{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1100px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

O Que é Bitcoin e Como Funciona: Guia Atualizado

by Rico.com.vc on Setembro 29, 2017

o que e bitcoin

Você já teve um investimento que rendeu 333% em oito meses?

O Bitcoin é uma criptomoeda digital. Ele é gerado a partir de computadores que gastam muito tempo e eletricidade tentando resolver fórmulas. Quando eles conseguem, temos um novo Bitcoin na internet.

Não existem cédulas ou moedas físicas de verdade. Um Bitcoin já chegou a valer mais de R$ 18.000 e ele pode ser usado para comprar carros, casas, boletos e qualquer coisa. Mesmo sendo digital. E esse não é o grande diferencial do Bitcoin.

Afinal, o seu dinheiro na conta corrente do banco também é digital. Você deve gastar milhares de reais sem entrar em contato fisicamente com o dinheiro. Isso provavelmente acontece se você tem uma conta salário.

Se quiser aprender tudo sobre como ter educação financeira para conseguir investir mais dinheiro mensalmente, leia esse outro artigo completo em nosso blog

O Bitcoin é desruptivo porque ele é o 'primeiro dinheiro' 100% descentralizado. Não há governos, economias ou empresas que regulem o mercado das criptomoedas.

É literalmente o dinheiro da internet. Se a internet é o emissor e o receptor do dinheiro, então estamos falando de um mercado global e completamente novo.

Mas como algo regulado pela própria 'internet' pode ser seguro? 

Você já entenderá tudo isso. Preparamos esse guia completo para que você entenda de uma vez por todas o que é Bitcoin, como funciona, como minerar e como funcionam os investimentos em Bitcoins.

Se tiver qualquer dúvida, deixe um comentário no final desse guia do Bitcoin. Boa leitura!  


Afinal, o que é Bitcoin?

bitcoin-futuro.gif

O futuro chegou, meu amigo. Você está pronto? - Cena de Back To The Future (Universal).

No Brasil, 58% das pessoas têm acesso à internet. Isso representa algo em torno 102 milhões de internautas. Ela nunca foi tão popular aqui e no mundo. 

Você duvida? Cerca de 66% da população mundial têm um celular, provavelmente com acesso à internet. A internet está no mundo e esse é um movimento sem volta.

Uma comparação prática: as pessoas só abandonarão os carros quando outra solução for mais barata, mais rápida e mais prática.

Da mesma forma, a internet nunca acabará. Economias e países podem ser abalados e até destruídos, mas a internet continuará forte.

O Bitcoin é muito similar à internet. Muitos especialistas comparam o momento do Bitcoin e das criptomoedas ao surgimento da internet. Mas então, o que é Bitcoin afinal?

O Bitcoin é uma criptomoeda desenvolvida por Satoshi Nakamoto - que pode ser uma pessoal genial ou um grupo de programadores geniais. Ninguém sabe a verdadeira identidade de quem foi o autor do Bitcoin.

Em 2008, Satoshi publicou um PDF onde ele explica o conceito e o funcionamento de uma moeda digital 100% descentralizada, baseada em um sistema P2P (peer-to-peer).

Se você já baixou algo via torrent você já fez parte de uma rede P2P. Essa sigla vem do inglês e significa uma rede ponto-a-ponto. Trata-se de uma arquitetura de redes de computadores.

Nela, cada um dos pontos ou nós da rede funciona tanto como cliente quanto como servidor, permitindo compartilhamentos de serviços e dados sem a necessidade de um servidor central.

O Bitcoin é uma criptomoeda e uma rede P2P, o chamado Blockchain (ou protocolo de segurança). Nessa rede, as novas moedas são geradas seguindo as regras do Satoshi Nakamoto. Além disso, é no Blockchain que todas as transações são validadas.

Como dito, nessa rede, o Bitcoin é gerado. E sempre que ele passa de um wallet (carteira virtual) para outra, o caminho percorrido é gravado em seu código. Então, todo Bitcoin é rastreável.

Atualmente, é quase impossível falsificar um Bitcoin (nunca ninguém conseguiu fazer isso) e essa segurança se deve à validação de cada transação pela rede mundial de computadores.

Imagine milhões de detetives investigando a sua nota de vinte reais no momento de comprar algo no caixa do mercado.

