{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1200px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    As lições que vêm da pista e do campo

    by Rico Matinal | 25 de Novembro, 2020

    Confira o Rico Matinal de hoje - 25/11/2020

    RicoMatinal_06

    Insight Rico: As lições que vêm da pista e do campo

    (por Júlia Aquino) 

     

    Não é à toa que sempre usamos analogias de esporte pra falar sobre investimentos: elas são ótimas pra reforçar a importância da dedicação, planejamento e de tomar riscos para alcançar o sucesso, assim como um atleta profissional faz no dia a dia.

    A semana de educação financeira da Xpeed ontem convidou Rubinho Barrichello e Kaká para falar sobre esses paralelos entre o esporte e a vida financeira, o que nos trouxe algumas lições valiosas:

    Vontade de aprender e diversificar

    Em casa, Kaká aprendeu com o pai que era bom investir em terrenos, imóveis, opções mais palpáveis e conservadoras. Ações eram um tabu dentro da família, e o jogador tinha curiosidade, mas não entendia que essa era uma possibilidade de investimento viável para ele. Depois que começou a trabalhar e receber seu próprio salário, se interessou pelas possibilidades da bolsa e fez um estágio em uma corretora, abrindo sua carteira para a diversificação e retornos mais atrativos.

    Devemos estar sempre abertos a novos aprendizados, que podem trazer com eles oportunidades interessantes de retornos. Ter uma educação financeira básica e organizar suas finanças é essencial para todos, mas é necessário se movimentar e estudar para ir além disso e obter resultados melhores.

    Dar tempo ao tempo e curtir o processo

    Existe muito em comum entre mercado financeiro e esporte quando falamos que é necessário traçar uma estratégia para alcançar objetivos, mas não é porque temos foco nele que devemos perder os aprendizados do processo até lá.

    Ganhar o troféu do campeonato, assim como ter um bom retorno nos seus investimentos é muito bom, mas essa euforia passa rápido. Sobre isso, Kaká reforçou que foi libertador aprender a ter prazer no caminho até chegar ao 1º lugar, e que ter uma visão imediatista demais, focada no resultado rápido, nos faz perder as alegrias de ultrapassar cada adversário ou superar os problemas do caminho.

    O jogador tem essa mesma visão para investimentos, e aprendeu a gostar de estudar as empresas, entender as possibilidades de retorno e o que motiva a opinião dos analistas sobre um determinado ativo. Assim, quando o retorno vem, pode partir para o próximo levando não só mais uma vitória na carreira, mas também mais experiência e conhecimento.

    Ser o melhor a cada volta e se adaptar quando as condições mudam

    Sempre que entrava no carro, Rubinho tinha a mentalidade de que a próxima volta seria melhor que a anterior, porque já teria a aprendizagem dos erros cometidos. Da mesma maneira, todo atleta de alta performance treina muito para chegar o mais perto possível da perfeição na hora que o jogo é ‘pra valer’ — a dedicação no treino não só ajuda a entender e corrigir erros, mas também a ganhar confiança e chegar o mais preparado física e mentalmente para o jogo.

    Para investimentos, a preparação crucial é o estudo, entender o ativo que você está comprando e quais são os resultados possíveis. Assim, você pode investir de forma mais assertiva, e fica mais tranquilo quanto as decisões que tomou. Como Kaká reforçou, quanto mais preparo, mais chance de vitória.

    O jogador também lembrou que temos que nos preparar para os altos e baixos da carreira, entendendo que as estações mudam e que suas arrancadas podem não ser mais as mesmas. Deve existir consciência disso também nos investimentos, para que o investidor tenha espaço e tempo para se movimentar e readequar sua estratégia para o momento que vive.

    Perder agora pra ganhar depois

    A lição mais interessante do dia foi quanto ao apetite de risco dos esportistas, que deram dois ótimos exemplos, um na pista e um no mercado financeiro.

    - Pare para abastecer: Rubinho lembrou de uma corrida em que a gasolina do carro acabou na última curva. O piloto estava na primeira posição e não quis parar para abastecer para não perder segundos preciosos no automobilismo, mas por isso teve um problema mais complexo depois de algum tempo e terminou a corrida em terceiro lugar. Sabemos que essas decisões são tomadas em milissegundos pelo piloto, mas o investidor tem mais tempo para pensar, mensurar os riscos e entender quais ele está disposto a tomar para alcançar seu objetivo. Com esse aprendizado das pistas, vemos a importância de definir seu apetite de risco para tomar as decisões mais adequadas.

    - Não tenha medo da perda: Kaká trouxe um exemplo do mercado financeiro, quando investiu em um ativo que pouco tempo depois foi muito afetado pela Crise do Subprime de 2008. O título que Kaká comprou desvalorizou tanto que o jogador recebeu ações da empresa como compensação. Naquele momento, o jogador ficou inseguro, ‘panicou’ e vendeu os papéis, decidindo assumir o prejuízo e seguir em frente. Um ano e meio depois as ações da empresa, que era boa apesar dos efeitos da crise, se recuperaram, e Kaká se arrependeu de ter vendido os ativos que tinha na carteira porque poderia não só ter recuperado o prejuízo, mas também ter algum lucro. Ficou a lição: temos que estar dispostos a passar por momentos de volatilidade, mantendo o foco no futuro, e esperar a hora certa de sair de um investimento.

    Se você perdeu esse ou outros talks do ENEF, pode assistir o evento completo no canal da Xpeed aqui.

    Resumo do dia: Pausa no rali

    (por Betina Roxo)

    Bolsas globais deram uma pausa no rali nesta quarta-feira em meio a seus melhores ganhos mensais em três décadas. O indicador MSCI de ações globais acumula alta de 13% em novembro, considerado o melhor mês desde seu início em 1988.

