{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1100px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    Por que os juros ao consumidor são tão altos no Brasil?

    by Rico.com.vc | 21 de Julho, 2014

    Foi divulgada uma pesquisa da ANEFAC – Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade - mostrando que a taxa de juros aos consumidores brasileiros chegou a níveis de 14 anos atrás.

     

    img juros 

    Hoje, a taxa de juros do rotativo do cartão de crédito chegou ao absurdo número de 238% ao ano, ou seja, 10,7% ao mês. E o cheque especial fica logo atrás, com uma taxa de 160% ao ano, cerca de 8,28% ao mês.

    Em termos de comparação, no acumulado dos últimos 12 meses, a poupança pagou cerca de 6,6%, enquanto que a taxa SELIC, que é referência para todo o mercado de renda fixa, rendeu 9,9% no mesmo período, segundo o portal Economatica.

     

    Mas por que as taxas de juros ao consumidor brasileiro são tão altas?

    Alguns especialistas indicam uma série de motivos, entre eles:

    - Oligopólio no setor bancário: hoje, o mercado bancário brasileiro está nas mãos de poucas instituições financeiras, o que diminui a concorrência, criando assim um ambiente quase que monopolizado. Dessa forma, essas companhias não têm motivos para entrar em uma guerra por taxas menores;

    - Impostos e custos administrativos: é sabido que os impostos brasileiros estão entre os mais altos do mundo. E isso colabora para elevar os juros, porque o governo também belisca uma parte deste lucro. Além disso, os bancos possuem altos custos de administração, por exemplo, infraestrutura, pessoal e segurança;

    - Inadimplência: apesar desta não ser uma das maiores do mundo no Brasil - perto de 5% - os bancos alegam que tem que compensar os maus pagadores com os bons pagadores.

     

    O lado dos bancos ..

    Segundo os bancos, a principal razão das altas taxas é o fato do spread bancário (diferença entre a captação e as taxas praticadas dos empréstimos pelas instituições financeiras) ser alto. O denominado spread bancário é composto pelos seguintes elementos, de acordo com o Banco Central: inadimplência, impostos diretos, margem bruta, margem líquida e custos com subsídios, encargos fiscais e FGC (Fundo Garantidor de Crédito).

    Diferentemente do resto do mundo, onde a taxa de juros é determinada pela lei da oferta e demanda, no Brasil é utilizado o custo da captação e spread, criando assim altas taxas, sendo umas das maiores taxas de juros ao consumidor do mundo, de acordo com uma pesquisa realizada pela Associação Proteste de Consumidores e Fundação Getúlio Vargas (FGV).

    Ademais, existem as empresas administradoras de cartão de crédito que ganham não somente na taxa de juros. No Brasil, pagamos também uma das maiores anuidades do mundo, chegando a valores como R$ 350,00. Esses montantes são altos porque caso você consiga pagar todo mês a fatura integral, as operadoras ganham com esta taxa. Logo, vale a pena ficar de olho nas letras miúdas dos contratos; na maioria dos casos, este tipo de cartão apresenta taxas de juros ainda maiores do que aquelas dos cartões convencionais.

    Talvez, a melhor dica para você fugir deste tipo de cobrança é o planejamento financeiro. Procure calcular todos os seus gastos com antecedência para fugir destas taxas utilizando o cartão de crédito e o cheque especial somente em ocasiões inesperadas. O jeito é não deixar que eles se tornem parte do seu orçamento controlando suas despesas por meio da nossa PLANILHA DE CONTROLE DE GASTOS. 

    Faça já o DOWNLOAD  da Planilha! ;)

    Topics: Finanças Pessoais

    Top 5 Posts

    Posts Recentes