{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1200px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    IPOs: Maiores Altas e Baixas no Brasil e no Mundo

    by Time da Rico | 6 de Abril, 2020

    empresas-ipo-2019-maiores-altas-baixas-brasil-no-mundo

    Você já observou a lista de empresas com IPO recentemente?

    Estamos falando das companhias que abriram capital na Bolsa de Valores em 2019.

    Mais do que atestar o desempenho do mercado financeiro, elas são uma espécie de “termômetro” do que vem por aí. 

    A partir dessa movimentação, é possível projetar cenários e estimar a performance do mercado de capitais nos próximos meses.

    E a boa notícia é que, no Brasil, praticamente todas as sociedades que abriram capital tiveram uma forte valorização.

    Considerando que os prognósticos para a economia brasileira apontam para um crescimento em 2020, a expectativa é de que o cenário se repita.

    É claro que sempre vale a ressalva de que desempenho passado não é garantia de rentabilidade futura.

    Mas um pouco de otimismo não faz mal a ninguém, concorda?

    Então, vamos ver então o que aconteceu no ano passado sobre Ofertas Públicas Iniciais para entender melhor o contexto atual?

    Separamos os seguintes tópicos para a sua leitura:

    • O que é um IPO exatamente?
    • Como os IPOs de empresas brasileiras performaram em 2019?
    • Lista dos IPOs brasileiros de 2019
    • Mesmo os IPOs considerados negativos não foram tão ruins em 2019
    • O que esperar dos IPOs em 2020?
    • Maiores IPOs do mundo em 2019 - Top 10.

    Se restar alguma dúvida no final, é só deixar um comentário.

    Nova call to action

    O que é um IPO Exatamente?

    empresas-ipo-2019-o-que-e-um-exatamente

    Initial Public Offering (IPO), ou Oferta Pública Inicial, é o processo por meio do qual empresas buscam se capitalizar quando as fontes de financiamento usuais não bastam.

    Seus respectivos valores de mercado cresceram a tal ponto que, para continuar em evolução, elas precisam alargar a própria oferta de crédito.

    É como se você estivesse precisando de R$ 1 mil emprestados, mas não conseguisse esse dinheiro com seus amigos e familiares. 

    Para chegar ao valor desejado, será preciso captar recursos com mais pessoas, desde que elas se disponham a emprestar.

    A lógica por trás de um IPO é mais ou menos parecida. 

    A empresa que escolhe essa estratégia não tem como tirar mais recursos das linhas de crédito tradicionais porque elas não bastam para as suas necessidades.

    Não por acaso, o processo de abertura é cercado de muita expectativa e, para os sócios da empresa que faz o IPO, um grande momento.

    Também não é à toa que existe uma série de exigências por parte de instituições como o Banco Central e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para que uma empresa faça uma oferta pública.

    Afinal, a partir do instante em que seu capital se torna aberto, todo e qualquer cidadão pode ser um acionista.

    Isso implica em grande risco e também em uma enorme responsabilidade, já que um IPO mal feito ou superestimado pode significar perdas significativas, tanto para a empresa quanto para os acionistas.

    No entanto, quando a oferta é feita no tempo certo, com o preço inicial justo e embasada em sólidas análises, então, os lucros podem ser atrativos para todos os envolvidos no processo.

    É o que a história nos prova com exemplos reais, inclusive recentes, alguns dos quais vamos ver ainda neste artigo.

    Como os IPOs de Empresas Brasileiras Performaram em 2019?

    empresas-ipo-2019-como-brasileiras-performam-2019

    O que se pode dizer sobre as empresas brasileiras que abriram capital em 2019 é que elas tiveram um bom desempenho no geral.

    Isso significa que seus papéis se valorizaram desde que foram lançados na B3, a Bolsa de Valores de São Paulo.

    Embora tenha havido empresas que não performaram tão bem, ainda assim, a análise técnica mostra que suas ações se valorizaram ou poderão vir a ganhar valor.

    Isso evidencia que os problemas enfrentados não foram dos mercados ou de setores inteiros, mas das organizações em um sentido individual.

    Por isso, espera-se que, em 2020, essas empresas que não apresentaram um rendimento tão bom quanto as outras aprendam com o passado e se fortaleçam nos próximos meses.

    Afinal, quando se investe no mercado de ações e na renda variável de modo geral, a expectativa é sempre por lucros mais altos, já que o risco associado é também maior.

    Essa é a principal razão de ser esse um mercado mais “agressivo”. 

