{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1200px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    Top 9 Tendências Econômicas para 2020: Guia Completo

    by Equipe Rico | 18 de Novembro, 2019

    tendencias-economicas-para-2020

    O momento é excelente para falarmos sobre as tendências econômicas para 2020.

    Afinal, temos sinais claros do que vem por aí nos próximos meses, o que exige se manter atualizado, estudar as opções e tomar decisões mais assertivas e embasadas.

    Vale para nossa economia pessoal, para as finanças corporativas e, é claro, para nossos investimentos.

    Compreender o mercado e seus cenários interno e externo é muito importante, pois assim é possível se antecipar ao que nos espera e formular as melhores estratégias.

    Onde você vai aplicar seu dinheiro em 2020? Será em renda fixa ou em renda variável? Títulos públicos, bancários ou fundos de investimentos?

    Acredite: a sua tomada de decisão começa agora, com a leitura deste artigo.

    Nele, vamos trazer, com a ajuda do nosso analista, Thiago Salomão, quais são as principais tendências econômicas para o mercado. 

    Acompanhe!

    Faça seu dinheiro render de verdade

    Como Identificar Tendências Econômicas?

    Não existe uma metodologia única para identificar as tendências econômicas futuras.

    De modo geral, o que analistas fazem é previsões a partir do que sabemos hoje, olhando para o presente e analisando o passado.

    Há, ainda, a identificação de tendências a partir de sondagens.

    Por exemplo, na sondagem de consumo, o estudo envolve dados de desemprego, inflação, nível de salário, confiança na economia e qualquer outro instrumento que possibilite a análise do poder de compra do cidadão. 

    Em geral, quanto o maior ele for e maior também o nível de confiança na economia, melhores são os dados para o consumo. 

    A sondagem latino-americana, por sua vez, é um tipo de estudo muito importante para a tomada de decisões de empresas e do governo. 

    Em um cenário cada vez mais globalizado, a tendência é que as economias sejam integradas e sigam em uma mesma direção. 

    Isso vale tanto para aspectos econômicos quanto políticos.

    Nesse caso, é imprescindível acompanhar o cenário de outros países do continente, além de indicadores básicos da economia, como PIB e inflação. 

    Dados mundiais também têm seu fator de impacto, sobretudo de economias maiores, como Estados Unidos, China e principais países da Europa. 

    Aí você pode dizer: mas esse é um trabalho para analistas.

    E tem razão em pensar assim, afinal, existem profissionais que atuam exatamente nesse tipo de sondagem e análise.

    O que cabe a você, que está preocupado com investimentos e quer saber o que o mercado financeiro reserva, é se manter informado.

    Lendo artigos de blogs especializados, com o da Rico, você dá um passo importante para sempre tomar as melhores decisões com relação ao destino do seu dinheiro.

    Também vale investir em conhecimento para que possa, você mesmo, identificar tendências.

    Nesse caso, um bom ponto de partida é conhecer a análise fundamentalista, em especial para investir em ações.

    Top 9 Tendências Econômicas Para 2020

    tendencias-economicas-para-2020-top-9

    Agora que você sabe como o mercado é observado e projeções são feitas, vamos falar sobre as principais tendências econômicas para 2020.

    1. Aumento das campanhas por smartphones

    Os smartphones têm presença quase obrigatória na vida das pessoas, e é claro que as empresas estão aproveitando como podem. 

    Mas ainda não batemos no teto e há muito potencial a ser explorado.

    Para 2020, a tendência é que as campanhas por smartphones sigam em alta, mas o destaque deve ficar por conta da maneira como são construídas. 

    As principais lojas do Brasil oferecem aplicativos exclusivos para o e-commerce, mas a verdade é que muitas pessoas já não querem mais ter que baixar um aplicativo a cada compra. 

    Nesse sentido, o modelo de navegação mais leve e rápido da tecnologia PWA (Progressive Web App) deve ganhar força no mercado. 

