{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1100px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    Como Fazer um Planejamento Financeiro Familiar (10 Dicas Práticas)

    by Equipe Rico on Novembro 5, 2018

    planejamento financeiro familiar

    E se neste texto, estivesse o segredo para sua família nunca mais passar por apertos financeiros?

    O planejamento financeiro familiar é uma das peças mais importantes para que os gastos da sua casa estejam sempre sob controle.

    Além disso, é por meio dele que os objetivos e planos familiares serão alcançados.

    Assim, começar um planejamento financeiro familiar pode ser a melhor forma de construir um futuro melhor para quem você ama. Existem muitos benefícios a curto e a longo prazo em levar a educação financeira para o lar.

    Neste texto, você verá muitos dele. E, claro, aprenderá a fazer um ótimo planejamento financeiro familiar.

    Para isso, mostraremos dicas, desafios e exemplos práticos para você começar a planejar as finanças da família hoje mesmo.

    É praticamente impossível fazer um planejamento familiar próspero sem poupar dinheiro e investir. Esse pode ser um desafio caso esteja passando por um ciclo financeiro turbulento. Saiba como poupar em situações desse tipo neste guia.

    Pensando nisso, montamos esse artigo que vai ajudar você a:

    • Entender a A Importância do Planejamento Financeiro Familiar
    • Aprender a Fazer um Planejamento Financeiro Familiar Em 6 Passos Simples
    • Conhecer as 10 Dicas Práticas Para Fazer o Planejamento Financeiro Familiar com Eficácia
    • Ver Um Modelo de Planilha de Planejamento Familiar

    Boa leitura!


    A Importância do Planejamento Financeiro Familiar

    planejamento financeiro familiar importancia

    Fazer o planejamento financeiro da família é cuidar do futuro de quem você ama.

    Viver sem um planejamento financeiro familiar é como dirigir em uma rodovia sem volante e destino definido. Pode ser muito perigoso.

    59,6% das famílias brasileiras estão endividadas, segundo pesquida da CNC (Confederação Nacional do Comércio). Esse é um preocupante dado de agosto de 2018. 

    Então, nunca deixe as finanças do lar entregues à sorte! Tenha sempre controle de tudo!

    Não são raros os conflitos familiares gerados por problemas financeiros. Segundo a psicóloga e presidente da Associação Brasileira de Terapia FamiliarHelena Centeno Hintz, essa é uma das principais causas de problemas.

    Normalmente, os membros da família culpam uns aos outros pelos gastos excessivos. No entanto, esse não é o caminho. O primeiro passo é reconhecer que o erro é coletivo e, dessa forma, a solução também deve ser.

    Quando a família começar a trabalhar unida, a tendência é que tanto os gastos quantos os ganhos serão balanceados de forma saudável.

    Mas é preciso que o trabalho seja em conjunto de verdade. Não adianta, por exemplo, a esposa tentar ser econômica se o marido não consegue economizar e vice-versa. 

    Assim, além de garantir o bem-estar da família, o planejamento financeiro familiar permite que as dívidas sejam pagas, além de possibilitar a construção de um patrimônio a longo prazo - que é importantíssimo para o futuro dos filhos.

    Objetivos como a casa própria, faculdade, troca de carro, entre outros, serão atingidos apenas quando sua família entender o ciclo de riqueza. A maioria das famílias ricas praticam esses três passos: 

    GANHAR - GUARDAR - INVESTIR

    Ganhar é a primeira etapa. Todos os tipos de ganhos dentro da família representam a renda total. Se essa quantia não paga as contas, só existem duas soluções. E recomendamos que você adote ambas:

    1. Tente encontrar ideias de renda extra que possibilitem um ganho mensal melhor;
    2. E principalmente: corte os custos. É claro, você deve visar manter o padrão de vida da família, se possível. Mas com certeza existem certas atividades que podem ser substituídas por outras, mais acessíveis, por exemplo.

