{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1200px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

    2017, a economia e a sua estratégia de investimentos

    by Gloria Maciel | 21 de Setembro, 2016

    Vira e mexe me perguntam sobre a “retomada do crescimento” ou “melhorias na economia e no bolso”. Uso aspas porque são exatamente estes os termos usados quando tenho a oportunidade de discutir o tema.

    2017, A ECONOMIA E A SUA ESTRATÉGIA DE INVESTIMENTOS                

    A economia tem passado por altos e baixos desde sempre, e seguirá assim para sempre. Faz parte. Dito isso, discutamos um pouco melhor o momento atual. A crise continua resistente e a maioria dos especialistas ainda acredita que o momento mais delicado continuará por mais alguns meses.

    Olhando para os dados econômicos e relatórios, os principais e mais assertivos economistas e equipes de análise acreditam que o ano de 2017 será um ano de mudança e alívio para a economia brasileira. Eu também acredito que, do ponto de vista econômico, será melhor.

    A expectativa é que o controle da inflação seja um dos responsáveis por essa melhora. Somado à recuperação da confiança, tanto de consumidores quanto de investidores, o controle da inflação e a volta dos investimentos deve proporcionar um discreto aumento do PIB.

    Números do mercado

    Semanalmente, o Banco Central divulga o Boletim Focus, uma pesquisa que acompanha o pensamento dos principais economistas e analistas. Analisando esse relatório, fica claro que a expectativa do mercado converge para um ano melhor em 2017.

    A projeção para 2017 do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), nosso índice oficial de inflação, teve uma queda de 5,14% para 5,12%; vale ressaltar que essa projeção chegou a atingir 5,29% e que, em 2016, o IPCA está acima de 7% (últimos 12 meses).

    O grande desafio do “novo” governo é transformar o discurso em ações concretas, sobretudo em torno de um ajuste fiscal coerente, que realmente limite os gastos e deixe a máquina pública mais eficiente.

    Expectativa de PIB positivo para 2017

    Os números indicados para 2016 mostram recessão na atividade econômica (PIB negativo em relação ao período anterior); já para 2017 o cenário, mesmo com certa dificuldade, é promissor.

    O país deve encolher cerca de 3% em 2016, número que deverá ser revertido em 2017, de acordo com os analistas ouvidos pelo Boletim Focus: a expectativa recente de crescimento para o ano que vem está em 1,10%, número que representa um avanço tímido, mas sinaliza uma mudança importante para o país.

    Temos que nos preparar!

    As mudanças no país acontecerão! É certo que ambiente ainda é turbulento e tende a continuar assim por mais algum tempo, afinal um processo de impeachment é doloroso e deixa sequelas que precisarão ser “curadas” com o tempo (e com ações concretas).

    Os juros continuarão elevados em 2017. Mesmo que em algum momento do próximo ano eles comecem a cair, a nova diretoria do Banco Central tem demonstrado que não pretende “baixar a guarda” na luta para retomar o controle da inflação.

    Portanto, manter no radar os produtos de renda fixa (Tesouro Direto, CDBs e LCI/LCA) continua sendo uma ótima pedida para o investidor, que manterá boa rentabilidade e baixa exposição ao risco. A estratégia que tem funcionado bem nos últimos anos certamente funcionará bem também em 2017.

    É fundamental estarmos preparados para superar os anos de crise e, ao mesmo tempo, aproveitar as oportunidades que surgem nesse momento. Lembre-se que a educação financeira é forte aliada para montar um bom planejamento. Se os juros estão elevados, aproveite-os investindo em renda fixa e evite o endividamento.

    Até a próxima!

    *

    Quer saber mais sobre investimentos em Renda Fixa? Clique no link abaixo e faça mais pelo seu dinheiro!

    Ebook gratuito  "Guia de Investimentos em Renda Fixa"

    Você também pode se interessar por:

    conrado_navarro-6-2.jpg Conrado Navarro é consultor educacional da Rico.com.vc,  idealizador do Dinheirama.com e autor de diversos livros e  eBooks de finanças pessoais e investimentos.

    Topics: Economia e Análises

    Top 5 Posts

    Posts Recentes