{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1200px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    Resgate do Tesouro Direto Antes do Vencimento é Uma Boa Ideia?

    by Rico.com.vc | 23 de setembro, 2019

    resgate tesouro direto introducao

    O resgate do Tesouro Direto é uma das dúvidas mais frequentes dos investidores.

    Afinal, o que deve ser feito quando o título do Tesouro vence? Será que resgatar o Tesouro Direto antes do prazo é um bom negócio?

    Como sabemos, esses ativos são precificados pelo mercado. Ao mesmo tempo, se você os mantiver até o vencimento, a dinâmica de investimento é outra. 

    Por isso, é tão importante entender sobre o resgate do Tesouro Direto, o seu funcionamento e as vantagens que cada cenário pode trazer para a sua carteira. 

    De acordo com a sua estratégia, é possível lucrar com a venda antecipada. 

    Diante disso, preparamos um artigo completo para você entender como funciona o resgate do Tesouro Direto e as melhores alternativas para começar a lucrar agora mesmo:

    • Vencimentos dos Títulos públicos
    • Como funciona o prazo de resgate do Tesouro Direto
    • Resgate antecipado do Tesouro Direto é uma boa ideia?
    • Como fazer o resgate do Tesouro Direto
    • Como funciona o pagamento da venda antecipada
    • 4 dúvidas comuns sobre o investimento em Tesouro Direto
    • Outros investimentos tão seguros quanto o Tesouro Direto

    Se você tiver qualquer dúvida, deixe um comentário no final da página.

    Boa leitura!

    Vencimentos dos Títulos Públicos

    No momento da compra, todos os títulos do Tesouro Direto possuem detalhes importantes, como taxa de rentabilidade, tipo de papel e a data do vencimento.

    Hoje, esses ativos apresentam os seguintes prazos: 

    regate-do-tesouro-direto-vencimento-dos-titulos-publicos

    Ativos disponíveis para a compra - Tela capturada em 12/09/2019

    Note que todos os títulos disponíveis para a compra possuem datas de vencimento para o médio e longo prazos.  

    Esse prazo de vencimento é influenciado pelo comportamento dos títulos, pois a precificação deles é feita pelo mercado.

    Basicamente, os preços variam conforme as expectativas dos investidores quanto aos juros futuros (taxa Selic). 

    Digamos que você comprou um título com taxa de 8,0% ao ano a R$ 900,00. Se daqui um ano, o mercado a precifica a 9,0% a.a, o valor unitário do seu ativo será inferior aos R$ 900,00. Isto é o conhecido preço de mercado. 

    Mas fique tranquilo, se você mantiver o investimento até a data do vencimento, receberá os 8,0% a.a. estabelecidos no momento da compra. 

    Enquanto isso, a venda antecipada está sujeita a condições do mercado. Ou seja, ao vender um papel antes do prazo de vencimento, o preço praticado será o do mercado, mesmo que ele seja inferior ao valor pago na aplicação. 

    Porém, como os juros futuros são dinâmicos, haverá momentos em que o valor unitário será maior. Então, é possível ganhar dinheiro com essa operação. 

    Um bom exemplo foi o recente caso do título do Tesouro Direto IPCA+ 2045, que acumulou, entre janeiro e agosto de 2019, uma incrível rentabilidade de 42,3%.

    regate-do-tesouro-direto-cta-1

    Como Funciona o Prazo de Resgate do Tesouro Direto

    regate-do-tesouro-direto-prazo

    O prazo de liquidação ocorre em apenas um dia útil

    O resgate do Tesouro Direto pode ocorrer de duas formas: na data do vencimento ou na venda antecipada. 

    Esse investimento é bastante vantajoso, porque oferece muita flexibilidade ao investidor. Ou seja, você pode fazer a venda dele a qualquer momento. 

    A recompra é feita pelo próprio governo. Então, basta solicitar o resgate e a liquidação ocorrerá em D+1 (um dia útil).

    Ao optar pelo resgate do Tesouro Direto na data do vencimento, há duas opções: receber os recursos corrigidos e acrescidos dos rendimentos ou reinvestir. 

    O reinvestimento consiste na compra de títulos da mesma classe. Por exemplo, se você tem o Tesouro IPCA+ 2019, é possível comprar outros papéis de Tesouro IPCA+ com datas de vencimentos mais a frente, como o Tesouro IPCA+ 2024 ou o 2035. 

    Nesse caso, é preciso verificar se os seus objetivos como investidor e a sua estratégia estão alinhados aos novos prazos. 

