experiência de mercado e de confiança.

    Além disso, os melhores fundos cobram taxas justas pelos serviços oferecidos. Assim, eles tendem a atrair ainda mais cotistas.

    Por fim, é preciso haver uma gestão transparente. De nada adianta ter alto rendimento, se as estratégias não são claras e o gestor age de forma obscura para com os investidores. 

    Veja na imagem abaixo alguns fundos de ações disponíveis na Rico para você investir agora: 

    fundos-de-acoes-rico-2020Fundos de ações disponíveis para investimento - Tela capturada em 25/03/2020.

    Perceba que a rentabilidade dos últimos 12 meses aparece como negativa na maioria dos fundos.

    O resultado é reflexo da crise provocada no mercado pelo avanço do novo coronoavírus, que derrubou bolsas pelo mundo todo, inclusive no Brasil.

    Contudo, oscilações são comuns à renda variável e, mirando o longo prazo, você pode ter nesse cenário de baixa uma excelente oportunidade de compra de fundos de ações.

    Como Calcular a Rentabilidade de um Fundo de Ações

    A rentabilidade de um fundo de ações não pode ser prevista com exatidão.

    Isso porque ele é concentrado em renda variável, que por sua vez, caminha junto ao mercado financeiro, que é imprevisível.

    O desempenho do fundo é acompanhado através do histórico do ativo.

    Para saber o quanto o seu dinheiro rendeu em um dado período, basta conhecer o resultado bruto divulgado pela gestão dele.

    Digamos que você investiu R$ 1 mil em um fundo de ações que obteve rendimento de 10% no ano. Ele possui taxa de administração de 1% a.a e o Imposto de Renda sobre esse investimento é de 15%.

    Vamos ao cálculo:

    • 1.000*0,1 = R$ 100,00 de rentabilidade bruta.

    O desconto do IR ocorre apenas sobre esse valor. Então:

    • 100*0,15 = R$ 15,00.

    Por fim, temos a taxa de administração, que age no montante de R$ 1.100,00. Logo:

    • 1.100*0,01 = R$ 11,00.

    Assim, no exemplo, o rendimento líquido será de R$ 1.074,00 no ano.

    Quais os Riscos e Como se Proteger?

    fundo de acoes riscos
    Priorize fundos bem gerenciados e com alta nota de rating para seu investimento

    Todo investimento possui riscos. Com o fundo de ações, isso não é diferente.

    Antes de investir, você precisa conhecê-los e saber como proteger o seu dinheiro

    O primeiro deles é o risco de mercado. Ele está relacionado à volatilidade e à variação dos preços dos ativos diante de acontecimentos políticos e econômicos

    Para se proteger, o ideal é optar por carteiras com maior diversificação. Além disso, ter boa parte do patrimônio em investimentos de renda fixa. 

    Outro risco do fundo de ações é o risco de liquidez, que é a possibilidade do emissor não honrar com os prazos de liquidação determinados no regulamento. 

    A melhor forma de lidar com isso é ler o prospecto do investimento e verificar se ele está alinhado aos seus objetivos como investidor. 

    Há também o risco legal. Este advém de gestão fraudulenta ou desvios por parte do emissor.

    Para evitá-lo, priorize os fundos de ações emitidos por instituições consolidadas - como todas as selecionadas pela Rico.

    Nova call to action

    Como investir em fundos de ações?

    Para investir em fundos de ações, o primeiro passo consiste em escolher onde comprar. 

    Normalmente, o processo é realizado diretamente com uma companhia de fundos ou por meio de corretoras, como a Rico. 

    Para isso, são consideradas variáveis como a conveniência, comissões e custos de negociação. 

    A seguir, será preciso conhecer e avaliar as opções disponíveis.

    Verifique o investimento mínimo e confira se condiz com a sua realidade financeira.

    Tão importante quanto é escolher um fundo que atenda às suas metas financeiras, pois elas vão funcionar como uma motivação para você manter o dinheiro aplicado.

    Na sequência, a gente traz dicas para escolher a corretora e os passos detalhados para investir no seu fundo de ação preferido.

