{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1100px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    Taxa de Juros da Poupança em 2018 e 5 Investimentos Mais Rentáveis

    by Rico.com.vc on Setembro 21, 2018

    taxa de juros poupanca introducao

    Você sabia que a taxa de juros da poupança corresponde a apenas 70% da Selic?

    A taxa de juros da poupança em 2018 está cada vez menos atrativa.

    Mesmo considerando a baixa rentabilidade, ainda existem muitas pessoas que investem o seu dinheiro nesta aplicação.

    Você é uma delas? Então, não deixe de ler esse texto até o final. 

    No passado, a caderneta de poupança era considerada um ótimo meio de poupar dinheiro e formar patrimônio. No entanto, desde o final dos anos 90, a realidade não é mais essa.

    Em 2012, o governo reformulou a taxa de juros da poupança, comprometendo ainda mais os rendimentos.

    No cenário atual, em que os juros da economia estão em baixa, como poupador, é necessário saber por que não vale a pena deixar o seu dinheiro nesta aplicação.

    Se você quer ganhar dinheiro de verdade, mas não sabe quais são os melhores investimentos, vamos ajudá-lo!

    Neste artigo, você vai entender como funciona o rendimento da poupança e onde começar a investir para atingir os seus objetivos:

    • O que é a taxa de juros da poupança?
    • Qual é a taxa de juros da poupança neste ano?
    • Como funciona o cálculo da taxa de juros da poupança?
    • A poupança e a taxa Selic em 2018;
    • Simulador de rendimento da poupança;
    • As melhores opções para investir e ganhar dinheiro.

    Se tiver qualquer dúvida, não esqueça de deixar um comentário no final da página.

    Boa leitura!

    O Que é a Taxa de Juros da Poupança?

    taxa de juros poupanca o que e

    A caderneta foi ajustada para acompanhar a economia brasileira

    A taxa de juros da poupança representa a rentabilidade que esta aplicação oferece ao poupador. Ela é repassada mensalmente, e a sua forma mais conhecida é o rendimento anual.

    Em 2012, o governo estabeleceu o reajuste da rentabilidade da caderneta, visando que esta acompanhe melhor o cenário da economia brasileira.

    De acordo com esta regra, a taxa de juros da poupança é calculada de duas formas:

    • Se a taxa Selic estiver acima de 8,5% ao ano, o rendimento mensal será de 0,5% + TR (Taxa Referencial).
    • Com a taxa Selic abaixo de 8,5% ao ano, a taxa de juros anual da poupança será de 70% da Selic + TR.

    Qual é a Taxa de Juros da Poupança Hoje? [2018]

    Na reunião de setembro de 2018, o Copom manteve a taxa Selic, hoje em 6,50% ao ano. (dados de 19/09/2018).

    Diante disso, a taxa de juros da poupança está em 70% da taxa Selic. Em termos práticos, significa que a rentabilidade está em torno de 4,55% ao ano. Isso porque a variação da TR (taxa referencial) está em 0% desde 2017.

    Se você já acha que este rendimento é pequeno, vamos analisá-lo em termos de ganho real: ao considerar o IPCA acumulado atual, que é de 2,94% ao ano, a diferença é de apenas 1,61% (dados de Julho de 2018).

    Então, o dinheiro depositado na poupança trará um retorno efetivo inferior a 2,0% no ano todo. Isso mostra que deixar as suas economias na caderneta não é um bom negócio. 

    Principalmente visto que a expectativa do mercado é de que os juros continuem baixos por um longo tempo. Até lá, você colherá apenas retornos magros. 

    Enquanto isso, há investimentos que rendem muito mais. Nos próximos tópicos, vamos mostrar onde você pode investir o seu dinheiro para começar a ter retornos mais satisfatórios. 

    Antes, no entanto, vamos entender um pouco melhor a taxa de juros da poupança:

    Como Funciona o Cálculo do Rendimento da Poupança?

    taxa de juros da poupanca como funciona

    O rendimento mensal da caderneta é de apenas 0,38%

    A taxa de juros da poupança representa o ganho anual que ela paga aos poupadores. Os rendimentos são acrescidos ao montante todos os meses, no entanto.

    O dia em que você recebe as remunerações é no aniversário da aplicação. Por exemplo, se a abertura foi em 20 de abril, o recebimento será todo dia 20. 

    Esta é outra desvantagem da poupança. Se você solicitar o resgate antes deste prazo, os rendimentos do período não serão acrescidos. 

    Além disso, quando são feitos depósitos em datas diferentes, os retornos são repassados no aniversário deles. Isso acaba gerando fluxos de rentabilidade desencontrados.

    Se hoje a taxa de juros da poupança é de 4,55% ao ano, a taxa mensal fica em torno de 0,38% ao mês. É muito pouco, não é?

