{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1200px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    Como Declarar Ações no Imposto de Renda e Dúvidas Sobre IR 2019

    by Rico.com.vc | 21 de Março, 2019

    como declarar acoes ir introducao

    Saber como declarar ações no Imposto de Renda 2019 é importante para todos os investidores que possuem esses ativos na carteira ou que os tiveram durante o ano de referência 2017/2018.

    Ou seja, você é obrigado a declarar apenas por ter negociado ações - mesmo que não se enquadre em nenhuma outra regra de obrigatoriedade.

    Assim, é possível evitar a malha fina ou multas ao deixar de prestar contas ao Fisco.

    Hoje, com a informatização de sistemas, o órgão consegue fiscalizar com muita facilidade as suas informações financeiras.

    Então, deixar de declarar ações no IR 2019 é um erro que pode trazer problemas no futuro.

    É preciso ter responsabilidade neste momento e buscar conhecimento para agir certo e declarar suas negociações de renda variável.

    Se esta é a sua primeira vez ou não tem muita prática, é comum ter dúvidas sobre como informar os dados, porque o sistema é bem detalhado.

    Para ajudá-lo, preparamos um guia completo para você entender bem como funciona a declaração de ações no Imposto de Renda 2019 e ficar em dia com o Fisco.

    Você vai conferir:

    • Como Declarar Ações no Imposto de Renda 2019 Em 6 Passos
    • Passo a passo para declarar ações no Imposto de Renda 2019
    • Dúvidas comuns sobre a declaração de investimentos no IR 2019

    Boa leitura!

    Como Declarar Ações no IR 2019 Em 6 Passos

    como declarar acoes ir 2018

    Saiba como declarar ações no IR 2019 em apenas 6 passos

    Chegou a hora de aprender como declarar ações no IR 2019. 

    Para isso, montamos um passo a passo com todos os detalhes. Assim, você terá mais facilidade e segurança para prestar contas ao Leão. Acompanhe: 

    1 - Levantamento dos dados e informações

    O primeiro passo para declarar ações no IR 2019 é juntar todas as informações pertinentes às movimentações que você fez na bolsa de valores entre 31/12/2017 até 31/12/2018. 

    Se você costuma fazer diversas operações em renda variável, o ideal é montar uma planilha. Assim, fica mais fácil fazer a apuração dos lucros. 

    Isso mesmo: você que deve controlar suas compras, vendas, lucros e prejuízos. Assim como entrada de dividendo e outros proventos.

    Para isso, separe por ação e o tipo de venda (comum ou Day Trade). Tenha em mãos as notas de corretagem e as DARFs. Caso não as possua, basta pedir à sua corretora. Se você é cliente Rico, basta clicar nesta seção do menu lateral para acessar as suas notas.

    notas-de-corretagem-1

    Tela capturada dia 18/3/2019 na plataforma da Rico

    Para a DARF, é só consultar o site da Receita Federal.

    Solicite também o seu Informe de Rendimentos à corretora. Neste informativo, você encontra as informações referentes à sua posição acionária, valores recebidos em proventos e dados sobre outros investimentos. 

    2 - Apuração dos lucros

    Depois de levantar todas as informações necessárias, você precisa fazer a apuração dos lucros. A tributação é calculada a partir do preço médio de compra e venda das ações. 

    Por isso, a importância de fazer a planilha. Esse valor médio é a cotação de compra com o desconto da corretagem e dos emolumentos. O de venda é o mesmo princípio. 

    Um exemplo disso seria, você comprou 1.000 ações ABCD4 por R$ 20,00 e os custos com a corretagem mais emolumentos foi de R$ 150,00. Então, o valor médio será de R$ 20,15.

    Então, você as vendeu a R$ 25,00 com despesas de R$ 15,00. Assim, basta multiplicar o total bruto, descontar os R$ 15,00 e dividir pelos 1.000 papéis. O preço médio de venda será R$ 24.985,00. 

    O lucro da operação será de R$ 4.985,00 e o imposto retido da fonte, para uma venda comum será de R$ 1,25. Para verificar, é só multiplicar 25*0,00005*1000 = 1,25. Já o tributo a ser declarado é de R$ 747,75. 

    Como você pode ver, esta etapa é bastante detalhada e deve ser feita para cada ação que você operou no ano de referência do IR 2019. 

