{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1200px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    INSS ou Previdência Privada: Descubra Qual é o Mais Indicado para Você

    by Equipe Rico | 15 de Julho, 2019

    inss ou previdencia privada destaque

    Contar com INSS ou Previdência Privada? Essa pergunta é muito frequente entre pessoas que estão pensando em ter uma aposentadoria tranquila.

    A verdade é que não é preciso escolher: uma opção não anula a outra. É possível mesclar o INSS e a Previdência Privada e deixar seus anos de aposentadoria ainda mais confortáveis. 

    Mas como fazer isso?

     #DicaRico 💰

    Bem, para aprender a investir na Previdência Privada que melhor complementa o INSS, é preciso entender melhor como ele funciona. Neste artigo, você vai descobrir:

    • Como funciona o sistema atual do INSS?
    • Como a reforma da previdência pode mudar o INSS;
    • INSS ou Previdência Privada: qual o melhor;
    • Como mesclar INSS e Previdência Privada;
    • Conclusão.

    Boa leitura!

    Como Funciona o Sistema Atual do INSS?

    inss ou previdencia privada entender-sistema

    Entender esse sistema atual é importante para o seu futuro

    O INSS, ou Instituto Nacional do Seguro Social, é o órgão responsável por receber as contribuições previdenciárias e realizar os pagamentos de benefícios para os contribuintes. 

    Se você é empregado através da CLT, a sua contribuição ao INSS fica retida já na folha de pagamento. Essas contribuições mensais garantem o seu direito a benefícios como aposentadoria, auxílio-doença, salário-maternidade e pensão por morte, por exemplo. 

    Dessa forma, o INSS serve para garantir uma renda mensal ao trabalhador que encerra suas atividades profissionais. Isso é, contanto que esse tenha contribuído para o INSS. 

    Existem regras que delimitam quais contribuintes ganham o direito de receber aposentadoria. Atualmente, existem três maneiras de se aposentar pelo INSS: 

    • Por idade: Para homens, mínimo de 65 anos (trabalhador urbano) e 60 (rural). Para mulheres, mínimo de 60 anos (trabalhadora urbana) ou 55 (rural). Ambos precisam ter 15 anos de contribuição ao INSS para se qualificar. 
    • Por tempo de contribuição: Para homens 35 anos de contribuição, em qualquer idade. Para mulheres, 30 anos de contribuição, em qualquer idade. Ambos recebem redução no valor do benefício.
    • Fórmula 86/96: Para homens, a soma da idade + tempo de contribuição deve ser maior ou igual a 96. Para mulheres, essa soma deve ser maior ou igual a 86. Ambos recebem o valor integral de suas aposentadorias nesse caso. 

    Qual a rentabilidade média da previdência pública

    Para planejar sua aposentadoria com mais segurança, é importante saber qual será o valor total do seu benefício. 

    Para os trabalhadores do Regime Geral do setor privado, por exemplo, o cálculo é feito com base em uma média de 80% de todas as contribuições de maior valor ao longo da vida. 

    O site do INSS disponibiliza uma ferramenta de simulação do benefício. Nela, você pode conferir quanto tempo falta para se aposentar e o valor do seu benefício, caso você já tenha direito a ele. 

    O contribuinte também conta com o Meu INSS, uma ferramenta criada para facilitar serviços e consultas simples. Através dele, é possível:

    • Acompanhar as fases do pedido pela internet;
    • Solicitar benefícios da Aposentadoria por Idade e Salário-Maternidade. Em alguns casos, o benefício pode ser garantido automaticamente; 
    • Calcular o tempo de contribuição e valor do benefício;
    • Em breve, realizar a atualização cadastral.

    Como a Reforma da Previdência pode Mudar o INSS

    inss ou previdencia privada reforma

    A reforma da previdência é fundamental para a retomada econômica

    Em 2019, o governo de Jair Bolsonaro apresentou um projeto para a reforma da Previdência. O projeto tem gerado muita discussão, mas você sabe como ele impacta o INSS? 

    Primeiramente, a proposta prevê mudanças na idade mínima para se aposentar: 62 anos para mulheres e 65 para homens, ambos com pelo menos 20 anos de contribuição. 

    O cálculo do valor do benefício também será alterado. A média salarial será calculada considerando todos os salários de contribuição desde julho de 1994, sem descartar as menores contribuições. 

    O trabalhador que cumpre os prazos mínimos (62 anos para mulheres e 65 para homens, com 20 anos de contribuição) têm direito a 60% da aposentadoria. Para receber 100% do benefício, será necessário contribuir por 40 anos.

