{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1100px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    Guia Prático: Como Investir em Fundos de Investimento

    by Rico.com.vc on Janeiro 29, 2018

    como investir em fundos de investimento em 2018

    Você sabia que investir em fundos de investimentos é prático e lucrativo?

    Mas como investir em fundos de investimentos? Qual é o melhor para o meu perfil?

    Essas são dúvidas comuns que precisam ser respondidas para investir em fundos com consciência e segurança.

    Existem diversos fundos de investimento que funcionam com estratégias específicas. Assim, é fundamental saber uma série de detalhes para investir com lucratividade e eficiência.

    Caso contrário, você estará confiando o seu dinheiro a uma gestora sem saber como ela pretende aplicá-lo. Isso pode gerar desconfortos em sua carteira. 

    Fundos de investimentos são aplicações bem comuns.

    Segundo a Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), o segmento encerrou 2017 com a captação de R$ 259,8 bilhões. O valor é o maior recorde da série histórica que começou em 2002.

    Em 2016, a captação foi de R$ 130,6 bilhões.

    Com os resultados de dezembro, o segmento encerra o ano com captação

    Assim, neste texto, vamos falar o que é fundo de investimento, como funciona e como investir em fundos de alta qualidade, que estejam alinhados ao seu perfil de investidor.

    Se tiver qualquer dúvida ou sugestão, deixe o seu comentário no final deste guia de fundos de investimento 2018.

    Boa leitura!


    O Que é Fundo de Investimento?

    Você deve saber como funciona um condomínio. Diversas pessoas morando no mesmo lugar e dividindo as contas de manutenção dos ambientes em comum.

    Cada um contribui com a sua parte para pagar um gestor e empresas especializadas que mantém o ambiente em ordem. Essas pessoas também concordam com um regulamento interno.

    Em um fundo de investimento, acontece a mesma coisa. Os investidores dividem um mesmo ambiente dentro do fundo de investimento e concordam com um regulamento.

    Imagine que cada morador do condomínio adquire uma casa (uma cota), paga um valor mensal para a administrar o espaço e segue algumas regras preestabelecidas para boa convivência.

    Para não ter que fazer análises e gerenciar o próprio ativo, essas pessoas pagam uma equipe profissional para tomar conta de tudo isso e garantir que a estratégia do fundo de investimento seja cumprida.

    No Fundo, o cotista paga uma taxa para que um profissional faça a gestão do fundo, tome decisões sobre os ativos em carteira etc. Essa equipe profissional é a empresa gestora do fundo.

    Ao investir em fundos, a pessoa compra cotas, como se estivesse comprando uma casa dentro do condomínio.

    Quando você compra uma cota, significa que aceitou as regras definidas e terceiriza o trabalho de gestão. Uma forma muito cômoda e prática de deixar o investimento aos cuidados de profissionais.

    Mas então o que é uma cota?

    Essa é a menor parte de um fundo de investimento. Assim, o patrimônio de um fundo de investimento é composto pela somatória de cotas distribuídas.

    Por que alguém gostaria de ter alguém cuidando do seu próprio dinheiro?

    Pela mesma razão que você contrata um engenheiro para construir sua casa. Você precisa minimizar as chances dela ruir ou perder dinheiro refazendo-a.

    O administrador é o 'engenheiro das finanças'. Assim, ele sabe como aplicar em fundos de investimento, pois conta com experiência e um patrimônio total para aplicar que o permite ter acesso a muitos tipos de investimentos.

    Veja mais algumas vantagens logo abaixo:

    • Gestão profissional
    • Diversificação
    • Pouco esforço e estudo em comparação a outras aplicações
    • Diluição de riscos e custos

    Veja como investir em fundos de investimento a seguir.


    Como Investir em Fundos de Investimento em 2018: Passo a Passo 

    investir em fundos como investir

    Siga esse passo a passo que ensina como aplicar nos melhores fundos de investimento.

    Investir em fundos de investimento é muito simples. Principalmente se você o fizer em uma corretora como a Rico que é 100% digital. 

    Crie uma conta na Rico

    Tudo começa aqui. Você precisa se cadastrar na Rico. É de graça, pode ser feito em 10 minutos e dá a você muitos benefícios como:

    Primeiro você deve acessar a página de cadastro e seguir o passo a passo:

    cadastro-rico.png

    É um imvestimento seguro e rentável abrir uma conta na RicoVocê só precisa ter um CPF válido e e-mail para ter uma conta de investimentos sem taxas, com a segurança de um internet banking.

    Assim, você também poderá visualizar seus investimentos e aplicar pelo computador ou celular.

    Transfira dinheiro via TED

    Investir é como comprar alguma coisa. Você precisará de dinheiro para adquirir as cotas do fundo de investimento. Então, faça um TED da sua conta corrente para a sua conta na Rico.

    Trata-se de um TED comum entre contas do mesmo titular.

    Para saber os seus dados (banco, agência e conta), faça login na Rico e visualize-os no canto superior direito.

