{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1200px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    Como se organizar financeiramente em 2020 em 9 passos

    by Time da Rico | 24 de Março, 2020

    como-se-organizar-financeiramente-em-2020-9-passos

    Se você não sabe como se organizar financeiramente, enfrenta dificuldades para pagar contas e realizar sonhos, nunca é tarde para começar.

    Aliás, motivos para isso não faltam.

    Quem tem controle sobre o dinheiro e planeja o que vai gastar todos os meses tem vantagens que vão muito além da satisfação de poder fechar no azul.

    A organização financeira permite maior segurança ao indivíduo e a toda sua família.

    No caso de desemprego, por exemplo, é esse planejamento que vai permitir passar por um período de transição mais tranquilo até que encontre uma recolocação no mercado.

    Também, havendo uma emergência de saúde ou moradia, quem tem uma reserva financeira está preparado para lidar com gastos inesperados.

    Todo esse esforço tem a intenção de estabelecer uma rede de proteção que você possa se apoiar em caso de uma necessidade surgir. 

    Afinal de contas, nunca se sabe o dia de amanhã, não é mesmo?

    Com tudo isso em mente, preparamos e apresentamos abaixo um guia para você aprender a se organizar financeiramente e aproveitar todos os benefícios que essa postura oferece.

    Se restar alguma dúvida ao final, é só deixar um comentário.

    Boa leitura!

    Nova call to action

    O que significa estar organizado financeiramente?

    como-se-organizar-financeiramente-o-que-significa-estar

    Quando falamos em organização financeira, estamos nos referindo à capacidade de um indivíduo de manter o controle sobre o seu dinheiro dentro de um ciclo salarial e também em longo prazo.

    Assim, quem deseja organizar suas finanças deve ser capaz de registrar tudo o que entra e tudo o que sai.

    E é preciso fazer isso de maneira metódica, para dali extrair informações sobre possíveis rombos, os pontos fracos e as fortalezas de seu orçamento.

    Esse controle permite que a pessoa se organize não só dentro do mês, mas também em relação ao próximo semestre ou ano.

    Isso acontece de duas formas.

    Primeiro, porque quem mantém um registro detalhado de suas contas sabe quais serão seus gastos nos próximos meses - aqui, incluímos parcelamentos e mensalidades que permanecem com o mesmo valor mês após mês.

    Além disso, é possível trabalhar com estimativas para projetar quais serão seus gastos variáveis em um futuro próximo.

    Quer ver um exemplo para compreender melhor?

    Se, durante os meses de verão, você costuma gastar de R$ 200 a R$ 300 com energia elétrica e tem isso registrado, aí está a sua média de gastos para o período. 

    De modo geral, estar organizado financeiramente diz respeito a assumir as rédeas de suas finanças, mantendo um controle que ajuda a se preparar para o futuro e trabalhar com foco em conquistar os seus objetivos.

    Importância de se organizar financeiramente

    como-se-organizar-financeiramente-importancia-de

    A organização financeira, como já destacado, tem vantagens que vão muito além da satisfação de terminar o mês com sua conta bancária no azul.

    Quem se organiza consegue enxergar com clareza o fluxo do seu orçamento mês após mês.

    A ideia por trás dessa estratégia é registrar todos os ganhos e as despesas para entender se o que você gasta hoje é compatível com a sua renda ou se está se excedendo nos custos e, por isso, ficando no vermelho.

    Apesar de comum, a prática de apelar para cartão de crédito ou limites bancários para aliviar o orçamento tende a ser prejudicial para a sua saúde financeira.

    Os juros envolvidos nesse tipo de transação estão entre os mais altos do mercado, acabando por corroer o orçamento de muitas famílias brasileiras.

    E essa é só uma das ciladas que podem ser evitadas se você investir tempo na organização de suas contas.

    Pode ser ainda que você perceba, olhando para o seu controle financeiro, que o que tem atrapalhado são os gastos com transporte, com alimentação ou com lazer.

    Seja qual for a sua questão, ao se organizar financeiramente, fica mais fácil de entender para onde o dinheiro está indo e como corrigir os problemas identificados.

    Ao fim, você vai ver que todo mundo consegue se planejar para poupar dinheiro e, aos poucos, criar uma reserva de emergência e investir em aplicações que vão garantir um futuro mais seguro e confortável.

    Se você tem metas e sonhos ao alcançar, aprenda como se organizar financeiramente, com os passos que vamos ensinar na sequência.

    Como se organizar financeiramente em 2020 - 9 passos

    como-se-organizar-financeiramente-em-2020-9-passo

    O ano de 2020 pode ser o momento ideal para você colocar as suas finanças em dia.