    Resgate do Tesouro Direto Antecipado é Uma Boa Ideia?

    regate-do-tesouro-direto-antecipado

    Saiba agora quando sacar o Tesouro Direto antes do vencimento pode ser vantajoso

    Se os títulos são precificados diariamente, será que o resgate do Tesouro Direto antecipado pode ser um bom negócio? 

    Essa resposta depende, primordialmente, do tipo de ativo que está na sua carteira e da data do vencimento. 

    Apesar de ser uma renda fixa, o Tesouro Direto possui perfis de riscos diferentes, ou seja, há papéis mais seguros, enquanto outros oferecem risco maior. 

    Os títulos com vencimentos longos, por exemplo, superior a vinte anos, são mais dinâmicos. Isso porque, apesar das projeções, você não sabe exatamente como será o cenário econômico e político até o resgate. 

    Eles podem oscilar de forma positiva ou negativa. No caso, se você vender em uma oscilação negativa, tem prejuízo. Mas se encerrar a posição em uma onda de valorização, obtém ganhos antes da data do vencimento.

    Assim, eles estão mais expostos aos efeitos das expectativas do mercado quanto aos juros futuros e às mudanças que podem ocorrer ao longo do tempo.

    Lembre: se não houver venda antecipada, todos os títulos do Tesouro Direto são previsíveis e seguros.

    Conforme os momentos, por exemplo, aversão ao risco ou queda abrupta dos juros, os preços tendem a variar mais no curto prazo. Esse fator influencia também nas taxas de rendimentos oferecidas. 

    Portanto, ao fazer a venda antecipada, é preciso analisar esses aspectos para evitar perdas, tanto em rentabilidade, quanto nos lucros da operação. 

    Então, se você quer fazer o resgate do Tesouro Direto antecipadamente, acompanhe o mercado dos títulos. Verifique a diferença entre o preço de compra e de venda. Isso se chama marcação a mercado. 

    Esse método serve muito bem para os títulos atrelados ao IPCA e para os prefixados. Já o Tesouro Selic funciona de forma diferente. 

    Portanto, continue a leitura para saber sobre como resgatar Tesouro Selic antes do vencimento.

    Ele é um papel com risco mais baixo: Basicamente, as oscilações são menores que as dos outros dois citados anteriormente.

    Dessa maneira, ele possui menor volatilidade em relação aos demais títulos. Sem contar que os rendimentos podem ser bastante atrativos. O rendimento do Tesouro Selic fica em torno de 100% do CDI

    Se você tem esse ativo na carteira e precisa solicitar o resgate, quase não há perda de rentabilidade. Por isso, que o Tesouro Selic costuma ser excelente para fundos de emergência

    Portanto, investir nele pode ser muito vantajoso, sobretudo para quem busca um ativo com bom rendimento e liquidez.

    Lembre-se de que não há um prazo mínimo para o resgate do Tesouro Direto. Porém, os tributos e taxas cobradas variam com o tempo. Nos próximos tópicos, vamos mostrar como elas são calculadas.

    Como Resgatar Tesouro Direto Antes do Vencimento ou Depois

    regate-do-tesouro-direto-como-resgatar-antes-do-vencimento

    Depois de entender como funciona a dinâmica do resgate do Tesouro Direto antes do prazo, chegou a hora de aprender como você pode solicitar a liquidação.

    Considere as duas estratégias: na data do vencimento e de forma antecipada. 

    Na primeira, basta ficar atento ao prazo e optar pela alternativa mais adequada para a sua carteira. Por exemplo, utilizar o valor final para comprar um imóvel. 

    O resgate do Tesouro Direto de forma antecipada também é bastante simples. Acompanhe o passo a passo:

    1. Entre na sua plataforma de investimentos
    2. Verifique quais títulos do Tesouro Direto estão sob a sua custódia e os valores equivalentes;
    3. Escolha a opção "Resgate";
    4. Agora, você tem a opção de resgatar o valor integral ou uma parte dele;
    5. Já decidiu? Insira a sua assinatura eletrônica e clique em "Resgatar novamente".

    Pronto! No próximo dia útil, o dinheiro estará na sua conta. Não esqueça que o mercado dos títulos possui horários de negociação. 

    O resgate pode ser solicitado das 18h às 5h nos dias úteis e a qualquer horário nos finais de semana. 

    regate-do-tesouro-direto-cta-2

    O Pagamento do Resgate Antecipado

    Agora que você já sabe como resgatar dinheiro do Tesouro Direto, chegou a hora de entender melhor sobre o pagamento dos títulos.

    Ao solicitar o resgate do Tesouro Direto antecipadamente, o valor líquido recebido será composto de acordo com algumas condições:

    • Preço de mercado
    • Taxas e tributos
    • Taxa de rendimento para a venda

    Vamos a um exemplo hipotético.

