{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1200px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    Onde Investir seu Dinheiro - Melhores Investimentos Hoje [2020]

    by Time da Rico | 3 de Dezembro, 2019

    onde investir em 2019

    Onde investir seu dinheiro para fazer ele render de verdade?

    Essa pergunta é muito comum, mas a resposta está sempre mudando.

    Isso porque, para tirar o melhor rendimento possível do seu dinheiro em 2020, você precisa estar sempre bem informado.

    Muitos fatores influenciam o mercado financeiro. Por isso, é importante acompanhar as notícias e cuidar da sua educação financeira.

    A economia brasileira tomou um rumo diferente neste ano com um novo governo, e é muito importante que você saiba quais serão os melhores investimentos, a fim de proteger o seu capital.

    Além disso, algumas pessoas ficam na dúvida entre investir e empreender, ficando em um impasse entre essas duas opções.

    Independente de qual seja sua meta financeira, você precisa conhecer as mudanças do mercado e da economia, a fim de se beneficiar ao máximo dessas mudanças.

    Por exemplo, onde investir com a queda da Selic?

    Por isso, preparamos esse artigo para ajudar você nesse desafio.

    Boa leitura!

    Nova call to action

    Onde Investir em 2020? Quais os Melhores Investimentos Financeiros

    Vamos direto ao ponto: onde investir?

    Primeiramente, é importante que você considere quais são seus objetivos financeiros e qual é o seu perfil de investidor.

    Isso porque existem boas opções de investimento com diversos níveis de riscos e rendimento.

    Então, antes de mais nada, defina: 

    • Qual sua tolerância para o risco? 
    • Seus objetivos são de curto, médio ou longo prazo?
    • Qual a quantia que você tem disponível para investir? 
    • Você precisa de um investimento com maior liquidez?

    Dependendo da sua resposta para essas perguntas, a recomendação de investimentos muda.

    Por exemplo, se você procura investimentos seguros e possui metas de longo prazo, a renda fixa é uma boa opção.

    Se você tem pouco dinheiro disponível para começar e planeja investir um pouco mais todo mês, o Tesouro Direto ou Previdência Privada podem ser mais indicados para seu perfil.

    A Rico possui muitas opções de fundos de previdência com bom rendimento e taxa zero (de carregamento, entrada e saída). Diferente de vários planos de previdências oferecidos por grandes bancos. Clique aqui para saber mais!

    Perfis mais arrojados, por sua vez, podem preferir as ações ou fundos de investimento.

    Mas não se preocupe! A seguir, separamos sugestões de onde investir que contemplam as mais variadas necessidades. Confira:

    Onde Investir? Investimentos em Renda Fixa

    onde invertir em 2019 1

    Para investir na renda fixa e obter ótimos resultados financeiros, você precisa levar em consideração as seguintes tendências:

    1. Quanto maior o prazo de vencimento, maior tende a ser o rendimento
    2. Quanto mais liquidez, menor tende a ser o rendimento
    3. Quanto maior o risco envolvido, maior tende a ser o rendimento

    Dessa forma, você precisa escolher os seus investimentos baseado não apenas no seu rendimento, mas de acordo com os seus objetivos e com as suas estratégias de investimento.

    Então, é importante que você entenda cada uma das melhores aplicações financeiras e onde investir hoje.

    Previdência Privada

    A previdência privada tem crescido muito em popularidade, especialmente após a reforma no sistema do INSS. No entanto, é preciso ficar atento quanto a esse tipo de investimento.

    Isso porque, nos grandes bancos, as previdências privadas costumam a incluir diversas taxas. Elas diminuem o seu rendimento drasticamente. Por isso, é melhor buscar uma opção com corretoras.

    Com a Previdência Privada na Rico, por exemplo, você tem:

    • Taxa de carregamento de entrada e de saída ZERO;
    • Taxa de custódia ZERO.

    Você só precisa pagar a taxa de administração, que é a remuneração do gestor do fundo e o Imposto de Renda.

    Isso torna nossas opções muito mais rentáveis do que aquelas oferecidas pelos grandes bancos. Faça a comparação e confira você mesmo criando uma conta grátis na Rico!

