Blog da Rico

Tesouro Direto ou CDB: Onde devo investir?

Posted by Rico.com.vc on 20/fev/2014 13:25:00

tesouro-cdb.jpg

Entre opções de renda fixa, as mais procuradas por investidores atualmente são: Tesouro Direto e CDB. Apesar de a poupança ser a aplicação mais popular, os investidores estão tirando o dinheiro dela devido ao baixo rendimento. 

Isso mostra que eles já perceberam que há outras alternativas de renda fixa, tão seguras quanto a poupança, porém mais rentáveis.

Talvez você já conheça o CDB pelo seu banco e deve ter ouvido falar de Tesouro Direto. Porém, as dúvidas mais comuns na hora de investir e que responderemos aqui são:

  • Quais as características desses investimentos?
  • São opções seguras e ideais para mim?
  • E se eu precisar do dinheiro em breve, qual escolher?


Com o guia que preparamos abaixo, você vai ter a segurança que precisa para escolher e investir melhor.

Leia este artigo até o fim e aproveite para baixar um conteúdo especial que disponibilizamos gratuitamente.


Como funciona um investimento de renda fixa:

Basicamente, renda fixa, é qualquer tipo de investimento em que a remuneração é determinada no momento da aplicação. 

Independente do ativo, ao investir em renda fixa, você empresta dinheiro a uma instituição. Ao aplicar em CDB, você empresta dinheiro para o banco. Já no Tesouro Direto, o empréstimo é feito ao Governo.

Em ambos os casos, o montante aplicado rende durante um certo período e você tem o retorno do valor investido somado a uma taxa paga pela instituição.

Quais as vantagens de investir em renda fixa?

  • Baixo risco: ideal para qualquer investidor
  • Possibilidade de aplicar com boa liquidez 
  • Rendimentos que superam a poupança com a mesma segurança


Para saber qual escolher é importante conhecer cada investimento, por isso vamos detalhar abaixo as características do Tesouro Direto e do CDB.

tesouro-direto-ou-cdb.jpeg

Tesouro Direto e CDB são investimentos que rendem mais que a poupança

 

O QUE É Tesouro Direto e como funciona?

Tesouro Direto é um programa do Tesouro Nacional (instituição ligada ao Governo Federal para o gerenciamento da dívida pública do país) criado para possibilitar a compra e venda de títulos públicos para pessoa física por meio da Internet.

A arrecadação com a venda dos títulos é usada no financiamento de projetos públicos como infraestrutura, educação, saneamento etc.

E como falamos acima, ao comprar títulos públicos você empresta dinheiro para o Governo Federal. Em troca, ele paga uma taxa de juros de acordo com o tempo desse "empréstimo".
 

como investir em TESOURO DIRETO? 

É muito fácil, pois tudo é feito por meio da Internet e sem burocracia. Basta abrir a conta em uma corretora de valores, como a Rico. A abertura de conta aqui é grátis e não tem taxa mensal de manutenção.

No site da corretora você acessará a sua conta, como se fosse o seu Internet Banking, e terá disponível uma oferta maior (e mais fácil) de investimentos - se comparada ao seu banco.

Na imagem abaixo, você confere como os títulos são mostrados para a compra aqui na Rico. Para investir, basta clicar no carrinho de compras, inserir o valor que quer aplicar e pronto.

Depois disso, a corretora envia a ordem de compra para o sistema do Tesouro Nacional. Você poderá acompanhar o seu investimento, rendimento, data de vencimento e outras informações pelo site.

A aplicação é bastante acessível. Isso porque é possível investir a partir de R$30,00.

 titulos-tesouro-direto.png

Oferta de títulos do Tesouro Direto no site da Rico
Teste teste ajhsgjahls teste

Quais são os títulos DISPONÍVEIS do Tesouro? 


Há dois tipos de títulos: os prefixados e os pós fixados. Dentro de cada tipo há algumas opções de títulos que variam em rentabilidade e vencimento.

Os títulos prefixados possuem fluxo de pagamento simples. Ou seja, o investidor faz a aplicação e resgata o valor que investiu somado ao que rendeu na data de vencimento do título.