    Afinal, é através do equilíbrio da equação "ganhos menos gastos" que você conseguirá guardar dinheiro. E é aqui que a sua família começa a encontrar estabilidade

    Nossa maior dica é: o dinheiro guardado nunca deve ficar parado na poupança. Além do rendimento baixíssimo que essa opção oferece atualmente, ela pode não ser tão segura quanto a maioria das pessoas pensa. Isso porque pode render menos que a inflação, dependendo do cenário político e econômico do país.

    Seu dinheiro pode render muito mais em outros tipos de aplicações!

    Você pode aprender tudo sobre as opções de investimento seguras e mais recomendadas para famílias nesse artigo.

    Principais objetivos do planejamento financeiro

    O planejamento financeiro ajuda a definir metas e estratégias que conduzam ao melhor resultado possível. 

    Porém, uma situação pode ser enfrentada de diversas maneiras diferentes. Não existe fórmula mágica.  O ideal é estudar e entender o que é melhor para você, hoje.

    E o primeiro passo para descobrir quais são as melhores opções para sua família é fazer o planejamento financeiro. Com essa ferramenta, você pode:

    • Conhecer de verdade a sua realidade financeira;
    • Saber quais são os seus hábitos de consumo e como modificá-los;
    • Definir operações financeiras que tragam o melhor rendimento;
    • Antever situações e decidir como se portar ante a elas;
    • Alcançar os seus objetivos financeiros.

    Veja a seguir o passo a passo para criar o planejamento financeiro perfeito para a sua família.


    Como Fazer Um Planejamento Financeiro Familiar - 6 Passos simples

    planejamento financeiro familiar como fazer

    Fazer um planejamento financeiro familiar pode dar trabalho, mas vale a pena!

    É muito simples. E você pode utilizar esse passo a passo para guiá-lo na organização do dinheiro da família:

    1. Agrupe ganhos e custos;
    2. Negocie suas dívidas e não crie novas;
    3. Minimize gastos e aumente os ganhos;
    4. Guarde dinheiro;
    5. Defina objetivos a curto, médio e longo prazo;
    6. Invista o dinheiro conforme os seus planos.

    Existem diversos aplicativos e planilhas que podem ajudar na hora de fazer esse controle. Procure a ferramenta que seja mais fácil para você e comece a usá-la agora mesmo.

    Após isso, você terá uma visão geral das entradas, saídas e dívidas acumuladas (se existirem). Se a sua família está gastando mais do que ganha, a primeira medida deve ser cortar os custos.

    O próximo passo é renegociar as dívidas, se elas existirem. Entre em contato com as empresas e apresente as suas condições para pagar as suas contas. Mostre boa vontade e negocie com paciência para que as mensalidades caibam no seu bolso.

    Se necessário, procure um advogado para ajudá-lo. Não esqueça que seus ganhos precisam cobrir todos os gastos e pagamentos das dívidas, deixando uma sobra para guardar e investir.

    Esse dinheiro guardado é que formará a sua reserva de emergência de curto prazo. Ela deve equivaler a pelo menos 6 meses de custo da família. Então, se o seu lar necessita de R$ 4 mil para se manter no mês, a sua reserva precisa ser de R$ 24 mil, por exemplo.

    Os ativos mais indicados para a criação do seu fundo emergencial são o Tesouro Direto Selic ou um CDB com liquidez diária (ou com resgate facilitado).

    Ambas aplicações contam com baixo investimento inicial (R$ 97,16 no caso do Tesouro Direto) e rentabilidade maior do que a poupança, além de que permitem o saque do dinheiro em um dia ou menos, ou um pouco mais, dependendo do produto que você escolher.

    Saiba tudo sobre o Tesouro Direto, uma das principais escolhas de famílias que estão começando a investir, lendo esse guia completo.

