{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1200px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    Saia da poupança: é preciso dizer adeus

    by Rico Matinal | 29 de Outubro, 2020

    Confira o Rico Matinal de hoje - 29/10/2020

    RicoMatinal_04

    Insight Rico: É preciso dizer adeus

    (por Paula Zogbi) 

     “É inútil fingir
    Não te quero enganar
    É preciso dizer adeus
    É melhor esquecer
    Sei que devo partir
    Só me resta dizer adeus”

    Acalme-se, caro/a leitor/a. Essa letra de Vinícius de Moraes, que conheci primeiro pela voz maravilhosa de Gal Costa, não é minha despedida dos Ricos Matinais.

    Eu sou muito ruim com despedidas. Chorei copiosamente em todos os finais de ciclos que passei até hoje: mudança de colégio, de endereço, formaturas... Tive que me segurar demais para não chorar na frente da câmera na gravação do meu último programa semanal no InfoMoney antes de vir para a Rico. Foi um alívio estar em home office e poder chorar sozinha no fim daquele último expediente, mesmo continuando no grupo.

    Essas lágrimas não significaram necessariamente que eu estava triste. Em nenhuma dessas ocasiões eu queria ter ficado onde eu estava – as mudanças invariavelmente vieram para melhor, porque fizeram parte da minha evolução como pessoa.

    Na verdade, eu queria já deixar avisado que, se um dia você me vir chorando, pode ficar tranquilo/a: essa é só a minha reação às coisas e nunca vi motivo para me segurar. Em geral eu estou perfeitamente bem, ainda que a minha cara inchada pareça sugerir outra coisa. E eu fico bem porque já aprendi que, na grande maioria das vezes, despedidas são positivas e necessárias. 

    E é por isso que eu venho aqui aconselhar que você que está lendo esse Rico Matinal, se não fez ainda, pratique o desapego, evolua e, de uma vez por todas, diga adeus à poupança.

    Sei que vocês provavelmente tiveram bons momentos juntos. A poupança pode ter ajudado você a não gastar por impulso, a realizar algum sonho, ter mais controle sobre suas finanças e, em última instância, sobre si mesmo. Ela cumpriu papeis importantes até aqui. Mas está na hora de ter a rentabilidade que você merece, mesmo na reserva de emergência.

    Infelizmente, a poupança não foi totalmente honesta com você. Ela prega ter liquidez imediata, mas evita mencionar suas “datas de aniversário”, que somem com toda a rentabilidade de um mês caso você resolva resgatar o dinheiro um ou dois dias antes. Para um relacionamento ser duradouro, o aconselhável é ser totalmente transparente, não é?

    Mas não é só isso. A verdade é que seu dinheiro consegue mais. Rendendo 70% da Selic, a caderneta hoje está te oferecendo um retorno de 1,4% ao ano. As boas alternativas para a reserva de emergência - Tesouro Selic, os fundos DI e os CDBs de liquidez diária – rendem 1,55% a.a. descontada a maior alíquota de imposto de renda (para até 180 dias) e 1,7% se você não movimentar o dinheiro por mais de 720 dias.

    Se você acha pouco, lhe convido a assistir à última Escola de Investidores, sobre o efeito dos juros compostos nos seus investimentos, clicando aqui. Só para ter uma ideia, quem investiu R$ 10 mil na poupança pelos últimos 5 anos sacaria hoje 13.034. O mesmo investimento rendendo 100% do CDI valeria hoje R$ 14.864. Duvido que você teria jogado esses mais de R$ 1.800 no lixo se tivesse essa informação de antemão.

    Se você tem dinheiro voltado ao longo prazo na Poupança, pior ainda. Mesmo na renda fixa, existem inúmeras oportunidades sem liquidez que pagam bem acima dos 2% a.a. da nossa Selic atual - mantida nesse patamar ontem pelo Copom. Para objetivos a serem cumpridos em 2, 3, 5 anos, CDBs, LCs e fundos de investimento em renda fixa, como o Trend Inflação Curta e o DNA Serenity, são opções muito melhores que a poupança e ainda conservadoras. Pensando no longuíssimo prazo, busque proteger seu poder de compra - a forma menos arriscada de se fazer isso é através do Tesouro IPCA+. 

    Como eu já disse, sei que despedidas são difíceis, mas nós estamos aqui para ajudar você a começar uma nova fase, com mais rentabilidade e um caminho menos tortuoso rumo à independência financeira.

    Sábado é dia da poupança e o nosso objetivo é ajudar todos os desavisados a mudar de patamar e desatar esses laços de uma vez por todas. O primeiro passo, caso você ainda não o tenha feito, é abrir a sua conta, clicando aqui.