    Mercados

    Na véspera do feriado de ação de graças nos EUA, EuroStoxx cai 0,36%, futuro do S&P sobe 0,15% e o futuro do Nasdaq 100 sobe 0,3%. Ontem o índice Dow Jones fechou acima dos 30k pontos pela primeira vez. O Ibovespa fechou em alta, atingindo os 109 mil pontos e se aproximando mais um pouco do nível do dia 21 de fevereiro, quando o índice encerrou o pregão cotado em 113.681 pontos

    Nos EUA, republicanos e democratas chegaram a um acordo sobre o nível de gastos para o projeto de lei anual necessário para manter o governo operacional após 11 de dezembro. O acordo aumenta as chances de que o pacote de financiamento de USD 1,4 trilhão possa ser aprovado pelo Congresso antes do prazo. O governo dos EUA tem operado sob resolução provisória desde 1 de outubro.

    No Brasil, o destaque segue para o imbróglio a respeito da prorrogação do auxílio emergencial e da abertura de espaço no teto para criação de um novo programa de transferência de renda. Ontem à noite, o presidente Jair Bolsonaro reforçou discurso da equipe econômica de que só haverá extensão do benefício se houver uma segunda onda.

    O governo intensifica negociação com o Congresso para tentar um último esforço pela aprovação da PEC Emergencial ainda este ano – é ela quem abrirá espaço no teto para o novo programa. Estão em discussão os gatilhos, que reduzem gastos com o funcionalismo, a desindexação de benefícios a partir de um salário mínimo e a revisão de subsídios – esta última não abre espaço no teto. A tentativa será para votar o projeto no Senado na segunda ou terceira semanas de dezembro para que ele siga à Câmara.

    Agenda da Semana

    Quarta-feira, 25

     

    10h30: EUA - PIB trimestral (exp: 33,2%; ant: 33,1%)

    10h30: EUA - Pedidos iniciais por seguro-desemprego (exp: 730 mil; ant: 742 mil)

     

    18h: Melhores da Bolsa InfoMoney

    18h-19h: Mercados após a crise: a visão da Verde (Luis Stuhlberger, sócio e gestor da Verde; Luiz Parreiras, sócio e gestor da Verde)

    19h-20h30: Empresas premiadas: as perspectivas para a indústria brasileira

    19h: Antonio Joaquim de Oliveira, CEO da Duratex
    19h30: Flávio Vargas, diretor financeiro da Camil
    20h: Décio Oddone, CEO da Enauta

    20h30-21h20: Do Zero ao Topo: a tecnologia no mercado brasileiro (Dennis Herszkowicz, CEO da Totvs; Marco Stefanini, fundador e CEO da Stefanini; Fernando Cirne, CEO da Locaweb)

     

    Semana de Educação Financeira XPeed

    19h-19h45: Educação financeira nas escolas (José Vasco, Priscila Cruz, Izabella Mattar, Bia Santos)

    19h45-20h30: Bolsa de valores para iniciantes (Bea Aguillar, Roberto Indech)

    19h45-20h30: Desmistificando os investimentos (Betina Roxo, Thelminha, Favelado Investidor)

    20h30: Primo Rico (Thiago Nigro)

    Quinta-feira, 26

     

    Dia todo: EUA - Feriado do dia de ação de graças

    9h00: México - PIB trimestral (exp: 12%; ant: 12%)

    9h30: Europa - Declaração de política monetária do BCE

    16h00: Brasil - Índice de evolução de emprego do CAGED (exp: 233,5 mil; ant: 313,56 mil)

     

    18h: Melhores da Bolsa InfoMoney

    18h-18h30: Expectativas para o mercado mundial de ações (Kate Moore, gestora da equipe de alocação global da BlackRock)

    18h30-19h10: Cenário global e ações mais promissoras (John Boselli, diretor e gestor sênior de ações da Wellington; Nanette Abuhoff Jacobson, estrategista global da Wellington)

    19h10-20h10: Empresas premiadas: o consumo pós-pandemia

    19h10: Marcílio Pousada, CEO Raia Drogasil
    19h40: Rodrigo Osmo, CEO da Tenda

    20h10-20h50: A nova onda de pessoas físicas na Bolsa (Betina Roxo, estrategista-chefe da Rico; Henrique Bredda, sócio da Alaska; Murilo Duarte, criador do canal Favelado Investidor)

    20h50: Show de Rock do Stock PickersYellow Suspects (banda autora da música do Stock Pickers) e banda formada por profissionais do mercado

     

    Semana de Educação Financeira XPeed

    18h15-19h: Agentes autônomos são educadores financeiros? (Graziela Suman Conte, André Pantoja Albo, Patrícia Pereira Cezar, Gustavo Pitta)

    19h-19h45 Conheça as carreiras do futuro (Raquel Girotto, Bruno Madruga, Fernando Ferreira, Bianca Juliano)

    18h15-19h: Gain Cast: De um jeito que você nunca viu (André Moraes, Fernando Góes e Roberto Indech)

    20h30: Qual é o futuro do dinheiro (Tiago Mattos, Ana Laura, Karel Luketic)

    Sexta-feira, 27

     

    Até as 13h00: EUA - Feriado do dia de ação de graças

    8h00: Brasil - IGP-M mensal (exp: 3,19%; ant: 3,23%)

     

    Semana de Educação Financeira XPeed

    18h15-19h: A revolução da educação à distância (EAD) (Daniel Pereira, Luciano Meira, Newton M. Campos, Larissa Santana)

    18h15-19h: O Universo do Stock Pickers (Thiago Salomão e Renato Santiago)

    19h45-20h30: Mulher e independência financeira (Annamaria Lusardi)

    20h30: A XP pela educação financeira

    Topics: Rico Matinal