{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1100px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

Indexadores Econômicos - O Que Todo Investidor Deve Saber

by Rico.com.vc on Novembro 27, 2017

Indexadores tudo o que voce precisa saber

Você conhece o impacto dos indexadores no rendimento das suas aplicações?

Os indexadores são muito utilizados nas análises da economia. Provavelmente, você já ouviu falar deles no seu dia a dia.

Os mais conhecidos são o IPCA e a taxa Selic. Além deles, há diversos outros índices que são mais focados para certas áreas, como é o caso do IGPM.

Nos investimentos em renda fixa, os indexadores  financeiros são utilizados na taxa de rentabilidade. Então, é importante conhecer sobre cada um, pois eles determinam os ganhos da sua aplicação.

Para ganhar muito dinheiro investindo é essencial entender o impacto da economia nas suas aplicações. Aprenda tudo sobre o mercado financeiro e o seu funcionamento.

Diante disso, preparamos um guia completo com tudo o que você deve saber sobre os indexadores e que de forma você pode aumentar a rentabilidade da sua carteira com segurança:

  • O que significa indexador econômico e qual a sua importância
  • Qual é impacto deles nos seus investimentos
  • Quais são os principais indexadores
  • O que você precisa saber sobre o IPCA
  • O impacto na taxa Selic no mercado
  • Como calcular o CDI
  • IPVA x CDI
  • Influência do IGPM nos seus investimentos
  • O que fazer para evitar os impactos negativos dos indexadores

Se tiver qualquer dúvida, deixe um comentário no final da página!

Boa leitura!

O Que São Indexadores e Sua Importância?

indexadores importancia

Os indexadores impactam diretamente no nosso cotidiano

Os indexadores são taxas de reajustes. Basicamente, eles são utilizados para três finalidades: acompanhar a atividade econômica, corrigir preços e evitar volatilidade.

A partir das variações deste indicadores, são gerados diversos resultados importantes para a economia, como aumento dos preços dos aluguéis, correção do salário mínimo e produção industrial do ano.

Com estas informações, os responsáveis pelos setores podem tomar decisões que impactam diretamente na sua vida. Por exemplo, para aumentar o consumo, a taxa Selic sofreu cortes.

Os preços dos produtos e serviços também são influenciados pelos indexadores, como é o caso do IPCA. De acordo com ele, os valores do que consumimos podem subir ou cair durante o ano.

Qual o Impacto dos Indexadores Nos Investimentos

indexadores impacto investimentos

Os indexadores podem determinar o futuro da sua carteira

As aplicações pós-fixadas são totalmente dependentes da performance de um índice econômico e do valor dele para o período.

Os investimentos híbridos são influenciados de forma mais branda. Como a aplicação paga uma taxa fixa mais o desempenho de um índice, a rentabilidade é assegurada pela parte estática.

Os ativos prefixados são totalmente independentes dos indexadores. Então, muitos investidores os utilizam como proteção para a carteira em épocas de incertezas.

De forma geral, quando o indexador da sua aplicação sobe, o seu rendimento também aumenta no período.

Os Principais Indexadores

principais indexadores

Os principais indexadores são utilizados como referência na economia brasileira

Antes de escolher os seus investimentos em renda fixa, você deve conhecer quais são os principais indexadores utilizados e o significado de cada um na economia. Confira:

IPCA

O IPCA significa Índice de Preços ao Consumidor Amplo. Ele é considerado o índice oficial da inflação do país. O IBGE faz a pesquisa mensal, segundo uma cesta de produtos do POF (Pesquisa de Orçamentos Familiares).

A coleta é baseada nas famílias com renda entre um e quarenta salários mínimos que residem nas áreas metropolitanas das principais regiões do Brasil.

Todos os produtos são separados por categoria e peso conforme a tabela abaixo:

ipca composição

                                                                      Composição do cálculo do IPCA - Fonte: IBGE

Com todos os dados, o IBGE faz o cálculo da média das variações dos preços de todos os produtos e serviços da cesta em relação ao mês anterior. Assim, obtém-se a inflação do período atual.

Taxa Selic

Selic significa Sistema Especial de Liquidação e Custódia. Ela é o programa de computador utilizado pelo Banco Central (BC) para controlar as emissões e operações relacionadas aos títulos federais.

A média diária dos juros associados a estes papéis representa a taxa Selic overnight, que é a base para o CDI. 

O valor mais conhecido é a taxa Selic Meta que é controlada pelo Copom (Comitê de Política Monetária). Ela representa o percentual de juros adequado para controlar a inflação e precificar o crédito.

Este indexador serve como referência para as demais tarifas relacionadas ao empréstimo de dinheiro no Brasil. Por isso, é considerado como a taxa básica de juros da economia.

CDI

O CDI é o Certificado de Depósito Interbancário. Ele representa a média das taxas de juros praticadas nos empréstimos feitos apenas entre os bancos.

O Banco Central impõe que todas as instituições financeiras têm que fechar o caixa com saldo positivo no final do dia. Então, quem está com mais dinheiro, empresta para quem tem menos.