    Digamos que você comprou um título a R$ 950,00, com rentabilidade de 10% a.a. Daqui a um ano, você decidiu resgatar o investimento. 

    Neste momento, o PU (preço unitário) está a R$ 1.200,00. Teoricamente, o valor dele deveria estar em R$ 1.045,00, se rendesse os 10% ao ano. 

    Note que você já teria um lucro de R$ 155,00, ou seja, o papel valorizou mais de 14% em um ano. 

    Agora, é preciso analisar as taxas envolvidas. O Tesouro Direto possui três, que é o IOF (incide apenas em resgates feitos nos primeiros 30 dias), a taxa de custódia e o Imposto de Renda regressivo. 

    Após um ano, a taxa de custódia será cobrada proporcionalmente ao tempo decorrido desde a última cobrança. Considere que ela será cobrada daqui alguns dias, então, ficará em 0,15% sobre o rendimento. 

    O IR para este período será de 17,5% (em 365 dias) também sobre o retorno. Se o lucro foi de R$ 155,00, com os descontos aplicados, o valor líquido será de R$ 1.127,50.

    Note que mesmo com o desconto das taxas, o resgate foi lucrativo. Porém, é importante ficar atento. Se o resgate ocorresse na primeira semana de aplicação, por exemplo, quase não haveria rentabilidade.

    4 Dúvidas Comuns Sobre Investimento no Tesouro Direto

    regate-do-tesouro-direto-duvidas

    O Tesouro Direto se tornou muito conhecido nos últimos anos.

    De acordo com o Ministério da Economia, em relatório relativo a julho de 2019, em um período de 12 meses, houve um aumento de 74,4% no número de investidores no programa. 

    Com o acréscimo, o número total de cadastrados ultrapassou a casa dos 4,5 milhões. Já o número de participantes ativos, no Tesouro Direto supera 1,1 milhão. 

    Estes títulos possuem bons rendimentos, sem contar que eles são os ativos mais seguros do país, já que são garantidos pelo próprio Tesouro Nacional.

    Ao mesmo tempo, há muitas dúvidas em relação ao Tesouro Direto. Se você quer investir e não sabe por onde começar, vamos te ajudar! 

    Para isso, selecionamos as perguntas mais comuns sobre esse investimento. Acompanhe:

    1 - Qual é o valor mínimo para investir no Tesouro Direto?

    O Tesouro Direto é um investimento muito acessível. Com valores em torno de R$ 100,00, você pode se tornar um investidor.

    Isso é possível porque os títulos são divididos em frações. 

    2 - Para quem o Tesouro Direto é indicado?

    Os títulos do Tesouro Direto são aplicações de renda fixa. Então, eles costumam ser recomendados para todos os investidores que buscam retornos estáveis e próximos a 100% do CDI. 

    Em termos de perfil, a indicação pode ser para os conservadores e moderados. Nesse caso, depende do risco oferecido pelo próprio ativo.

    3 - Como comprar os títulos do Tesouro Direto?

    Para adquirir os títulos, o primeiro passo é abrir uma conta em uma corretora de confiança, como a Rico. Basta inserir os seus dados pessoais, criar um login e senha. 

    Depois disso, transfira o valor a ser investido da sua conta bancária para a conta da corretora através de TED de mesma titularidade. 

    O próximo passo é entrar na sua plataforma de investimentos e escolher a opção Tesouro Direto. Aqui, você encontra todos os títulos disponíveis para a compra.

    Com o papel selecionado, clique em Comprar. Insira o valor desejado e clique novamente em Comprar.

    Em até D+2, o título estará sob a sua custódia e você já começa a ver o seu dinheiro rendendo! Muito simples, não é?

    4 - Qual é o melhor título?

    Essa resposta depende de vários aspectos pessoais e de investimento. Tenha em mente que não há investimento bom ou ruim. 

    A escolha deve ser feita com base nos seus objetivos, prazo de aplicação, perfil de investidor e expectativas de rentabilidade.

    De forma geral, os títulos atrelados ao IPCA tendem a ser voltados para quem quer proteger o dinheiro da inflação e manter o poder de compra no futuro. 

    Os prefixados são para os investidores que desejam rendimentos fixos ou que acreditam que os juros da economia vão cair ao longo do tempo.

    Por fim, o Tesouro Selic pode ser indicado para quem quer obter rendimentos de 100% do CDI e com a liberdade de utilizar o dinheiro a qualquer momento, sem muitas preocupações. Por isso, são os mais usados para fins de reserva de emergência. 

