{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1100px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    O que fazer com o dinheiro da rescisão trabalhista?

    by Gloria Maciel on Fevereiro 19, 2016

    Em tempos de crise muitas empresas encerram as suas atividades ou diminuem o quadro de funcionários, e com isso a taxa de desemprego aumenta consideravelmente (e de forma acelerada). Segundo o IBGE, o número de brasileiros desempregados cresceu 41,5% em um ano e esse é o maior valor desde 2012.

    resciso_texto

    Você com certeza tem algum parente ou conhecido que foi !mandado embora" do lugar em que trabalha entre o ano passado e este. Embora triste, essa é uma realidade que devemos encarar de frente. E mais do que isso, tentar “fazer do limão uma limonada” e tirar o melhor proveito da situação.

    Além do lado emocional, a preocupação com as despesas é uma das primeiras que vem à tona:“O que fazer com o dinheiro da rescisão trabalhista que caiu na minha conta?”. Para muitos especialistas a resposta é clara: INVISTA.

    • Por que?

    Por que o maior erro é “torrar” o dinheiro contando com a sorte de arrumar um novo emprego em pouco tempo. Seria o mundo ideal, mas vamos combinar que o mercado não anda lá essas coisas, e as chances de você demorar para arrumar outra trabalho - infelizmente - são grandes.

    Por isso, esqueça a ideia de se acabar em viagens e compras já que está com a conta gorda. Seja cauteloso(a) e até um pouco pessimista - tratando-se de algo que não depende 100% de você, é sempre bom ter os pés no chão!

    • Mas, onde investir?

    Nossa sugestão são os investimentos mais conservadores, como os títulos do Tesouro Direto e os demais investimentos em Renda Fixa. Isso porque nesse momento a sua preocupação tem que ser, principalmente, não perder dinheiro.

    “Aplicações mais arriscadas, como o mercado de ações, por exemplo, podem dar prejuízo - e isso é tudo o que uma pessoa desempregada não precisa nesse momento. Além disso, os juros do País estão extremamente atrativos. Com isso os investimentos em Renda Fixa são mais aconselhados do que os “agressivos””, explica o analista Roberto Indech.

    Se você for uma pessoas preparada para o pior e já tiver uma reserva  emergencial guardada para pagar as contas básicas durante pelo menos 6 meses, parabéns! Você está no caminho certo e seguindo à risca as nossas recomendações aqui no blog.

    • Tesouro Direto

    “Se puder puder deixar o dinheiro parado até o vencimento do título, Destacamos o Tesouro IPCA+ 2019 (antiga NTN-B Principal) por ser um título indexado a inflação (IPCA) do país somado a um prêmio pago pelo Governo ao ano, fixado no momento da compra. Este prêmio tem taxas extremamente atrativas por oferecer rentabilidade acima de 6% mais a taxa da inflação que deve permanecer elevada”, sugere.

    Mas, se você não tem nada guardado, fique tranquilo(a) que nem tudo está perdido. “Nesse caso destacamos os títulos do Tesouro SELIC 2021, com vencimento para março de 2021. Esse título é pós fixado e indexado a taxa de juros (Selic) que está em 14,25%, o que é bastante atrativo”.

    “A vantagem do Tesouro Selic é que você pode resgatar quando quiser sem perder a rentabilidade do investimento”, conclui Indech.

    *

    Para saber mais sobre o Tesouro Direto e outros investimentos em Renda Fixa, Sugerimos a leitura do ebook gratuito “Guia de Investimentos em Renda Fixa”.
     
    Ebook gratuito  "Guia de Investimentos em Renda Fixa"
     

     
    Ainda não é cliente?

     
    Clique aqui e abra sua conta! 
     
     
     
     
     
     
    Por: Gloria Casella
     

    Top 5 Posts

    Posts Recentes