    Como escolher a melhor corretora para investir em fundo de ação

    Para escolher a melhor corretora para investir em um fundo de ações, existem alguns fatores essenciais a se considerar. 

    Abaixo, saiba quais são os principais. 

    • Confiança do público
    • Segurança oferecida
    • Taxas de cobrança de serviços
    • Encaixe no perfil do investidor
    • Suporte e materiais de estudo fornecidos.

    Ao colocar todos esses fatores na balança, você vai ver que a Rico é sua melhor escolha.

    Então, vamos aprender como investir?

    Investindo em fundos de ações com a Rico

    1. Abra sua conta na Rico e acesse a plataforma de investimentos
    2. Transfira dinheiro da sua conta bancária para a conta na corretora através de uma TED de mesma titularidade
    3. Observe os fundos de ações disponíveis e escolha em qual ou quais deseja investir
    4. Selecionado o fundo, informe o valor a aplicar
    5. Insira sua assinatura eletrônica e pronto!

    Agora, é só acompanhar os resultados e não resgatar o valor antes de cumprir seu objetivo, lembrando que as oscilações são normais, mas, no longo prazo, você pode ganhar muito dinheiro com a aplicação.

    3 Dicas Importantes Ao Investir em Fundos de Ações

    Não basta escolher o fundo de ações mais rentável.

    Você precisa entender sobre o investimento e analisá-lo sob diversos pontos para tomar a melhor decisão. 

    Como sabemos, boa parte do aprendizado sobre renda variável vem da experiência ao investir.

    Mas, se você está começando agora, siga algumas dicas de ouro dos nosso time!

    1. Seja rigoroso na escolha do fundo

    Priorize os fundos emitidos por instituições que têm nota elevada. Isso mostra que ela possui menor risco de falência. 

    2. Estude a carteira do fundo antes de investir

    Outra dica é conhecer a carteira de ativos do fundo de ações desejado.

    Tenha em mente que ao investir neste ativo, você não terá controle sobre os papéis escolhidos pelo gestor. 

    Então, se você não está de acordo com a composição, proporção ou estratégia, o correto é procurar por novas alternativas. 

    3. Acompanhe os resultados mensalmente

    Ainda que o fundo de ações seja administrado por um gestor, você deve acompanhar os seus resultados, no mínimo, mensalmente. 

    Tenha em mente que é o seu dinheiro que está em jogo.

    Então, se os rendimentos não estiverem de acordo com o esperado, é preciso analisar os motivos e pensar em como resolver esse impasse - por exemplo, diminuir a exposição ou resgatar as suas cotas. 

    Conheça outras dicas sobre fundos de investimentos com este vídeo:

    Conclusão

    fundo acoes conclusaoPronto para aplicar em um fundo de ações? A Rico é sua parceira nesse projeto!

    O fundo de ações é uma carteira de ativos da renda variável. Geralmente, o objetivo de rentabilidade é superar os benchmarks do mercado. 

    Como ele possui uma gestão especializada, é possível ter resultados melhores do que ao investir de forma independente

    Outra vantagem do fundo de ações é a diversificação. Hoje, você encontra carteiras altamente diversificadas, que podem protegê-lo em períodos de turbulência no mercado.

    Essa estratégia tende a ser mais eficaz que investir todo o capital em um ativo só. Ou seja, ela deve minimizar os riscos e manter os ganhos.

    Ao mesmo tempo, é preciso ter alguns cuidados na hora de escolher um fundo de ações, como a nota de rating, o perfil indicado e as taxas cobradas.

    Aqui na Rico, você encontra os melhores fundos de ações do mercado e ainda conta com as recomendações imbatíveis dos nossos analistas.

    Para ter acesso, basta abrir a sua conta! Aproveite e dê um novo passo rumo à realização dos seus objetivos agora mesmo.

    Continue a aprender sobre investimentos com estes outros artigos do nosso blog: 

    Obrigado por ler até aqui!

    Nova call to action

    Topics: Renda Variável/Mercado de ações