    Transfira quanto você deseja investir por mês. Se deseja fazer aplicações mensais, o que é recomendado, basta configurar a sua conta corrente do banco para transferir mensalmente um valor para sua conta de investimentos.

    O dinheiro deve entrar no mesmo instante que você fizer o TED. 

    Escolha o melhor fundo de investimento

    Agora, você precisa analisar o melhor fundo de investimento para você. Para isso, você deve saber qual é o seu objetivo com esse fundo.

    Você precisará do dinheiro a curto, médio ou longo prazo? Busca mais rentabilidade para crescer o patrimônio ou quer apenas proteger o seu capital, mas sem deixá-lo parado?

    Essas respostas devem direcionar a sua escolha entre as categorias de fundo de investimento: renda fixa, multimercado, ações e câmbio.

    Depois, fique atento aos detalhes como as taxas de cada fundo, seu histórico de rendimento e claro, o prospecto onde é descrito a estratégia de investimento da gestora.

    Aplique

    Essa é a parte fácil. Com poucos cliques, você seleciona o seu fundo de investimento e aplica. Veja a tela de compra de cotas:

    investir-em-fundos-comprando-cotas.png(dados de agosto de 2017)

    Não retire o dinheiro antes de cumprir o seu objetivo

    É muito importante ter autocontrole após aplicar. Algumas pessoas cometem o erro de aplicar o seu dinheiro para logo depois sacá-lo.

    Por isso, tenha uma reserva financeira de emergência para situações mais imediatas. O seu dinheiro aplicado deve permanecer investido até que ele chegue no momento certo para resgate, o previsto em seu planejamento de investimento.


    Tipos de Fundos de Investimentos

    como investir em fundos 2018 tipos

    Existem vários tipos de fundos de investimentos. Saiba qual é o melhor para você!

    Para saber como investir em um fundo de investimento, você deve entender as categorias de fundos e seus aspectos. Além disso, veja quantas opções você tem na Rico:

    como investir fundo rico

    (DADOS DE AGOSTO DE 2017)

    Entenda melhor cada categoria de fundo de investimento:

    Multimercado

    Um fundo multimercado é uma categoria de fundo de investimento que tem uma política de investimentos determinada a mesclar aplicações de vários mercados, como renda fixa, ações, câmbio, entre outros.

    Eles costumam ser mais arriscados, apresentando rentabilidades negativas em alguns meses, mas por isso, normalmente são os mais rentáveis na somatória dos meses.

    Apenas os fundos de ações conseguem render tanto ou mais que o fundos multimercados. Justamente porque essa outra categoria oscila ainda mais.

    A referência de rendimento do fundo multimercado normalmente é o CDI e eles buscam uma rentabilidade superior a esse índice.

    Renda fixa

    Esta é a categoria mais conservadora dos fundos de investimento. Ela oscila pouco, mas mesmo assim eles podem conseguir rendimentos acima de 100% do CDI, mas não muito.

    Os fundos de renda fixa podem compor sua carteira com títulos públicos e privados que seguem a taxa Selic, a taxa de inflação (ex: IPCA) ou títulos prefixados (que possuem apenas uma taxa fixa).

    Esse é um ótimo investimento se você construir uma reserva de emergência e quer mais de 100% do CDI. Existem muitos fundos de renda fixa lucrativos com uma liquidez a curto prazo interessante.

    Ações

    Esse tipo de fundo de investimento aplica a maior parte do seu patrimônio em ações, seguindo um determinado regulamento. Às vezes são ações avaliadas segundo seus dividendos, tamanho, capitalização ou outra característica.

    Então, nunca deixe de ler o prospecto para saber em qual tipo de mercado está investindo.

    De forma geral, o fundo de ações é ótimos para expor o capital à Bolsa e assim conseguir uma ótima rentabilidade a médio e longo prazo.

    É recomendado possuir um perfil arrojado para arriscar uma parcela maior do capital neste investimento.

    Cambial

    O fundo de câmbio aplica a maior parte do seu investimento em moedas estrangeiras como dólar e euro. Trata-se de um ótimo investimento para proteger-se do risco Brasil.

    Confira esse post especial sobre os tipos de fundos


    Escolhendo o Melhor Fundo

    como investir em fundos escolhendo

    Saiba como analisar um fundo de investimento em seus detalhes.

    Essas características são importantes para você não escolher um fundo de investimento que não condiz com seu perfil de investidor e objetivos.

    PROSPECTO

    Como citado, esse documento é vital. Ele consiste nos objetivos e estratégias do gestor. Confira o resumo do prospecto na tela inicial do fundo como visto na tela abaixo:

    • Material de divulgação
    • Informações complementares
    • Regulamento

    como investir em fundos exemplo(DADOS DE AGOSTO DE 2017)

    Essa etapa é importante para escolher um fundo de investimento de forma consciente. Novamente: nunca invista sem saber no que está aplicando.

    NÍVEL DE RISCO

    Os fundos podem variar em três níveis de risco: conservador, moderado e agressivo. Existem fundos multimercados conservadores assim como existem fundos de renda fixa agressivos. Então fique atento e seja fiel ao seu perfil. 

