{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1100px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    Como a rentabilidade do Tesouro Direto chegou a 53% a.a (+Simulador)

    by Rico.com.vc on Março 20, 2017

    rentabilidade do tesouro direto

    Você sabia que o Tesouro Direto pode render até 53% em 12 meses?

    A rentabilidade do Tesouro Direto pode ser prefixada ou pós-fixada. Ou seja, se fixa, o retorno é conhecido no momento da compra e se mantém até a data do vencimento.

    No caso de ser pós-fixada, a taxa de rentabilidade é definida com base em um indexador da economia como os atrelados à Selic e ao IPCA

    Existe uma variedade de títulos do Tesouro. Em 2017, o Tesouro Nacional contabilizou mais de 1,5 milhões de investidores cadastrados. 

    Se quiser saber tudo sobre como investir em Tesouro Direto ainda hoje, leia o nosso guia completo e conheça dicas incríveis.

    Para 2018, a tendência é que essa quantidade aumente ainda mais, principalmente, pela rentabilidade e segurança que os títulos oferecem. 

    Com os juros em queda e os eventos do ano, é fundamental estar preparado e o Tesouro Direto é uma das melhores alternativas. 

    Neste artigo, você descobrirá a melhor rentabilidade que esses títulos podem atingir. Qual é o segredo por trás de retornos de 53% ao ano? 

    Curioso? Continue lendo para saber como a renda fixa pode ultrapassar a variável! 

    Se tiver qualquer dúvida, deixe um comentário no final da página.

    Boa leitura! 

    Rentabilidade do Tesouro Direto

    rendimento tesouro direto introducao

    Os títulos públicos possuem alto rendimento e segurança

    A rentabilidade do Tesouro Direto é consistente e segura. Trata-se do emissor mais seguro do mercado financeiro, o Tesouro Nacional. Com esses títulos, é possível conseguir com absoluta certeza 100% do CDI.

    O único cenário abaixo deste indicador ocorre se ele for vendido antes do prazo, caso os juros futuros estejam mais elevados do que na época em que você fez a aquisição. 

    Ao mesmo tempo, se você mantiver os ativos até a data do vencimento, terá excelentes retornos. 

    Não tem ideia do que é CDI? Esse é o Certificado de Depósito Interbancário. Trata-se de uma taxa de juros que um banco cobra do outro. Eles costumam pegar dinheiro emprestado entre si todos os dias com base nessa taxa.

    O CDI segue muito de perto a Selic (taxa básica de juros) e tornou-se a principal referência para investimentos de renda fixa, ou seja, ele é o parâmetro para saber se o seu investimento está com boa rentabilidade.

    Então, o ideal é ter aplicações que rendem, no mínimo, o CDI. Hoje, com a Selic a 7,0%, 100% do CDI representa uma rentabilidade anual de 6,90%.

    Ao comparar com a inflação acumulada, que está em 2,95% ao ano, os ganhos reais do Tesouro Direto estão em torno de 3,95% a.a. 

    Além disso, os títulos contam com o poder dos juros compostos. Basicamente, os retornos são calculados e repassados na forma de "lucros sobre lucros". 

    Então, esse investimento é uma excelente alternativa para investir o seu capital parado ou para aplicações de valores mensais.

    Você pode pensar: "Mas eu consigo poupar muito pouco por mês". Acredite, R$ 100 mensais, sob o poder dos juros compostos, podem formar um bom patrimônio ao longo dos anos. 

    Veja como estes juros funcionam na prática com a análise da rentabilidade do Tesouro Direto. Digamos que você começou a aplicar R$ 100 por mês em um Tesouro IPCA + (NTN-B Principal) durante 5 anos.

    Imagine que a rentabilidade real desse investimento será 4,8% ao ano, descontada inflação e imposto de renda sobre o lucro (15%). 

    Ao final de 60 meses, você terá investido R$ 6.000 e obterá um lucro líquido de R$ 2.040,00, que totaliza R$8.040,00.

    Viu como é possível fazer muito com pouco? Imagine se você começasse a poupar mais e diversificasse os seus investimentos, os rendimentos seriam ainda maiores.

    Assista abaixo ao vídeo que explica perfeitamente o que é Tesouro Direto e como você deve investir: 

    Se tivesse feito isso há 10 anos, você teria R$ 15.762,46 quase sem esforço hoje. Não se culpe e fique feliz, pois você está no segundo melhor momento para investir, segundo esse raciocínio popular:

    A melhor época para plantar uma árvore foi há 20 anos atrás; o segundo melhor tempo é agora.