    #DicaRico 💰 

    Existem diferentes tipos de previdência privada: elas podem ser  PGBL ou VGBL. Elas são taxadas pelo Imposto de Renda de maneira diferente. Por isso, é importante conhecer bem o funcionamento da previdência escolhida antes de investir!

    Tesouro Direto

    O Tesouro Direto é um investimento de renda fixa e a emissão de seus títulos é feita pelo Governo Federal.

    Funciona assim: você empresta dinheiro para o governo e depois receberá de volta com um valor a mais, que será a rentabilidade do seu investimento.

    O Tesouro Direto possui três tipos de títulos: 

    Normalmente, o título mais recomendado é o Tesouro Selic. Isso acontece porque ele rende próximo à Taxa Selic, tem baixa volatilidade e alta liquidez (você pode solicitar o resgate do seu dinheiro quando quiser e irá recebê-lo em 1 dia útil).

    O Tesouro Selic é considerado um título muito bom para investidores iniciantes e para quem quer construir uma reserva de emergência, por exemplo.

    Isso porque, além da alta liquidez, o aporte mínimo é de apenas R$30. 

    Na Rico, você ainda tem a opção de programar um investimento mensal no Tesouro Direto. Assim, você garante que seu patrimônio estará sempre crescendo.

    Com isso, o Tesouro Selic pode ser uma ótima opção para quem tem objetivos de curto, médio e longo prazos. Alguns exemplos são a aposentadoria, comprar um carro ou trocar o smartphone, por exemplo.

    Veja uma simulação com três tipos de títulos do Tesouro Direto: um Tesouro IPCA + 2045 (que rende 3,18% ao ano mais a inflação do período), um Tesouro Selic 2025 (com rendimento atrelado à taxa Selic) e um Tesouro Prefixado com Juros Semestrais (com rendimento de 6,63% ao ano).

    onde investir tesouro direto 1

    onde investir tesouro direto 2

    Simulação Tesouro Direto - Tela capturada em 18/11/2019.

    Nova call to action

    CDB

    O CDB é a sigla do Certificado de Depósito Bancário. Esse título de renda fixa é emitido pelos bancos a fim de arrecadar capital.

    A taxa de rentabilidade de um CDB costuma ser atrelada ao CDI, sendo um dos investimentos mais conhecidos da renda fixa.

    Normalmente, os Certificados de Depósito Bancários que são emitidos por bancos de pequeno porte, que oferecem rendimentos mais atrativos para os investidores.

    Além disso, ao investir em opções que possuem um prazo de aplicação maior, a rentabilidade desses títulos também costumam ser mais altas.

    Uma das maiores vantagens de investir em um CDB é o fato de ele ser um investimento seguro, já que conta com a proteção do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) até o limite de R$ 250 mil por CPF ou CNPJ, por conjunto de depósitos e investimentos em cada instituição ou conglomerado financeiro, limitado ao teto de R$ 1 milhão, a cada período de 4 anos, para garantias pagas para cada CPF ou CNPJ.

    Para mais informações sobre o FGC, acesse o site http://www.fgc.org.br.

    Veja, abaixo, o rendimento de uma aplicação de R$ 5 mil em um CDB disponível na Rico. O título em questão tem rendimento de 120% do CDI e prazo de 1096 dias. 

    onde investir cdb 1

    onde investir cdb 2

    Simulação CDB - Tela capturada em 18/11/2019.

    LCI/LCA

    A LCI (Letra de Crédito Imobiliária) e a LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) são aplicações de renda fixa muito parecidas com um CDB.

    A grande diferença é que elas são isentas de impostos, como o Imposto de Renda (IR).  Com isso, os rendimentos vêm diretamente para o seu bolso, sem desconto de IR.

    No entanto, a taxa de rentabilidade dessas aplicações tende a ser menor. Por isso, é importante que você utilize um simulador. Assim, você pode ter certeza se, mesmo com a isenção do imposto, essas aplicações rendem mais do que um CDB, por exemplo. 

    Veja uma simulação de um aplicação de R$ 5 mil em dois títulos diferentes disponíveis na Rico: uma LCA com prazo de 365 dias e retorno de 100 do CDI e uma LCI com prazo de 731 dias e retorno de 97% do CDI. 

    onde investir lci lca 1

    onde investir lci lca 2

    Simulação LCI/LCA - Tela capturada em 18/11/2019.

