{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1200px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    Caderneta de Poupança: O que é, Como Funciona e Rendimento

    by Equipe Rico | 25 de Setembro, 2019

    null

    Se você guarda dinheiro na caderneta de poupança hoje ou cogita fazer essa aplicação, fique atento.

    A poupança oferece vantagens, mas que também podem estar presentes em outros investimentos. E esses, por sua vez, podem se mostrar mais atrativos.

    Neste artigo, vamos apresentar a você um guia sobre a poupança em 2019, destacando qual o rendimento,  vantagens, desvantagens e como é calculada a sua rentabilidade.

    Você também vai conhecer alternativas seguras para aplicar seu dinheiro com sabedoria e, logo ali na frente, resgatá-lo com um saldo maior.

    Esse pode ser o caminho para a realização de seus sonhos.

    Então, vamos começar essa jornada?

    O que é Caderneta de Poupança?

    null

    A caderneta de poupança, normalmente chamada apenas de poupança, é um tipo de conta bancária que você pode abrir para guardar seu dinheiro e ainda ganhar um percentual sobre o valor aplicado.

    Dessa maneira, funciona como um investimento.

    Por conta da sua praticidade e liquidez, esse tipo de aplicação se tornou muito popular entre os brasileiros.

    Aliás, popular é pouco: segundo dados do Banco Central, em 2019, 158 milhões de pessoas fazem uso da modalidade, o que representa 75% de toda a população do país.

    Não se pode dizer que toda essa gente erra ao investir na poupança.

    Mas o que falta para muitos é conhecimento a respeito de alternativas que reúnem as mesmas vantagens da caderneta e ainda agregam outras.

    De qualquer forma, ela agrada porque permite sacar o dinheiro aplicado a qualquer momento, inclusive diretamente no caixa eletrônico, como uma conta bancária tradicional.

    Também possibilita fazer transferências entre contas de mesma titularidade e até por DOC ou TED (nesse caso, a disponibilidade depende do banco do qual você é cliente).

    Isso sem falar em serviços rotineiros de uma conta, como pagamento de boletos.

    Só que é justamente toda essa movimentação que torna a poupança mais uma conta do que um investimento.

    Afinal, o dinheiro ali aplicado só rende juros a cada 30 dias, no chamado aniversário da poupança. Assim, se você depositar R$ 1.000 na conta no dia 20 de setembro de 2019 e sacar no dia 19 de outubro, não haverá rentabilidade alguma sobre o valor.

    Ao longo do artigo, vamos trazer muito mais detalhes sobre o rendimento da poupança e suas particularidades.

    Como Funciona o Rendimento da Caderneta Poupança?

    null

    A caderneta de poupança foi criada juntamente com a Caixa Econômica Federal, em 1861, sob decreto de Dom Pedro II. Inicialmente, pagava 6% de juros por ano.

    De lá para cá, as coisas mudaram bastante.

    As mais recentes atualizações no seu rendimento ocorreram em 2012.

    Desde então, os juros pagos pela aplicação passaram a depender do valor da Taxa Selic, com acréscimo da Taxa Referencial (TR).

    São dois os cenários possíveis de rentabilidade:

    • Se a Selic for superior a 8,5%, então, a remuneração da poupança será de 0,5% ao mês mais a TR
    • Caso a Selic seja igual ou menor do 8,5% ao ano, o rendimento da poupança será de 70% da Selic mais a TR.

    Quanto Rende a Caderneta de Poupança Hoje?

    Com a Selic em 5,5% atualmente (dados de Setembro/2019), o rendimento da poupança segue a regra do segundo cenário.

    Assim, o rendimento da poupança em Setembro de 2019 é o seguinte:

    • 0,70 x 5,5% + TR.

    Como a taxa referencial está em 0%, o rendimento da poupança é de 3,85% ao ano.

    Nova call to action

    Juros da Caderneta de Poupança em 2019

    null

    Os juros da caderneta de poupança são calculados sobre o valor aplicado e pagos mensalmente.

    O aniversário da poupança pode ser o dia de abertura da conta ou data em que foi feito o depósito.

    Como o rendimento da poupança é mensal, se você tirar o dinheiro da conta antes da data de aniversário, perde todo o rendimento do período.

    Caso você faça depósitos em datas diferentes, sua conta pode ter mais de uma data de aniversário - algo bastante comum.

    Já se os depósitos forem feitos entre os dias 29, 30 e 31, a data de aniversário da poupança será o primeiro dia do próximo mês.

    Como vimos no tópico anterior, o rendimento a receber depende de duas taxas: a Taxa Referencial e a Selic, taxa básica de juros da economia.

    Como Calcular os Juros da Poupança?

    Como a rentabilidade da poupança depende do valor da Taxa Selic e da Taxa Referencial, você precisa conhecer esses valores para fazer o cálculo dos juros da poupança.

    Você pode encontrar essas taxas, em valores diários, mensais, anuais e históricos no site do Banco Central. Lá, pode acessar a chamada Calculadora do Cidadão. Isso vale para a TR e também para a Selic.

    Para entender o cálculo, vamos considerar a Selic atual, de 5.5% ao ano, e a TR em 0,00%.

