{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1100px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    Entenda O que é IPO (Oferta Pública Inicial) - Guia Definitivo

    by Rico.com.vc on Abril 13, 2017

    o que e ipo oferta publica inicial

    sABIA QUE VOCÊ PODE LUCRAR SENDO UM DOS PRIMEIROS ACIONISTAS DE UMA EMPRESA?

    Descubra o que é IPO e como funciona a abertura de capital de uma empresa. Neste texto, você entenderá suas vantagens, desafios e como investir nas novas empresas da Bolsa de Valores pode ser positivo. 

    Continue lendo para aprender como avaliar um IPO, empresas que abrirão capital em 2017 e porque você deveria começar a monitorar essas oportunidades do mercado de capitais.

    É iniciante na Bolsa de Valores? Saiba mais sobre uma das formas de investimento mais lucrativas com esses artigos completos:

    Se tiver qualquer tipo de dúvida, não hesite em escrever o seu comentário no fim da página.

    Boa leitura!

    O Que é IPO? (Oferta Pública Inicial)

    o que e ipo intro

    Se você já opera no mercado de ações, esse pode ser um bom negócio!

    IPO é uma sigla em inglês. Ela significa Initial Public Offering, ou em português, Oferta Pública Inicial. Em resumo, são operações para venda de títulos, ações, debêntures e outros tipos de ativos.  

    Para as empresas, trata-se do primeiro passo para deixar de ser uma limitada, tornando-se uma S.A (Sociedade Anônima). Ou seja, uma companhia de capital aberto disponível no mercado de ações.

    Ao fazer uma oferta pública primária, suas ações tornam-se disponíveis para reserva e depois para negociação pela primeira vez. 

    Você deve reservar quantas ações quiser por um preço definido baseado na sua avaliação, dentro do intervalo sugerido pelo banco organizador do IPO. Após isso, é impossível desistir da operação.

    O investidor que reservou ações só não as comprará se o preço final for superior à sua oferta. 

    Comprando uma ação, você se torna um pequeno sócio no negócio. Por isso, quando os proprietários abrem mão de parte da sua empresa fazendo uma oferta pública, eles perdem parte do controle em troca da captação de recursos.

    Todo ano, novos IPOs surgem na Bolsa como oportunidade. Você pode acompanhar a lista atualizada aqui.

    Os IPOs podem ser divididos entre ofertas públicas primárias, quando trata-se da primeira emissão de ações e o lucro vai para o caixa da empresas, e as secundárias, quando são vendidas ações já existentes e o lucro vai para o vendedor (por exemplo, os donos do negócio).

    Muitos investidores gostam de participar de IPOs investindo, pois existe uma chance de comprar as ações por um preço inicial baixo e vê-las subirem de forma rápida e intensa. 


    Benefícios da Oferta Pública Inicial para empresas

    o que e ipo beneficios empresas

    Para as empresas, é um ótimo negócio fazer um IPO de sucesso.

    As vantagens de fazer um IPO dependem do tipo de empresa e seu segmento, mas esses benefícios abrangem todas as organizações que fazem ofertas públicas.

    Ter acesso a um bom capital deve ser um dos maiores motivadores para empresas tornarem-se públicas.

    Dessa forma, elas têm um novo leque de caminhos para seguir: é possível expandir, internacionalizar, pagar dívidas, comprar outras empresas e etc.

    Transformar patrimônio em dinheiro é outro ótimo benefício para os donos da empresa que estiveram presos ao negócio durante muito tempo. Eles ganham liquidez em poder oferecer suas ações no IPO ou em outros momentos pela Bolsa.

    Sem ter a empresa listada na Bolsa, é muito mais complexo e demorado a venda dela. Afinal, é difícil saber o valor de algo que está fora do mercado. E esse é um dos desafios de fazer um IPO: acertar um valor mínimo viável para a operação.

    Outra forma de utilizar as ações para crescer é contratando profissionais e executivos e pagando-os, em parte, com ações. É uma ótima forma de atrair e reter os melhores talentos para o negócio.

    Desafios da Oferta Pública Inicial para empresaS

    Existem algumas desvantagens a serem observadas pelas empresas antes de fazerem o IPO. Afinal, trata-se de um processo caro e burocrático que pode chegar a custar milhões de reais.

