{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1100px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

Mercado de Opções: o que é como investir

by Rico.com.vc on Maio 13, 2014

mercado de opcoes

Sabia que dominando o mercado de opções você pode operar ações com risco controlado ou mais alavancado? 

O mercado de opções é um ambiente repleto de oportunidades.

Nele, investidores encontram uma alternativa para evitar as oscilações do mercado ou até uma forma de alavancagem de carteira (tentar obter retornos sobre mais do que tem para investir, porém com riscos maiores).

Neste texto, você entenderá de uma vez por todas o que é o mercado de opções, como ele funciona, seus riscos e estratégias. Ao ler todo esse artigo, você terá mais uma alternativa com ótimo retorno à disposição. 

Para poder operar opções e qualquer outro ativo do mercado de renda variável, você precisará de um Home Broker e ter um perfil agressivo, veja como investir com o da Rico. 

Boa leitura!


o que são as opções

mercado de opcoes conceito

Esse mercado que deriva das ações abriga grandes oportunidades.

São contratos onde negociam-se o direito, por um determinado período, de comprar ou vender um lote de ações por um preço fixado, o preço de exercício ou strike.

Um seguro de carro comum funciona de forma parecida. Ao fazer um, você adquire o direito de vender o carro por um valor fixado mesmo que haja um imprevisto que o desvalorize.

Conheça também o mercado de futuros.

As opções são um ótimo instrumento de defesa para fazer Hedge de seus investimentos. No entanto, também podem ser usadas para alavancagem. 

Trata-se dos contratos de um dos mercados derivativos. Embora muitas pessoas acabem se assustando com a aparente complexidade desse tipo de mercado, que contém operações de futuros, a termo ou de opções, ele pode ser entendido com facilidade.

O mercado de derivativos baseia-se na negociação de contratos que dependem (derivam) de outros ativos. Eles servem para transferir riscos de flutuações a terceiros por um valor (o prêmio).

Por exemplo, o mercado de opções das ações da Vale. A cotação da opção da Vale varia de acordo com o valor das ações da Vale no pregão.

Assim, o mercado de opções é um ambiente onde negociam-se os direitos de compra e venda de ações com preços e prazo pré-fixados, mas não sua obrigação. Apenas o direito! 

Quem faz a compra de uma opção sempre será o Titular. Já quem faz a venda da opção sempre será o Lançador. Eles não negociam o ativo em si no primeiro momento, mas o Prêmio. Um valor monetário que garante o direito sobre a compra ou venda de um ativo-objeto.

Ambos precisam combinar um valor de venda ou compra no momento do contrato, o chamado strike price ou preço exercido

Veja o vídeo introdutório de um dos especialistas Rico:

Esse tipo de negociação é usada por investidores como uma forma de proteção para suas ações contra possíveis perdas devido aos riscos inerentes de operar na bolsa.


Como Funciona o Mercado de Opções

mercado de opcoes vantagens riscos

Pode parecer complicado, mas com essas analogias você entenderá o conceito rapidamente!

Faz de conta que o João (lançador) adquiriu uma casa (ativo-objeto) no valor de R$ 200 mil, pois acredita que ela vai se valorizar no futuro. Acontece que a Maria (titular) também acredita que essa casa vai se valorizar.

Como ela não possui o dinheiro para adquirir uma casa vizinha no bairro, eles juntos, fazem um acordo de opção de compra (call) nos seguintes termos.

A Maria deposita R$ 20 mil (prêmio) de sinal para ter direito de comprar a casa por R$ 230 mil (strike) daqui 1 ano (período do contrato). Ela faz isso porque acredita que o valor total do imóvel pode chegar a R$ 300 mil.

No caso, se o cenário que ela pensou se concretizar em 12 meses, ela pode desembolsar R$ 230 mil para comprar a casa. Assim, ela pagou o total de R$ 250 mil, o valor combinado e o sinal que já foi pago.

Dessa forma, Maria lucrou R$ 50 mil ao custo de R$ 20 mil. Um total de 150% de rentabilidade. Muito bom, não é mesmo?

Mas e se a Maria errou na sua projeção e a casa perdeu valor, chegando a R$ 180 mil?

Simples. Ela simplesmente não exerce o seu direito de compra, perdendo apenas o sinal de R$ 20 mil. Percebe como o João não perdeu nada? Mesmo a casa sendo desvalorizada, com o sinal que ele recebeu, ele fica na mesma situação. E caso venda a casa por R$ 230 mil segundo o acordo, ele ganhou R$ 30 mil. 

Essa é uma analogia perfeita para uma opção de compra. Nesse acordo Maria teve direito de compra e João teve obrigação de venda. Mas como funciona em uma opção de venda?

João será o titular dessa vez. Ele que vai comprar a opção. Faz de conta que adquiriu uma casa por R$ 200 mil, mas descobriu que ela tem grandes chances de se desvalorizar. Assim, ele paga R$ 20 mil à Maria (que agora é lançadora) para ter a opção de vender (put) a casa por R$ 200 mil em até 12 meses.

Maria tem a obrigação de comprar pelo preço combinado caso João queira vender. Acontece que o medo de João se concretiza. A casa chegou ao nível de R$ 100 mil.