    Agora que você já sabe que é possível ter ganhos excelentes com o Tesouro Direto, saiba um pouco mais sobre cada categoria de título: 

    Rentabilidade do Tesouro Prefixado

    A rentabilidade do Tesouro Prefixado é muito simples. Ela consiste em uma taxa fixa que é acertada no momento da compra. 

    Então, você já sabe exatamente o quanto vai receber anualmente até a data do vencimento. 

    Em 2018, as taxas de rendimento oferecidas estão acima de 100% do CDI. Portanto, esses títulos são considerados como bons investimentos no patamar atual de juros mais baixos.

    Conforme as projeções do mercado, há possibilidade de um novo corte da taxa Selic ainda este ano.

    Assim, os títulos prefixados tendem a apresentar rentabilidades maiores do que os pós-fixados, ou seja, este pode ser um bom momento para investir neles.

    Rentabilidade do Tesouro Selic

    O Tesouro Selic é o título mais recomendado para todos os investidores, porque ele pode ser encaixado em todas as carteiras para aumentar e manter bons rendimentos. 

    A taxa de rentabilidade dele é exatamente a taxa Selic anual. Em 2017, ela acumulou 10,04% no ano, ou seja, o papel do Tesouro Direto obteve esse mesmo retorno. 

    Para 2018, como a taxa Selic Meta está em 7,0%, a taxa anual tende a cair. Então, o Tesouro Selic terá rendimentos um pouco menores. 

    Ao mesmo tempo, ter na carteira um investimento que possui os mesmos retornos que a taxa básica de juros da economia é sempre uma ótima opção. 

    Rentabilidade do Tesouro IPCA+

    Outra categoria do Tesouro Direto engloba os títulos atrelados à inflação. Com eles, você sabe qual será o seu ganho real no período. 

    O Tesouro IPCA+ é que o possui maior potencial de valorização. Isso acontece, porque ele está diretamente ligado a curva de juros futuros. 

    Esses juros são determinados diariamente de acordo com as expectativas da taxa Selic para os próximos anos. 

    Então, tanto as taxas de rentabilidade, quanto o preço nominal dos papéis sofrem variações diárias. O mesmo acontece com os títulos prefixados. 

    Em 2017, o Tesouro IPCA+ obteve rendimento acima de 15,40% em doze meses, de acordo com o balanço do Tesouro Nacional de novembro.

    De forma geral, os títulos que possuem vencimento mais longo tendem a oferecer taxas maiores, porque os riscos são mais elevados. 

    Mesmo com a precificação dos juros futuros, não é possível saber exatamente qual será o valor da Selic em 2035 ou 2050. 

    Portanto, quando a expectativa dos investidores é de que ela vai subir, os preços dos títulos caem e a taxa de rentabilidade aumenta. Isso porque os eles exigem retornos melhores para deixar o dinheiro investido até a data do vencimento.

    Assim, o Tesouro IPCA+ é um dos mais recomendados para conseguir retornos reais e ter altos rendimentos. Além do fato de manter o seu poder de compra no futuro. 

    Para esta categoria e os prefixados, há também os títulos com juros semestrais. Os comportamentos são semelhantes, mas os lucros diminuem em um pequeno grau.

    Como há o pagamento de cupons de rendimentos semestrais, eles estão sujeitos à cobrança do Imposto de Renda.

    Assim, o somatório é um pouco menor em relação aos papéis que têm retornos anuais. A vantagem deles é que você pode utilizar os lucros recebidos para investir em outras aplicações ou para financiar os seus custos de vida. 

    Então, para escolher os títulos, você também deve analisar os seus objetivos como investidor.

    Como investidores conseguiram 53% de rentabilidade no Tesouro Direto

    rentabilidade do tesouro direto como

    Não é magia. É estratégia financeira aplicada ao seu planejamento de investimentos.

    Sim, isso é possível e aconteceu em 2016. Esses investidores conseguiram ganhos até superiores aos de renda variável como as ações. Mas qual foi o ativo de melhor rentabilidade no Tesouro Direto?

    Trata-se do Tesouro IPCA+ (NTN-B). Esse título, com vencimento para 2026, hoje, tem uma rentabilidade de 4,72% + inflação ao ano.

    Então, como um título que paga 4,72%, em um ano, rendeu 53%?