    Por isso, que reiteramos que este é o melhor momento para você deixar a caderneta e buscar alternativas mais rentáveis. 

    Entenda mais sobre como calcular o rendimento da Poupança

    Simulador de Rendimento da Poupança em 2018

    Agora que você já conhece a taxa de juros da poupança, tanto a anual quanto a mensal, vamos ver como ela funciona na prática.

    Para isso, podemos utilizar o Simulador de Investimentos da Rico.

    Ao investir R$ 1 mil na caderneta, no período de dois anos, veja quanto seu dinheiro vai render:

    taxa de juros poupanca 1 mil

    Rendimento da taxa de juros da poupança em dois anos - Tela capturada em 21/08/18

    Ao considerar o CDI acumulado, que está em 6,39%, a poupança paga um pouco mais da metade deste índice. Com um investimento com taxa de rentabilidade de 100% do CDI, por sua vez, o retorno destes R$ 1 mil seria de R$ 1.127,80. 

    Então, a diferença é de R$ 34,73.

    Se ao invés dos R$ 1 mil, o montante fosse de R$ 10 mil, os resultados serão de R$ 10.930,70 para a poupança e R$ 11.278,00 para um investimento que paga 100% do CDI.

    taxa de juros poupanca 10 mil

    Simulação da taxa de juros da poupança - Tela capturada em 21/08/18

    Com o investimento com taxa de 100% do CDI, você ganhou R$ 348,00 a mais nos mesmos dois anos.

    Esta diferença pode ser o valor que falta para você realizar aquele sonho, como dar entrada em um carro ou um intercâmbio

    Opções Melhores Que a Poupança Para Investir

    taxa de juros poupança investimentos melhores

    Conheça 5 investimentos incríveis e que superam a taxa de juros da poupança

    Como sabemos, poupar e deixar o consumo imediato em prol da realização de um objetivo não é nada fácil. 

    Quando esse esforço não é bem recompensado, a primeira coisa que vem à cabeça é: "Por que o meu dinheiro rende tão pouco?". A segunda é: "Será que tem algum jeito de ganhar mais?"

    Então, para conseguir um montante maior, existem duas alternativas: aumentar os seus ganhos ou investir. 

    A primeira opção é a mais simples: você pode pedir um aumento salarial, conseguir uma segunda fonte de renda ou mudar de emprego. No entanto, isso nem sempre é possível.

    Investir é a maneira mais rápida e assertiva para fazer o seu dinheiro crescer. Os investimentos são como aceleradores: eles permitem que você atinja os seus objetivos antes do imaginado. 

    Ao contrário da poupança, os investimentos costumam ter rendimentos atrativos. E o melhor, se feitos da maneira correta, podem ser tão seguros quanto ela.

    Acredite: a história de que os ativos não são confiáveis já é coisa do passado. 

    Para abandonar a caderneta de vez, listamos 5 investimentos mais atrativos do que a poupança.

    Comece a investir e veja seu dinheiro render de verdade, começando agora. Confira: 

    1 - CDB

    O CDB (Comprovante de Depósito Bancário) é um dos investimentos de renda fixa mais conhecidos. Ele é emitido pelos bancos e os rendimentos podem seguir duas modalidades: prefixados ou pós-fixados. 

    As taxas prefixadas, como o nome já diz, são fixas. Por exemplo, de 12% ao ano. Neste caso, você receberá exatamente estes 12% até a data do vencimento, independentemente do mercado. 

    Elas são ideais para quem acredita que os juros da economia cairão durante o prazo de investimento.

    Outra grande utilidade deste tipo de investimento é atingir um valor já determinado no futuro. 

    Com um CDB prefixado, você não tem surpresas no dia do resgate. No momento da compra, já sabe exatamente quanto o seu dinheiro vai render. 

    As pós-fixadas, por sua vez, estão atreladas aos indexadores da economia, como o CDI e o IPCA. Um exemplo seria uma taxa de 8,0% + IPCA.

    Como estão sujeitos à estas variações, os rendimentos também oscilam até a data do vencimento. 

    De maneira geral, quando o indicador sobe, a rentabilidade do CDB pós-fixado também sobe. São indicados, portanto, para os investidores que querem seguir o benchmark da renda fixa, que é o CDI.

    Investimentos que possuem rendimento atrelado ao IPCA são recomendados para proteger o dinheiro da inflação e manter o poder de compra no futuro. 

    Além da rentabilidade atrativa, o CDB possui a garantia do FGC (Fundo Garantidor de Crédito) para valores de até R$ 250 mil. Caso o emissor quebre, você não perde o dinheiro investido.

    2 - Fundo de Renda Fixa

    Com a queda de juros, os Fundos de Investimentos estão em expansão. Em 2017, a captação cresceu em 414% em relação a 2016. Os Fundos de Renda Fixa captaram cerca de R$ 57,6 bilhões.