    A novidade deve trazer praticidade para o modelo de navegação atual, atraindo cada vez mais pessoas. 

    2. Empresas Eco-friendly

    Não é de hoje que o tema sustentabilidade circula entre os mais comentados, mas as preocupações com questões sociais e de meio ambiente têm ganhado força à medida que as consequências do descaso com elas aparecem. 

    Nesse sentido, as pessoas estão buscando, cada vez mais, adotar um estilo de vida consciente e saudável. 

    Como não poderia deixar de ser, as empresas devem acompanhar o movimento. 

    Para criar uma relação mais próxima com seus clientes, elas estão mostrando que a postura eco-friendly não passa batida, trazendo produtos e serviços mais sustentáveis para o mercado. 

    Eco-friendly se refere a pessoas e empresas preocupadas em adotar um estilo de produção e consumo mais consciente. 

    3. Home Office

    Não perder tempo no trânsito, fugir do estresse dos deslocamentos, aproveitar o conforto da casa para trabalhar, ter maior autonomia sobre a própria rotina.

    Todos esses motivos, e muitos outros, fazem com o que o home office seja o sonho de muita gente.

    E a ideia de trabalho remoto ganha adeptos, inclusive nas empresas.

    Para elas, há benefícios como a redução de custos estruturais importantes.

    Mas o ponto principal nem é a economia, mas a produtividade.

    Veja a recente pesquisa de Ahgora e Convenia, publicada por Veja.

    Entre outras conclusões, aponta que trabalhar em casa é sinônimo de alto rendimento por 52,1% dos entrevistados.

    Não por acaso, o crescimento do home office é aguardado para os próximos meses e anos.

    4. E-commerces Integrados nas Mídias Sociais

    tendencias-economicas-para-2020-ecommerce-integrados-nas-midias-sociais

    As mídias sociais são acessadas diariamente por milhões de pessoas, seja por razões de trabalho, informação, lazer ou consumo.

    Essa última motivação é que faz brilhar os olhos de quem tem uma loja virtual.

    Afinal, abre a possibilidade de gerar vendas a partir de publicações em canais de grande exposição, como o Facebook, que só no Brasil tem cerca de 130 milhões de usuários

    O popular Face, inclusive, já funciona como um marketplace. E tem ainda o Instagram Shopping - apenas para citar mais uma rede social que permite vender até por aplicativo.

    Não resta dúvida, portanto, de que as empresas devem usar cada vez mais esses canais para se aproximar do seu público e fechar vendas, gerando um novo e expressivo perfil de consumo.

    5. Personalizações de Produtos e Serviços

    Os produtos personalizados são uma excelente demonstração de exclusividade e até luxo. 

    Afinal, ter algo que só você possui faz a cabeça de muita gente.

    A bola da vez se volta ao mercado de serviços.

    Ou seja, a personalização de produtos vai continuar, mas as empresas devem investir pesado também em experiências únicas.

    6. Assistentes Virtuais e Robôs de Automação

    Muitas empresas já contam com assistentes virtuais para atender seus clientes, mas há quem acredite que essa é apenas a ponta do iceberg.

    Hoje, as apostas são que, no curto prazo, até 10% das vendas de varejo em cadeia sejam criadas e gerenciadas por vendedores robôs habilitados por voz. 

    A ideia é promover uma experiência que transcende o campo virtual e também obter ganhos com produtividade. 

    7. Empresas de SaaS - Software as a Service

    Muitas empresas de SaaS - software como serviço - surgiram nos últimos anos com uma postura disruptiva.

    Ou seja, mudaram completamente a forma como um serviço era oferecido e consumido, a ponto de nem lembrarmos mais como isso acontecia antes.

    Mas quando se fala de tendências econômicas para 2020, é importante saber que essa revolução não acaba aqui. Ao contrário, está só começando.