    Lembre-se de que qualquer erro de digitação ou falta de informação pode comprometer toda a sua declaração. 

    3 - Baixar o programa do Imposto de Renda 2019

    A próxima etapa é a mais simples, que é baixar o software do IR 2019. Para isso, entre no site da página do IRPF 2019 da Receita Federal através deste link.

    Clique na opção 2019 e escolha Download do Programa. Depois do download concluído, você está pronto para começar.

    4 - Preencher os dados das operações isentas

    Para declarar ações no IR 2019, você pode começar pela parte mais simples, que são as movimentações isentas de imposto de renda. 

    Como declarar dividendos no Imposto de Renda 2019 passo a passo: 

    1. Entre na opção "Rendimentos Isentos e Não Tributáveis"
    2. Vá até o campo "05. Lucros e dividendos recebidos pelo titular e pelos dependentes"
    3. Clique na opção "Novo"
    4. Informe se você é o titular ou dependente. Assim como, o valor e a companhia que pagou os dividendos
    5. Repita o procedimento para cada uma das ações que você tem na carteira 
    6. Por fim, clique em OK

    As vendas mensais abaixo de R$ 20 mil seguem as seguintes etapas:

    1. Selecione o campo "20. Ganhos líquidos em operações no mercado à vista negociadas em bolsas de valores..."
    2. Clique em "Novo" 
    3. Informe o tipo de beneficiário e o valor final 
    4. Repita o processo para cada uma das vendas mensais abaixo de R$ 20 mil
    5. Depois de inserir todas as ações, clique em OK

    5 - Informar as operações sujeitas à tributação

    Aqui, entra a maior parte das negociações. Vamos começar pela mais simples, que é a declaração dos Juros sobre Capital Próprio (JCP). Siga os passos:

    1. Entre no campo "Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva"
    2. Escolha a opção "10. Juros sobre capital próprio"
    3. Informe o titular, o CNPJ da fonte pagadora e o valor recebido
    4. Faça isso para todas as ações, das quais, você recebeu JCP
    5. Por fim, clique em OK

    Agora, vamos declarar as vendas que superaram R$ 20 mil e as operações de Day Trade. Lembre-se de que esta última está sujeita à alíquota de 20%, independente do valor movimentado. 

    Além disso, você deve calcular o valor do Imposto de Renda e fazer o pagamento através de uma DARF até o último dia útil do mês. Com estes comprovantes em mãos, basta preencher a sua declaração. Confira o passo a passo:

    1. Escolha a opção "Operações Comuns/Day Trade"

    2. Informe o valor do lucro ou prejuízo obtido em cada mês, conforme a sua planilha. Separe-os em operações comuns e Day Trade 

    3. No campo referente à janeiro, verifique se há prejuízos para compensar de dezembro de 2017. Se houver, preencha o valor deles em "Prejuízos a compensar". Esses prejuízos são informados com o sinal negativo, por exemplo, -300,50

    4. Ao finalizar cada mês, vá até "Consolidação do Mês" e verifique se a alíquota foi calculada corretamente no campo "Imposto a pagar" e informe o valor pago na DARF em "Imposto pago"

    5. Para compensar o IR retido na fonte, você deve colocá-lo em "IR fonte (Lei nº 11.033/2004) no mês". Para o Day Trade, ele é lançado em "IR fonte Day-Trade no mês"

    6. Ao finalizar todo o preenchimento, vá até o mês de dezembro e verifique o total de IR retido na fonte. Aqui, constará todo o retido do ano. Assim, faça a soma dos recolhidos nas vendas acima de R$ 20 mil e dos Day Trades e informe em "Imposto Pago/Retido" no campo "3. Imposto sobre a renda na fonte (Lei nº 11.033/2004)"

    7. Repita o processo para todas as operações que entram nesta classe

    Se em algum dos meses você não realizou Day Trade ou vendeu abaixo de R$ 20 mil, informe 0,00 nos campos. Para a venda abaixo de R$ 20 mil, siga o procedimento anterior descrito na etapa 4. 

