{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1200px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    Rentabilidade de ações: O que é e como calcular

    by Time da Rico | 10 de Agosto, 2020

    rentabilidade-acoes-o-que-e-como-calcular

    Como você acompanha a rentabilidade das ações? Se ainda não faz isso, é bom começar.

    Estudar e compreender as diferentes variáveis que impactam na valorização dos ativos é o segredo para ter um bom desempenho na bolsa de valores.

    Na cobertura midiática do mercado financeiro, muito se fala sobre os fatores macro que influenciam na bolsa e índices gerais da economia.

    Por exemplo, não é novidade para ninguém que a pandemia do novo coronavírus causou uma queda generalizada nas bolsas de todo o mundo.

    Conforme os países se recuperavam da crise e perspectivas positivas eram disseminadas, os índices passaram a subir.

    Esta é uma análise macro. 

    Acontece que essas variações não ocorrem da mesma maneira entre ações de diferentes empresas.

    E é aí que entender o que impacta na rentabilidade de ações faz a diferença. 

    Ajuda a identificar os ativos mais vantajosos para investir ou atualizar sua carteira de investimentos.

    É sobre isso que vamos falar neste artigo, que vai abordar os seguintes tópicos:

    • Como funciona a rentabilidade de ações?
    • Qual a diferença entre rentabilidade e lucratividade
    • Qual a importância de calcular a rentabilidade de um investimento
    • Como calcular a rentabilidade da carteira de ações [Passo a passo]
    • Qual o segredo para obter uma boa rentabilidade com ações
    • Melhores investimentos por rentabilidade em 2020
    • Qual a rentabilidade de investir na Bolsa de Valores?

    Se restar alguma dúvida ao final, é só deixar um comentário.

    RECADO IMPORTANTE: A Rico criou um grupo no Telegram aberto para todos aqueles que querem receber nossas análises de investimento, conteúdo e notícias úteis sobre renda variável. Quer participar? É só clicar aqui e acessar nosso grupo oficial do Telegram.

    Boa leitura!

    Como funciona a rentabilidade de ações?

    rentabilidade-acoes-como-funciona

    Rentabilidade de ações é o percentual de retorno que o investidor teve sobre a quantia que aplicou para comprar os ativos.

    Por exemplo, se você investiu R$ 5 mil em uma ação e a vendeu tempos depois por R$ 7,5 mil, isso significa que teve uma rentabilidade de 50%.

    Esse exemplo serve para entender o conceito, mas não leve ao pé da letra ainda, pois há outros fatores que impactam na rentabilidade além dos preços de compra e venda.

    É o caso de dividendos, bonificações e juros sobre capital próprio (JCP), que podem elevar o rendimento.

    E também de impostos, taxas de corretagem e inflação, que puxam a rentabilidade das ações para baixo.

    Acrescentando e descontando tudo isso, você vai chegar ao valor real da vantagem (ou desvantagem) que obteve ao apostar em determinada ação.

    Também pode ser calculada a rentabilidade de uma ação na qual você está pensando em investir.

    Embora os ganhos passados não sejam garantia de rentabilidade futura, é uma informação relevante para a tomada de decisão.

    Nova call to action

    O que é rentabilidade real?

    A diferença entre renda, receita ou lucro líquido ou bruto já é bastante conhecida pelo público em geral.

    Mas não custa reforçar: o líquido é o que sobra após descontos, custos e contribuições. 

    Por exemplo, o salário líquido de um trabalhador é o que sobra após contribuição para INSS, imposto de renda, entre outras, enquanto o bruto é o que consta na carteira de trabalho.

    Só que existe outra categorização que também é essencial levar em conta: a diferença entre rentabilidade nominal e real.

    A rentabilidade real é quando o cálculo considera a variação da inflação, o que muitas vezes não é levado em conta (configurando rentabilidade nominal).

    Retomando o exemplo que usamos antes, R$ 5 mil não valem hoje o mesmo que valiam há alguns anos, quando o investimento foi feito.

    Então, para calcular a rentabilidade real e dimensionar corretamente quanto o dinheiro rendeu, é preciso atualizar os valores passados.

    Atenção para a distinção entre as classificações: a rentabilidade nominal não é necessariamente bruta, mas a bruta é sempre nominal; e a rentabilidade líquida não é necessariamente real.

    O que é rentabilidade anual e mensal?

    Como o próprio nome já entrega, rentabilidade anual é o quanto um ativo rendeu ao longo de um ano, enquanto a rentabilidade mensal diz respeito ao resultado obtido em determinado mês.

    Os dois cálculos têm sua utilidade. 

    Se levarmos em conta a rentabilidade mensal, podemos compreender o comportamento de uma ação em relação a eventos específicos (como a divulgação de um balanço ou determinada notícia sobre o mercado de atuação da companhia).

    Já a rentabilidade anual permite uma visão do quadro mais amplo, relevante principalmente para quem investe pensando no longo prazo.

    Mas uma coisa não anula a outra: os detalhes factuais também são importantes para quem mira o retorno em um período de tempo maior.

