{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1200px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    Retrospectiva 2019: Melhores Ações e Renda Fixa do Ano

    by Equipe Rico | 30 de Dezembro, 2019

    retrospectiva-2019-melhores-acoes-renda-fixa-do-ano

    O ano está chegando ao fim e esse é um bom momento para fazer uma retrospectiva de 2019: melhores ações e renda fixa.

    Até porque foram 12 meses muito especiais para o mercado financeiro, com recorde de pontos na Bolsa de Valores, queda de juros e aplicações de renda variável assumindo protagonismo nesse cenário.

    Olhar para o desempenho dos investimentos em 2019 é também uma forma de qualificar seus movimentos em 2020.

    É por isso que preparamos este artigo, com um balanço do ano que passou e projeções sobre o ano que está começando.

    Acompanhe a leitura e, se restar alguma dúvida ao final, deixe um comentário.

    Nova call to action

    Destaques de 2019

    retrospectiva-2019-melhores-acoes-renda-fixa-destaques

    O ano de 2019 começou com um cenário incerto, mas perspectivas positivas em relação à economia. 

    Com a entrada de um novo governo, munido de propostas de reestruturação e ideias pró-mercado, as projeções para o PIB indicavam crescimento de 3% no período. 

    Algumas previsões se confirmaram na prática.

    Vale lembrar que mudanças importantes foram implementadas com o intuito de reajustar as contas do governo e fomentar a economia, incluindo a Reforma da Previdência e cortes na Taxa Selic, mantendo a taxa básica de juros em níveis históricos. 

    Ainda assim, a retomada esperada para o cenário econômico nacional acabou se revelando mais lenta do que o esperado, tanto que o PIB deve crescer menos de 1% neste ano.

    Má notícia? Não para os investimentos, sobretudo aplicações de renda variável. 

    Em 2019, a Bolsa de Valores ultrapassou a marca dos 100 mil pontos, o que foi um grande momento para o mercado de ações no Brasil.

    Analistas da Rico alertaram que aquela marca era só o início e, de fato, chegamos a dezembro com 110 mil pontos na B3 e muitas expectativas positivas para 2020.

    Retrospectiva das Ações em 2019

    retrospectiva-2019-melhores-acoes-renda-fixa-maiores

    Nossa retrospectiva de 2019 no mercado financeiro começa falando sobre as ações.

    Separamos para você aquelas que tiveram os melhores e os piores desempenhos ao longo do ano.

    Com a ressalva de que resultado passado não é garantia de resultado futuro, vale a pena conhecer quais são essas ações ao fazer sua análise antes de investir.

    Maiores Altas de Ações em 2019

    A Bolsa de Valores subiu e, naturalmente, muitas ações acompanharam esse movimento de alta.

    Só que algumas delas foram além.

    Veja quais tiveram os melhores desempenhos em 2019.

    Qualicorp

    A Qualicorp, administradora de planos coletivos de saúde, acumula alta de mais de 221% em 2019.

    Sua ação é a de código QUAL3.

    retrospectiva-de-acoes-e-renda-fixa-2019-Maiores Altas-1

    Evolução da ação QUAL3 em 2019 - Tela capturada em 06/12/2019.

    BTGP Banco

    O BTG Pactual também se destacou no mercado de ações em 2019. 

    As Units do banco, negociadas com o ticker BPAC11, cresceram mais de 211,4% ao longo do ano. 

    retrospectiva-de-acoes-e-renda-fixa-2019-8-Maiores Altas-2

    Evolução da ação BPAC11 em 2019 - Tela capturada em 06/12/2019.

    JBS 

    Depois dos escândalos de corrupção envolvendo a empresa em 2017, a JBS passou por mudanças em sua administração, incluindo questões de governança, o que gerou um ambiente mais favorável para a performance no mercado.

    A alta de 137,7% das ações JBSS3, sobretudo na reta final de 2019, também se explica pelo aumento do preço da carne suína em razão da crescente demanda na China. 

    retrospectiva-de-acoes-e-renda-fixa-2019-9-Maiores Altas-3

    Evolução da ação JBSS3 em 2019 - Tela capturada em 06/12/2019.

    Intermédica

    As ações ordinárias da Intermédica, negociadas com o código GNDI3, subiram cerca de 105% em 2019.