É isso que acontece com o Bitcoin. Veja um resumo com as características do Bitcoin:

  • Descentralizado
  • Seguro
  • Transparente
  • Privado (apesar de ser público o caminho do Bitcoin, os donos das Wallets são 100% anônimos)
  • Limitado (o código do Bitcoin permite a geração de apenas 21 milhões de moedas)
  • Global (o mundo todo compra, vende e usa Bitcoin 24 horas por dia, 7 dias por semana)
  • Tendência de alta (devido ao seu design deflacionário, o Bitcoin tende a ser cada vez mais raro e valorizado)

Por não ter o suporte de economias nacionais, o Bitcoin oscila muito, podendo trazer grandes perdas ou grandes ganhos.

Mas nem tudo são flores no mundo das criptomoedas. Elas, como qualquer dinheiro, carecem de confiança do mercado para ganhar valor.

E como acontece no mercado de ações, quando vem a desconfiança, as cotações caem. Se você achou o dia 18 de maio radical, deveria ter visto o que aconteceu em setembro.

A China é um país importante paras as criptomoedas. Ele possui energia e mão de obra barata. Itens fundamentais para a mineração.

No entanto, a China baniu o lançamento de novas moedas em seu 'território' e está em vias de proibir as exchanges (casas onde pessoas trocam dinheiro comum por criptomoedas e também negociam criptomoedas).


Como Funciona o Mercado de Bitcoin

bitcoin-nazare-como-funciona.gif 

Esse é um mercado complexo. Pronto para tirar algumas dúvidas? (Nazaré Tedesco em Senhora do Destino - Rede Globo)

Fique atento, existem muitos termos que podem confundir você. Vamos explicar todos eles resumidamente a seguir:

O que é Blockchain?

O Blockchain é uma rede de milhões de computadores que, unida, gera massivo poder de processamento (hashing power).

Como minerar Bitcoin?
Esses computadores têm um software específico que geram novas moedas resolvendo fórmulas complexas. A rede de computadores também ganha Bitcoins ou valida as transações do mercado.

'Então, eu posso instalar um programa no meu computador e ficar rico?'

Não. Minerar Bitcoin exige computadores específicos e muita energia elétrica. Sua conta de luz provavelmente será mais cara que os seus ganhos minerando.

O design do Bitcoin é feito para aumentar a dificuldade de mineração quanto mais computadores estiverem minerando, então não seria tão simples assim você começar a fazer isso na sua casa.

O que é exchange de Bitcoin?

É uma empresa onde você abre uma espécie de conta corrente. Você transfere o seu dinheiro via TED e depois disso pode participar do leilão de Bitcoins onde usuário compram moedas e vendem para outros usuários.

A cada transação, a exchange ganha uma comissão, assim como o Blockchain que valida a transação garantindo a veracidade das moedas.

Qual é o lastro do Bitcoin?

O lastro do Bitcoin é o próprio Bitcoin e o Blockchain que garantem sua integridade. Também pode ser toda a energia elétrica necessária para gerar Bitcoins.

No entanto, como em toda moeda, o que garante o seu valor é a confiança das pessoas. Nesse quesito, o Bitcoin está crescendo muito. Por isso, ele mais que dobrou de valor diversas vezes só este ano.

O Bitcoin está se tornando mais popular do que nunca.

Como armazenar Bitcoin em Wallets?

Transferir os bitcoins para uma wallet privada é uma medida mais segura por não ser online e não depender das exchanges.

O que você pode comprar com Bitcoin e criptomoedas?

Absolutamente qualquer coisa. Desde um hambúrguer no McDonald's até carros em revendas no Brasil. No Japão, mais de 200 mil estabelecimentos já aceitam criptomoedas como aceitam cartão de crédito.

O que são altcoins?

Altcoins são criptomoedas alternativas ao Bitcoin. Existem mais de mil delas. Elas surgem a partir de forks (divisão de criptomoedas). A maioria delas se originou no Bitcoin ou a partir de derivações de derivações do Bitcoin.

Elas fazem esse movimento porque possuem uma visão diferente do mercado de criptomeodas, desejam atingir objetivos diferentes. As altcoins também pode surgir a partir de ICO's (lançamento de novas moedas).

O que é e como funciona um ICO?

Um ICO pode ser comparado a um IPO (lançamento de empresas no mercado de ações). No entanto, o ICO possui muitas características exclusivas.

Imagine que uma start-up (empresa de tecnologia) possui uma grande ideia para o mercado financeiro envolvendo uma tecnologia ligada ao Blockchain. Ela não tem dinheiro para viabilizar a sua solução no mercado.

Então, para captar recursos, faz uma espécie de financiamento coletivo onde os investidores aplicam criptomoedas conhecidas como o Bitcoin ou o Ethereum.