Dessa forma é possível saber quanto terá acumulado na data de vencimento antes mesmo de fazer a compra. O título mais comum dessa modalidade é o Tesouro Prefixado.
 
Há também os títulos pós-fixados cujas rentabilidades estão associadas a um indexador (SELIC e IPCA, por exemplo). Os exemplos mais comuns de títulos pós-fixados são Tesouro Selic e Tesouro IPCA. Tais indexadores podem sofrer variação até a data do vencimento.

Quer saber mais sobre cada título? No vídeo abaixo são apresentadas a característica de cada um e como funciona a rentabilidade.

 

Tesouro selic e a vantagem da liquidez

Um dos títulos mais procurados por quem quer fazer uma poupança ou quer uma aplicação de curto prazo com rentabilidade atrativa, é o Tesouro Selic.

Esse título atrelado à taxa Selic que está em torno de 14% ao ano, pode ser vendido todos os dias, sem precisar aguardar o vencimento para evitar perdas na rentabilidade. Ou seja, você recupera o valor investido e mais a rentabilidade até o momento do resgate. 

Quer saber mais? No vídeo abaixo detalhamos as características desse investimento em poucos minutos. Confira:

 

Vantagens do Tesouro Direto

  • Oferta de títulos para curto, médio e longo prazo
  • Investimento inicial mínimo baixo. A partir de R$30,00 você já pode investir 
  • Seguro, conservador e garantido pelo Governo Federal
  • Opção de títulos com boa liquidez
  • Rentabilidade que pode ser o dobro da poupança

  

O QUE SÃO CDBs (Certificados de Depósitos Bancários)

Os CDBs (Certificados de Depósitos Bancários) são títulos emitidos pelos bancos, vendidos ao público para captar recursos e que conta com a garantia do FGC (Fundo Garantidor de Crédito) em até 250 mil.

O FGC funciona como um seguro ao investidor, caso a instituição financeira (banco/corretora) venha a quebrar. O valor de retorno garantido é de até R$ 250 mil por CPF em cada instituição. O que significa que se você tiver R$ 200 mil em um banco e mais R$ 200 mil no outro, ambos os investimentos estão garantidos pelo FGC.

Tal qual os títulos do Tesouro Direto, o investidor pode comprar papéis pré ou pós-fixados. O mais conhecidos são os pós-fixados, tendo o CDI como seu índice de maior referência (taxa bem próxima à Selic). 

A rentabilidade dos CDBS 

É preciso ficar atento a rentabilidade que o banco oferece, pois isso pode variar de acordo com cada instituição financeira.

Enquanto alguns bancos oferecem CDB com rentabilidade em torno de 80% do CDI, há outros com CDBs que superam mais de 110% desse índice.

Como a Rico é uma corretora independente, ou seja, não está ligada aos bancos, as ofertas de CDB são diversas e de diferentes instituições bancárias. Assim há mais liberdade e opções para escolher e encontrar o CDB ideal. Ou seja, combinar o seu objetivo, com o melhor prazo e rentabilidade. 

Como investir em CDB pela CORRETORA? 

 A dinâmica para a compra do CDB na corretora funciona da mesma forma que mostramos acima. Confira um exemplo de ofertas de CDBs na imagem:

Captura_de_Tela_2016-10-19_as_11.26.34.png

Oferta de CDB no site da Rico


VANTAGES DO CDB

  • Seguro e de baixo risco
  • Taxa zero de administração na Rico (isso mesmo, você investe sem custo)
  • Imposto de Renda regressivo (quanto mais tempo investe, menos imposto paga sobre o lucro)
  • Rentabilidade diária atrelada ao CDI
  • Garantido pelo FGC em até R$250,000

 

dicas infalíveis para escolher entre tesouro direto e cdb:

Sabendo como cada um funciona, resta escolher o melhor. E o segredo para garantir o maior rendimento é estabelecer o prazo da aplicação. Veja abaixo a recomendação para curto, médio e longo prazo.