    6 - Informar à Receita sobre as suas ações

    Chegamos à ultima etapa de como declarar ações no IR 2019. Utilize o Informe de Rendimentos fornecido pela sua corretora para verificar a sua posição em 31/12/2017 até 31/12/2018. Agora, siga os passos:

    1. Escolha a opção "Bens e Direitos"
    2. Adicione a sua ação com o código "31 - Ações"
    3. Informe discriminação, por exemplo, 800 ações PN de Petrobras (PETR4) adquiridas em 10/10/2017
    4. Preencha a sua posição em 31/12/2017 e em 31/12/2018
    5. Faça o mesmo procedimentos com cada uma das suas ações

    Na especificação, você deve informar, quando houver, vendas parciais e compras de mais ações. Não esqueça de colocar a data de cada operação. 

    Antes de enviar a sua declaração do IR 2019, verifique se todos os dados estão corretamente digitados e se os impostos foram calculados corretamente. 

    Imposto de Renda Sobre Compra e Venda de Ações

    como declarar acoes ir 2018 imposto

    Conheça as alíquotas e isenções dos investimentos da bolsa de valores

    De acordo com a Receita Federal, se você realizou a compra e/ou venda de ações, a declaração do Imposto de Renda é obrigatória. 

    Independentemente se a operação tenha gerado lucro ou prejuízo, você precisa prestar contas ao Fisco, caso contrário é possível ter problemas como cair na malha fina e pagar multas de 0,33% ao dia, mais o juro mensal próximo da taxa Selic.

    Sem contar que a sonegação de impostos é crime passível de multas de até 300% e reclusão de 2 a 5 anos.

    Como todo investidor preparado, você deve fazer a sua parte e declarar ações no IR 2019. Em todos os casos, a tributação é de 15% do total recebido com Juros sobre Capital Próprio (JCP).

    As vendas mensais de ações com valores acima de R$ 20 mil também têm incidência de Imposto de Renda sobre os lucros, a alíquota é de 15%. Já no Day Trade, ela é de 20%. Abaixo desta quantia, você está isento. 

    De toda forma, a Receita Federal recolhe 0,005% nas vendas comuns e 1% do rendimento obtido no Day Trade como forma de fiscalizar as atividades dos investidores. Este imposto retido também é conhecido como "dedo-duro". 

    Se você deixar de declarar ações no IR 2019, o Fisco pode utilizar essa alíquota como prova das suas movimentações na bolsa de valores

    O lado positivo é que ao fazer a sua declaração, o valor é restituído. Então, este é mais um motivo para você cumprir a sua parte. 

    No Day Trade, o pagamento do Imposto de Renda deve ser feito mensalmente, até o último dia útil do mês. Caso a operação resulte em prejuízo, o IR poderá ser compensado com os lucros do próximo mês. 

    5 Dúvidas Sobre Como Declarar Investimentos no Imposto de Renda 2019

    como declarar acoes ir 2018 duvidas

    Esclareça os seus questionamentos sobre o IR 2019 agora mesmo

    Você ainda tem dúvidas sobre como declarar investimentos no IR 2019.

    A declaração do IR 2019 é uma atividade trabalhosa e que costuma gerar muitas dúvidas, principalmente se esta é a sua primeira vez. 

    Para ajudar a sanar os seus questionamentos, respondemos as perguntas mais comuns. Confira abaixo: 

    1. Quem é obrigado a entregar a declaração do IR 2019? 

    De acordo com a Receita Federal, a declaração é obrigatória nos seguintes casos: 

    • Fazer movimentações na bolsa de valores
    • Receber rendimentos isentos acima de R$ 40 mil no ano em investimentos + indenizações, seguro-desemprego e etc
    • Possuir mais de R$ 300 mil em bens como, imóveis, carro e investimentos

    2. O que é a malha fina? 

    A malha fina representa os contribuintes que estão com informações desencontradas no Fisco.

    No processamento dos dados, a Receita faz o cruzamento do que você informou versus as suas movimentações financeiras. 

    Em casos de divergência, você cai na malha fina e será notificado a apresentar os comprovantes do que foi colocado na sua declaração do IR 2019. 

    3. Como saber se caí na malha fina e o que fazer? 

    Em 2018, a Receita Federal revelou que 628 mil contribuintes caíram na malha fina. É um número menor do que em 2017, ano em que foram registrados mais de 700 mil contribuintes.

    Entre as causas principais estão: 

    • Erros de digitação
    • Omissão de rendimentos do titular e dos seus dependentes 
    • Divergência entre o IR da DIRF e o informado na declaração
    • Irregularidades nas deduções de dados referentes às despesas médicas, previdência e pensões alimentícias. 

