{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1200px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    Por que a poupança perde para o Tesouro Direto?

    by Gloria Maciel | 15 de Fevereiro, 2016

    Você sabia que a caderneta de poupança teve saída recorde de recursos em janeiro deste ano? Pois é! De acordo com os números divulgados pelo Banco Central no último dia 4, as retiradas superaram os depósitos em R$ 12,03 bilhões no mês. Até então, a maior retirada havia sido em março do ano passado (-R$ 11,43 bilhões).

    foto__tesouro

    Segundo o nosso analista Roberto Indech, existem três principais motivos para isso ter ocorrido nos últimos meses:

    1- O aumento na taxa de desemprego

    2- A alta da inflação

    3- Um maior conhecimento sobre os títulos do Tesouro Direto e outras modalidades de investimentos mais rentáveis.

    Como falamos neste post aqui, os investimentos em Renda Fixa, de certa forma, estão atrelados à Selic, taxa de juros básica do País. Com os juros básicos atualmente em 14,25% ao ano (o maior nível em nove anos), as aplicações em Renda Fixa, como as LCI, LCA, CDB e Tesouro Direto, tornam-se mais atratividade e ganham da poupança, na maioria das situações, no quesito rentabilidade.

    Mas, senão na poupança, onde devo investir?

    Conheça algumas opções de investimentos em Renda Fixa e aproveita a oportunidade para sair JÁ da poupança!

    O Tesouro Direto é uma opção de investimento em renda fixa pra quem busca uma rentabilidade mais competitiva que a poupança sem abrir mão de segurança. Por meio dele é possível comprar títulos públicos do governo, recebendo em troca juros somado ao patrimônio investido.

    LCI e LCA são títulos de renda fixa emitidos pelos bancos pra financiar o mercado imobiliário (LCI) e o Agronegócio (LCA), respectivamente.

    Ambos os títulos são pós-fixados, indexados ao CDI (porcentagem da Selic, taxa de juros do país) e tem data de vencimento estipulada no ato da compra.

    Basicamente, funciona da seguinte maneira: ao comprar uma LCI ou LCA, o banco emissor disponibiliza o dinheiro para financiamento do mercado imobiliário ou linhas de crédito para o agronegócio. No vencimento do título, o banco realiza o pagamento com base na taxa pré-estabelecida no momento da compra.

    Os CDBs (Certificados de Depósitos Bancários) são títulos de renda fixa que funcionam assim: você empresta dinheiro para o banco e em troca recebe o valor somado a uma taxa de juros. Investindo em CDB o seu dinheiro rende todo dia um percentual do CDI que é a taxa de referência do mercado.

    *

    Para saber mais sobre essas e outras modalidades de investimentos, faça o download gratuito do ebook “Guia de investimentos em Renda Fixa”.

    Ebook gratuito  "Guia de Investimentos em Renda Fixa"

    Top 5 Posts

    Posts Recentes