    Claro que tudo isso deve ser recompensado pelo possível ganho de capital, todavia, quanto mais sócios, menos controle os empresários terão sobre ela

    Enquanto o controle diminui, as responsabilidades aumentam. Todas suas atitudes precisam ser bem pensadas para não impactar o mercado negativamente. 

    Os proprietários da empresa, apesar de conseguirem mais liquidez, não podem vender os seus papéis em massa porque isso seria um sinal de desconfiança para o mercado, o que baixaria o valor das ações. 

    Além disso, ao tornar-se pública, a empresa passa a ser vigiada de perto pelo mercado. A Comissão de Valores Mobiliários passa a regular e apurar aspectos do negócio.

    Esses fatores podem fazer com que as informações sigilosas cheguem aos concorrentes, prejudicando o negócio.

    Por tudo isso, é recomendado que apenas empresas plenamente sadias entrem no mercado de ações, pois caso existam fragilidades, de uma forma ou de outra, será público.

    Não somente os investidores saberão, mas até os clientes e colaboradores podem se afastar da companhia por desconfiança.


    Vantagens e desvantagens do ipo para investidores

    o que e ipo vantagens investidor

    Esse é um negócio que envolve mais riscos do que outros do mercado de ações.

    Os investidores que reservam ações em um IPO têm a grande vantagem de poder comprar ações antes delas chegarem ao mercado. Ou seja, é possível comprar papéis por um valor menor do que o do primeiro pregão, dependendo da avaliação.

    Se houve uma supervalorização, o Mercado pode não comprar os papeis. Já se houver excesso de oferta, promoverá a queda da cotação. 

    Esse é o risco: o IPO valorizar os papéis e o mercado não, fazendo com que caia nos primeiros dias.  

    No entanto, quem reserva essas ações também pode concretizar grandes lucros nos primeiros dias de Bolsa, período em que os papéis podem disparar.

    Assim, esses investidores precisam ter uma ótima análise fundamentalista da empresa para ter uma expectativa sólida de valorização das ações. 

    No entanto, é um processo mais arriscado do que fazer aportes em empresas com um histórico na Bolsa. Justamente porque a análise técnica, baseada em gráficos do passado e do presente, não pode ser aplicada nesse tipo de operação.

    A análise é mais complexa até para os melhores fundamentalistas, pois como a empresa ainda não é pública, não existem tantas informações a respeito dela como em uma companhia com uma base de acionistas já formada.

    Para os investidores pequenos (pessoas físicas), esse acesso a informações importantes é ainda menor. Limitando-se à documentação obrigatória para o processo.

    Assim, é muito importante ler atentamente o Prospecto fornecido pela empresa às corretoras que reservarão os papéis, principalmente na seção fatores de risco.

    Outro fato a se considerar é que algumas empresas não possuem concorrentes da mesma área listadas na bolsa, tornando inviável qualquer tipo de comparação.


    Como investir em um IPO

    o-que-e-ipo-como-investir.jpg

    O processo para investir é simples, contando com o apoio de uma corretora.

    O processo para participar de uma abertura de capital é simples. Veja o passo a passo a seguir:

    Escolha a empresa

    A primeira fase é a de análise. Como dito, não existem muitas informações além do material de lançamento caso você seja um pequeno investidor. Assim, leia todo o contéudo disponível sobre o IPO e a empresa.

    Atente-se aos riscos que a empresa está exposta e compare com concorrentes, se houverem. Também é vital saber quem administra o negócio, seu histórico em outras empresas, perfil de gestão e propostas.

    E claro, tão importante quanto o passado é entender o que a empresa pretende fazer no futuro, com o dinheiro arrecadado no IPO.

    Reserva de ações

    Depois de escolher a empresa, é preciso abrir uma conta em uma corretora que está participando do IPO. Somente assim é possível reservar as ações.

    Veja aqui os IPOs disponíveis na Rico.

    Sabendo o intervalo de preço de referência definido pelo banco organizador, você deve informar quantas ações quer comprar e por qual preço.

    Lembre-se que depois da reserva, não é possível desistir da operação e ao fazer a reserva, é preciso dar um percentual da oferta como garantia.

    Na Rico, as garantias podem ser dadas em dinheiro disponível na conta, títulos públicos ou ações (esses últimos sujeitos à deságio). Para IPOs de renda fixa, o percentual é de 100% e para ações, 15%.