    Como a Taxa Selic está em 5.5%, ou seja, menor do que 8,5%, o cenário para o cálculo será o de 70% da Selic + TR.

    Portanto, a rentabilidade da poupança é assim calculada:

    • 0,7 x 5,5% + TR = 3,85% ao ano.

    Simulador da Caderneta de Poupança

    null

    Entender a rentabilidade da poupança anual e mensal é relativamente simples.

    Porém, para calcular o rendimento por um período de tempo mais longo e usando juros compostos, as coisas podem ficar um pouco mais complicadas.

    Mas você não precisa se preocupar. Se quiser saber quanto vai render sua aplicação, pode usar o nosso simulador do Tesouro Direto e Poupança, acessível no site da Rico.

    Você só precisa abrir a página, informar o valor e por quanto tempo deseja fazer a aplicação.

    Veja um exemplo:

    Comparação: Rendimento da poupança x Tesouro Direto - Tela capturada em 24/09/2019.

    Além de mostrar qual a rentabilidade da sua aplicação, o simulador da Rico ainda compara o investimento com outras opções, para você poder escolher o que melhor combina com seus objetivos.

    No exemplo acima, feito em Setembro/2019, conseguimos ver que o Tesouro Prefixado 2025 rendeu R$ 1.726,78 enquanto a Poupança rendeu R$ 1.200,04.

    Você também pode ter acesso ao simulador da área interna da Rico e contar com ainda mais funcionalidades em suas comparações. Basta abrir sua conta online gratuitamente.

    Vale a Pena Investir na Caderneta de Poupança?

    null

    O que você precisa fazer para escolher o destino ideal para seu dinheiro, além de adquirir conhecimento, é comparar a poupança com outras opções.

    Na prática, mesmo as principais vantagens da caderneta podem ficar ofuscadas.

    A seguir, vamos falar sobre os prós e contras da aplicação.

    Vantagens e Desvantagens da Poupança

    Todo investimento tem vantagens e desvantagens. E não seria diferente com a caderneta de poupança.

    Então, vamos começar a análise pelos seus pontos positivos, mas que não são exclusivos da poupança pois também podem estar presentes em outros investimentos.

    Confira:

    ✔️Liquidez

    A liquidez é, sem dúvida, uma vantagem que atrai a atenção de muitas pessoas.

    Significa que, quem tem dinheiro aplicado na poupança, pode fazer o resgate a qualquer momento.

    Você pode, por exemplo, fazer saques, pagar contas, realizar transferência, entre outras operações usando o dinheiro aplicado na caderneta.

    E esse resgate pode ser feito a qualquer hora.

    ✔️Isenção de Imposto de Renda

    Não importa se você tem R$ 1 ou R$ 1 milhão na poupança: o investimento é isento da cobrança de Imposto de Renda.

    Porém no próximo tópico você vai descobrir que existem opções de investimento que também são isentas do IR.

    ✔️Isenção de IOF

    Ao contrário do que ocorre com outras aplicações, também há isenção de IOF (Imposto Sobre de Transações Financeiras) na caderneta de poupança, qualquer que seja a transação realizada.

    ✔️Garantia do FGC

    As aplicações na poupança são cobertas pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC), que protege o investidor em aplicações de até R$ 250 mil por CPF, por instituição, respeitando o limite de quatro instituições.

    Significa que, se o banco quebrar, você não perde o valor investido nele, desde que dentro dessas regras.

    Vale antecipar que investimentos como CDB e LCs também possuem garantia do FGC, como você vai conferir no próximo tópico.

    Agora veja que os destaques negativos sobre esse investimento pesam bastante.

    ❌ Baixa rentabilidade

    Não é segredo para ninguém a que a rentabilidade da poupança é baixa.

    E pode ser ainda pior: há chance de perder dinheiro na aplicação. Mas como isso é possível?

    Como já aconteceu antes, o rendimento da poupança pode ser tão baixo a ponto de não conseguir cobrir o efeito da inflação.

    Considere que em Setembro de 2019 a rentabilidade esperada é de 3,85% ao ano. Se, ao final de 2019, tivermos uma inflação superior a isso, significa que o dinheiro ali aplicado agora vale menos do que valia um ano atrás.

    Pense ainda em outro exemplo.

    Vamos supor que você queira comprar hoje um automóvel no valor de R$ 50 mil, mas decide aplicar esse dinheiro na poupança para fazer a aquisição em um ano.

    Quando o momento planejado chega, você tem R$ 52.100 na conta. Porém, o automóvel agora custa R$ 53 mil.

    Nesse caso, o rendimento da poupança não foi o suficiente para cobrir o aumento nos preços em decorrência da inflação e, por isso, houve redução do seu poder de compra.

    ❌ Rendimento somente no dia do aniversário

    A poupança tem liquidez diária, é verdade, mas seus rendimentos, não.

    Embora você possa resgatar o dinheiro a qualquer momento, se fizer isso antes do aniversário da poupança, vai perder toda a rentabilidade do período.

    É como no exemplo que apresentamos antes: um depósito de R$ 1.000 hoje não terá rendimento algum antes de 30 dias.

