{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1200px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    Como escolher BDRs para investir

    by Rico Matinal | 28 de Outubro, 2020

    Confira o Rico Matinal de hoje - 28/10/2020

    RicoMatinal_05

    Insight Rico: Como escolher BDRs para investir

    (por Júlia Aquino) 

     Agora que você já sabe o que são BDRs e leu ontem sobre os principais efeitos da liberação de negociação para pessoas físicas, como escolher em qual BDR investir?

    Assim como acontece ao comprar ações de empresas brasileiras por aqui, é importante entender sobre a empresa, seus fundamentos e quais as perspectivas para a companhia ao comprar um BDR.

    Como sempre, invista naquilo que você conhece: busque entender o que a empresa faz, acompanhe as notícias sobre ela e sobre o setor, procure as expectativas do mercado para os próximos resultados financeiros e entenda o seu potencial de crescimento no futuro.

    Entre os BDRs disponíveis na bolsa brasileira, a concentração de empresas dos setores de tecnologia e comunicação é bem alta, ao contrário do que vemos entre os papéis nacionais. É uma boa oportunidade de diversificar sua carteira não só geograficamente, mas também setorialmente, buscando sempre empresas descorrelacionadas.

    ibov x b3 x bdr setor

    Além da performance da ação estrangeira em que está lastreada, a performance de um BDR também está exposta à variação da moeda brasileira contra o dólar — se o dólar sobe ou desce, o investidor ganha ou perde valor. Por isso, é possível que alguns BDRs valorizem mais que a ação em momentos de alta do dólar, mas não acreditamos que é interessante investir nelas pensando em lucrar com a variação cambial.

    Investir em papéis que pagam dividendos é uma boa maneira de aumentar seus retornos, e, ao comprar um BDR, você também tem direito a receber os dividendos pagos pela empresa estrangeira, assim como acontece com uma ação no Brasil.

    Apesar de não sofrerem cobrança de IR no Brasil, os dividendos recebidos estão sujeitos à tributação do país-sede da companhia. Fora isso, o custodiante, que é quem emite o recibo e mantém o lastro, costuma cobrar uma taxa de 4% sobre esses pagamentos. Ou seja: na sua conta, cai o dividendo descontado dessas duas taxas. Se o valor superar R$ 1.903,98 em um mês, você também deve recolher imposto sobre rendimentos recebidos de fonte no exterior.

    Abaixo, listamos cinco empresas que se destacam, seguindo recomendações de analistas estrangeiros, market cap (valor de mercado) e bons fundamentos, com os respectivos BDRs. Essas são algumas empresas que fazem parte da Seleção BDRs (spoiler), segundo nossos critérios quantitativos.

    lista 5 bdrs-1

    Todos os nomes estão listados na Nasdaq e são de setores pouco representativos na bolsa brasileira. Abaixo, apresentamos um pouco mais dessas empresas e, em seguida, o que esperar dos resultados agora. 

    Sobre as empresas

    Microsoft (MSFT/MSFT34)

    A Microsoft é líder mundial em sistemas operacionais — se você está lendo esse texto em um computador, é muito possível que ele tenha o Windows instalado. Também fabrica o Xbox e oferece entre seus produtos Office365, Skype, LinkedIn e serviços de nuvem, sendo a segunda maior empresa do mundo nessa última frente, atrás apenas da Amazon.

    Apple (AAPL/AAPL34)

    O iPhone é o produto mais famoso da Apple, mas a empresa também fabrica outros equipamentos, como notebooks e smart watches. Também oferece serviços, em uma frente que está em pleno crescimento, com nomes como iCloud e Apple TV+.

    Facebook (FB/FBOK34)

    Além de contar com 2,5 bilhões de usuários na rede de mesmo nome, o Facebook também é dono do WhatsApp, Instagram e Messenger. A maior parte da receita da empresa vem dos anúncios veiculados nas redes sociais, mas vem investindo em market places com o Facebook Shops e em meios de pagamento com o WhatsApp pay - diversificação sempre importante para manter a relevância. 