    Em tempo: como sempre faço em se tratando da poupança, não posso deixar de avisar que aplicações feitas na norma antiga, que expirou em maio de 2012, continuam rendendo 6% ao ano e, portanto, são ótimas aliadas à sua carteira em tempo de Selic em 2%. Prefira movimentar saldos aplicados depois da mudança de regra. 

    Resumo do dia: Covid protagonista na peça BCs e eleições americanas

    (por Lucas Collazo)

    Depois de um dia bem dolorido para o mercados com novas medidas de isolamento social sendo anunciadas na União Europeia, hoje temos um ensaio de recuperação pela manhã: nos EUA, os futuros sobem entre 0,08% e 0,87%, e na Europa, o Stoxx 600 sobe 0,25%.

    O número de novos casos de Covid-19 tem avançado pelo mundo, com destaque para os países da União Europeia:

    New cases-1

    Como já dissemos demais vezes aqui no  Rico Matinal, esse avanço poderia ser caracterizado como "segunda onda" e causar repostas dos governos ao redor do mundo com mais medidas de isolamento. Essa resposta gera mais impactos econômicos, já que o isolamento social atrapalha a atividade econômica, e isso interfere nos mercados já que afeta diretamente empresas e economias.

    Ontem, após avanço no registro de casos, França e Alemanha, as duas principais economias da já fragilizada Europa, anunciaram medidas de isolamento, fechando as portas de estabelecimentos considerados não-essenciais até dezembro pelo menos. Tudo isso no momento que os países da região estavam estabilizando a recuperação do emprego:

    Emprego UE

    Dito isso, o BCE (Banco Central europeu), que se reúne hoje sob enorme pressão com essas novas medidas de lockdown anunciadas, deve sinalizar novos estímulos afim de evitar uma nova recessão na região. 

    Falando em Banco Central: ontem, o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) decidiu, por unanimidade, manter a taxa básica Selic em 2,00% ao ano, como amplamente esperado pelo mercado. O comunicado que acompanhou a decisão manteve as principais mensagens da reunião anterior: i) “a conjuntura econômica continua a prescrever estímulo monetário extraordinariamente elevado”; ii) a Selic deve permanecer estável enquanto as expectativas de inflação não se aproximarem das metas, desde que o regime fiscal não mude (Forward Guidance). 

    Nos EUA, o diretor do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), Anthony Fauci, disse que a vacina contra a Covid-19 não deve ficar pronta até janeiro, no mínimo.  

     Diante do fato que a administração da pandemia pelo governo Trump é um dos principais temas que favorece democratas no debate eleitoral, o avanço da doença também implica maior risco para as chances do presidente americano na disputa.

     A presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi, disse que o presidente americano se importa muito com os mercados, portanto, a queda da bolsa nos EUA poderia deixá-lo mais propenso a negociar um pacote de estímulo “de maneira séria”.  

    Por fim, mas não menos importante, hoje temos uma programação de lives imperdíveis!

    18h: Live sobre nossa Seleção Estrelas da Bolsa: Vamos falar sobre as ações queridinhas do mercado! Só clicar aqui.

    19h: TBT do Collazo com Camilla Dolle! Será que a renda fixa morreu? Sabemos realmente tudo sobre esse tema? Vamos entender todas as oportunidades que ainda existem! No YouTube da Rico.

    Agenda da Semana

    Quinta-feira, 22

    03h00Alemanha - Confiança do consumidor nov. (ant: -1,6)

    03h45: França - Confiança do negócio out. (ant: 92)

    06h00: Zona do Euro - Dív Gov/Índice PIB (ant: 84,1%)

    09h30: EUA - Novos pedidos de seguro-desemprego (ant: 898 mil)

    11h00: Zona do Euro - confiança do consumidor out. (ant: -13,9)

    11h00: EUA - venda casas existentes (a.m.) set. (exp: 3,3%; ant: 2,4%)

    21h30: Japão - PMI Serviços out. (ant: 51)

    Sexta-feira, 23

    04h15França - PMI Serviços out. (ant: 47,5)

    04h30: Alemanha - PMI Serviços Markit out. (exp: 49,5; ant: 50,6)

    05h00: Zona do Euro - PMI Serviços Markit out. (exp: 47,5; ant: 48)

    08h00: Brasil - FGV Confiança do Consumidor out (ant: 83,4)

    09h00: Brasil - IPCA-15 (a.m.) out (exp BBG: 0,7%; exp XP: 0,9%; ant: 0,5%)

    09h00: Brasil IPCA-15 (a.a.) out (exp BBG: 3,3%; exp XP: 3,51%; ant: 2,7%)

    Topics: Rico Matinal