    É aí que entra a estratégia. Em 2016, devido ao cenário macroeconômico turbulento que alterou o valor de face do papel, houve uma valorização do ativo. 

    Em resumo, os papéis do Tesouro Direto podem ficar mais caros. Assim, ao optar pela venda antecipada, você consegue obter bons lucros.

    Mas como um papel que renderá sempre a mesma coisa passa a valer mais?

    Observe a lei de oferta e procura. Se um papel pagava 10% e depois de um ciclo econômico desfavorável passou a pagar 5%, significa que quem comprou a 10%, tem um ativo que já não existe no mercado.

    Esse é o segredo. Imagine que você comprou no começo de 2018 um papel do tesouro direto prefixado (NTN-B Princ) por R$ 1.000 que rende 5% + Inflação ao ano.

    Então, em dois anos, o mesmo título é oferecido com rentabilidade de apenas 4%. Assim, o seu passa a valer cerca de 50% mais.

    Entendeu?

    Lembre-se que ao comprar esses títulos do Tesouro Direto de longo prazo, você deve mantê-lo na carteira até o vencimento para obter o prêmio de risco ou fazer essa venda antecipada. 

    Claro que dificilmente isso se repetirá de forma previsível, no entanto, o ciclo de baixa dos juros da economia vai continuar a diminuir a rentabilidade dos ativos.

    Então, ainda há boas oportunidades de conseguir bons lucros através da venda antecipada dos títulos do Tesouro Direto.

    Na pior das hipóteses, você terá um ótimo investimento em renda fixa para longo prazo e construirá um patrimônio sólido através dos anos.

    Vantagens de Investir em Tesouro Direto em 2018

    rentabilidade do tesouro direto vantagens

    O Tesouro Direto não está se tornando um queridinho dos novos investidores sem razão.

    Existem muitas vantagens além dos juros compostos e da rentabilidade do Tesouro Direto.

    Se você está interessado em investir nestes títulos, conheça o que eles podem agregar na sua carteira:

    Facilidade

    Investir no Tesouro Direto é muito simples. Você só precisa criar um conta na corretora Rico para garantir os melhores títulos com taxa zero para o investimento. É isso mesmo! 

    A criação é rápida. Clique aqui e complete o cadastro. Depois disso, basta transferir a quantia desejada da sua conta bancária para a da corretora através de TED de mesma titularidade.

    Aqui, você terá a mesma segurança de um banco. Ela está em seu nome e os resgates podem ser feitos a qualquer momento. 

    Simplicidade

    Com o seu cadastro na Rico, você pode visualizar todas as opções de investimento disponíveis pelo celular ou computador.

    No próprio sistema, você compara os investimentos e faz as simulações comparativas. Após escolher, basta apertar o botão de comprar e pronto.

    Assim, o seu dinheiro começará a trabalhar por você!

    rentabilidade tesouro direto titulos

    Títulos do Tesouro Direto disponíveis para você investir - Tela capturada em 20/01/18

    Não precisa acompanhar os ativos

    Como são ativos de renda fixa com um comportamento esperado, você não precisa acessar a sua conta todos os dias.

    O investimento sempre vai render conforme o planejado. Não existem surpresas nesse papel.

    Basta utilizar o nosso Simulador de Investimentos, comprar e deixar os juros compostos fazerem o resto.

    Ótima liquidez 

    Os títulos do Tesouro Direto possuem liquidez diária. Isso quer dizer que você pode encerrar sua posição quando bem entender, sem ter que esperar muito tempo por isso.

    O próprio governo recompra os seus papéis garantindo sempre a venda imediata. A liquidação se dá no período D + 1, ou seja, o dinheiro estará disponível na sua conta em um dia útil. 

    Já o Tesouro Selic (LFT) possui liquidez imediata real. Como esse investimento nunca performa negativamente, ele pode ser sacado a qualquer momento, mesmo em períodos econômicos turbulentos. 

    Esse ativo é o mais indicado para fundos de emergência. Caso ocorra alguma surpresa como, dívida, problemas de saúde ou desemprego, você estará preparado. 

    Baixíssimo custo e acessibilidade

    O Tesouro Direto é um dos investimentos mais acessíveis a todos os investidores. Os seus aportes mínimos estão em torno de R$ 30,00. 

    Sem contar que na Rico, temos as taxas mais baixas do mercado. Muitos ativos de Renda Fixa contam taxa ZERO. 