    Nova call to action

    5 - Qual o horário de resgate do Tesouro Direto

    Você pode solicitar o resgate antecipado do seu título qualquer dia da semana, entre as 18h e as 5h. Já aos finais de semana, isso pode ser feito em qualquer horário. 

    Contudo, é importante lembrar que o preço praticado na liquidação será o de mercado e que o valor usado é o do último fechamento.

    Ao solicitar o resgate, o dinheiro ficará disponível na sua conta da corretora no dia posterior à solicitação, a partir das 13h. 

    Já o resgate por vencimento ou recebimento de cupons semestrais ficará disponível automaticamente na conta da sua corretora no dia posterior ao previsto para o título.

    6 - Como funciona o Imposto de Renda para o Tesouro Direto?

    O Imposto de Renda sobre os títulos do Tesouro Direto incide apenas sobre a rentabilidade da aplicação e segue a tabela regressiva de tributação:

    Tempo de aplicação

    Alíquota do IR (%)

    Até 180 dias

    22,5

    De 180 a 364 dias

    20,0

    Entre 364 e 720 dias

    17,5

    Acima de 720 dias

    15

    Para operações de resgate antecipado, o cálculo do valor do imposto é feito com base no tempo da aplicação, que começa no dia em que foi realizada a compra.

    Paralelamente, o imposto sobre os resgates semestrais é calculado sobre os rendimentos dos cupons. 

    Mas você não precisa se preocupar com cálculos para o pagamento do IR, pois o imposto sobre o Tesouro Direto é retido diretamente na fonte. 

    No entanto, você precisa informar corretamente sobre os títulos na sua declaração anual de IRPF. 

    Outros Investimentos Tão Seguros Quanto o Tesouro Direto

    O mercado financeiro oferece uma gama enorme de ativos. Para os iniciantes, é muito comum se questionar sobre onde investir.

    Afinal de contas, a rentabilidade é apenas um dos aspectos que determinam se um investimento é ideal ou não para a sua carteira.

    Ao investir na renda fixa, um dos critérios mais procurados é a segurança. Por isso, é fundamental conhecer as alternativas que podem trazê-la e ainda possibilitar bons rendimentos. 

    Veja agora os investimentos que são tão seguros quanto o Tesouro Direto:

    CDB

    O CDB (Certificado de Depósito Bancário) é uma das aplicações mais conhecidas da renda fixa. 

    Ele é emitido pelos bancos. Portanto, a segurança está atrelada à instituição. Quanto mais sólida (saudável e confiável), maior tende a ser a segurança. 

    Além disso, o CDB conta com a garantia do FGC (Fundo Garantidor de Crédito) para valores de até R$ 250 mil. Caso o emissor quebre, você não perde o que investiu.

    LCI/LCA

    A LCI (Letra de Crédito Imobiliária) e a LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) são investimentos bastante seguros. 

    O funcionamento delas é semelhante ao CDB e também conta com a cobertura do FGC para valores de até R$ 250 mil. 

    Além dessa segurança, a LCI e a LCA ainda oferecem isenção de taxas. Então, se você procura um investimento seguro e com bom rendimento, elas podem ser as alternativas certas.

    Conclusão

    regate-do-tesouro-direto-conclusão

    O resgate do Tesouro Direto é uma das partes fundamentais do processo de investimento. 

    Afinal, é nessa etapa que você tem o retorno do dinheiro investido no passado. 

    E uma das maiores vantagens dos títulos públicos é a flexibilidade. 

    O resgate pode ocorrer de duas formas: antecipado ou na data do vencimento. Em apenas um dia útil, o valor líquido estará disponível na sua conta, tanto para a utilização pessoal, quanto para o reinvestimento. 

    O mercado de títulos públicos é bastante dinâmico, ou seja, os papéis são precificados diariamente. 

    Com o andamento da economia, eles podem sofrer oscilações que geram lucros ou perdas na venda antecipada. 

    Se você não tem muito tempo ou facilidade para fazer a marcação a mercado, o ideal é manter o seu título até a data do vencimento. 

    Dessa forma, você não perde os rendimentos e vai receber conforme as condições acertadas na compra. Caso contrário, a venda é feita somente a preço de mercado. 

    Para aproveitar todas as vantagens do Tesouro Direto, o primeiro passo é abrir a sua conta na Rico.

    Aqui, você terá à disposição esses e outros investimentos com alto grau de segurança para que seu dinheiro possa começar a render.

    Gostou deste artigo? Então, deixe um comentário com sugestões.

    Obrigado por ler até aqui!

    Continue a aprender sobre investimentos com estes outros artigos do nosso blog:

    Nova call to action

    Topics: Tesouro Direto

    Top 5 Posts

    Posts Recentes