    Entendemos que, no meio da correria do dia a dia, com contas a pagar e responsabilidades a cumprir, pode ser difícil saber por onde começar.

    Mas não importa se você ganha muito ou pouco: seguindo as nossas dicas práticas, é possível se organizar para garantir uma melhora em sua saúde financeira.

    Dando um passo de cada vez, você vai perceber que a jornada rumo a uma vida segura e confortável é mais acessível do que você imaginava.

    Veja como se organizar financeiramente em 9 passos!

    1. Sair do vermelho é o primeiro passo para organizar as finanças

    O primeiro passo para se organizar financeiramente precisa ser quitar suas dívidas para garantir que o valor dos juros não vai continuar subindo mês após mês.

    Comece olhando para todas as suas fontes de renda e gastos fixos, tentando avaliar de onde vem o desequilíbrio que faz com que sua conta fique negativa todo mês.

    Pode ser que você perceba que o que ganha não é suficiente ou, ainda, que os seus gastos podem ser reduzidos ao cortar alguns itens supérfluos.

    Só você sabe onde o calo aperta mais e, por isso, é o único que pode avaliar onde pode fazer cortes com foco em sair do vermelho.

    Como sair das dívidas com pouco dinheiro e de forma rápida?

    Infelizmente, não existe nenhum atalho mágico que vai te fazer sair das dividas do dia para a noite.

    Ainda assim, uma organização financeira dá uma visão mais ampla dos gastos que podem estar minando o seu orçamento - e, muitas vezes, você nem se dava conta.

    Independente de qual seja a sua escolha para economizar, lembre-se que esse é um esforço temporário e a tendência é que, assim que você conseguir se livrar da dívida, tudo fique mais fácil.

    2. Use uma planilha para controlar seus gastos e ganhos

    Nenhuma organização financeira funciona sem um método eficaz para registrar os gastos de maneira sintética, criando um controle sobre tudo que entra e sai.

    Nesse sentido, uma ótima ferramenta são as planilhas digitais.

    Criadas em plataformas como Excel ou Google Sheets, elas podem ser extremamente úteis, pois permitem que você documente todos os eventos de maneira a criar um planejamento em médio e longo prazo.

    As possibilidades de personalização são quase infinitas e as ferramentas garantem o uso de diversas fórmulas e gráficos para facilitar o trabalho de controle e análise.

    E para quem não é tão familiarizado assim com a criação de planilhas, é possível encontrar modelos prontos de planilha para todas as necessidades.

    A Rico oferece para você modelos de planilhas de gastos pessoal, familiar, diária e mensal.

    Acesse nosso artigo com todos eles!

    3. Troque dívidas caras por dívidas mais baratas

    Pode parecer difícil de acreditar, mas, muitas vezes o melhor caminho para se livrar de dívidas antigas é se comprometendo com dívidas novas.

    Isso porque nem todo financiamento ou empréstimo oferece as mesmas taxas de juros, o que, na prática, significa que algumas dívidas são mais “baratas” do que outras – ainda que ofereçam o mesmo valor de crédito.

    A percentagem cobrada nesse tipo de negociação varia muito de uma instituição financeira para outra.

    Por isso, se você estiver algum parcelamento ou dívida em aberto, busque no mercado opções que apresentem uma menor taxa de juros ao mês para tentar fazer a troca.

    É o que se chama de portabilidade de crédito.

    4. Descubra onde pode cortar gastos todos os meses

    como-se-organizar-financeiramente-descubra-onde-pode-cortar-gastos-todos-meses

    A cada mês, temos mais uma nova oportunidade de economizar em nossos gastos - e essa é uma das belezas de se organizar financeiramente.

    Quando você tem todos os gastos na ponta do lápis - ou na planilha -, um mês serve como aprendizado para o outro.

    Você sempre tem a chance de consertar erros que cometeu no passado, já que sabe exatamente no que gastou.

    Então, aproveite que você se organizou e, agora, tem o controle detalhado do que entra e do que sai, para analisar quais são suas oportunidades de economia.

    Muitas vezes, são aqueles gastos pequenos do dia a dia que, somados, acabam fazendo uma grande diferença no orçamento no fim do mês.

    5. Comece um trabalho extra para aumentar sua renda mensal

    Pode ser que, ao acompanhar o seu controle financeiro, você perceba que os seus gastos já são mínimos e, mesmo assim, você tem dificuldade em concluir o mês no azul.