    Qual a diferença entre rentabilidade e lucratividade

    rentabilidade-acoes-qual-diferenca-entre-lucratividade

    Essa é uma dúvida comum entre investidores, mas não se trata de uma questão de grande relevância no universo das ações.

    Lucratividade vem de lucro, um termo mais usado no mundo dos negócios, que expressa a diferença entre as receitas de uma empresa e seus diversos custos administrativos, tributários e de produção.

    Já o termo rentabilidade é mais usado para expressar o retorno sobre um investimento, por isso tem mais a ver com a bolsa de valores.

    O cálculo da rentabilidade de uma ação contempla a variação de seu preço, ou seja, o quanto o investimento inicial se valorizou.

    Não é incorreto usar lucratividade no mesmo contexto, mas o ideal é falar em rentabilidade para não haver confusão sobre a valorização de uma ação e os dividendos (distribuição do lucro da empresa entre acionistas) e bonificações que ela gera.

    Qual a importância de calcular a rentabilidade de um investimento

    rentabilidade-acoes-qual-importancia-calcular-de-um-investimento

    Por que você investe em ações

    Eis uma pergunta que não é muito comum, já que a resposta é um tanto óbvia: para fazer seu dinheiro render.

    Mesmo que você tenha grande consciência moral e só invista em empresas cujos valores são compatíveis com os seus, é correto dizer que, quanto maior a rentabilidade, melhor. Certo?

    Ninguém quer ter em sua carteira ativos que não rendem, e só é possível ter esse diagnóstico calculando a rentabilidade das ações.

    A importância desse cálculo na análise dos investimentos, porém, não é absoluta.

    Se uma ação teve rentabilidade alta no passado, não quer dizer que continuará tendo no futuro. 

    E se ela rendeu pouco até agora, não significa que não vai render melhor depois.

    Ou seja, o cálculo da rentabilidade é importante, mas é apenas um dos elementos da análise fundamentalista, recomendada para quem quer ganhar dinheiro com ações no longo prazo.

    Como calcular a rentabilidade da carteira de ações? [Passo a passo]

    rentabilidade-acoes-como-calcular-da-carteira-de-acoes-passo-a

    A melhor maneira de fazer o cálculo da rentabilidade de uma ação é utilizando uma planilha no Excel ou Google Planilhas.

    Use uma linha para cada ação da sua carteira, com as seguintes colunas:

    1. Código da ação (vai permitir que você utilize a fórmula que puxa automaticamente as cotações do ativo)
    2. Data de compra das ações
    3. Cotação da ação na data de compra
    4. Quantidade de ações adquiridas
    5. Total investido (a cotação da ação naquela data vezes o número de ações adquiridas. É importante somar ao resultado as taxas de corretagem, liquidação e emolumento)
    6. Cotação atual da ação (quanto ela vale hoje)
    7. Valor atual dos ativos (o número de ações que você possui vezes a cotação atual)
    8. Valor atual consolidado (somar os dividendos e bonificações e substituir taxas e impostos a serem pagos sobre a renda na venda das ações).

    Por fim, você deve deixar uma coluna para o cálculo da rentabilidade. Basta dividir o valor da coluna 8 pelo valor da coluna 5 menos um.

    Supondo que estes valores estejam na linha B da planilha e as colunas estejam com a mesma numeração da lista acima, a fórmula ficaria assim:

    • =(B8/B5-1)

    O resultado é o percentual de rentabilidade das ações.

    Se você é um leitor atento, deve ter percebido que faltou uma coisa, não? Este cálculo é o da rentabilidade nominal, e não real, pois não desconta a inflação.

    Para completar, basta descontar do valor atual consolidado a variação que incidiu no período segundo o IPCA ou IGP-M, índices mais usados no mercado.

    Como calcular a rentabilidade mensal de uma ação?

    A lógica do cálculo da rentabilidade mensal de uma ação é a mesma. 

    O que muda são as cotações: na célula B3 vai a cotação do começo do mês e na célula B6 a cotação do fim do mês.

    No Google Planilhas, você pode usar a função GOOGLEFINANCE e puxar automaticamente os valores das cotações nas datas que deseja. 

    Acesse a página de suporte do Google Docs para saber mais.

    Como calcular a rentabilidade anual de uma ação?

    Se a rentabilidade mensal de uma ação se calcula comparando a cotação no começo de determinado mês com o valor com o qual o ativo encerrou esse período, o cálculo da rentabilidade anual é o mesmo.

    Só mudam, novamente, as datas. 

    Considere os valores com os quais a ação abre e fecha o ano ou qualquer período com um intervalo de 365 dias entre as cotações inicial e final.

    Qual o segredo para obter uma boa rentabilidade com ações?

    rentabilidade-acoes-qual-segredo-para-obter-uma-boa-com

    Na verdade, não existe segredo nenhum.

    O que há são alguns caminhos a seguir para aumentar as chances de ganhar dinheiro investindo em ações.