Estas operações são válidas no curtíssimo prazo e o Certificado de Depósito Interbancário é o título de garantia firmado entre as partes com lastro no Tesouro Nacional.

Então, o CDI varia diariamente com valor muito próximo à taxa Selic. Isso é feito para não gerar ganhos e desbalancear o mercado financeiro.

IGPM

IGPM significa Índice Geral de Preços do Mercado. Ele também é uma medida da variação dos preços de produtos e serviços. Ou seja, é semelhante ao IPCA.

A FGV (Fundação Getúlio Vargas) faz o acompanhamento deste indicador a partir do dia 21 do mês atual até 20 do próximo. A divulgação ocorre a cada dia 10.

A metodologia de cálculo do IGPM é composta por 60% do IPA-M (Índice de Preços por Atacado), 30% do IPC-M (Índice de Preços ao Consumidor) e 10% do INCC-M (Índice Nacional do Custo da Construção).

O Que Todo Investidor Deve Saber Sobre IPCA

indexadores ipca investimentos

O IPCA influencia além dos preços dos produtos e serviços

O IPCA é um dos indexadores mais utilizados como taxa de rentabilidade em títulos híbridos, como no Tesouro Direto e nas debêntures.

Hoje, o índice acumulado está em 2,21%, valor abaixo da meta de 4,5% estabelecida pela Banco Central. Para você entender melhor, veja o gráfico abaixo:

ipca anual

IPCA Acumulado nos últimos dez anos - Fonte: IBGE

Perceba que o valor atual do IPCA é o menor em dez anos. Ao comparar com os acumulados de 2015 e 2016, as diferenças são de 79% e 65%, respectivamente.

Então se você possui investimentos atrelados a esta taxa, os seus rendimentos sofreram quedas nos últimos dois anos. Um dos exemplos é o Tesouro IPCA+, que hoje tem lucros menores que nos tempos de inflação alta.

Mas por que eles continuam sendo indicados? O motivo é o alto potencial de valorização para os papéis de vencimento longo e o prêmio de risco envolvido.

As debêntures e os CDBs também podem utilizar este indexador. Diferente dos títulos públicos, eles oferecem taxas fixas sobre o IPCA mais atrativas, trazendo ganhos maiores.

Impactos da Taxa Selic no Mercado

indexadores selic mercado

A queda da taxa Selic trouxe atratividade ao mercado acionário

A taxa Selic tem forte impacto nos investimentos em renda fixa porque ela influencia no comportamento dos demais indexadores. Hoje, ela está em 7,25% ao ano.

Este valor abre espaço para o aumento do consumo e da oferta de crédito mais barato para a população. De outro lado, deixa os títulos públicos e privados com rentabilidade mais baixa.

Então muitos investidores são atraídos para a bolsa de valores ou investimentos mais arriscados em busca de ganhos mais atrativos.

Um dos exemplos é o Tesouro Selic, que rende exatamente o valor da taxa básica de juros. Desde 2016, os seus rendimentos caíram, mas são altos para uma renda fixa.

Outro impacto nos investimentos é o juro real. Para você entender melhor, o IPCA e a Selic têm comportamentos semelhantes, quando um sobe o outro também aumenta.

Assim, quando estes indexadores tem valores altos, boa parte dos seus rendimentos é perdida para a inflação do período. Ao fazer o cálculo, em 2015, o ganho real foi 3,48%, já em 2017, está em 5,05%.

Este é um dos fatores que faz da renda fixa um investimento com bons retornos mesmo em tempos de queda da taxa Selic.

Se você deseja saber qual o impacto da queda da Selic no rendimento da Poupança, assista ao vídeo abaixo: 

 

 

Como Calcular o Rendimento do CDI

indexadores calcular cdi

O CDI determina a rentabilidade de muitos investimentos

O CDI é muito utilizado nos títulos privados pós-fixados, como os CDBs, debêntures e Fundos de Investimentos. Antes de investir é essencial que você conheça o rendimento destas aplicações.

O cálculo é relativamente simples, vamos utilizar um exemplo ilustrativo para você entender melhor. Um CDB com taxa de rentabilidade de 120% do CDI.

Hoje, novembro de 2017, este indexador está em 7,39% ao ano. Então, basta multiplicar: 7,39 * 1,20 = 8,87%, este será o rendimento anual da sua aplicação.

Para um valor de R$ 10.000, faça:  10.000 * 0,0887 = R$ 887,00. O valor bruto será de R$10.887,00 no período.

O CDI também é conhecido como o benchmark da renda fixa, que significa o rendimento mínimo para que um investimento seja rentável.

Assim, no momento da escolha das suas aplicações verifique se a taxa de rentabilidade oferecida é superior ao Certificado de Depósito Interbancário.

Utilize também o nosso Simulador de Investimentos. Esta é a ferramenta completa onde você pode calcular a performance dos produtos e investir com mais segurança.