    Alphabet (GOOGL/GOGL34)

    Alphabet é a empresa-mãe do Google, o buscador mais popular do mundo. Além da ferramenta de pesquisa, também é dona da maior plataforma de compartilhamento de vídeos, o YouTube, e do sistema operacional mais usado em smartphones, o Android. A maior parte do faturamento vem dos anúncios nas suas plataformas, mas também oferece serviços na nuvem (terceiro no ranking mundial) e de pagamento.

    Nvidia (NVDA/NVDC34)

    Talvez a menos conhecida da lista, Nvidia é fabricante de semicondutores, unidades de processamento gráfico e outros componentes para eletrônicos. Tem atuação focada em jogos eletrônicos, inteligência artificial, computadores automotivos e data centers. Recentemente, tem se movimentado para entrar no mercado de chips para smartphones, diversificando mais as fontes de receita da empresa.

    Quais são as expectativas para os resultados dessas empresas e perspectivas do mercado?

    Os resultados do terceiro trimestre de 2020 de Apple, Facebook e Alphabet serão divulgados nessa quinta-feira (29). A Nvidia deve divulgar seus resultados na primeira quinzena de novembro.

    A Microsoft divulgou os resultados do trimestre ontem (27), e superou as expectativas do mercado com receita de US$37,2 bilhões, o que representa um crescimento de 12% em relação ao ano passado. A maior parte desse faturamento veio dos serviços de computação em nuvem, segmento da Microsoft que cresceu 20% com o aumento da demanda por ferramentas para home office.

    A Nvidia sempre foi conhecida por produzir GPUs para jogos, mas vem mostrando que também é versada em desenvolver tecnologias para áreas como inteligência artificial e realidade virtual. Além disso, a empresa planeja expandir ainda mais seu mercado com a compra da Arm Holdings, fabricante de microprocessadores atualmente controlada pelo SoftBank, um movimento importante por fazer parte de um setor competitivo, com players grandes como Intel e AMD.

    Alphabet, Apple, Microsoft e Facebook são parte do grupo conhecido como Big Techs, que vem apresentando performance acima da dos outros setores durante a pandemia e no cenário de incerteza com eleições americanas. Acreditamos que essas companhias ainda têm espaço para crescer ao apresentar resultados robustos para o terceiro e quarto trimestres desse ano.

    Com o afrouxamento das medidas restritivas pelo coronavírus e melhora no cenário econômico no terceiro trimestre, é esperado um aumento nos gastos com publicidade nas plataformas que têm anúncios como principal fonte de receita, o que é, portanto, positivo para empresas como Google e Facebook.

    Vale levar em consideração que com a possibilidade de vitória democrata na presidência e congresso nas eleições americanas, é possível que as Big Techs sejam mais pressionadas, já que o partido critica a concentração de mercado e suas alas mais liberais são a favor de novas leis antitruste para o segmento. Por isso, de novo, sempre importante ter uma carteira diversificada, entre geografias, setores e classes de ativos.

    Ainda sobre as Big Techs, o crescimento dos serviços de streaming e serviços de nuvem, impulsionado ainda mais pela adoção de aulas online e home office nos últimos meses devido à pandemia, é uma tendência vista nos últimos meses que adiciona potencial ao crescimento às empresas.

    Para investir em BDRs com corretagem zero, acesse sua conta na Rico

    Resumo do dia: Demorou, mas admitiu

    (por Paula Zogbi)

    Perdi as contas de quantas vezes mencionei a possibilidade de acordo entre democratas e republicanos para um novo pacote de estímulos nos EUA antes das eleições, na terça que vem. Finalmente, o presidente Donald Trump admitiu, ontem, que esse prazo não é mais viável. 

    A confirmação de "derrota", junto com a aceleração da propagação do coronavírus, levam os mercados para um firme terreno negativo nesta manhã. Os futuros de bolsas americanas caem até 1,5%; o Stoxx 50 na Europa derrete 2,37%. 