    De acordo com a CVM, este ativo deve possuir, no mínimo, 80% do patrimônio em títulos de renda fixa. Os demais 20% podem ser alocados em derivativos.

    Por isso, o Fundo de Renda Fixa costuma ser considerado um investimento conservador. Sem contar que ele conta também com gestão profissional. Assim, é possível ter resultados acima de 100% do CDI

    Se você não tem muito tempo disponível para acompanhar o mercado, este ativo pode ser uma boa alternativa para ganhar mais que a poupança.

    Antes de investir, tenha em mente que o Fundo de Renda Fixa não possui a cobertura do FGC. Então, se o emissor quebrar, você corre o risco de perder o dinheiro aplicado. 

    3 - LCI

    A LCI é a Letra de Crédito Imobiliária. O seu funcionamento é semelhante ao CDB, mas há diferenças bem interessantes. A primeira delas é o foco de investimento.

    Ao investir o seu dinheiro nesta aplicação, você ajuda a financiar as atividades e o crescimento do setor imobiliário. Por isso, ela costuma ser indicada para a diversificação da carteira.

    Outra diferença é a isenção de tributos. Além de superar a taxa de juros da poupança, os rendimentos vêm diretamente para o seu bolso. 

    LCI - Letra de crédito imobiliária

    A LCI é uma opção excelente para diversificação de carteira.

    Com os juros mais baixos, a renda fixa sofreu alguns impactos na rentabilidade. Se você quer ganhar mais e de forma muito segura, a LCI pode ser uma excelente alternativa. 

    4 - Fundos DI

    Os Fundos DI vêm de outra categoria: os Fundos de Investimentos. Eles voltaram ao radar dos investidores devido sua taxa de rentabilidade. 

    Basicamente, são carteiras compostas por, no mínimo, 95% de títulos públicos atrelados à taxa Selic. Como ela é muito próxima ao CDI, os rendimentos seguem este benchmark.

    Mesmo sem a garantia do FGC, os Fundos DI podem ser considerados como investimentos de baixo risco, visto que os ativos do portfólio são emitidos pelo governo. 

    Então, se você quer ter bons rendimentos e contar com gestão profissional, este ativo pode ser um grande aliado. 

    5 - Tesouro Selic

    Ao falar de renda fixa, não poderíamos deixar Tesouro Selic de fora desta lista. Ele é um título público emitido pelo governo. Por isso, este ativo é muitas vezes considerado o investimento mais seguro do país. 

    Os rendimentos são de 100% da taxa Selic. Portanto, este papel sempre apresenta rentabilidade positiva, e cresce continuamente. 

    Além disso, o Tesouro Selic possui baixa volatilidade. Se você precisar do dinheiro antes do prazo de vencimento, as perdas são pequenas. 

    O Tesouro Selic também possui liquidez diária. Ou seja, ao solicitar o resgate, os valores estarão disponíveis no próximo dia útil. 

    Graças a essas vantagens, o Tesouro Selic costuma ser uma ótima alternativa para todas as carteiras. Afinal, ele pode ser facilmente adaptado para diferentes objetivos, como aposentadoria, montar um fundo de emergência ou trocar de smartphone. 

    Conclusão

    taxa de juros poupanca conclusao

    Abandone a caderneta e invista em renda fixa para ganhar mais!

    Existem investimentos que podem superar a caderneta de poupança.

    Em agosto de 2018, os seus rendimentos estão em torno de 4,55% ao ano, contra 6,39% do CDI.

    Então, ao deixar o seu dinheiro nessa aplicação, você perde quase a metade que um investimento de renda fixa poderia pagar. 

    As projeções do mercado apontam para mais uma redução da taxa Selic em setembro de 2018. Os juros também devem continuar baixos por um longo tempo. 

    Então, este é o melhor momento para abandonar a poupança e procurar por alternativas que tragam rendimentos reais, como os CDBs e os Fundos de Investimentos. 

    Neste cenário, você também pode optar pelas aplicações livres de tributos. Por exemplo, a LCI. Ela tende a superar a taxa de juros da poupança e os lucros vêm direto para o seu bolso.

    Outra alternativa de investimento é o Tesouro Selic. Ele tem rendimento de 100% do CDI e liquidez diária. Com ele, não é preciso esperar o aniversário da aplicação ou arcar com perdas significativas no rendimento. 

    Para fazer o seu dinheiro render de verdade e realizar os seus objetivos, o primeiro passo é abrir a sua conta na Rico! Aqui, você vai encontrar as melhores alternativas para investir com rentabilidade e segurança.

    Continue aprendendo sobre investimentos com estes outros artigos do nosso blog:

    abra-conta-rico-1

    Topics: Poupança

    Top 5 Posts

    Posts Recentes