    Esse modelo opera em cloud computing (computação na nuvem), ou seja, o software fica armazenado na web e, assim, qualquer pessoa com login e senha pode acessar o programa de qualquer lugar, a qualquer hora. 

    Segundo estudo do Gartner, a taxa de mudança para a nuvem até 2020 deve ser de 37% somente no segmento de SaaS. 

    8. Empresas de Segurança Digital

    Em meio à rápida evolução das ameaças cibernéticas, em 2020, a expectativa é de que 75% das empresas varejistas adotem novas tecnologias de segurança digital. 

    Em resposta ao aumento da demanda por esses serviços, também deve crescer em ritmo acelerado o número de empresas do setor, aquecendo bastante esse mercado.

    9. Marketing Interativo

    A relação mais próxima com os clientes é uma das principais formas que empresas têm de conhecer as preferências de cada um para oferecer produtos personalizados. 

    Para conseguir esse contato mais íntimo, uma das ferramentas é o marketing interativo, que pode fazer uso de perguntas e respostas, jogos e vídeos interativos.

    Com o espírito de gamificação muito presente na vida das pessoas, as empresas devem fazer dessa uma nova tendência para muito em breve. 

    Fatores Importantes que Acompanham as Tendências Econômicas para 2020

    tendencias-economicas-para-2020-fatores-importantes-que-acompanham

    Falar sobre 2020 exige olhar para 2019 e os anos anteriores.

    Afinal, muito do que aconteceu no período recente vai repercutir na economia nos próximos meses.

    É o que sustentam as principais projeções futuras de analistas.

    Quer saber o que esperar para o Brasil e o mundo?

    Descubra agora mesmo!

    Fatores no Brasil

    O ano de 2019 foi bastante movimentado por aqui e não poderia ser diferente. 

    O Brasil começou o ano com um novo governo, com propostas bem diferentes daquelas que observamos em períodos anteriores. 

    O viés pró-mercado das medidas adotadas, com reformas importantes, como a da Previdência Social, trouxe novo ânimo.

    Lentamente, indicadores como o desemprego e a retomada da indústria começaram a dar sinais de melhora. 

    A velocidade das mudanças, no entanto, exige cautela.

    PIB 2019 Esperado vs PIB 2019 Real

    Thiago Salomão lembra que o PIB esperado para 2019 começou com uma projeção de crescimento na faixa de 3%. 

    No entanto, no decorrer dos meses, os números foram revistos até chegar a uma previsão bem mais conservadora de 1%.

    Obviamente, o ânimo do mercado foi contido com a diferença entre a meta e a realidade.

    Para 2020, as projeções para o crescimento da economia começam baixas, o que não é necessariamente ruim, pois abre margem para uma surpresa positiva, ao contrário do que ocorreu em 2019. 

    Esses resultados, no entanto, vão depender de como a economia vai reagir às reformas, tanto a já aprovada Reforma da Previdência quanto para as possíveis e aguardadas reformas Tributária e Política. 

    Juros Estruturalmente Baixos

    Outro fator de grande impacto são os juros estruturalmente baixos em 2019, que chegaram a níveis nunca antes observados, com a Taxa Selic em 5% ao ano.

    Esse cenário deve se manter para 2020, sobretudo por conta da baixa inflação causada pela lenta retomada da economia, que dá ainda mais margem para novos cortes na taxa básica de juros.

    Vale destacar, como lembra Salomão, que os juros mais baixos facilitam o crédito no mercado, o que pode impulsionar o consumo. 

    Além disso, com a Selic a níveis menores, também há incentivos à produção, pois torna os investimentos em renda fixa menos interessantes. 

    Talvez você não saiba, mas muitas empresas investem parte do dinheiro disponível em títulos de renda fixa, que são mais seguros e têm rentabilidade garantida. 

    Inflação controlada

    Como já destacado, a inflação no Brasil está baixa, sobretudo pela menor atividade da economia. 

    Isso dá margem para que o governo possa mexer ainda mais na taxa de juros, sem receio de uma subida de preços. 