    Variedade de opções de títulos com retornos e prazos diferentes

    Você pode escolher por papéis pré-fixados ou pós-fixados. Pode lastrear sua rentabilidade na taxa da inflação, o IPCA ou na taxa de Juros, a Selic. O objetivo do investimento pode ser para daqui três meses ou 30 anos. 

    Essa variedade de títulos oferece muita flexibilidade, ou seja, todas as carteiras podem ter parte do patrimônio em Tesouro Direto.

    Tributação simples

    O único tributo que é cobrado nos títulos do Tesouro Direto é o Imposto de Renda. A alíquota é regressiva, ou seja, quanto maior o tempo de investimento, menor ela será. 

    Veja a tabela: 

    Prazo

    Alíquota (%)

    Até 180 dias

    22,5

    De 181 a 360 dias

    20,0

    De 361 a 720 dias

    17,5

    Acima de 720 dias

    15,0

    Tabela da alíquota regressiva do Imposto de Renda - Fonte: BM&FBovespa

    Além disso, a cobrança incide apenas dos rendimentos. Então, o valor bruto investido não sofre perdas. 

    A alíquota é descontada na data do vencimento ou na venda antecipada dos ativos. Lembre-se de que nos primeiros trinta dias de investimento, há o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). 

    Caso você solicite o resgate neste período, haverá a cobrança regressiva. No mais, a BM&F Bovespa recolhe semestralmente a taxa de custódia. 

    Ela é cobrada com o objetivo de proteger os seus títulos e também os seus dados como investidor. No ano, ela totaliza 0,30% do capital investido. 

    Como Calcular a Rentabilidade do Tesouro Direto Hoje 

    rentabilidade tesouro direto calcular

    É simples calcular o rendimento do Tesouro Direto. Basta fazer uma simulação

    No site da Rico, você pode fazer a simulação de todos os produtos antes de comprar. 

    Veja as comparações de rendimentos dos diferentes títulos do Tesouro Direto: 

    rentabilidade tesouro direto simulador

    rentabilidade tesouro direto resultado

    Simulação do Tesouro Direto - Tela capturada em 20/01/18

    Cada título rende de uma forma. O Tesouro IPCA+ rende a taxa da inflação mais 4,76% no exemplo acima. Como é pós-fixado, se a inflação subir ou descer, o seu rendimento também se ajustará. 

    Neste caso, perceba que o seu ganho real é de 4,76% em cima do IPCA. Mesmo que ele sofra variação, o seu poder de compra será mantido. 

    Já o Tesouro Prefixado para 2023 terá a sempre a mesma taxa, que nesta simulação é de 9,57%. Então, até a data do vencimento você vai receber 9,57% ao ano, independente das condições do mercado. 

    O Tesouro Selic segue a taxa de juros determinada pelo Copom (Comitê de Política Monetária). Na simulação acima, 7,0% ao ano. 

    Caso a taxa Selic sofra mais um corte, os rendimentos também vão diminuir na mesma proporção. 

    Clique aqui para usar nosso Simulador do Tesouro Direto e Renda Fixa

    Como Escolher o Título Mais Adequeado

    rentabilidade tesouro direto escolher

    Tudo depende do seu perfil de investidor e momento econômico!

    Para escolher entre os títulos do Tesouro Direto, primeiro você precisa identificar qual é o seu perfil de investidor, isto é, o quanto de risco consegue tolerar sem perder a tranquilidade.

    Se você possuir um tipo muito agressivo, que não se sente desconfortável com oscilações de - 10% em seu capital, é possível partir para Fundos de Ações ou até para a bolsa de valores.

    No entanto, se o seu dinheiro faz falta caso ocorram desvalorizações no curto prazo, significa que o seu perfil é de um investidor mais conservador.

    Quando você cria a sua conta na Rico, é preciso responder algumas questões automáticas que mostrarão o seu perfil e os ativos mais adequados para a sua carteira.

    E caso queira se posicionar em um investimento fora do seu nível de risco, emitiremos um aviso de segurança.

    Investimentos Que Podem Ter Rendimento Atrativo Como o Tesouro Direto

    rentabilidade tesouro direto outras opcoes

    Existem muitas opções de investimento. Descubra a melhor para você!

    Como vimos, a rentabilidade do Tesouro Direto é bastante atrativa de acordo com o seu risco.

    No entanto, existem muitos outros investimento de renda fixa com taxas nominais tão boas ou até melhores do que o título público.