    Acionistas, sejam eles grandes ou pequenos, normalmente esperam por rendimentos acima da média, se comparados com fundos de renda fixa, por exemplo.

    Lista dos IPOs Brasileiros de 2019

    empresas-ipo-2019-lista-brasileiros

    Os analistas da Rico, como você sabe, estão sempre de olho no mercado para trazer para você avaliações e recomendações certeiras para ajudar em seus investimentos.

    Em um cenário no qual todas as empresas performam bem, como escolher a melhor aplicação?

    Bom, nesse caso, precisamos primeiro conhecer quais foram as empresas brasileiras que, em 2019, realizaram IPOs.

    E cabe lembrar que o momento de um IPO pode ser o ideal para investir, já que é quando o preço da ação tende a estar em seu valor mínimo. 

    Isso considerando que os papéis da empresa se mantenham em constante valorização, que é o que costuma acontecer.

    Nesse sentido, 2019 foi um ano interessante, no qual muitas empresas apresentaram excelente performance ao abrir capital.

    Veja quais foram elas na sequência.

    Empresas que Valorizaram Após IPO em 2019

    As empresas que tiveram IPO em 2019 são de ramos diversos, o que por si só é um bom indicador. 

    Quanto mais variados forem os ramos de atuação, mais fôlego para crescer a economia indica ter.

    E por falar em fôlego, nenhuma delas se mostrou tão “atlética” quanto a Centauro, rede de lojas de material esportivo.

    Seus papéis valorizaram formidáveis 185% desde a IPO realizada em abril.

    A título de comparação, a própria Ibovespa teve um índice de valorização de 24% no período - o que não é ruim, mas fica muito abaixo do resultado dessa Oferta Pública Inicial.

    O desempenho da Centauro anima ainda mais seus acionistas ao observarmos a segunda empresa com maior valorização, a Neoenergia.

    Embora ela tenha aberto capital dois meses depois, seus papéis valorizaram ao longo do ano 57,2%, contra 16% de alta do Índice Bovespa.

    Trata-se de mais um bom resultado entre os IPOs de 2019, portanto.

    Mas há outros, como o da varejista de joias Vivara, que também se destacou no ano passado, já que suas ações valorizaram 21,8% desde a oferta pública em outubro, contra 15,1% do Ibovespa.

    Fechando o “pelotão” das empresas que mostraram performance positiva em seus IPOs em 2019, temos a varejista de moda C&A, com valorização de 10,8% desde outubro (ligeiramente acima dos 9,2% da Ibovespa).

    Abra sua conta gratuita

    Empresas que Desvalorizaram Após IPO em 2019

    Outubro foi um mês agitado para o mercado financeiro brasileiro, já que tivemos três IPOs de grande expressão nesse período.

    Além da Vivara e C&A, também ocorreu a Oferta Pública Inicial de ações do banco BMG.

    Contudo, ao contrário das varejistas, a performance dos papéis da instituição financeira deixou a desejar e se tornou a mais impactante decepção em 2019.

    Suas ações perderam 17,4% do valor que tinham na abertura, enquanto a Bolsa valorizou em 8,3% entre o IPO do BMG e o fim do ano.

    Observe que, aquilo que destacamos antes, que o preço da ação no IPO costuma ser o mínimo, é uma tendência, mas não uma regra.

    Fosse uma regra, o resultado da Oferta Pública Inicial do banco estaria aí para desmenti-la.

    Obviamente, os números ruins não passaram despercebidos pela própria instituição.

    Como medida contingencial, o banco anunciou a recompra de aproximadamente um décimo das ações no mercado. 

    Quando faz uma recompra, a empresa sinaliza que está empenhada em apresentar os melhores resultados para os seus acionistas.

    No entanto, esse é mais um indicativo de que o desempenho foi insatisfatório.

    Para se ter uma ideia ainda mais clara disso, vale analisar outra empresa do setor financeiro, o Banco Inter, que teve uma importante valorização de 246% um ano depois de abrir capital.

    Isso confirma o que já foi dito, ou seja, a análise não deve ser setorial, mas voltada a cada empresa que, por questões internas, pode não conseguir performar tão bem.

    Para quem gosta do mercado de ações, vale ficar ligado em todos esses fatores antes de tomar suas decisões de investimentos.

    Mesmo IPOs Considerados Negativos não Foram tão Ruins em 2019 

    empresas-ipo-2019-mesmo-cosiderados-negativos-nao-foram-tao-ruins

    O caso BMG, que passa longe de um IPO de sucesso, não pode desanimar por completo os investidores.

    Até porque o cenário, mesmo para a própria instituição financeira, não chega a ser de todo ruim.