Em troca, eles recebem tokens que podem ser trocados pela futura nova criptomoeda ou por outras criptomoedas.

Se a ideia for um sucesso, a nova criptomoeda é desenvolvida e listada em alguma exchange. Esta é a hora do mercado aceitar e acatar a valorização do Bitcoin, ou não. É um negócio de risco, assim como é na Bolsa de Valores.


Como Ficar Rico com Bitcoin e Criptomoedas

bitcoin-vale-dinheiro.gif

Não existe dinheiro fácil no mercado. Cuidado com essas promessas e entenda como investir em Bitcoin (Cena de Aladin da Disney Pictures) 

Um Bitcoin valia menos de US$ 1.000 em janeiro de 2017, hoje, em setembro de 2017, ele vale quatro vezes mais, cerca de US$ 4.200.

Em 2013, uma moeda valia uma centena de dólares. Se você tivesse aplicado R$ 1.000 nesta época, com a cotação de hoje, poderia ter comprado 3 moedinhas.

Ao vendê-las, quatro anos depois, você teria cerca de R$ 50.000. Então, acredite, muitas pessoas ficaram milionárias neste grande movimento.

Um adolescente ficou milionário aos 18 anos usando bitcoins. Ele fez uma aposta com os pais de que se tivesse um milhão de dólares aos 18 anos, não precisaria ir à faculdade.

Então, com 12 anos, ele investiu US$ 1.000 que havia ganho de presente comprando Bitcoins ao preço de US$ 11 cada. Você já deve imaginar quem ganhou a aposta.

Os gráficos apontam que o Bitcoin ainda chegue a valer US$ 8.187 cada. No entanto, o grande movimento de valorização já aconteceu.

Muitas traders profissionais abandonaram Wall Street e ficaram milionários ao aplicar em Bitcoins. Na verdade, esse é um mercado perfeito para eles.

Imagine um ambiente recheado de pessoas que não possuem tanta experiência quanto qualquer operador de Bolsa de Valores. É por isso que o mercado oscila tanto.

Os investidores não possuem a segurança e capacidade de investidores mais experientes. Mas então, é impossível ficar rico aplicando em criptomoedas? Errado.

Existem muitas outras moedas que hoje valem centavos e amanhã podem valer dezenas de dólares. Dê uma olhada no site Coin Market Cap. Todo dia alguma moeda valoriza 50%. Isso mesmo, 50% em 24 horas.

Algumas saltam mais de 1.000% em poucas semanas. No entanto, como saber qual vai fazer esse movimento a curto prazo? É impossível prever o futuro.

Mas quem busca altos ganhos nesse mercado, busca entender os fundamentos de cada criptomoeda. Que problema no mercado a tecnologia por trás da moeda resolve?

Então, o investidor diversifica as suas aplicações em poucas criptomoedas que possuem alto potencial. Mas lembre-se de que esse é um ambiente de alto risco. Não existem garantias.


Conclusão - Vale a Pena Investir em Bitcoin?

bitcoin-arriscado-seguranca.gif

O Bitcoin é imprevisível e arriscado. Tome cuidado com ele! (Coringa em Cena do filme Batman - The Dark Knight da Warner)

Nossa recomendação para todo investimento é: nunca invista em algo que não conhece. O Bitcoin e outras altcoins (criptomoedas que não são o Bitcoin) podem ter uma rentabilidade inacreditável.

Mas a lei do mundo dos investimentos serve para todos. Se você lê o nosso blog com frequência, deve conhecê-la.

Quanto maior a possibilidade de ganho, maior o risco. Quando mais seguro algo for, menor será a possibilidade de ter ganhos além da média.

Assim, sempre recomendamos que você construa uma carteira de investimentos diversificada entre renda fixa (previsível) e renda variável (imprevisível), respeitando o seu perfil de investidor.

A Bolsa de Valores e até mesmo o mercado de derivativos parecem conservadores diante do mercado de criptomoedas e Bitcoin.

Continue lendo esses outros artigos para aprender tudo sobre como investir em ações de forma segura:

Então a nossa recomendação é que você não invista no Bitcoin uma quantia que você não pode perder. Estude muito e entre nesse mercado entendendo que não há garantias do FGC ou nenhuma outra.

E não caia na tentação de tentar ficar rico da noite para o dia. Nenhum mercado vai fazer isso para você de graça.

Gostou deste artigo? Deixe um comentário logo abaixo com dúvidas ou sugestões!

Obrigado por ler até aqui!

abra-conta-rico-1.png

Topics: Bitcoin