    Observe que o rendimento anual da LCA foi maior do que o da LCI. Isso porque uma promete retorno de retorno de 100% do CDI, enquanto a outra garante apenas 97% da taxa. 

    Contudo, como você pode ver o rendimento da LCI foi maior (R$ 488,26) por conta do maior prazo de aplicação.

    Fundos Multimercado

    Os fundos multimercado são uma ótima opção para investidores de perfil moderado. Isso porque os riscos são diluídos, uma vez que o administrador poderá aplicar em ações, commodities, moedas, ativos de renda fixa, entre outros.

    Para quem busca diversificar sua carteira sem precisar de um montante inicial muito grande, essa também é a escolha ideal.

    No geral, é importante escolher um fundo que esteja alinhado ao seu perfil de investidor e aos seus objetivos financeiros.

    #DicaRico

    Os fundos multimercado são uma ótima opção para o investidor que gostaria de contar com uma carteira variada, mesmo não dispondo de muito capital para começar. Confira os melhores fundos de investimento.

    Debêntures

    Estes títulos de renda fixa emitidos por empresas privadas podem ser uma ótima opção de onde investir. Eles normalmente são ofertadas para o pagamento de algum tipo de dívida ou para o financiamento de determinados projetos.

    Uma grande vantagem desse tipo de investimento é a sua rentabilidade, que pode ser bastante atrativa. Porém, ao mesmo tempo, elas são indicadas para quem possui uma maior tolerância a riscos, já que não possuem garantia do FGC.

    Ou seja, se a empresa emissora falir, você perde o valor que foi investido.

    Também existem as debêntures incentivadas. Por serem emitidas por companhias ligadas a setores estratégicos, o governo oferece a isenção de tributos. Dessa forma, você investe sem pagar qualquer tipo de taxa.

    Letras de Câmbio

    Uma Letra de Câmbio (LC) segue o mesmo princípio de um CDB. No entanto, ela não é emitida por bancos, mas sim, por financeiras.

    Dessa forma, a taxa de rentabilidade deste ativo costuma ser mais alta do que os outros investimentos de renda fixa.

    Mesmo sendo uma operação que conta com um risco elevado, a LC conta com a proteção do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) até o limite de R$ 250 mil por CPF ou CNPJ, por conjunto de depósitos e investimentos em cada instituição ou conglomerado financeiro, limitado ao teto de R$ 1 milhão, a cada período de 4 anos, para garantias pagas para cada CPF ou CNPJ.

    Veja uma simulação de uma aplicação de R$ 5 mil em uma LC disponível na Rico: 

    onde investir letras de cambio 1

    onde investir letras de cambio 2

    Simulação LC - Tela capturada em 18/11/2019.

    Como você pode ver, o título que tem prazo de vencimento de 1.461 dias é o que oferece melhor retorno em relação ao CDI: 124%. 

    Como dissemos antes, por serem emitidos por financeiras, esses títulos costumam oferecer melhores retornos para compensar o maior risco.

    Onde Investir? Ativos de Renda Variável

    Com a queda na taxa básica de juros da economia, a Selic, os investimentos em renda fixa se tornam menos atraentes. Assim, a renda variável cresce como opção, mesmo diante dos maiores riscos. 

    Entre principais ativos de renda variável, estão as ações e os fundos imobiliários.

    Vamos falar um pouco mais sobre esses produtos.

    Ações

    As ações fazem parte da categoria de ativos de renda variável.

    Diferente do que acontece na renda fixa, no momento da aplicação, você não sabe qual será a rentabilidade. 

    Ou seja, ativos da renda variável possuem um rendimento imprevisível. Isso torna o investimento em ações mais adequado para investidores de perfil arrojado, que já contam com uma reserva emergencial.

    Se você está disposto a correr riscos, essa pode ser uma ótima opção de onde investir. A nossa recomendação é procurar empresas bem geridas. 

    Algumas das melhores opções estão dentro dos setores varejista, financeiro e de energia. Por exemplo, empresas como a Localiza, Itaú Unibanco, B3, Engie e AES Tietê. 