    Com a recompra anunciada e certos ajustes na parte estratégica e operacional, é esperado que o banco apresente uma boa performance em 2020.

    Além disso, o preço mais baixo de seu papel pode indicar uma oportunidade interessante de compra de ações, o que ainda depende de uma análise mais aprofundada, é claro.

    O mesmo se aplica à C&A que, embora tenha se valorizado, ficou em um patamar abaixo da média de outras empresas varejistas.

    Em bom português: era esperado mais de seu IPO.

    Com as expectativas de crescimento da economia brasileira em alta, tudo leva a crer que essas empresas podem melhorar ainda mais seu desempenho na bolsa de valores.

    Portanto, vale entender as projeções para 2020 ao definir que papéis vão fazer parte da sua carteira.

    O que Esperar dos IPOs em 2020?

    empresas-ipo-2019-o-que-esperar-dos-2020

    As empresas que abriram capital em 2019 indicam que, em 2020, o mercado de ações brasileiro tende a se manter em crescimento. 

    Afinal, o ano que terminou ficou marcado como o melhor da história da bolsa de valores do Brasil.

    Vale lembrar, por exemplo, do seu recorde de pontos - que passou voando pelos 100 mil.

    Mas isso tudo talvez seja apenas uma amostra do que vem por aí.

    Para 2020, uma tendência que se espera confirmar é a de abertura de capital de pequenas e médias empresas.

    Caso aconteça, isso refletirá um esforço que a B3 tem feito para introduzir no mercado esse tipo de companhia de menor porte.

    Seu objetivo é aumentar o volume de capital movimentado, hoje estimado em US$ 600 milhões.

    Dessa forma, podemos esperar por IPOs de certa forma surpreendentes mas, ainda assim, com alto potencial de valorização.

    É o que costuma ocorrer com as small caps, papéis de companhias com menor valor de mercado.

    Fique ligado, pois boas oportunidades podem vir por aí.

    E se você acompanha o blog da Rico, já dá um importante passo para não perder nenhuma delas.

    Maiores IPOs do Mundo em 2019 - Top 10

    empresas-ipo-2019-maiores-do-mundo-top-10

    O mercado internacional, como não poderia deixar de ser, esteve bastante agitado no ano que passou.

    Veja o Top 10 dos maiores IPOs do mundo em 2019:

    1. Saudi Aramco
    2. Alibaba
    3. Uber
    4. Budweiser
    5. Caixa Postal da China
    6. Shenzhen Transsion Holdings
    7. Avantor
    8. Lyft
    9. XP Inc.
    10. TeamViewer

    Sobre essa seleta lista, cabem algumas considerações. 

    Como destaque no primeiro lugar, a Saudi Aramco, da Arábia Saudita, tornou-se o maior IPO de todos os tempos. 

    Em 2019, ela alcançou valor de mercado de incríveis US$ 1,87 trilhão.

    Outro parêntese vai para as empresas brasileiras que abriram capital fora do país.

    Nesse grupo, tivemos a Afya, cujas ações valorizaram 46,8% desde a IPO na Nasdaq em julho, enquanto a própria Nasdaq subiu 10,7%.

    Já no Top 10 mundial, tivemos a XP Investimentos, que apresentou incrível valorização de 43,2% em apenas um mês, já que seu IPO foi realizado em dezembro, ante 3,1% da Nasdaq.

    Conclusão - Como a Rico Pode te Ajudar a Aproveitar os IPOs?

    O que os melhores e os piores IPOs de 2019 ensinam ao investidor é que o mercado de ações é mesmo volátil, cheio de surpresas e de oportunidades.

    Tendo como referência o histórico ano que passou, espera-se que, em 2020, os investimentos em ações sigam rendendo de forma positiva.

    Claro que um recorde sempre aumenta a responsabilidade, mas, de qualquer forma, as expectativas são interessantes, o que não se deve confundir com euforia.

    Com pés no chão e aumentando o conhecimento, você faz escolhas mais assertivas e inteligentes ao aplicar seu dinheiro.

    A Rico é sua parceira em seu projeto para maximizar o patrimônio, investindo com segurança e rentabilidade.

    Abra agora mesmo a sua conta e invista em ações com a gente.

    E para ficar sempre por dentro das informações e melhores dicas do mercado financeiro, siga acompanhando os artigos do blog, como estes, que selecionamos para você:

    Obrigado por ler até aqui!

    Nova call to action

    Topics: Renda Variável/Mercado de ações

    Top 5 Posts

    Posts Recentes