    Ao investir, você estará emprestando dinheiro a instituições como bancos, Governo e empresas. Em troca disso, eles vão pagar juros mensais pelo seu aporte. E é dessa forma que você vai multiplicar o seu dinheiro guardado, com a ajuda dos juros compostos.


    10 Dicas Para Fazer o Planejamento Financeiro Familiar com Eficácia

    planejamento financeiro familiar dicas

    A organização financeira ajudará sua família a se tornar organizada em todos os aspectos da vida. 

    1 - Separe As Despesas Fixas das Variáveis

    Despesas fixas são todas aquelas que se repetem mês a mês, como água, luz, telefone, alimentação, moradia e internet.

    As variáveis são todas as despesas que não contam com um valor fixado ou previsível. Geralmente estão ligadas ao lazer, por exemplo, como vestuário, passeios, viagens, cinema, entre outros. Elas também podem aparecer na forma de gastos imprevistos, como conserto do carro ou reposição de um aparelho eletrônico que deixou de funcionar.

    Ao contrário do que algumas pessoas mais radicais tendem a pensar, as despesas variáveis também são importantes para a qualidade de vida da família. No entanto, elas devem ser controladas para não consumir mais do que deveriam do seu orçamento doméstico.

    Uma boa proporção é gastar até 35% da renda nesse tipo de custo, enquanto 15% deve ser destinado para os seus investimentos e 50% para as contas essenciais (despesas fixas).

    Claro, conforme a sua renda principal for se sobrepondo aos custos, deve-se investir mais para construir o seu patrimônio com mais rapidez.

    2 - Organize Quais São As Fontes de Receita

    É muito importante saber de onde vem o seu dinheiro. Principalmente nos dias de hoje, em que as pessoas acumulam atividades profissionais nas horas vagas.

    Dessa forma, você entenderá onde pode melhorar e se algumas rendas precisam ser substituídas por outras. Manter um bom fluxo de entrada é vital para a saúde financeira da sua família.

    3 - Mapeie Os Objetivos Familiares

    Eles devem ser divididos entre curto, médio e longo prazos. Objetivos considerados de curto prazo são aqueles com menos de 6 meses, como o pagamento de dívidas.

    Objetivos de médio e longo prazos são todos os que excedem os 12 meses. Por exemplo, planejar suas férias, economizar para a faculdade dos seus filhos ou pagar a reforma da casa. 

    4 - Escolha os investimentos certos para os seus objetivos

    Sempre que você quiser guardar dinheiro, esqueça a conta corrente e a poupança. Opte por ativos mais rentáveis e tão seguros quanto, a fim de aplicar o seu dinheiro sempre de acordo com os seus objetivos financeiros.

    Se eles são de curto ou médio prazos, você pode utilizar Fundos de Investimento de alta liquidez, que ofereçam entre 1 e 30 dias para liquidação (resgate), ou produtos de renda fixa como CDBs, LCIs, LCAs e LCs.

    Leia esses artigos também:

    Para objetivos de longo prazo, como a compra de um carro para presentar o seu filho quando tiver 18 anos, uma boa opção pode ser um título público com vencimento próximo a esse período, como o Tesouro Direto IPCA+ 2035 que paga a inflação mais 5,90% (dados de setembro de 2018).

    Em 2017, esse título rendeu 54% em 12 meses. Mais do que muitos papéis da Bolsa de Valores. Entenda o ocorrido.

    Além disso, como seu rendimento está atrelado ao IPCA, seu rendimento será satisfatório mesmo que a inflação dispare.

    Investir o suficiente para comprar um carro daqui a 18 anos custa bem menos do que você imagina. Veja esse exemplo:

    Se você investisse R$ 9 mil hoje (setembro de 2018) non Tesouro IPCA+ 2035, em sua data de vencimento você resgatará R$39.264,08. 

    planejamento financeiro familiar objetivosplanejamento financeiro familiar objetivos 2

    (Dados de 21/09/2018)

    Se você puder deixar o seu dinheiro investido por um pouco mais de tempo, o Tesouro IPCA+2045 pode ser uma ótima opção também.