    A empresa que atua no ramo plano de saúde abriu capital na Bolsa em 2018 e já se tornou uma queridinha dos investidores brasileiros.

    retrospectiva-de-acoes-e-renda-fixa-2019-1-Maiores Altas-4

    Evolução da ação GNDI3 em 2019 - Tela capturada em 06/12/2019.

    Magazine Luiza

    Não precisa ser um investidor assíduo para saber que as ações da Magazine Luiza, MGLU3, protagonizaram uma das maiores histórias de sucesso da Bolsa de Valores. 

    Em 2019, acumulam crescimento de quase 100%.

    retrospectiva-de-acoes-e-renda-fixa-2019-7-Maiores Altas-5

    Evolução da ação MGLU3 em 2019 - Tela capturada em 06/12/2019.

    Maiores Baixas de Ações em 2019

    Mesmo com o Ibovespa subindo forte, algumas ações apresentam desempenho negativo em 2019.

    Veja quais foram aquelas que se destacaram pelos resultados ruins no ano.

    Braskem

    As ações BRKM5 acumulam queda superior a 37% em 2019. 

    A performance negativa da Braskem foi reflexo, principalmente, da desaceleração da economia, que teve impacto negativo no preço da nafta. 

    retrospectiva-de-acoes-e-renda-fixa-2019-2-Maiores Baixas de Ações-1

    Evolução da ação BRKM5 em 2019 - Tela capturada em 06/12/2019.

    Ultrapar 

    Outra empresa na contramão do mercado em 2019 é a Ultrapar, cujas ações (UGPA3) acumulam queda de 16,46% - só não foi maior em razão da recuperação no final do ano.

    A companhia foi impactada negativamente pela mudanças sofridas pelo setor após a greve dos caminhoneiros, em 2018. 

    Também sofreu impactos da privatização da BR Distribuidora, que passou a ocupar maior espaço no mercado.

    retrospectiva-de-acoes-e-renda-fixa-2019-4-Maiores Baixas de Ações-2

    Evolução da ação UGPA3 em 2019 - Tela capturada em 06/12/2019.

    Usiminas

    A Usiminas atua no setor de siderurgia, um dos mais dependentes da retomada da economia.

    E como a previsão de crescimento não se confirmou, o segmento não teve um ano para comemorar.

    A queda da USIM5 foi atenuada na parte final de 2019, mas seu preço ainda ficou bem abaixo de meados de 2018, quando a ação chegou a custar 35% mais.

    retrospectiva-de-acoes-e-renda-fixa-2019-3-Maiores Baixas de Ações-3

    Evolução da ação USIM5 em 2019 - Tela capturada em 06/12/2019.

    Embraer

    Outra empresa que sofreu com o cenário de desaceleração da economia foi a Embraer.

    As ações EMBR3 acumulam queda de 15% em 2019.

    O resultado também pode ser atribuído à indecisão quanto à fusão com a Boeing. 

    retrospectiva-de-acoes-e-renda-fixa-2019-6-Maiores Baixas de Ações-4

    Evolução da ação EMBR3 em 2019 - Tela capturada em 06/12/2019.

    CVC

    A presença da CVC nas ações de pior desempenho em 2019 pode ser considerada uma surpresa, mas justificada.

    Fatores como a quebra da Avianca e a crise na Argentina, onde tem forte operação, empurraram para baixo seu valor no mercado.

    A ação CVCB3, que em fevereiro deste ano chegou a custar R$ 64,80, hoje é negociada por volta de R$ 41 - uma queda de 36%.

    retrospectiva-de-acoes-e-renda-fixa-2019-5-Maiores Baixas de Ações-5

    Evolução da ação CVCB3 em 2019 - Tela capturada em 06/12/2019.

    Expectativas para as Ações em 2020

    retrospectiva-2019-melhores-acoes-renda-fixa-expectativas-em-2020

    Diferentemente do que ocorreu em 2019, o ano começa com uma previsão mais conservadora para o PIB, o que não é necessariamente ruim.

    É esperada alta de 2,22%, segundo o Boletim Focus.

    Com base nessa projeção, surpresas positivas podem ser registradas, a depender do desempenho da economia em 2020.

    Essa expectativa é alimentada, em parte, pela continuidade da agenda de reformas promovidas pelo Governo Federal, como a administrativa e a tributária.

    Outro fator que justifica o ânimo do mercado é a manutenção dos juros em queda.