    Um dos casos mais conhecidos são os CDBs. Esse ativo é um empréstimo que você faz aos bancos, em troca de uma taxa de juros, que pode ser prefixada ou pós-fixada.

    Outros ativos também são muitos bons como, as LCIs, LCAs e LCs. As duas primeiras têm a vantagem da isenção de Imposto de Renda. Assim, os lucros podem ser maiores ainda. 

    Todos esses investimentos possuem a segurança do FGC (Fundo Garantidor de Crédito) para valores de até R$ 250 mil investidos, ao limite global de R$ 1 milhão em 4 anos. 

    Alguns dos investimentos citados acima podem oferecer rendimentos acima de 118% do CDI. Hoje, isso significa uma valorização em torno de 8,26% ao ano, que é uma ótima rentabilidade. 

    Se você busca rendimentos ainda mais atrativos, com a consciência de riscos um pouco mais elevados, há a opção dos Fundos Multimercado

    Com eles, é possível ter retornos acima de 11%, que representa cerca de 160% do CDI. Esse é o caso do Fundo BTG PACTUAL EXPLORER FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO disponível na Rico.

    rentabilidade tesouro direto fundos

    rentabilidade tesouro direto fundos rendimento

    Exemplo do Fundo de Investimento Multimercado para perfil conservador - Tela Capturada em 20/01/18

    No entanto, se quiser assumir riscos maiores, em troca de rentabilidades mais interessantes, há as opções de Fundos Multimercado para perfil agressivo.

    Eles possuem portfólio mais diversificado em ativos, por exemplo, ações, derivativos, renda fixa mais arriscada. 

    Entre eles, temos o Fundo WESTERN ASSET US INDEX 500 FIM. Em 2017, ele obteve rentabilidade de 29,44%, contra 10,02% do CDI, ou seja, rendeu mais que o dobro do benchmark da renda fixa. 

    rentabilidade tesouro direto fundos agressivo

    rentabilidade tesouro direto fundos agressivo rendimento

    Exemplo de Fundo Multimercado para perfil arrojado - Tela capturada em 20/01/2018

    Por fim, há também as debêntures. Elas são títulos de renda fixa emitidos pelas empresas. Então, a taxa de rentabilidade costuma ser maior que para os demais investimentos. 

    A maioria delas paga uma taxa fixa mais o IPCA, por exemplo, 8,0% + IPCA, ou seja, você terá ganho real sobre a inflação. 

    Os aportes iniciais costumam ser em torno de R$ 1 mil. Porém, as debêntures são indicadas para investidores de perfil arrojado, porque não há garantia do FGC.

    Entre os melhores investimentos de 2018, você encontra as aplicações citadas neste artigo como, o Tesouro Direto, os Fundos de Investimentos e os CDBs. 

    Para ter rendimentos acima do CDI, o ideal é ter uma carteira diversificada e aplicar o seu dinheiro nestas alternativas. 

    Conclusão

    rentabilidade do tesouro direto conclusao

    Comece a sua carteira pelo Tesouro Direto!

    O Tesouro Direto é uma das melhores alternativas para investimentos em qualquer prazo. Por possuir várias categorias, ele se encaixa em diversos objetivos e perfis de investidor.

    Apesar de não possuir a garantia do FGC, especialistas costumam considerá-lo como o investimento mais seguro de qualquer país, pois o Estado é o grau máximo de instituição em uma economia.

    Continue a aprender sobre o Tesouro Direto através destes outros artigos do nosso blog:

    Se esse emissor quebrar, é sinal de que todos os outros níveis abaixo já faliram também. Então, esse investimento é tão garantido quanto a poupança.

    Por isso, milhões de brasileiros têm migrado da caderneta para o Tesouro Direto. Afinal, não existe nenhuma diferença entre eles, se não a rentabilidade muito superior dos títulos públicos.

    Ao investir o seu dinheiro nestes ativos, você vai obter ganhos reais e acima do CDI. Com o poder dos juros compostos, seu patrimônio tende a crescer muito ao longo dos anos. 

    Então, não espere até o próximo corte da taxa Selic em 2018, saia da poupança agora mesmo e migre para o Tesouro Direto. 

    Para isso, você só precisa abrir a sua conta na Rico. Aproveite que você já está aqui e faça o seu dinheiro trabalhar para você!

    Gostou desse texto? Então deixe um comentário. 

    Obrigado por ler até aqui!

    banner tesouro direto

    Topics: Tesouro Direto

    Top 5 Posts

    Posts Recentes