    Ao aplicar os mesmos R$ 9 mil nesse ativo hoje, você resgataria R$ 100.857,49 se mantiver o seu investimento até a data de vencimento.

    planejamento financeiro familiar investimento certoplanejamento financeiro familiar investimento certo 2

    (Dados de 21/09/2018)

    Essas simulações foram feitas no painel de clientes da Rico. Crie sua conta ainda hoje e comece a investir!

    5 - Opte Por Pagamentos à Vista

    O cartão de crédito não é um vilão se você souber usá-lo com sabedoria. No entanto, o pagamento à vista deve sempre ser escolhido se possível.

    Além de quase sempre garantir descontos no preço final, pagar à vista também ajuda a evitar juros e manter as contas organizadas.

    É claro, nem sempre é possível fugir das parcelas. No entanto, seus gastos fixos mensais e itens como roupas e comida devem sempre ser pagos à vista.

    O parcelamento da fatura do cartão, por sua vez, deve ser evitado o máximo possível. Isso porque a maioria dos cartões de créditos apresentam taxas altíssimas para esse serviço.

    6 - Respeite o Seu Padrão de Vida

    As pessoas se acostumam muito facilmente com as coisas. Quando a máquina financeira da família estiver bem ajustada, sempre virá aquela vontade de gastar mais do que deve.

    Essa é a hora de frear o ímpeto e manter o seu padrão de vida. Lembre-se: rico é quem tem dinheiro, não quem tem itens de luxo!

    Imagine uma família que ganha R$ 20.000 por mês, mas gasta R$21.000 e outra que ganha R$ 5.000, mas gasta R$ 4.000, investindo R$ 1.000 por mês. Qual delas você acha que é realmente rica?

    7 - Pratique a educação financeira

    Não adianta proibir toda família de gastar dinheiro de forma radical sem mostrar a razão pela qual se faz isso. Nem estabelecer metas que não sejam realistas ou causem impactos sérios no padrão de vida familiar.

    Então, comece a ensinar educação financeira à sua família de forma gradativa, mostrando como a economia de hoje pode gerar grandes frutos com o passar do tempo.

    Como vimos há pouco, R$ 9.000 bem guardados hoje podem valem um carro novinho à vista daqui 18 anos.

    As pessoas costumam ter uma dificuldade imensa de fazer planos de longo prazo, preferindo as recompensas imediatas. E isso é totalmente natural. Mas o primeiro passo para contornar esse comportamento é admitir o erro.

    É fácil exemplificar isso com o famoso Experimento do Marshmallow. Ele demonstra o comparativo entre a recompensa imediata e a mentalidade de um investidor: saber que esperar pode trazer mais frutos. Veja um vídeo simulando o experimento:

     

    8 - Aproveite a segurança do planejamento

    Claro que as coisas, uma hora ou outra, sairão do planejamento. É impossível prever tudo. Mas quando você acerta o presente e começa a trabalhar pelo futuro, os imprevistos tendem a diminuir. E quando aparecem, seu impacto é muito menor. Isso porque você está preparado.

    A segurança que o planejamento financeiro familiar traz é maravilhosa. Trata-se da certeza de estar sempre pronto para qualquer emergência. Com isso, a sua família poderá realizar qualquer objetivo obedecendo ao planejamento previamente definido. 

    9 - Evite os Erros Mais Comuns

    Evite cometer erros comuns. Principalmente os que você encara como inofensivos, como os pequenos gastos do dia a dia. É preciso saber controlá-los, e claro, contabilizá-los, pois no montante mensal eles podem fazer toda a diferença.

    Outro grande vilão é a compra por impulso. Portanto, evite ir a grandes promoções e ofertas se você tem esse tipo de problema.

    10 - Revise o planejamento

    Por mais perfeito que um planejamento financeiro familiar seja, ele precisa de manutenção.