    Agora, chegou a hora de conferir as aplicações que podem ser mais atrativas para você sair da poupança hoje mesmo.

    4 Investimentos Melhores que a Poupança

    null

    A caderneta de poupança perde ainda mais força quando comparada com outros investimentos.

    O que acontece é que as suas principais vantagens não são exclusivas. Ou seja, há aplicações que também se mostram seguras e líquidas.

    Há, ainda, outros investimentos isentos de Imposto de Renda e garantidos pelo FGC.

    E eles se tornam melhores que a poupança por oferecerem rentabilidades mais atrativas.

    Vamos conhecer alguns deles?

    1. Tesouro Direto

    O Tesouro Direto é um programa do Tesouro Nacional que negocia títulos públicos federais, garantidos pelo próprio governo federal. Por isso, são considerados os ativos mais seguros do mercado.

    Também o Tesouro garante a recompra de qualquer título sempre que solicitado, o que oferece liquidez diária para os ativos.

    Vale dizer ainda que os investimento em títulos públicos são bastante acessíveis - você pode começar a investir no Tesouro Direto a partir de R$ 100.

    Na pasta do Tesouro Direto, você vai encontrar três classes de ativos:

    • Prefixados: esses ativos têm taxa fixa de rentabilidade. Portanto, no momento da aplicação, você sabe exatamente qual vai ser a rentabilidade ao final do prazo do investimento.

    • Pós-fixados: esses papéis estão indexados à Taxa Selic e sua rentabilidade acompanha às variações na taxa. Por conta disso, possuem baixa volatilidade.

      Além disso, o Tesouro Selic tem liquidez diária e, por isso, é um ótimo investimento para quem procura opção para construir uma reserva de emergência.

    • Híbridos: esse tipo de título tem parte de sua rentabilidade predefinida, conhecida no momento do contrato, e outra atrelada à inflação.

      Nesse sentido, são títulos que garantem ganho real para seus investidores, pois a rentabilidade sempre estará acima da inflação, diferente da caderneta de poupança.

    Nova call to action

    2. CDB

    O CDBs - Certificados de Depósito Bancário - têm como suas principais vantagens a sua boa rentabilidade e o grande números de títulos negociados no mercado.

    Por isso, podem ser uma ótima alternativa para quem busca outras opções de investimento além da poupança.

    Por conta de sua simplicidade, essa aplicação pode ser interessante para investidores de todos os tipos, de iniciantes a veteranos.

    O CDB é um bom investimento para começar a montar sua carteira, assim como permitir a diversificação a curto, médio e longo prazo.

    Contudo, é interessante lembrar que o tempo de aplicação tem impacto direto sobre a rentabilidade do CDB.

    Por exemplo, um certificado de curto prazo com liquidez diária pode apresentar rentabilidade menor do 100% do CDI - taxa usada na correção do investimento.

    Mas há casos em que, dependendo do prazo de aplicação, a rentabilidade pode superar 120% do CDI.

    Por fim, vale ressaltar que esse tipo de investimento também conta com cobertura do FGC e, por isso, é considerado bastante seguro.

    3. LC

    As Letras de Câmbio, ao contrário do que pode sugerir o nome, não têm nada a ver com o preço da moeda estrangeira.

    Elas são, na verdade, títulos de crédito emitidos por instituições financeiras, com o intuito de levantar dinheiro para financiar suas atividades.

    Esse tipo de aplicação não é isento de Imposto de Renda, mas, por conta de sua boa rentabilidade, pode ser uma bela alternativa à poupança.

    Além disso, as LCs também são garantidas pelo FGC.

    4. LCI

    A Letra de Crédito Imobiliária é um investimento de renda fixa isento do Imposto de Renda, assim como a poupança.

    O título de LCI é emitido por bancos para conseguir recursos do mercado e assim oferecer capital para o setor imobiliário.

    A LCI apresenta uma data de vencimento estabelecida. Portanto, ao aplicar nesse papel, você já tem uma noção de quanto o seu dinheiro irá render até o final do prazo.

    Quer começar a investir em aplicações como as citadas acima? Além de abrir sua conta na Rico online e grátis, comece absorvendo mais conhecimento através do vídeo abaixo:

    Conclusão

    null

    É inegável que a caderneta de poupança oferece vantagens como liquidez, segurança e isenção de Imposto de Renda. Por isso, é um dos investimentos mais procurados pelos brasileiros.

    Porém, nesse artigo você pôde ver que na comparação com outras aplicações, ela pode se tornar pouco atrativa.

    Algumas opções de renda fixa como o Tesouro Direto, CDBs, LCs e LCIs trazem as mesmas vantagens, porém podem apresentar maior rentabilidade.

    Não sabe bem qual caminho seguir para sair da poupança?

    Comece descobrindo o seu perfil de investidor abrindo sua conta na Rico. Esse exercício vai propor investimentos que melhor combinam com você e seus objetivos.

    Obrigado por ler até aqui!

    Se quiser entender mais sobre o assunto, continue a leitura:

    Nova call to action

    Topics: Poupança

    Top 5 Posts

    Posts Recentes