    Caso se confirme também um maior controle sobre a inflação, o cenário poderá estar próximo do ideal para o crescimento, o que é bom não só para o país, mas para as empresas aqui instaladas e, por consequência, para os investidores, especialmente em renda variável.

    É um bom momento, portanto, para escolher as melhores ações para investir em 2020 e diversificar sua carteira.

    Como Escolher as Melhores Ações para Investir de Acordo com seus Objetivos

    retrospectiva-2019-melhores-acoes-renda-fixa-como-escolher-para-investir-de-acordo-com-seus-objetivos

    A escolha de um investimento sempre exige conhecer seu perfil de investidor e os objetivos para aquela aplicação.

    No mercado de renda variável, não é diferente.

    Se o objetivo é comprar uma ação e permanecer com ela por um longo período, você deve avaliar três fatores principais: a situação da empresa, o cenário macroeconômico e o preço. 

    Há quem julgue o preço irrelevante, já que boas empresas tendem a crescer no longo prazo. Porém, comprar ações com desconto pode ajudar a alavancar seus resultados. 

    Portanto, faça uma boa avaliação da situação da empresa, veja se ela está gerando lucro e se possui uma gestão. 

    Depois, faça uma análise do cenário macroeconômico interno e externo, incluindo tudo que pode afetar a empresa, o mercado no qual ela está inserida e a própria bolsa de valores. 

    Por fim, pense no preço. De acordo com o que você observou da empresa e as projeções para ela, o preço pelo qual ela está sendo negociada é justo? 

    Se ela estiver sendo negociada acima do preço que realmente vale, pode ser sensato esperar uma correção para comprar os papéis. Já se o preço estiver abaixo, existem boas chances de você ganhar investindo nela. 

    Carteira Premium Rico

    retrospectiva-2019-melhores-acoes-renda-fixa-carteira-premium-rico

    Quer comprar ações, mas não consegue se decidir?

    A Carteira Premium da Rico pode ser sua aliada. 

    Ela reúne ativos que podem entregar resultado acima do Ibovespa

    De janeiro a novembro de 2019, por exemplo, o desempenho da carteira da Rico foi de 29,9% contra 23% do Ibovespa. 

    Já no acumulado desde 2016, sua performance é ainda melhor, com valorização de 213,81% contra 145,86% do Ibovespa.

    Abra sua conta na Rico e tenha acesso gratuito à Carteira Premium da Rico. 

    Carteira Rico Dividendos 8+

    Se você está pensando em montar uma carteira focada no recebimento de dividendos para aproveitar todo potencial dos juros compostos ou apenas para gerar uma renda passiva, a Rico também pode te ajudar. 

    A Carteira Dividendos 8+ contém as 8 melhores ações de cada mês com base no pagamento de dividendos da empresa. 

    Desde a sua criação, a carteira da Rico rende 263,66% contra 106,68% do Ibovespa.

    Ao se tornar cliente Rico, você tem acesso a relatórios exclusivos, que justificam a escolha por cada uma das ações nas carteiras recomendadas.

    Retrospectiva de Renda Fixa em 2019

    retrospectiva-2019-melhores-acoes-renda-fixa-mercado

    Depois de falar sobre o mercado de ações, vamos a uma retrospectiva da renda fixa em 2019.

    O ano não foi tão positivo quanto para a renda variável, mas ainda existem oportunidades interessantes para perfis variados nesse tipo de investimento.

    A renda fixa tem uma proposta mais conservadora e pode ser usada com outros objetivos, como reserva de emergência e diversificação. 

    Baixa da Taxa Selic em 2019 - Como isso Afetou a Renda Fixa

    Em 2019, o Taxa Selic atingiu níveis históricos - atualmente, em 5%.

    Esse é um cenário positivo para a economia como um todo, já que os juros baixos tendem a diminuir os custos do crédito no mercado e ainda incentivar a produção e o consumo. 

    Para quem gosta de investir em renda fixa, no entanto, a queda na taxa não é positiva.

    Muitos produtos desse mercado possuem rentabilidade atrelada à Taxa Selic ou ao CDI (Certificado de Depósito Interbancário) - que, por sua vez, segue de perto a Selic. 

    Com ganhos menores, muitos investidores migraram para a renda variável, onde a rentabilidade é maior, assim como os riscos.

    Há expectativa de que esse cenário se mantenha em 2020.

    Expectativas para renda fixa em 2020

    Caso o cenário econômico se mantenha como o atual, com a Selic em baixa, como os investimentos em renda fixa vão se comportar?

