{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1200px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    Não se Esqueça da “Primeira Viagem” aos 100 Mil Pontos

    by Thiago Salomão | 3 de Abril, 2019

    Thiago_Salomao_!00_mil_pontos

    Apesar do viés positivo do noticiário de ontem (2 de abril de 2019), o Ibovespa caiu 0,70%.

    Em nossa opinião, o movimento foi uma mera correção após três dias seguidos de alta (ou 4.200 pontos de valorização) e nesta quarta-feira a tendência é de retomada de altas, embalada pelo bom humor no mercado internacional (novos indicadores melhores que o esperado na China) e pelas várias sinalizações pró-reformas no mercado brasileiro, que passam por previdência, cessão onerosa e pacote de medidas para destravar o crescimento econômico.

    Queria compartilhar uma breve reflexão de tom cauteloso, que é mais uma continuidade ao que dissemos ontem neste mesmo Rico Matinal (relatório disponível diariamente para os clientes da Rico).

    Foi escrito que a queda de 100 mil para 91 mil pontos do Ibovespa - e a subsequente retomada de confiança – nos trouxe aprendizados em vários aspectos.

    Vou repeti-los aqui (se você é um dos 13 leitores fiéis, pode pular para o parágrafo abaixo):
    i) ela [a queda] trouxe de volta à realidade o investidor que ‘esqueceu’ que bolsa vive de altos e baixos; ii) ela apresentou para o ‘novo investidor’ o que é volatilidade – e por que isso não é ruim, apesar da maneira como o termo costuma ser normalmente abordado; iii) ela afastou o investidor que não devia estar na bolsa, seja por que não estava psicologicamente preparado ou estava com uma posição aplicada maior do que o “estômago” poderia aguentar
    .

    Acredito que estas lições que o mercado nos passou só serviram para nos deixar mais preparados para voltar aos 100 mil pontos.

    Contudo, como vimos na nossa “primeira visita” aos 100k, o excesso de ganância em momentos de euforia pode provocar consequências dolorosas para o investidor, que por ter entrado com um capital acima do que o “estômago” aguenta, zerou suas posições compradas no ápice do pânico.

    Resumindo uma longa ideia: a alocação de capital acima do seu limite de risco certamente afetará seu emocional e, por vezes, pode te fazer comprar nas máximas da bolsa e vender nas mínimas. Nem preciso dizer que essa fórmula destruirá seu patrimônio gradativamente.

    Mas como saber se a bolsa vai subir ou cair?”

    Ninguém nunca saberá (eu, pelo menos, te garanto que jamais saberei). Podemos trabalhar com possibilidades e cenários, mas nunca com certezas.

    Qualquer certeza no mercado já estará automaticamente incorporada no “preço de tela” da ação ou índice.

    A conclusão que eu quero chegar: acredito que este é o melhor momento para todo investidor ter ações em carteira (desde que ele possa ter ações, de acordo com seu suitability – palavra chique para “perfil de risco”).

    Mas tendo em vista a lição que aprendemos semanas atrás, guarde a ganância para os momentos de queda e seja mais cauteloso nos momentos de alta.

    Ao que tudo indica, devemos ter mais um pregão de alta e o caminho está aberto para os 100 mil pontos tendo em vista as boas notícias tanto internacionais quanto brasileiras.

    Mas lembre-se de que a mudança de humor do mercado costuma ser muito mais rápida do que a nossa capacidade de explica-la.

    Seguimos Bullish, mas com menos ganância do que tínhamos 4 pregões atrás.

     

     

    Thiago_SalomaoThiago Salomão

    É Analista da Rico, com foco em Análise Fundamentalista, criador da carteira Rico Premium. Possui CNPI Pleno, é formado em Administração de Empresas pelo Mackenzie, com MBA em Mercados Financeiros pela Fipecafi e pela UBS/BM&FBovespa. 

     

    Top 5 Posts

    Posts Recentes