    Infelizmente, essa é a realidade de mais de metade dos brasileiros, que precisa se virar com menos de um salário mínimo por mês. 

    Em meio a essa realidade, nos últimos anos, cresceram as opções de trabalho freelancer para quem tem algumas horas por semana para aumentar a sua renda mensal. 

    Por meio da internet, é possível encontrar oportunidades para trabalhar com serviços de entrega, transporte individual, vendas por comissionamento, aluguéis de temporada, produção de textos, tradução e revisão, entre outros.

    Que tal transformar um hobby em uma nova fonte de renda?

    6. Comece a criar uma reserva de emergência

    Imagine-se na situação de estar contando com uma fonte renda para o próximo mês e acabar perdendo ela de uma hora para outra.

    O que pode parecer um pesadelo é a realidade de muitas pessoas que, por um motivo ou outro, perdem o emprego de maneira abrupta. 

    Para se proteger dessa situação, é importante manter uma reserva de emergência correspondente ao valor que você precisa para um período de três a seis meses. 

    Isso você alcança ao cortar custos e juntar dinheiro de forma organizada e sistemática, mês a mês.

    Nova call to action

    7. Comece a se pagar primeiro e economizar mais

    Um dos segredos para aprender a economizar e incorporar o ato de poupar em sua rotina é dar prioridade para você mesmo em seu orçamento.

    Isso significa que, antes mesmo de pagar as suas dívidas daquele mês, você deve separar um valor que será economizado e guardado em sua reserva.

    Assim, você não corre o risco de aguardar até o fim do mês e acabar não tendo dinheiro algum para a reserva.

    8. Aprenda a investir suas economias e fazer seu dinheiro render

    Até aqui, você aprendeu a controlar seus gastos, analisando os resultados para garantir que conseguirá estabelecer uma reserva de emergência.

    Mas de nada adianta ter um bom montante poupado se você não souber como proteger e expandir seu patrimônio.

    Campeã de popularidade entre os brasileiros, a caderneta de poupança deixou há muito tempo de ser uma opção vantajosa.

    Inclusive, em 2019, acabou oferecendo um retorno real negativo de -0,05%.

    Isso quer dizer que, quem deixou dinheiro na poupança, viu ele valer menos do que no início do ano.

    Por isso, é importante estudar as melhores maneiras de investir o valor da sua reserva para garantir que seu patrimônio não será corroído pela inflação.

    Nova call to action

    9. Faça aportes e planeje seus investimentos constantemente

    Quando o assunto é investimento, parte importante da sua organização financeira precisa ser no sentido de garantir uma constância no valor que você guarda mensalmente.

    Por isso, tenha um planejamento que preveja não só os próximos meses, mas que consiga também ajudar em seus objetivos para os próximos anos.

    Ao incluir em seu orçamento aportes frequentes em suas aplicações, você garante maiores ganhos em longo prazo.

    Hoje em dia, é possível investir a partir de R$ 30 em títulos públicos do Tesouro Direto, por exemplo.

    É uma boa maneira de entender que você pode aplicar seu dinheiro com rentabilidade e segurança mesmo ganhando pouco.

    Conclusão - Organize suas finanças em 2020 com as dicas da Rico

    como-se-organizar-financeiramente-conclusao-organize-suas-financas-2020-com-dicas-da-Rico

    Nunca se falou tanto sobre a importância da educação financeira como forma de garantir mais segurança e conforto.

    A discussão, que parte de uma maior organização financeira, traz benefícios que vão além de ter uma conta no azul ou conseguir quitar dívidas.

    A intenção por trás desse esforço é assegurar um futuro mais confortável, com maior segurança econômica e liberdade para transitar entre empregos sem contrair dívidas.

    Quem organiza seu orçamento está também melhor preparado para lidar com emergências, sem precisar apelar para fontes caras de crédito, como o cartão ou o cheque especial.

    Ao incluir o hábito de economizar em seu cotidiano, você se certifica de que não precisará pagar taxas para grandes instituições financeiras, pois conta com uma rede de proteção que pode ser acessada em caso de necessidade.

    Assim, você conseguir criar sua reserva e pode começar a sua jornada pelo mundo dos investimentos, aplicando seu dinheiro em opções muito mais atrativas que a poupança.

    Para ajudá-lo nesse sentido, leia mais estes artigos do nosso blog:

    Agora que você já viu todas as nossas dicas, está pronto para organizar suas finanças em 2020 e começar a investir com a Rico!

    Abra a sua conta agora!

    Obrigado por ler até aqui!

    Nova call to action

    Topics: Finanças Pessoais

    Top 5 Posts

    Posts Recentes