{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1200px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    O mercado de games upou na quarentena

    by Rico Matinal | 12 de Novembro, 2020

    Confira o Rico Matinal de hoje - 12/11/2020

    RicoMatinal_02

    Insight Rico: O mercado de games upou na quarentena

    (por Júlia Aquino) 

     (Upou, do verbo upar, vem do inglês up e significa subir de nível no dialeto gamer)

    As memórias mais antigas que tenho com video games envolvem soprar as fitas de Super Mario World que meus vizinhos e eu jogávamos no console Super Nintendo, que trintou em 2020. Desde os anos 90, descobri que soprar os cartuchos não ajuda em nada e perdi o hábito de jogar, mas a pandemia e a obrigação de ficar em casa em vários países fez muita gente buscar novas formas de entretenimento, principalmente nos jogos eletrônicos.

    Covid-19 não mudou o mercado, mas acelerou tendências de games que a Newzoo, empresa de pesquisa especializada no mercado de games, já tinha detectado anteriormente como o uso de jogos para socializar e o crescimento do share de jogos para celular e tablet.

    Vem daí o enorme sucesso de jogos que oferecem uma experiência social integrada à diversão e competição naturais desse ambiente como o Among Us, feito para mobile e PC pela InnerSloth, o Fall Guys, desenvolvido pela Mediatonic para PC e PlayStation 4, e o Animal Crossing: New Horizons, da Nintendo, que são fenômenos da quarentena.

    giphy-2

    Não é só o Mario que coleta moedinhas douradas no mercado de games

    A Nintendo é uma velha conhecida minha e dos gamers mais old school 👴, mas a empresa não dá sinais de cansaço em 2020 — os resultados do último trimestre apresentados pela empresa japonesa superaram (de longe) todas as expectativas do mercado, com o lucro operacional mais que duas vezes maior que um ano antes, e receita crescendo 51%. Antes disso, a Nintendo teve o melhor trimestre Abril-Junho em 12 anos, em que aumentou o lucro em 5,4x na comparação ano contra ano, chegando a US$1 bilhão em 2020.

    E foi justamente a popularidade do Animal Crossing que teve grande impacto nos últimos resultados da empresa. Entre abril e setembro, foram vendidas 14,3 milhões de unidades do jogo digital e 12,53 milhões consoles Nintendo Switch, onde ele é jogado. No título, o jogador assume um personagem que se muda para uma ilha cheia de animais com características humanas, onde cumpre tarefas e pode interagir com amigos online.

    Os consoles são uma alternativa para jogar que está aí faz tempo, e ainda são muito demandados por terem forte presença em varejistas e serem muito fáceis de usar, o que atrai tanto novos jogadores quanto os que estavam aposentados e querem retornar. As vendas de console das empresas listadas em bolsa cresceram quase 30% na primeira metade de 2020.

    Desde o começo do ano, os jogadores já aguardavam ansiosamente a nova edição da batalha entre dois dos consoles mais populares do mundo, o Xbox, da Microsoft, e o PlayStation, da Sony. A movimentação nas redes sociais em torno desses novos lançamentos, assim como os resultados do 3º trimestre da Nintendo, ameniza os temores do mercado de que o boom dos games estivesse no fim — na verdade, ele ainda tem potencial para ser muito maior.

    Outro sinal disso é o crescimento das vendas digitais de jogos: a Activision Blizzard, reportou em novembro que a sua receita cresceu 52% em relação ao último ano, chegando a US$1.95 bilhão no trimestre. Entre os jogos mais populares, estão Call Of Duty, para PC, Xbox e PlayStation, e World of Warcraft, que é jogado no computador e é o RPG pago para múltiplos jogadores mais popular e bem-sucedido do mundo.

    As companhias gastam cada vez mais para criar jogos cativantes e acessíveis, trazendo a possibilidade de jogar com um grande grupo de amigos e dando ao usuário a possibilidade de criar novas experiências visuais, o que transformou esse meio em uma plataforma onde todo tipo de entretenimento pode ser consumido. Em abril desse ano, o rapper Travis Scott fez um show para 12 milhões de pessoas que acompanharam a performance pelos seus avatares no jogo Fortnite, muito mais do que caberia em qualquer estádio de futebol moderno. O potencial de alcance dos jogos online é gigante.

    2020 global games

    A Newzoo estima que o mercado de games deve crescer 19,6% em 2020. A empresa prevê receita de US$37,4 bilhões em jogos para PC, US$86,3 bilhões em jogos mobile e $51,2 bilhões em jogos para console. Os maiores mercados continuam sendo EUA e China, mas a empresa espera crescimento mínimo de 17,5% em todo o mundo.

    Video games são feitos para virar parte da sua rotina, com desenvolvedores ativamente trabalhando em atualizações para melhorar a experiência, e por isso apresentam altos níveis de engajamento emocional e socialAté o final do ano, o mercado de games espera que o número de jogadores no mundo todo alcance 2,7 bilhões, e as movimentações do setor indicam que essa expectativa tem tudo para ser batida nos próximos anos.

    Resumo do dia: Recordes de casos, lockdowns e cautela

    (por Paula Zogbi)

    Mercados em clima de cautela nesta quinta-feira, com bolsas europeias em queda de 0,5% e futuros americanos mistos - Dow Jones  cai 0,5%, S&P cai 0,2% e Nasdaq retoma o movimento de alta de ontem, com +0,5%. Vale lembrar que, o início da semana, o movimento foi inverso, com queda das empresas de tecnologia e alta das empresas que até então foram mais prejudicadas pela pandemia. 

    Ontem, houve mais uma notícia positiva em termos de vacina. A farmacêutica Moderna anunciou que testes de fase três acumularam casos suficientes de contaminação para enviar os resultados preliminares a uma junta independente de monitoramento. O noticiário começa a levantar questões sobre os desafios logísticos de garantir acesso de bilhões de pessoas a uma vacina. 

    Mas ainda há muito com que se preocupar. Na Europa, países como França, Reino Unido e Alemanha implementam novos lockdowns. Nos Estados Unidos, os casos diários estão em uma média de 121 mil, um recorde. Cidades como Nova York e San Francisco também anunciaram novas restrições. 

    Do lado político, o presidente eleito Joe Biden indicou seu chefe de gabinete enquanto as tentativas de mudar o resultado das eleições continuam. Georgia está entre os estados que anunciaram recontagem de votos - algo que, segundo analistas políticos, provavelmente não irá mudar o resultado. 

    No Brasil, São Paulo dá sinais de possível reversão da tendência de queda de casos de coronavírus. Observando os dados hospitalares, após meses de queda, o número de pacientes internados por Covid-19 em UTIs do estado tem apresentado leve alta desde o início de novembro, segundo dados compilados pela Fundação Seade. Os números ainda não são preocupantes, mas requerem monitoramento. 

    Agenda da Semana

    Quinta-feira, 12

    06h00: Europa - Relatório mensal do BCE

    09h00: Brasil - volume do setor de serviços IBGE (exp: -6,7%; ant: -10%)

    10h30: EUA - IPC-núcleo mensal (exp: 0,2%; ant: 0,2%)

    10h30: EUA - Pedidos iniciais por seguro-desemprego (exp: 738 mil; ant: 751 mil)

    Sexta-feira, 13

    07h00: Europa - PIB trimestral (exp: 12,7; ant: -11,8%)

    09h00: Brasil - Atividade Econômica mensal set (exp: 1%; ant: 1,1%)

    10h30: EUA - IPP mensal (exp: 0,2%; ant: 0,4%)

    Topics: Rico Matinal