    APLICAÇÃO INICIAL

    Esse é o valor mínimo que você precisa ter para aplicar. Ele varia entre R$ 100 e R$ 50.000. 

    Ou seja, se a sua dúvida era "como começar a investir com 100 reais", os fundos podem ser uma boa alternativa para seu dinheiro. 

    MOVIMENTAÇÃO MÍNIMA

    Essa é a quantia mínima para fazer novos aportes ou resgates. Ele varia bastante de acordo com o fundo de investimento. 

    HISTÓRICO DE RENTABILIDADE

    Todos os fundos tem algum índice como benchmark. Por exemplo, o CDI, Ibovespa e etc. Ao ver mais detalhes em um fundo de investimento na Rico, você terá acesso ao histórico de rendimento de forma gráfica como abaixo:

    claritas-multimercado-fundo-rentabilidade.png(DADOS DE AGOSTO DE 2017)

    Perceba como essa opção de fundo multimercado rendeu 18,86% em 2016 enquanto o CDI no ano foi de 13,98%.

    LIQUIDEZ

    Nesta etapa, você deve avaliar a 'Cota de Resgate' e a 'Liquidação de Resgate'. A cota do resgate é a quantidade de dias que leva para a sua posição ser revertida em cotas.

    E a liquidação do resgate é a quantidade de dias necessários para as suas cotas serem transformadas em dinheiro na sua conta corrente.

    Isso pode ser visto na seção 'Períodos'.

    claritas-multimercado-fundo2.png(DADOS DE AGOSTO DE 2017)

    Existem fundos de investimento multimercado que possuem liquidez diária (D+1) ou que levam 30 dias ou mais. 


    Tributação e Taxas dos Fundos de Investimento

    como investir em fundos tributacao

    Você deve saber exatamente quanto da sua rentabilidade se tornará custo.

    A cada 6 meses, o Governo recolhe o Imposto de Renda dos fundos de investimentos de forma antecipada. Esse é o chamado 'come-cotas'. A alíquota varia de acordo com o tempo de aplicação:

    Fundos de Curto Prazo

    • 22,5% em aportes que permanecem por até 180 dias
    • 20% em aportes que permanecem 181 dias ou mais

    Fundos de Longo Prazo

    • 22,5% em aportes que permanecem por até 180 dias
    • 20,0% em aportes que permanecem de 181 dias a 360 dias
    • 17,5% em aportes que permanecem de 361 dias a 720 dias
    • 15,0% em aportes que permanecem por 721 dias ou mais

    O come-cotas é um recolhimento antecipado do imposto que é cobrado sobre a maioria dos investimentos. Assim, ele não será cobrado de novo no momento do resgate da aplicação.

    TAXA DE ADMINISTRAÇÃO E DE PERFORMANCE

    O tempo que você economizará ao colocar seu investimento nas mãos dos gestores de um fundo tem um preço. Ele é representado pelas taxas de administração e de performance. Essa é a recompensa do gestor do fundo de investimento.

    Isso é bom para o seu dinheiro, pois estimulará o gestor a apresentar resultados cada vez melhores para o seu dinheiro.

    Alguns fundos não possuem a taxa de performance. 


    Conclusão

    como investir em fundos hoje

    Já sabe como investir em fundos de forma segura e rentável?

    Em resumo, investir em fundos de investimentos em 2018 é contar com uma gestora que reúne um conjunto de recursos de vários investidores para gerenciar e realizar investimentos determinados por um regulamento.

    É muito seguro investir em fundos. Trata-se de uma forma rápida e prática de contar com toda a expertise de uma gestora de capital.

    Então, esse é o atalho mais efetivo para ter uma boa diversificação de investimentos.

    Por exemplo, provavelmente, a Bolsa brasileira deve entrar em um ciclo de valorização muito bom.

    A forma mais simples de expor a sua carteira a isso é investir em fundos de ações. Imagine quanto tempo você teria de gastar para aprender a fazer trades.

    Além disso, esse investimento é altamente regulamentado no Brasil e fiscalizado com rigor. As duas principais instituições responsáveis por tais ações são CVM e Anbima.

    Continue aprendendo com outros de nossos guias completos:

    Os fundos são registrados na CVM (Comissão de Valores Mobiliários), órgão do governo que regulamenta essa indústria. 

    A Anbima (associação brasileira das entidades dos mercados financeiro) e de capitais é responsável por determinar parâmetros que a indústria de fundos de investimento deve seguir em relação à formação e funcionado dos fundos e na qualidade das informações disponibilizadas no mercado.

    Conte conosco para ensinar tudo sobre fundos de investimento em 2018 e qual é o melhor para você!

    Ficou com alguma dúvida ou tem uma sugestão sobre como investir em fundos? Deixe o seu recado logo abaixo!

    Obrigado por ler até aqui!

    abra-conta-rico-1.png

    Topics: Fundos de Investimento

    Top 5 Posts

    Posts Recentes