    As restrições contra a covid-19 continuam crescendo. Na Alemanha, Angela Merkel propôs o fechamento de bares e restaurantes por um mês. Na França, pode haver lockdown "de verdade" em caso de superlotação de hospitais. Até então, essa segunda onda de casos não estava se refletindo em hospitalizações e mortes, mas isso parece estar mudando em alguns países. Na Bélgica, o número de internações ultrapassa o auge da primeira onda. República Tcheca e Bulgária também registram recorde de internações. 

    Para piorar, foi notícia ontem que, em uma reunião fechada da Comissão Europeia na segunda, autoridades afirmaram que provavelmente não haverá vacinas para toda a população do continente até 2022. 

    Abaixo, o VIX, índice de volatilidade que mostramos ontem, volta a patamares de junho e o Euro Stoxx cai ao nível de maio: 

    vix28

    Hoje é dia de Copom. Depois do pregão, o Banco Central divulgará a nova taxa de juros definida pelo seu Comitê de Políticas Monetárias. Esperamos que ela seja mantida em 2%, mas estaremos ao vivo, às 18h45, no YouTube da Rico para comentar a decisão e o comunicado divulgado junto a ela. Esperamos vocês lá! 

    Enquanto tudo isso acontece, as empresas seguem divulgando seus resultados do terceiro trimestre. Inclusive, esta semana é muito importante para a temporada de balanços no Brasil. Hoje, às 11h, a Betina Roxo, nossa Estrategista-Chefe, estará em live com o Stock Pickers (no YouToube) para comentar sobre os resultados que já saíram e o que estão por vir. Só clicar aqui.

    Agenda da Semana

    Quarta-feira, 28

    04h00: Alemanha - Índice de preços de exportação a.m. set (exp: -0,3%; ant: 0,1%)

    04h45França - Confiança do consumidor out (exp: 93; ant: 95)

    05h00: Espanha - Vendas no varejo a.a. set (ant - 4,6%)

    07h00: Itália - PPI a.m. set (ant: 0,1%)

    09h30: EUA - Estoques no atacado a.m. set. (exp: 0,4%; ant: 0,4%)

    Brasil - Copom - Decisão da Selic-meta (exp: 2%; ant: 2%)

    Japão - Decisão de política monetária (ant: -0,1%)

     

    Quinta-feira, 29

    06h00Itália - Confiança do consumidor out (exp: 102,3; ant: 103,4)

    07h00: Zona do Euro - Confiança na economia out. (ant: -15,5)

    09h30: EUA - Novos pedidos de seguro-desemprego (exp: 783 mil; ant: 787 mil)

    09h30: EUA - PIB anualizado a.t. 3T (exp: 31,8%; ant: -31,4%)

    09h45: Zona do Euro - Taxa de refinanciamento principal ECB (exp: -0,5; ant: -0,2)

    Brasil - Resultado primário do governo central

    Brasil - Caged: Criação de empregos formais total set. (exp BBG: 235.000; exp XP: 168.333 mil; ant: 249.388)

     

    Sexta-feira, 30

    03h30: França - PIB a.t. (exp: 15%; ant: -13,8%)

    07h00: Zona do Euro - Taxa de desemprego set. (exp: 10,2%; ant: 9,7%)

    07h00: Zona do Euro - PIB sazonal a.t. (exp: 9,5%; ant: -11,8%)

    07h00: Zona do Euro - IPC a.m. (exp: 0,1%; ant: -0,5%)

    09h00: Brasil - PPI a.m. (exp: 0,1%; ant: 0,1%)

    09h00: Brasil - PNAD: Taxa de desemprego ago (exp BBG: 14,2%; exp. XP: 14,4%; ant: 13,8%)

    09h30: Brasil - Resultado primário do setor público consolidado 

    22h00: China - PMI Composto out (ant:55,10)

    Topics: Rico Matinal, BDRs