    Se você tem essa dúvida, veja projeções para algumas das principais aplicações.

    Tesouro Direto em 2020

    Entre os títulos públicos do Tesouro Direto, o Tesouro IPCA + continua sendo uma das aplicações principais, já que cobre a inflação e garante um retorno real.

    Com a Selic em baixa, o Tesouro Selic só deve se tornar mais atrativo quando a taxa voltar a subir, o que é esperado para o segundo semestre de 2020.

    A dica é abrir sua conta na Rico e usar nosso simulador para encontrar o título que melhor atende seus objetivos.

    CDB em 2020

    A maior parte dos CDBs (Certificados de Depósitos Bancários) está atrelada ao CDI.

    Por isso, quando a Taxa Selic cai, a rentabilidade desses títulos acompanha o movimento.

    No entanto, a grande oferta deles no mercado pode ajudar o investidor a encontrar opções ainda rentáveis. 

    Atualmente, você pode acessar CDBs na Rico com rentabilidade de até 132% do CDI, o que é um ótimo retorno em renda fixa.

    LCI/LCA 2020

    A rentabilidade das LCIs e LCAs (Letras de Crédito Imobiliário e Letras de Crédito do Agronegócio) segue a mesma lógica dos CDBs, com grande parte vinculada ao CDI. 

    Ainda assim, são uma alternativa interessante para construir uma reserva financeira, já que os títulos são isentos de Imposto de Renda, o que pode ajudar a melhorar seu rendimento. 

    Debêntures em 2020

    Na maior parte dos casos, o retorno das debêntures está atrelado ao CDI ou ao IPCA e conta ainda com um percentual prefixado.

    Por isso, você vai encontrar opções de debêntures cujo rendimento é de 4% ao ano mais o IPCA ou CDI. 

    Quando o rendimento da debêntures está ligado diretamente ao CDI, às variações na Taxa Selic tem efeito quase direto sobre elas. 

    Nesse sentido, com projeções de queda na taxa de juros para 2020, a tendência é de que as debêntures atreladas ao CDI sejam menos interessantes, assim como boa parte dos produtos de renda fixa. 

    Já os títulos com rendimento atrelados ao IPCA, como explicamos antes, cobrem a inflação e ainda representam um ganho real.

    Segundo projeções, em 2020, o IPCA deve ficar em 3,6% contra 3,52% em 2019. Portanto, não deve haver grandes alterações no rendimento dos produtos atrelados ao índice.

    Letras de Câmbio 2020

    Outra opção de investimento em renda fixa, as Letras de Câmbio são outra aplicação atrelada ao CDI.

    Por isso, o ano de 2020 deve ser mais um no qual elas funcionam como investimento conservador, mas sem rentabilidades atrativas.

    CRI e CRA em 2020

    Por fim, os Certificados de Recebíveis Imobiliários e Certificados de Recebíveis do Agronegócio também costumam estar atrelados ao CDI ou ao IPCA, seguindo a mesma tendência das debêntures. 

    Visite o site da Rico para encontrar os títulos com melhores possibilidades de retorno.

    Conclusão - Invista em 2020 com a Rico

    retrospectiva-2019-melhores-acoes-renda-fixa-conclusao-invista-2020-com-Rico

    O ano de 2019 se despede, deixando uma marca positiva no mercado financeiro.

    Foi um ano de recordes, tanto na bolsa de valores quanto na Taxa Selic em queda.

    A melhor parte é que esse cenário positivo deve ser manter em 2020. Quem sabe não é o momento ideal para você experimentar a renda variável e seus rendimentos mais atrativos?

    Seja como for, é sempre importante estar atento e seguir estudando os movimentos do mercado. E uma ótima maneira de minimizar riscos é ao diversificar seu portfólio de investimentos. 

    Nesse sentido, mesmo que as aplicações em renda fixa sejam menos atraentes, manter uma parte da sua carteira nelas funciona como um colchão de liquidez e proteção do patrimônio.

    Na Rico, você encontra as melhores opções em produtos de renda fixa e variável, além de conteúdos e carteiras recomendadas que podem te ajudar a tomar as melhores decisões. 

    Abra sua conta na Rico e comece a investir em 2020.

    Obrigado por ler até aqui!

    Abra sua conta gratuita

    Topics: Economia e Análises

    Top 5 Posts

    Posts Recentes