    Acontece que a Taxa Selic é um dos principais instrumentos disponíveis para o controle da inflação. 

    Resumidamente falando, quando o governo aumenta a taxa de juros, o custo do crédito fica mais alto e, assim, se torna mais caro tomar empréstimos ou financiar bens e serviços. 

    Em consequência, isso faz com que o nível de inflação caia. 

    Portanto, como a inflação está controlada, o governo pode derrubar ainda mais a taxa básica de juros. 

    Fatores Internacionais

    Apesar das projeções majoritariamente positivas para o mercado nacional, não é apenas o Brasil que deve ser observado ao falar sobre tendências econômicas para 2020.

    Vamos ver, então, quais são os fatores internacionais que podem influenciar o mercado nos próximos meses.

    Economias Desacelerando

    De modo geral, economias do mundo todo estão desacelerando. 

    Alguns sinais desse movimento, inclusive, já começam a ser sentidos pelas companhias brasileiras que possuem algum tipo de operação voltada para o exterior. 

    Embora existam medidas em resposta, há um tanto de imprevisibilidade na questão.

    Por isso, é muito importante estar atento e não deixar de diversificar seus investimentos para mitigar os riscos.

    Bancos Centrais Diminuindo Juros

    Para tentar conter uma possível crise global, os bancos centrais do mundo inteiro têm praticado uma política de redução de juros. 

    Veja o que diz Thiago Salomão a respeito:

    Essa é uma medida de estímulo, mas não dá para saber ainda se, de fato, terá efeito nas economias, retardando, assim, um processo de recessão, ou se isso não vai ser suficiente e o mundo vai entrar num colapso econômico nos próximos anos.” 

    Mais uma vez, as previsões são imprecisas, o que exige manter o assunto no seu radar.

    Governos Criando Medidas para Estimular suas Economias

    Além de reduzir as taxas de juros, os governos do mundo do inteiro já estão começando a adotar medidas para tentar combater a desaceleração na economia. 

    A principal ponto é buscar combater as quedas na inflação e eliminar os riscos de deflação, o que significaria uma redução acentuada nos preços, o que também não é positivo para a economia.

    Guerra Comercial EUA vs China

    Outro tema que merece ser acompanhado, no que tange ao mercado internacional, é a guerra comercial entre China e Estados Unidos. 

    A falta de entendimento entre as duas potências têm gerado impactos no mundo inteiro. 

    Segundo o FMI, no primeiro trimestre de 2019, as tensões entre os dois gigantes impulsionaram a desaceleração mais forte nas economias asiáticas emergentes.

    Eleições Presidenciais Nos EUA

    Cabe lembrar que 2020 é ano de eleições nos Estados Unidos. E esse fato, por si só, já tem impacto na economia mundial.

    Só que, desta vez, repercussão pode ser ainda maior. Afinal, a eleição pode ajudar a colocar um fim na guerra comercial entre China e EUA.

    Há a expectativa de que esse aspecto possa ser usado como argumento para a tentativa de reeleição do atual presidente, Donald Trump. 

    Conclusão

    acoes-mais-recomendadas-pelos-analistas-BOVA11-carteira-muit-diversificada

    Compreender as tendências econômicas para o 2020 ajuda a entender o que o aguarda no mercado financeiro e, assim, tomar as melhores decisões. 

    No entanto, o futuro é incerto. E o que resta é fazer projeções, acompanhar o que dizem os analistas e se manter informado e atualizado.

    Como vimos, é importante observar tanto o cenário econômico quanto o político, no Brasil e no exterior.

    A sugestão final, portanto, é que faça deste artigo um incentivo para aprender ainda mais sobre investimentos e economia.

    Comece pela leitura destes outros textos do nosso blog:

    Obrigado por ler até aqui!

    2019 - Renda-Fixa

    Topics: Economia e Análises

    Top 5 Posts

    Posts Recentes