Influência do IGPM nos Investimentos

indexadores igpm investimentos

O IGPM tem grande importância nos FIIs

O IGPM é muito conhecido no setor imobiliário, pois ele é utilizado para reajustar os valores dos aluguéis. O seu valor atual, referente a outubro, é de -1,41% ao ano. Acompanhe o gráfico abaixo:

igpm acumulado

IGPM em 2016 x 2017 - Fonte: FGV

Note que os valores estão negativos desde junho de 2017, mostrando grande deflação. Em relação à 2016, a queda é superior a 8,0%. Segundo o índice FipeZap, o preço dos aluguéis reduziram em 0,36% até setembro.

O IGPM é importante para o FII (Fundo de Investimento Imobiliário), pois ele influencia diretamente no desempenho desta aplicação. Em fatores como:

  • Valorização das cotas
  • Preço dos aluguéis dos imóveis
  • Vacância para FIIs de imóveis físicos
  • Rentabilidade dos FIIs de papéis

Assim, quanto maior é o valor deste indexador, maior tende a ser a valorização da cotas. Em contrapartida, os preços dos aluguéis sobem e a vacância dos imóveis pode aumentar.

No momento atual, com o IGPM em queda, o Brasil está se recuperando da crise no setor imobiliário iniciada em 2013. Apesar do lento crescimento, para 2018, há perspectiva de 1,5% de alta.

Com a inflação em baixa, os preços dos imóveis variam menos e os aluguéis ficam mais baratos. O corte da taxa Selic incentiva o crédito no setor. Assim, os FIIs podem ser bons investimentos no médio e longo prazo.

Alguns títulos privados como o CRI (Certificado de Recebíveis Imobiliários) podem ter taxa de rentabilidade atrelada ao IGPM. Ao investir nesta aplicação, você precisa acompanhar o comportamento do indexador.

O Que Fazer Para Evitar Impactos Negativos dos Indexadores

indexadores aumentar rendimento

A queda dos juros diminuiu a atratividade da renda fixa

A escolha do tipo de aplicação e do índice econômico é crucial para os investimentos em renda fixa, principalmente para evitar retornos abaixo do esperado.

A melhor maneira de minimizar os impactos negativos dos indexadores é a diversificação. Ao atuar em diversas frentes, você pode ganhar muito dinheiro.

Mesmo com o cenário de queda de juros, a renda fixa tem excelentes oportunidades. Aqui na Rico, temos várias aplicações com rentabilidade acima do CDI.

Você também pode aproveitar o bom momento da renda variável, por meio do investimento em ações ou ETFs. Para você ter ideia, em 2017, a bolsa de valores já acumula valorização superior a 26,84%.

Lembrando que, a maior parte do seu patrimônio deve estar alocada em ativos de renda fixa de baixo risco, como títulos prefixados e Tesouro Selic.

Os Fundos de Investimentos são excelentes aplicações para diversificar com segurança e boa rentabilidade. Algumas categorias são: os multimercados, os FICs (Fundo de Investimentos em Cotas) e os Fundos Cambiais.

Além disso, eles contam com uma equipe de gestão especializada que gerencia toda a carteira, buscando sempre os maiores lucros para os investidores.

As LCI (Letras de Crédito Imobiliário) e LCA (Letras de Crédito do Agronegócio) são excelentes investimentos em renda fixa. Elas possuem alta rentabilidade e são isentas de taxas.

Outra forma de manter uma carteira diversificada e com impacto dos indexadores ainda menor é ter aplicações voltadas para o médio e longo prazos.

Assim, você pode obter alta valorização dos ativos e aproveitar toda a curva de juros. Foi assim que o Tesouro IPCA+ já rendeu mais de 417% só em 2017.

Conclusão

indexadores conclusao

Os indexadores determinam os retornos dos seus investimentos

O conhecimento sobre os indexadores é extremamente importante para os investimentos em renda fixa, pois eles têm impacto direto na taxa de rentabilidade das aplicações.

Os mais utilizados são: IPCA, taxa Selic, IGPM e o CDI. Nos papéis pós-fixados, os ganhos dependem da performance do índice escolhido, por exemplo o um CDB que paga 110% do CDI ao ano.

Nas aplicações híbridas, o impacto é um pouco menor, por conta da taxa fixa de rentabilidade, como você pode ver no Tesouro IPCA+.

De forma geral, quando os indexadores sobem, o retorno dos investimentos aumenta. E quando eles sofrem queda, você ganha menos no período.

Continue aprendendo sobre os melhores investimentos através destes outros artigos do nosso blog:

Com o cenário atual da economia, a melhor alternativa para minimizar o impacto destes índices é a diversificação. Uma carteira com ativos em renda fixa e variável pode trazer excelentes rendimentos.

Os investimentos em LCI e LCA, debêntures e Fundos de Investimentos são boas alternativas para obter retornos acima do CDI e para ganhar muito dinheiro no médio e longo prazos.

Aqui na Rico, você vai encontrar as melhores aplicações em renda fixa e variável para diversificar a sua carteira com rentabilidade e segurança! Aproveite e abra a sua conta 100% gratuita agora mesmo!

Este artigo foi útil para você? Então deixe o seu comentário com sugestões.

Obrigado por ler até aqui!

abra-conta-rico-1.png

Topics: Economia e Análises

Top 5 Posts

Posts Recentes