    Mas a escolha do melhor ativo, nesse caso, também depende muito de você, de qual o seu perfil e seus objetivos. 

    Algumas ações são mais indicadas para ganhos rápidos, porém são mais arriscadas. 

    Outras, como Itaú, por exemplo, podem ser mais interessantes se você possui objetivos de longo prazo. 

    Além disso, se você pensa em montar uma carteira com foco em dividendos, para recebimento de renda passiva, uma boa opção podem ser as empresas de energia, como Engie e AES Tietê. 

    Em geral, companhias desse setor costumam pagar melhores dividendos.

    Nova call to action

    Fundos Imobiliários

    Outra opção de renda variável bastante interessante são os fundos imobiliários, também chamados de FIIs. 

    Os FIIs são fundos como qualquer outro, porém, nesse caso, o patrimônio dos cotistas é destinado para investimentos no setor imobiliário. 

    Esses fundos se dividem, basicamente, em duas classes:

    • Fundos de Tijolo: possuem a maior parte do seu patrimônio aplicado em empreendimentos imobiliários físicos, como galpões de logística, shoppings e hospitais, entre outros
    • Fundos de Papel: aplicam a maior parte de seu patrimônio em títulos financeiros ligados ao setor imobiliário, como as LCIs e CRIs, por exemplo, além de cotas de outros fundos imobiliários. 

    No fundo de tijolo, o rendimento ao cotista ocorre através do recebimento mensal dos aluguéis de seus empreendimentos, além do possível ganho com a diferença entre o valor de compra e venda dos ativos. 

    No caso dos fundos de papel, o lucro é proveniente dos juros e dividendos recebidos pelo fundo é distribuídos entre os investidores. 

    Nesse caso, também é possível obter ganhos com a diferença entre o preço de compra e venda dos ativos. 

    A opção de recebimentos mensais é o que tem feito desse tipo de investimento um dos mais procurados pelos brasileiros. 

    Contudo, é preciso ter em mente que mesmo que o fundo conte com uma gestão profissional, você tem responsabilidade em buscar a melhor opção. 

    Para reduzir riscos, tente buscar por fundos com portfólio diversificado, cujos empreendimentos sejam de qualidade e estejam bem localizados. Assim, é possível diluir os riscos relacionados à vacância.

    Importância da Alocação de Ativos para Construir sua Carteira de Investimento Hoje

    Se você já está acostumado com o mercado financeiro, certamente, já ouviu falar em alocação de ativos. 

    Essa é uma das melhores estratégias para quem deseja descomplicar a vida no momento de investir. 

    A alocação de ativos consiste em uma estratégia na qual o investidor desenha sua carteira de investimentos pautada no seu perfil de risco e objetivos. 

    Independentemente de como você vai montar sua carteira, esse passo é muito importante e vai ajudar a tornar seus investimentos mais simples e seguros.

    Minimizar Riscos

    A alocação de recursos foi criada com o objetivo principal de reduzir o risco dos investimentos. Isso é possível através da diversificação da carteira.

    Ao diversificar sua carteira, você consegue diluir riscos relacionados a um determinado ativo ou classe de ativo, como, por exemplo questões políticas, variações nos indicadores da economia (como taxa de juros e inflação, câmbio), enfim, qualquer coisa que possa afetar diretamente um determinado investimento. 

    Fácil e Simples de Praticar

    A melhor parte da alocação de recursos é que, além de ser uma ótima estratégia, ela ainda é muito simples e fácil de ser praticada. 

    Para fazer a alocação de recursos, em primeiro lugar, você deve definir o percentual da sua carteira que será destinado para cada classe de ativo.

    Por exemplo, se você tem um perfil mais conservador, pode montar uma carteira com 20% de ativos de renda variável e 80% em ativos de renda fixa. 

    Feito isso, precisa escolher quais ativos vão compor a carteira. 

    Um exemplo de alocação, nesse sentido, seria:

    • Ações - 5%
    • Fundos Imobiliários - 15%
    • Renda Fixa atrelada à inflação - 30%
    • Renda Fixa Pós-Fixada - 25%
    • Renda Fixa Prefixada - 25%

    Depois de escolher cada ativo que vai compor a carteira, basta fazer aportes mensais para manter o equilíbrio que você definiu. 