    Se a contribuição passar de 40 anos, o trabalhador receberá mais do que 100%. 

    A reforma também propõem o sistema de capitalização do benefício. Hoje, é usado o sistema de repartição. Isso é, os trabalhadores que estão na ativa pagam pela aposentadoria dos mais velhos. 

    A proposta do governo é que seja adotado o sistema de capitalização. Nele, cada trabalhador poupa para sua própria aposentadoria. 

    A pensão por morte também será modificada na reforma. Hoje, uma pessoa pode acumular a pensão por morte e aposentadoria. A pensão é 100% do valor da aposentadoria que o morto recebia ou a que teria direito se fosse aposentado por invalidez.

    A proposta modifica a pensão para 50% da aposentadoria do contribuinte falecido, mais 10% por dependente. 

    É interessante analisar um comparativo completo entre o sistema atual e as mudanças previstas nessa proposta. Existem regras especiais para servidores públicos, trabalhadores rurais, professores e políticos, por exemplo. 

    INSS ou Previdência Privada: Qual o Melhor

    Agora você já sabe como o INSS funciona, e principalmente, como pode passar a funcionar com as mudanças propostas pelo governo atual. Mas afinal, qual é melhor: INSS ou Previdência Privada? 

    A verdade é que sua melhor opção é usar os dois. Como mencionamos acima, um não anula o outro, e a previdência privada pode ser uma ótima opção para quem quer complementar o INSS. 

    No entanto, é preciso ter atenção para escolher uma previdência privada que realmente potencialize o desempenho do seu dinheiro. 

    Atenção: mesmo investindo em previdência privada, é indicado que você continue contribuindo com o INSS para garantir direitos como auxílio-doença e outros.

    Vamos realizar uma análise mais profunda sobre essas duas opções a seguir:

    Vantagens do INSS

    O benefício através INSS é um direito garantido pelo governo para todo trabalhador contribuinte. 

    Como as contribuições são obrigatórias no emprego formal, provavelmente você já conta com esse benefício.

    Ao contribuir para o INSS, além da aposentadoria, o trabalhador ganha direito à uma série de benefícios. Alguns exemplos são as pensões por morte ou invalidez e seguro de afastamento do trabalho.

    Além dos benefícios imediatos, o contribuinte do INSS pode abater as contribuições da base de cálculo de seu imposto de renda, se utilizado o modelo completo. O imposto só será cobrado no momento de sacar os recursos.

    Isso significa que esse dinheiro permanece rendendo: uma ótima vantagem a longo prazo. 

    Desvantagens do INSS

    O benefício do INSS só pode ser resgatado em situações bastante específicas. Isso significa que, embora seu dinheiro esteja rendendo, não há liquidez (facilidade e agilidade para resgate). 

    Da mesma forma, é difícil saber quanto exatamente esse dinheiro está rendendo ou trabalhar para aumentar seus rendimentos. Isso porque o benefício obedece alíquotas progressivas, de acordo com a remuneração. Ou seja, você não pode contribuir com quanto quiser.

    O INSS também apresenta um período de carência. Ou seja, um número mínimo de meses pagos ao INSS para que você possa ter direito a algum benefício. 

    Finalmente os benefícios possuem um teto máximo, atualmente de R$ 5,6 mil (junho de 2019). Isso significa que esse é o valor máximo do benefício da sua aposentadoria, não importa o quanto você tenha contribuído ao longo da vida. 

    Vantagens da Previdência Privada

    A Previdência Privada é um investimento de longo prazo. No entanto, é muito mais flexível do que a aposentadoria através do INSS. 

    Isso porque você pode escolher o tipo de previdência privada mais adequado aos seus objetivos, quanto vai contribuir e quando pretende resgatar o dinheiro, por exemplo. 

    A previdência privada não apresenta um teto para seus ganhos, o que é uma enorme vantagem sobre o INSS. 

    Nesse tipo de investimento, você pode escolher entre três formas de recebimento: 

    • De uma única vez;
    • Por renda vitalícia; 
    • Renda por prazo certo.

    O rendimento da previdência privada também tende a apresentar desempenho superior quando comparados com o INSS. 

    Desvantagens da Previdência Privada

    É preciso pesquisar suas opções em previdência privada e escolher muito bem. Isso porque algumas delas - principalmente as disponíveis nos grandes bancos - apresentam taxas de administração elevadas, e uma rentabilidade nem sempre muito atrativa. 

    Além da taxa administrativa, os planos costumam ter taxa de saída no momento do resgate e taxa de carregamento.

