{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1100px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    Perspectivas do Mercado pra 2014

    by Rico.com.vc on Dezembro 26, 2013

    Roberto Indech, da área de Estratégias da Rico, fala sobre os principais acontecimentos econômicos deste ano e dá uma prévia do que o investidor pode esperar para 2014.  

    mercado financeiro 2014

    Começando pelo cenário internacional, uma novela que foi bastante debatida foi a expectativa pela redução do estímulo de 85 milhões de doláres mensais por parte do Federal Service (Fed), o Banco Central americano. A injeção de um valor menor poderia desestimular a economia norte-americana, o que acabaria por afetar vários países que mantêm negócios e relações politico-econômicas com a terra do Tio Sam.   

    A provável redução de estímulos do Fed decorre do fato de que a economia dos EUA vem crescendo e a sua moeda, valorizando cada vez mais. Isso acabaria por causar uma certa volatilidade nos mercados em geral, como o aumento da inflação no Brasil e a alta nos juros. Daí a importancia de o investidor brasileiro acompanhar as notícias dos EUA constantemente.

    Já na Europa, o Banco Central reduziu a taxa de juros ao menor patamar da história, de 0,50% para 0,25% ao ano, mesmo diante dos impasses políticos enfrentados pela Italia e das eleições da Alemanha. Assim, a expectativa é de que a Zona do Euro tenha uma retomada de seu crescimento.

    Já para o Brasil, 2014 será um ano bem movimentado para a economia em decorrencia das eleições e da Copa do Mundo, que deverá sacudir o setor de turismo. Face a isso e à redução dos estímulos do Fed nos Eua, o dólar pode sofrer um aumento para R$2,70 com picos de R$2,80 no decorrer do ano.

     

    Quer saber mais? 

    Assista ao vídeo inédito com Roberto Indech sobre o panorama econômico deste ano e as perspectivas para o ano de 2014 (contendo inclusive recomendação de ativos!):

    Topics: Renda Variável/Mercado de ações

    Top 5 Posts

    Posts Recentes