    Ao processar a sua declaração, a Receita já informa a sua situação. Se ela estiver em "Pendência", você caiu na malha fina. A consulta é feita diretamente no site do IR ou pelo aplicativo de celular com os seus dados de acesso. 

    Assim, você deve fazer o agendamento online para comparecer na sede da Receita Federal mais próxima. Leve todos os comprovantes utilizados na sua declaração do IR 2018. 

    4.Como consultar a restituição do IR 2018?

    A Receita Federal paga as restituições ao longo do ano por meio de lotes. Você pode conferir as datas no calendário divulgado pela instituição. 

    Geralmente, quem entrega mais cedo, recebe primeiro. Então, se você quer receber a sua restituição, evite entregar a sua declaração em cima da hora. 

    Descubra onde investir o dinheiro da restituição do IR

    5. Há investimentos isentos de Imposto de Renda?

    Os investimentos que não sofrem tributação do Imposto de Renda são:

    Como Calcular o Imposto de Renda sobre Ações?

    Veja o passo a passo para calcular o seu IR 2019 sobre ações

    Como dito, é fundamental que você mantenha total controle sobre suas compras e vendas no mercado de renda variável. Será muito mais fácil declarar o seu IRPF se você mantiver esse controle.

    Como dito, a fórmula para calcular o IR sobre ações não é complexa, mas deve ser feita com cuidado para evitar problemas com o Fisco.

    Depois de levantar todas as informações necessárias, você precisa fazer a apuração.

    Lembre-se: a tributação é calculada a partir do preço médio de compra e venda das ações. 

    Day Trade

    Se você é day trader, o seu cálculo e alíquotas são diferentes.

    1. Verifique se houve lucro ou prejuízo
    2. Em caso de lucro, a alíquota é de 20%, descontadas as taxas e corretagem pagas. No dia da operação, a corretora já retém 1% do lucro, como forma de sinalizar para a Receita Federal que você deve recolher os outros 19%
    3. Em caso de prejuízo, anote este valor para descontar quando houver lucro. 

    Operações de Swing e Position

    Sempre que a compra ou venda acontecer em dias diferentes, utiliza-se o passo a passo abaixo:

    1. O valor total da venda de ações excedeu R$ 20 mil? Caso sim, você está sujeito à alíquota de 15%, descontadas as taxas e corretagens pagas à corretora
    2. Calcule o valor total das ações vendas no período de 30 dias
    3. A corretora sempre retém 0,005% do valor das vendas, como forma de sinalizar para a Receita Federal que você deve pagar o imposto
    4. E se houver prejuízo, anote o valor para abater de seu lucro em outros meses

     

    Conclusão

    como declarar acoes ir conclusao

    Esteja em dia com o Leão e faça o seu patrimônio crescer este ano

    Saber como declarar ações no IR 2019 é muito importante para o seu patrimônio.

    Mesmo que esta seja uma atividade detalhada e que demanda tempo, você deve fazê-la para evitar problemas com a Receita Federal. 

    Esqueça a história de que você vai passar despercebido. Hoje, todas as movimentações financeiras são registradas e disponíveis para o Fisco. 

    Então, a possibilidade de cair na malha fina do Imposto de Renda 2018 e pagar multas é alta. Estar nesta situação, muitas vezes, é uma questão de escolha. 

    Tenha em mente que fazer a declaração do Imposto de Renda é um bom sinal. Ela mostra que a sua vida financeira está muito bem, principalmente em relação aos seus investimentos. 

    Caso você não tenha muito tempo disponível ou dúvidas sobre como declarar ações no IR 2019, peça ajuda profissional.

    Aqui na Rico, você também pode contar com a Calculadora de IR. Esta ferramenta é muito útil para a apuração dos lucros. 

    Além disso, disponibilizamos o seu informe de rendimentos, que facilita muito na hora de prestar contas ao Leão.

    Para ter acesso a estas vantagens, o primeiro passo é a abrir a sua conta. Aproveite e faça agora mesmo!

    Este artigo foi útil para você? Então, deixe um comentário. 

    Aprenda mais sobre Imposto de Renda e investimentos com esses outros artigos do nosso blog:

    Obrigado por ler até aqui!

    Nova call to action

    Topics: Impostos

    Top 5 Posts

    Posts Recentes