    Além disso, você também pode fazer o acompanhamento periódico do desempenho dos seus investimentos. 

    No entanto, tente não acompanhar o mercado de maneira muito próxima. As oscilações normais do dia a dia podem levar à tomada de decisões erradas. 

    Menos Estresse

    A alocação de ativos mantém o foco em um prazo maior e com menor rotatividade de investimentos, além de menor risco. 

    Por isso, ao adotar essa estratégia, você evita a necessidade de acompanhar o mercado o tempo todo, para atualizar sempre sua carteira. 

    Também consegue diluir os riscos, o que permite maior tranquilidade nos seus investimentos.

    Foco no Longo Prazo

    Como dissemos, a alocação de recursos é uma estratégia focada no longo prazo, o que é um verdadeiro desafio para a maioria das pessoas. 

    Esse método, embora bastante simples, possui recursos importantes que possibilitam um planejamento melhor e mais eficiente dos seus investimentos.

    Por isso, pode ser um importante aliado na hora de manter o foco. 

    Dicas Para Identificar Seu Perfil de Investidor e Escolher o Melhor Investimento

    Existem três categorias de perfil de investidor. Assim, você pode ser conservador, moderado ou agressivo (também chamado de arrojado).

    Sua categoria de investidor é definida baseada na sua tolerância a riscos, avaliada a partir algumas de características, incluindo sua situação financeira, a sua idade, conhecimento do mercado e objetivos financeiros. 

    Assim, é importante que você tenha definidos o prazo e o valor necessário para alcançar os seus objetivos.

    Na Rico, ao abrir a sua conta, tudo o que você precisa fazer é responder algumas perguntas ao fazer login na plataforma de investimentos, a fim de acessar uma análise do seu perfil de 

    Conservador

    O investidor conservador valoriza a segurança antes de qualquer coisa. 

    Por isso, deve manter a maior parte de suas aplicações em opções menos arriscadas, como títulos do Tesouro Direto e outros investimentos de renda fixa. 

    Moderado

    O investidor moderado está entre os mais conservadores e os mais agressivos. 

    Ele entende um pouco melhor a dinâmica do mercado e está disposto a correr mais riscos em prol de um rendimento melhor. Porém, ainda valoriza muito a segurança. 

    Para esse tipo de investidor, o mais recomendado é manter a maior parte da carteira investida em ativos menos arriscados, como os de renda fixa.

    Contudo, ele pode incluir uma parte um pouco maior de ativos de renda variável, como ações e fundos imobiliários.

    Agressivo

    O investidor agressivo é aquele que está disposto a correr um risco maior em nome de uma rentabilidade melhor. 

    Ele entende a dinâmica do mercado e não teme as oscilações no curto prazo, pois sabe que esse tipo de movimentação é normal. 

    Esse tipo de investidor tem à sua disposição uma gama maior de aplicações, incluindo ações, câmbio, commodities, entre outros. 

    É preciso ter mente, no entanto, que, para operar com esse perfil, é preciso ter bastante conhecimento do mercado. Caso contrário, o resultado pode ser ruim. 

    A Economia em 2020

    Em 2019, as expectativas para a economia deixaram o mercado um pouco frustrado.

    O ano começou com projeções de crescimento de 3% no PIB, porém, as atualizações nessas projeções preveem algo em torno de 1% de ganho para a métrica até o final do ano.

    Apesar disso, muita coisa foi feita e, com a continuidade da agenda do governo, que começou com a Reforma da Previdência e inclui outras reformas, a perspectiva é de que economia caminhe para um ambiente mais favorável no próximo ano.

    A manutenção da taxa Selic a níveis cada vez mais baixos e a inflação controlada também corroboram para perspectivas mais positivas. 

    Em 2020, as projeções para o PIB brasileiro começam o ano mais baixas do que começaram 2019, o que pode abrir margem para boas surpresas. 

    Por outro lado, no cenário internacional, as coisas podem ficar um pouco mais complicadas. 

    Economias do mundo todo já começam a dar sinais de desaceleração. 

    Para tentar conter a possível crise, bancos centrais em todo mundo estão adotando taxas de juros cada vez mais baixas para impulsionar a inflação e evitar a deflação. 