    Os objetivos mudam, as rendas mudam e coisas que você nem imaginava podem estar minando os seus esforços.

    Então, analise o desempenho das suas finanças todos os meses e se houverem sinais de algum problema, não hesite em parar e organizar tudo de novo. Com certeza isso dá trabalho, mas todo o seu esforço certamente será recompensado!


    Modelo de Planilha de Planejamento Familiar

    Você pode optar por montar a sua própria planilha de planejamento familiar ou pode usar uma pronta.

    Se você tiver conhecimentos básicos de Excel, pode montar a sua própria planilha seguindo o passo a passo a seguir:

    1. Defina o modelo: Estabeleça o que será lançado na sua planilha, se serão suas receitas, suas despesas ou os dois.

    2. Crie as colunas desejadas: Insira colunas que ajudarão no seu controle, como: Descrição, Data e Valor.

    3. Lance despesas e receitas na mesma coluna: Dessa forma, você simplifica a inserção de dados na sua planilha, deixando-a mais parecida com o seu extrato bancário. Mas lembre-se de usar um sinal de "menos" (-) antes dos valores das despesas.

    4. Use uma célula para somar a coluna dos valores: Assim, você consegue checar o seu saldo mais facilmente.

    5. Crie uma "aba" para cada mês: Em seguida, copie o saldo do mês anterior na primeira célula do mês seguinte para ter total controle sobre as despesas de cada mês.

    Exemplo de uma planilha pronta

    Você pode optar por dois tipos de planilha que disponibilizamos para download (você só precisa clicar nos links abaixo para baixá-las):

    Ambas são focadas na vida financeira familiar. Você pode baixar os dois modelos e definir com qual deles se identifica mais. 

    Essas planilhas proporcionam uma visão mais geral das entradas e as saídas do seu orçamento em um determinado período de tempo. 

    Com elas, é possível prever receitas e gastos de uma maneira mais simplificada, o que ajuda na tomada de decisões. 

    Dessa forma, sua família pode criar estratégias e agir de maneira mais informada e responsável.


    Conclusão

    planejamento financeiro familiar conclusao

    Que tal começar hoje mesmo a controlar as finanças da família?

    Como vimos, fazer um planejamento financeiro familiar pode ser fundamental para o bem-estar das pessoas que você ama.

    Além dos benefícios no curto prazo, como o fim das dívidas, o planejamento ajudará você a construir um patrimônio.

    E essa não será a sua única herança. A educação financeira que seus filhos terão será, sem dúvida alguma, um conhecimento valioso e muito útil em suas futuras famílias.

    Você já deve ter ouvido aquela frase:

    "Pai rico, filho nobre, neto pobre."

    Isso não precisa ser uma verdade em sua família, inclusive pode ser o contrário. Ensinar como organizar as finanças, economizar e investir pode ser o fator que estabelecerá a sua família financeiramente com o passar das gerações.

    Além do planejamento financeiro, outros valores serão passados aos seus filhos, como autocontrole, visão de longo prazo, valorização do dinheiro, estímulo ao trabalho e à produção

    A sua família está pronta para se organizar financeiramente? Comece por você! Chame todos para conversar e explique os grandes benefícios de ter uma vida financeira estável e planejada.

    Com certeza, você terá sucesso se colocar essas dicas em prática. Para continuar aprendendo sobre Planejamento Financeiro, veja outros textos do nosso blog:

    Lembre-se: o primeiro passo depois de organizar as finanças da família é investir tudo o que sobrar para fazer o dinheiro trabalhar pela sua família.

    Clique no botão abaixo para se cadastrar em poucos minutos. É 100% gratuito!

    Abrir-Conta-Rico-Investimentos

    Esse artigo foi útil para você? Se tiver qualquer tipo de dúvida, utilize a seção de comentários logo abaixo!

    Obrigado por ler até aqui!

    Topics: Finanças Pessoais

    Top 5 Posts

    Posts Recentes