1 - Para aplicação de curto prazo:
 se você pretende aplicar por um prazo inferior a 1 ano, dê preferência ao CDB (desde que pague no mínimo 100% do CDI). Caso contrário, você pode optar pelo título público indexado à Selic;

2 - Para médio prazo: se o investimento é para médio prazo (até 2 anos), prefira o título prefixado do Tesouro Direto (equivalente a 120% do CDI);

3 - Para longo prazo: se o investimento é superior a 3 anos, opte pelo título público pós-fixado indexado ao IPCA. Isto porque você terá um ganho real, ou seja, estará protegido da inflação.

4 - Para aplicações inferiores a R$5 mil: a aplicação em CDB, geralmente, está disponível a partir de R$ 5 mil. Por isso, se tiver um valor inferior a este, a recomendação é aplicar em Tesouro Direto.  E se acha que poderá precisar a qualquer momento, prefira o título Tesouro Selic.

5 - Faça uma simulação antes de decidir pelo investimento: fazer uma comparação de rentabilidade é essencial para decidir pelo que rende mais - depois de ter definido o prazo que quer investir.

Na Rico é possível usar um simulador para comparar a rentabilidade de uma renda fixa x poupança. E também saber qual título do Tesouro rende mais de acordo com o valor e prazo.

Veja a simulação abaixo para uma aplicação de R$5mil no período de 5 anos:

simulador-tesouro-direto.png
 
 O  rendimento do Tesouro em relação à poupança chega a ser superior a 170%.


O acesso ao simulador gratuito e de uso ilimitado aos clientes da Rico. É possível realizar diversos comparativos para decidir pela aplicação mais vantajosa.

abra-conta-rico.png

Quais são os custos para investir? 

Investir em renda fixa é barato e acessível. Confira os custos abaixo:

Custos para aplicar em Tesouro Direto
Para aplicação há incidência de duas taxas:

  • Taxa de custódia de 0,3% a.a.

Essa taxa é cobrada pela BM&FBOVESPA para “custodiar” o seu título, ou seja deixá-lo guardado lá.

  • Taxas de administração de 0,1% a.a

Esse valor é cobrada pela corretora e pode variar. Na Rico, a taxa é de 0,1% a.a.


Na prática, veja quanto custa:

Ao aplicar R$500,00, por exemplo, o custo de 0,4% (0,3 % + 0,1%) equivale a R$2,00 de taxa no ano. 

Custos para aplicar em CDB
O CDB tem a grande vantagem de custo zero aqui na Rico, sem qualquer cobrança de taxa. Isso torna essa opção bastante vantajosa.


como o IMPOSTO DE RENDA é cobrado?

Uma cobrança em comum entre as opções apresentadas é o imposto de renda. E a alíquota irá variar conforme o prazo da aplicação.

Isso porque a cobrança do imposto de renda é regressiva, conforma tabela abaixo. Dessa forma, quanto maior o tempo de investimento, menor o custo com o IR.

PRAZO DA APLICAÇÃO

ALÍQUOTA DE I.R.

Até 180 dias

22,5%

De 181 até 360 dias

20,0%

De 361 até 720 dias

17,5%

Acima de 720 dias

15,0%

 

Mesmo com a cobrança do IR, os investimentos apresentados são vantajosos ao considerar o rendimento líquido em comparação à poupança. 

 

Pronto para começar seus investimentos? 

Como você viu, aqui na Rico é possível simular os investimentos, saber quanto terá de rendimento e assim tomar a melhor decisão. E se tiver qualquer dúvida, você pode seguir a recomendação semanal dos nossos analistas ou tirar dúvidas com a equipe de atendimento.

A abertura de conta é gratuita, online e não tem taxa de manutenção. Aproveite que agora você conhece opções melhores para ganhar dinheiro e abra a sua conta.
 

 
Quer conhecer melhor esses e outros investimentos de renda fixa?
Clique abaixo para fazer o download gratuito do guia completo preparado pelo analista da Rico, Roberto Indech. Além de Tesouro Direto e CDB, você conhecerá também LCI, LCA, debêntures, além de vantagens, riscos, como investir e muito mais.

 

New Call-to-action  

 

Qualquer dúvida me mande um email ou registre nos comentários abaixo! ;)

Um abraço,

Carol_Guedes_2.jpeg

CAROL GUEDES 

Gerente de atendimento a novos clientes e especialista em renda fixa.

email: cguedes@rico.com.vc 

 
 

Topics: Renda Fixa