    Porém, como o futuro é incerto, ainda é difícil dizer se essas medidas vão ser suficientes para incentivar as economias e espantar o fantasma da crise mundial.

    De qualquer maneira, esse é um ponto que deve estar no radar de todo investidor. 

    Onde investir com a queda da Selic

    Todas as previsões para a Selic no ano passado indicavam que a taxa deveria subir. No entanto, ela está em 5% em Novembro de 2019.

    Os cortes na Taxa Selic realizados servem para aumentar o consumo. Os seja, os juros caem e o valor do crédito segue a mesma trajetória. Assim, empréstimos e créditos se tornam mais acessíveis, o que aumenta a circulação de dinheiro. 

    Ao mesmo tempo, a inflação tende a aumentar. Para as empresas, os cortes na taxa Selic também são muito importantes, porque o seu endividamento cai e elas são capazes de se desenvolver.

    A Selic também tem impacto sobre seus investimentos, especialmente se você prefere títulos de renda fixa, lembrando que:

    • Alguns títulos do Tesouro Direto estão atrelados à Taxa Selic.
    • Quando a Taxa Selic cai, o CDI diminui e o rendimento dessas aplicações também sofre queda.

    Se a Taxa Selic diminuir, a inflação aumenta, impactando investimentos atrelados ao IPCA.

    Principais Tendências do Cenário Econômico 

    onde investir em 2019 acoes ou emprender

    Empreender pode trazer riscos ao seu capital

    Como dissemos, as projeções para o PIB para 2020 começam abaixo do que foi previsto para 2019, o que abre margem para surpresas positivas. 

    Em outubro de 2019, o IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) divulgou uma queda na projeção para o crescimento da economia em 2019, passando de 2,5% para 2,1%. 

    O cenário de incertezas e a recuperação mais lenta da confiança têm feito com que as expectativas sejam reajustadas. Contudo, à medida que o governo conseguir implementar reformas importantes, a economia deve caminhar a passos mais largos.

    Previsão da Inflação para 2020

    Segundo relatório do Boletim Focus, divulgado pelo Banco Central no dia 18 de novembro de 2019, as perspectivas dos analistas é de que a inflação fique em 3,6% em 2020. 

    Corte na Taxa Selic

    As projeções indicam que a Taxa Selic deve terminar o ano de 2019 em 4,5%. 

    Já para o ano que vem, a perspectiva é de que a métrica encerre em 4,25%, ou seja, uma queda de 0,25 pontos percentuais.

    Estimativa para o dólar

    A projeção do mercado financeiro para o dólar até o final de 2019 é de R$ 4. 

    Já para 2020, a perspectiva se mantém estável, segundo o relatório do Boletim Focus.

    Estimativa da Balança Comercial

    Segundo o Boletim Focus do dia 14 de novembro, as projeções apontam para o saldo da balança comercial terminando o ano positivo, em R$ 46,4 bilhões. 

    Para 2020, nova projeção de superávit comercial, desta vez de R$ 42,5 bilhões. 

    Estimativa para Investimento Estrangeiro

    A previsão para entrada de investimentos estrangeiros diretos no Brasil, segundo o Boletim Focus, ao final de 2019, é de US$ 80 bilhões. 

    Para 2020, as projeções dos analistas indicam que o investimento direto no país deve se manter estável em R$ 80 bilhões.

    Investir em Ações ou Empreender? Qual é o Melhor Negócio Para Você

    Muitas pessoas possuem o desejo de tirar seus sonhos do papel e começar a empreender.

    No entanto, por diversas vezes, surge a seguinte dúvida: investir em ações ou empreender? 

    Invista para fazer seu dinheiro render mais antes de empreender

    Não existe uma resposta certa para essa pergunta. Porém, se você quiser alcançar seus objetivos financeiros mais rapidamente, é importante que você invista, a fim de fazer o seu dinheiro render ainda mais antes de empreender.

    Dessa forma, você contará com o valor necessário para tocar os seus projetos, além de contar com um capital de giro.

    Assim, além de crescer o seu dinheiro com o seu negócio, você também faz ele render ao investi-lo em algum ativo.

    Quais os Melhores Investimentos para Quem tem Pouco Dinheiro?

