{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1200px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    Estamos no topo ou início de um movimento de alta na bolsa?

    by Gloria Maciel | 1 de Novembro, 2016

    Por: Frederico Meinberg, sócio-diretor da Rico.

    Comecei a trabalhar no mercado financeiro como estagiário da corretora do Banco Francês e Brasileiro no final de 1991. Sempre tive uma formação mais voltada para a análise fundamentalista, mas depois de 25 anos aprendi a respeitar e usar também a análise técnica para tentar entender e prever os movimentos da Bolsa. Portanto, neste texto, vou usar as duas escolas para chegar as minhas conclusões.

    BOVESPA_Pregão Corbeille, déc. 1940.jpg
    Pregão Bovespa, 1940

    Em 2016, a Bolsa está passando por um momento de euforia fazendo o Índice Bovespa, o principal índice da bolsa brasileira, já chegar bem perto de sua máxima pontuação atingida em maio de 2008. Com todo esse otimismo, agora nos perguntam frequentemente: ESTAMOS REALMENTE BATENDO NO TOPO OU INICIAREMOS UM NOVO MOVIMENTO ALTISTA?

    O grande problema atual do Brasil é a falta de confiança que faz com que os investimentos e a economia se retraiam. Dessa forma, se cria um círculo vicioso que tem que ser quebrado para o país voltar a crescer e entrar em um ciclo de crescimento econômico, almejando a volta de fluxo de capitais para o mercado financeiro. 

    pregao_bovespa.jpg
    Evento "Rico Day Traders" no antigo pregão da Bovespa

    Passamos os últimos 6 anos de matriz econômica irresponsável com a elevação do gasto público e política de câmbio e juros esquizofrênica que levaram o Brasil a recessão com inflação, o que é um desastre.

    O grande desafio de novo governo é recuperar a confiança colocando a inflação a níveis aceitáveis e recuperar o crescimento econômico. O Brasil é um país com uma economia complexa e sofisticada, agronegócio, setor financeiro, serviços, mineração e indústria de bens certamente voltarão a receber investimentos assim que tiver a retomada das condições econômicas para um crescimento de longo prazo. Para isso ocorrer, são necessárias as aprovações de reformas fiscais como previdência, limite de gastos e até a reforma política.

    Na minha opinião essa recuperação da Bolsa em 2016 foi simplesmente a mudança de orientação do governo quanto a política econômica. Não tenho dúvidas de que se as reformas forem aprovadas com regras claras na condução da política econômica, a Bolsa entrará em um longo período de alta do Ibovespa.

    O verdadeiro fluxo de dinheiro para Bolsa ainda nem começou e acho que poderemos viver um ciclo de alta que pode durar vários anos. Vejam abaixo o movimento do Ibovespa desde 1991:

    grafico-BOVESPA.png

    Notem que depois de um movimento de alta a Bolsa costuma corrigir cerca de 60%. Os movimentos de alta em média são longos e as quedas rápidas. Esse padrão só não ocorreu de 2008 até 2015 em função da politica econômica brasileira, que foi um desastre. No resto do mundo as Bolsas continuaram a subir. 

    Nesse período, o menor nível do Ibovespa foi no final de 2008, chegando a atingir menos de 30.000 pontos. Acredito que com o retorno da confiança e aprovação das reformas o fluxo de capital poderá levar a Bolsa acima de 120.000 pontos.

    Abraços!

    Até o próximo texto!

    frederico_meinberg.jpg

    Frederico Meinberg está no mercado desde 1991

    e é sócio-diretor da Rico.

    Top 5 Posts

    Posts Recentes