    Preço final

    Assim que todos os investidores manifestam suas intenção de compra, é realizada a precificação do valor das ações (book building). Esse é preço que será pago por quem reservou os papéis.

    Por exemplo, se João disse que pagaria R$ 15, mas a oferta para os papéis fechou a R$ 20, João fica de fora e não compra ações. Mas caso outro investidor tenha manifestado interesse por R$22, ele paga os R$ 20 como todos.

    O preço final é o valor que todos os investidores do IPO pagarão.

    Demanda maior

    Deve haver uma demanda superior à oferta pelas ações para que sejam divididas entre os interessados. Caso contrário, o IPO não se concretiza, caso da empresa Tenda, braço de renda da Gafisa que não teve demanda no mercado em 2016.

    Assim, essa é a questão que toda grande companhia precisa se fazer: o mercado realmente possui demanda por participação no meu negócio?


    IPO no Mercado Brasileiro em 2017

    o que e ipo 2017

    Este é um grande ano para os IPOs.

    Em 2016, o mercado de ações brasileiro foi palco de apenas um IPO: o da Alliar. A companhia levantou R$ 766,4 milhões. Esses períodos de poucas ofertas públicas são comuns quando há muita desconfiança no mercado.

    Como ocorreu nos últimos anos em que o mercado sofreu com ciclos econômicos desfavoráveis. Assim, quando a economia começa a se recuperar, todos os IPOs adiados tendem a se concretizar.

    Assim, este ano promete ser agitado com o aumento da confiança das empresas em relação à melhora da economia.

    Tanto que já foi superado o número de empresas que iniciaram na bolsa em 2016. A primeira do ano foi a Movida (empresa de aluguel de automóveis) que movimentou o total de R$ 645 milhões.

    O papel foi precificado a R$ 7,50, abaixo da faixa indicativa de R$ 8,90 a R$ 11,30.

    Essa entrada da Movida adiou o IPO de sua concorrente, a Unidas. O que pode ter pesado na decisão é a entrada de duas empresas da mesma área em um período de tempo muito próximo e a recusa de baixa do preço das ações, como a Movida fez.

    A segunda empresa que estreou no mercado foi a Hermes Pardini (empresa de diagnósticos). Esse IPO movimentou o total de R$ 877,688 milhões. O preço final do papel ficou em R$ 19.

    Assim, cogita-se que o número de IPOs em 2017 pode chegar a 25. Os destaques entre as companhias fica com o Carrefour Brasil e a empresa de aviação Azul que já possui um preço estimado entre R$ 19 e R$ 23.

    A companhia área pretende receber R$ 1,26 bi, já descontadas comissões e despesas com o preço final médio de R$ 21. 


    Conclusão

    o que e ipo conclusao

    Apostes em ofertas públicas quando tiver experiência no mercado de capitais.

    Como vimos, IPO é a oferta pública primária ou secundária de uma empresa. Para que ele seja realizado, é preciso que a procura seja maior que a oferta.

    Um IPO considerado de grande sucesso costuma ter uma relação 3:1. A procura deve ser três vezes maiores que a oferta. 

    Como se trata de um investimento mais imprevisível para pequenos investidores, não é recomendado que iniciantes no mercado de ações entrem em IPOs. Esses devem procurar os melhores investimentos para 2017.

    Afinal, não existem gráficos para basear a compra ou não das ações. No entanto, quando o investidor possui todos os sinais de que a empresa será bem-sucedida, a chance de crescimento acelerado é grande.

    Como em qualquer investimento, quanto mais riscos de perda, maior a rentabilidade possível. 

    Assim, nunca deixe de ler todos os documentos disponíveis e notícias sobre o IPO em questão. Caso você seja cliente Rico, converse com nossos especialistas nas salas de aula ao vivo.

    Eles com certeza indicarão se um IPO é ou não recomendável para o seu perfil de investidor, analisando o cenário econômico atual e o segmento no qual a empresa está inserida.

    Concorrentes e ameaças da área devem ser mapeados com cuidado. Principalmente quando se trata de mercados mais instáveis como o tecnológico onde as mudanças ocorrem muito rapidamente.

    Gostou desse artigo? Ficou com alguma dúvida? Quer sugerir alguma alteração? Entre em contato deixando o seu comentário logo abaixo!

    Obrigado por ler até aqui!

    New Call-to-action

    Topics: Renda Variável/Mercado de ações

    Top 5 Posts

    Posts Recentes