    Muitas gente ainda pensa que investir é coisa de quem tem muito dinheiro, mas esse é um pensamento completamente equivocado. 

    No mercado financeiro, há muitas opções de aplicações bastante acessíveis para quem tem pouca capacidade de investimento. 

    O Tesouro Direto, por exemplo, é um ótimo exemplo de investimento para quem ainda está começando a formar o seu patrimônio. 

    Você pode começar a investir no Tesouro Direto com aplicações a partir de R$ 100.

    Outra opção ainda dentro da renda fixa são os CDBs. Esses títulos são encontrados em abundância no mercado, com opções de características diferentes. 

    Para quem quiser, é possível investir em CDB a partir de R$ 100. Esse valor, no entanto, é definido pelo emissor do título.

    Na renda variável, também existem opções de investimento para começar com pouco dinheiro. 

    As aplicações em fundos e ações não exigem valor mínimo. 

    Faça seu dinheiro render de verdade

    Exemplos de bons investimentos para 2020

    Dependendo do seu perfil de investidor, você poderá optar por ativos da renda fixa, da renda variável ou de ambas. Dessa forma, algumas boas opções de investimento para o próximo ano são:

    • Títulos do Tesouro Direto
    • Previdência Privada
    • CDB
    • LCI / LCA
    • Debêntures
    • LC
    • Ações
    • Fundos Imobiliários

    Você Sabia?

    A Rico conta com uma sugestão de carteira incrível para quem quer investir em ações: A Carteira Rico Premium é uma carteira dinâmica, composta por diversas ações com o potencial de entregar um retorno absoluto. Isso é, um ganho acima da inflação, e também superior ao Ibovespa no longo prazo.

    Mas não deixe de conhecer a Carteira Rico Premium, que rendeu 200% desde a sua criação, em janeiro de 2016, conta 140% do Ibovespa.

    Comece a Investir com a Rico Hoje Mesmo

    Para começar a investir com a Rico hoje mesmo, você precisa ter uma conta conosco. Ela é 100% online e gratuita.

    Em 2018, a Rico foi eleita a melhor corretora de valores para os pequenos investidores, e também é a que oferece o melhor custo-benefício do mercado.

    Se você já tiver aberto a sua conta, basta transferir o valor a ser investido da sua conta do banco para a sua conta na corretora através de um TED de mesma titularidade.

    O próximo passo é selecionar o ativo pretendido, inserir o valor a ser aplicado e a sua assinatura eletrônica.

    Caso você ainda não seja um cliente Rico, siga o passo a passo a seguir para abrir a sua conta e começar a investir:

    • Abra a sua conta: insira os seus dados pessoais. Em seguida, crie um login e senha e espere o nosso retorno por e-mail.
    • Transfira: realize a transferência do valor que será aplicado.
    • Entre na sua plataforma: ao acessar a sua conta, você encontrará todos os investimentos disponíveis.
    • Conheça o seu perfil de investidor: antes de realizar qualquer tipo de aplicação, faça o teste e conheça a sua tolerância a riscos. 
    • Invista: escolha quanto quer investir clique em aplicar e insira a sua assinatura eletrônica.

    Confira o passo a passo no vídeo abaixo:

    Pronto! Agora você já é um investidor!

    Conclusão - Onde Você deve Investir?

    onde investir em 2019 conclusao

    Pronto para investir com inteligência?

    Saber onde investir é fundamental se você quiser alcançar as suas metas financeiras.

    Para isso, é importante que você conheça as tendências da economia brasileira, a fim de se proteger e fazer as melhores escolhas para ver o seu dinheiro rendendo cada vez mais.

    A previsão é de queda para a Taxa Selic para 4,5% ao ano até dezembro. O dólar e a inflação devem se manter estáveis.

    Para começar a investir, tudo o que você precisa fazer é abrir uma conta gratuita na Rico. É rápido, fácil e muito seguro.

    Você também pode se interessar por:

    Gostou do artigo? Tem alguma dúvida? Então deixe o seu comentário logo abaixo.

    Obrigado por ler até aqui e bons investimentos.

    Nova call to action

    Topics: Como começar a investir

    Top 5 Posts

    Posts Recentes