    Por isso, é importante buscar opções com taxas menores, garantindo sua rentabilidade. Se quiser saber mais sobre como escolher sua previdência privada e conhecer algumas ótimas opções disponíveis na Rico, leia esse outro artigo que preparamos!

    Também é preciso levar em conta as tributações: elas são diferentes dependendo do tipo de previdência privada. 

    As previdências PGBL possibilitam a dedução dos valores investidos da base de cálculo do imposto de renda (limite de até 12% da renda bruta tributável). No ato do resgate, no entanto, o IR incide sobre a totalidade do capital aplicado.

    Já previdências VGBL não contam com a vantagem. Já, no ato do resgate, o Imposto de Renda incide apenas sobre o rendimento gerado durante o período de acumulação.

     #DicaRico  💰

    Investir em previdência privada com os grandes bancos raramente é vantajoso. Isso porque as taxas administrativas são altíssimas!

    Invista agora em previdência

    Como Mesclar INSS e Previdência Privada

    inss ou previdencia privada como mesclar

    Essa é a melhor estratégia para a sua aposentadoria

    Como mencionamos, não é preciso, necessariamente, escolher entre INSS ou Previdência Privada. As contribuições podem ser simultâneas. 

    A previdência privada funciona como qualquer outro investimento de longo prazo. Inclusive, ele pode ser usado para objetivos diferentes da aposentadoria. 

    O primeiro passo para mesclar o INSS e a Previdência Privada é abrir uma conta em uma consultora de confiança, como a Rico. É grátis abrir sua conta com a gente, e oferecemos ótimas opções para previdências privadas e outros investimentos. 

    Então, basta realizar uma transferência TED de mesma titularidade da sua conta no banco para sua conta na Rico. Não esqueça de ler todos os detalhes sobre a previdência privada de sua escolha antes de investir! 

    Você pode, também, programar um valor de investimento mensal automático na nossa plataforma. Assim, seu patrimônio continua sempre crescendo.

     Você Sabia?  🤔

    Existem muitas outras opções em investimentos de longo prazo que são tão seguras quanto as previdências privadas. Talvez você se interesse em investimentos de renda fixa ou nos fundos multimercado, por exemplo. Não deixe de conferir também as sugestões de carteira da Rico.

    Quanto rende a Previdência Privada

    Os seus rendimentos com a previdência privada irão variar, dependendo do tipo de previdência que você escolheu e das taxas administrativas aplicadas. 

    Então, ao escolher seu investimento, você precisa estar atento aos seguintes fatores: 

    • Trata-se de uma previdência PGBL ou VGBL
    • Qual é o tipo de tributação da previdência: progressiva ou regressiva?
    • Qual é a taxa administrativa cobrada?
    • A previdência tem taxa de corretagem? Se sim, qual o tipo de taxa e o valor cobrado?
    • Qual é a liquidez desse investimento?
    • Existem riscos nesse investimento, como perda de rentabilidade no resgate? 

    No geral, investir em uma previdência privada fará seu dinheiro render mais do que na poupança. Principalmente se você investir com uma corretora de confiança, como a Rico.  

    Veja alguns exemplos de rendimentos de fundos de Previdência Privada na Rico: 

    Tela capturada na plataforma da Rico - 23/5/19

    Para ter acesso às opções disponíveis, basta acessar sua conta na Rico e clicar na opção “previdências privadas” no menu. 

    Clique aqui e confira um passo a passo detalhado sobre como investir em uma previdência privada!

    Conclusão

    inss ou previdencia privada conclusao

    Pronto para iniciar seu planejamento de investimentos para a aposentadoria?

    Você não precisa escolher entre INSS ou previdência privada! Na verdade, sua melhor opção é mesclar os dois e garantir uma aposentadoria mais confortável e segura. 

    As previdências privadas podem ser uma ótima opção também para outros objetivos de longo prazo. No entanto, é preciso estar atento às taxas e aos tipos de tributações aplicadas nesse tipo de investimento. Na Rico, você tem:

    • Taxa de carregamento de entrada e de saída ZERO
    • Taxa de custódia ZERO

    Você só precisa pagar a taxa de administração, ou seja, a remuneração do gestor do fundo e o Imposto de Renda. 

    Isso torna nossas opções muito mais rentáveis do que aquelas oferecidas pelos grandes bancos. Faça a comparação e confira você mesmo criando uma conta grátis na Rico!

    Que tal continuar aprendendo sobre como diversificar seus investimentos e fazer seu dinheiro trabalhar por você? Leia também esses outros artigos que preparamos: 

    Obrigado por ler até aqui e bons investimentos! 

    Abra sua conta 01

    Topics: Investimentos na Rico

    Top 5 Posts

    Posts Recentes