    Não é uma questão de sorte ou de ter informações privilegiadas, e sim dedicação para entender os detalhes da bolsa de valores.

    Então, nossa principal dica é: seja disciplinado. Se você quer ser um trader, precisa dedicar-se diariamente.

    Mas mesmo se quiser investir no longo prazo, é bom estar sempre atento ao mercado e às informações das empresas cujas ações investiu.

    Nova call to action

    Melhores investimentos por rentabilidade em 2020

    rentabilidade-acoes-melhores-investimentos-2020

    O ano de 2020 é atípico por conta do coronavírus, um evento bastante singular que causou forte turbulência na economia mundial.

    É preciso levar isso em consideração ao analisar a rentabilidade das ações no período.

    Empresas relacionadas com o turismo, por exemplo, viram suas ações despencarem, mesmo que tivessem desempenho gerencial sólido.

    Dito isso, apresentamos, a seguir, algumas ações (entre as listadas no Ibovespa, ou seja, no grupo das mais negociadas) que, apesar da crise surgida com a pandemia, acumulam um bom retrospecto no ano (considerando dados de janeiro até meados de junho).

    Vale ressaltar que essas não são recomendações de investimento, e sim números referentes às variações nos preços das ações.

    Se o que você quer são recomendações, nossa sugestão é que conheça a Rico Premium.

    Da criação da carteira, em janeiro de 2016, seu rendimento está 50,4% acima do Ibovespa - 149,3% da carteira Rico Premium e 98,9% do índice (dados de junho de 2020).

    B2W Digital (BTOW3)

    Com a quarentena afetando as lojas físicas, a empresa de comércio eletrônico, criada pela fusão entre Submarino, Shoptime e Americanas.com, viu suas ações de valorizarem 53%.

    Magazine Luiza (MGLU3)

    Outro grande player no comércio eletrônico, a Magazine Luiza continua sendo um fenômeno da bolsa de valores, com suas ações de valorizando 31% em 2020.

    Marfrig (MRFG3)

    A Marfrig representa outro setor que cresceu com a pandemia: a produção e distribuição de proteína animal. Suas ações se valorizaram 25,25% este ano até agora.

    Lojas Americanas (LAME4)

    Outra rede varejista que se valorizou em 2020. Suas ações subiram 14,29%.

    B3 (B3SA3)

    Apesar das turbulências, as ações da B3, empresa que administra a bolsa brasileira, subiram 12,48% em 2020 até meados de junho.

    Klabin (KLBN11)

    Maior produtora e exportadora de papéis do país, a Klabin viu suas ações subirem 5% no acumulado do ano até junho.

    Qual a rentabilidade de investir na Bolsa de Valores?

    rentabilidade-acoes-qual-investir-bolsa-de-valores

    A compra de ações é um investimento de renda variável

    Ou seja, quando você investe, não sabe qual será a rentabilidade futura.

    Nos últimos anos, muitas pessoas migraram da renda fixa para a variável, principalmente por conta dos sucessivos cortes na taxa Selic, o que diminui a atratividade dos investimentos considerados mais seguros.

    A rentabilidade de um investimento na bolsa de valores vai depender do período analisado e das ações em que se investe.

    Se pegarmos uma perspectiva histórica (veja a seguir), vamos notar que, apesar de não serem raros os períodos de instabilidade (como os que vivemos em 2020), no longo prazo, comprar ações é um ótimo negócio.

    Qual a rentabilidade histórica da Bolsa de Valores

    Uma boa maneira de compreender o que falamos acima é analisando a valorização do Ibovespa (o índice que expressa o valor médio das ações mais negociadas na bolsa) ao longo dos anos.

    Em 9 de junho de 2006, ele estava em 35 mil pontos. Foi subindo gradualmente, enfrentou crises e hoje, mesmo com a pandemia, está acima dos 90 mil pontos - próximo de superar novamente a marca dos 100 mil.

    Qual foi a rentabilidade da Bolsa de Valores em 2019

    O ano de 2019 foi excepcional para os investidores da bolsa.

    No dia 5 de janeiro, o Ibovespa estava em 79 mil pontos, e no fim do ano, em 27 de dezembro, já saltara para 116,5 mil pontos.

    Ou seja, começamos em 2020 com uma pontuação alta, da qual aos poucos nos aproximamos novamente.

    O cenário, porém já foi bem pior: na última semana de março, o Ibovespa estava em 63,5 mil pontos.

    Conclusão

    Não tem fórmula pronta: para tomar as melhores decisões nas operações da bolsa, é preciso entender sobre a rentabilidade das ações.

    E, para isso, é necessário estudar e estar sempre por dentro das últimas notícias sobre o mercado financeiro em geral, fatores macro externos e novidades específicas do setor das empresas em que se investe.

    Para continuar bem informado, continue acompanhando nosso blog e confira mais estes artigos:

    Quer começar a investir? Conheça a plataforma da Rico e abra sua conta agora!.

    Obrigado por ler até aqui!

    Nova call to action

    Topics: Renda Variável/Mercado de ações