Assim, ele exerce o seu direito e vende a casa por R$ 200 mil. Nesse caso, o seu prejuízo foi apenas do prêmio de R$ 20 mil e não de R$ 100 mil, caso não houvesse a opção de venda.

Se a casa, em vez disso, fosse valorizada, chegando a R$ 230 mil, João não exerceria o direito e estaria ainda lucrando R$ 10 mil. 

Veja como funciona na prática com um dos nossos especialistas:

Viu como é bem mais simples do que você imaginava? Vamos recapitular esses conceitos.


glossário do mercado de opções

mercado de opcoes glossario

Quando você dominar esses termos, tudo ficará mais fácil.

Opção de Compra ou CALL

Vendedor é o lançador e possui a obrigação de vender o ativo-objeto no preço predeterminado no vencimento acordado, recebeu um prêmio por ter esta obrigação.

E o comprador que é o titular e pagou o prêmio adquire a opcão de comprar por um preço combinado que é o strike em um prazo combinado por ambos.

Opção de Venda OU PUT

Vendedor é o títular já que pagou o prêmio para ter o direito, mas não a obrigação, de vender e o comprador que é o lançador tem a obrigação de comprar por um preço combinado que é o strike em um prazo combinado por ambos.

Ativo-objeto

O ativo-objeto é o bem de referência de um contrato de opção. O exemplo mais comum é um lote de ações. O ativo de referência apenas é negociado se o titular exercer o seu direito conforme combinado.

Preço de exercício (strike)

É o preço combinado do ativo-objeto do contrato de opção.

Data de vencimento

É o dia da expiração do contrato. Neste dia, o contrato de opção perde o seu valor de mercado, ou como dizem, a opção vira pó. 

No mercado BM&F, a data ocorre sempre na quarta-feira mais próxima do 15º dia de cada mês para opções de Índice. Já no Bovespa, a expiração acontece sempre na 3º segunda-feira de cada mês.

Existem duas formas de exercer direito de acordo: durante ou apenas na data de vencimento.

No tipo de Opção Europeia, o exercício pode ser feito somente no vencimento do prazo do contrato. Já na Opção Americana, o direito pode ser feito a qualquer momento do lançamento ao vencimento.

No Brasil, a prática mais comum é utilizar a opção americana para as Calls e europeia para as Puts.

Titular ou comprador da opção

O titular de uma opção é o investidor que compra um contrato de opção no mercado, adquirindo para si o direito de negociar um ativo-objeto pelo preço de exercício (strike), durante determinado período de tempo ou em uma data pré-determinada.

Ele tem o benefício de operar alavancado, mas corre o risco de perder todo o capital investido.

Lançador ou vendedor da opção

O lançador de uma opção é o investidor que vende um contrato de opção no mercado, adquirindo para si a obrigação de negociar um ativo-objeto pelo preço de exercício (strike), durante determinado período de tempo ou em uma data pré-determinada.

O vendedor no mercado de opções está sempre especulando, seja vendendo opções de compra ou de venda. A sua confiança é que a tendência do mercado se confirme e o benefício do prêmio não seja exercido. 

Prêmio

Prêmio é o preço pago pelo titular de um contrato de opção ao vendedor no momento da aquisição da opção.


Qualquer Pessoa Pode Operar?

mercado de opcoes indicacao

Operações ou estratégias com opções são indicadas para todo e qualquer investidor que já possua alguma experiência na bolsa. Desde que se tenha um prévio conhecimento sobre o assunto, qualquer investidor pode iniciar sua jornada.

As opções são negociadas na Bolsa (Bovespa e BM&F), assim, qualquer investidor com uma conta em corretora como a Rico pode operar pelo seu Home Broker. Sendo cliente Rico, você tem acesso aos nossos especialistas e ferramentas para auxiliar nesse processo. 


Vale a Pena entrar no Mercado de Opções?

mercado de opcoes como funciona

As vantagens são muitas quando você domina o mercado.

Vantagens

Em relação aos outros investimentos, existe a possibilidade de investir em qualquer tendência de mercado, tanto na alta quanto na baixa. 

Além disso, os custos de transação são menores e com as opções, é possível fazer uma diversificação de estratégias de investimento diferentes das tradicionais.

Você pode construir posições com um controle total sobre a zona de lucro, zona de prejuízo, custos e retorno máximo, conhecendo todos os riscos envolvidos, melhorando a rentabilidade da sua carteira por meio de operações estruturadas.

Maiores oportunidades

O mercado de opções proporciona a possibilidade de alocação de um volume financeiro menor do que os ativos-objeto, ou ainda, de alavancagem com o mesmo volume de capital, porém assumindo um risco maior.

Conhecendo e operando corretamente esse tipo mercado (o qual é destinado a Hedge, ou seja, proteção) existem poucas desvantagens que podem ser controladas. 

Contexto Atual

Investir em opções abre um leque sem limites de engenharia financeira, atendendo aos mais diversos objetivos e estratégias.

Mas principalmente no mercado de ações com incertezas devido à crise política, onde é mais difícil montar posições (a mesma incerteza política impacta sobre as opções, visto que são derivativos de uma ação).


Como Investir no Mercado de Opções

Home broker

As opções são consultadas normalmente pelo Home Broker, como se consulta um ativo qualquer, bastando para isso o conhecimento prévio da sua série (nomenclatura), que pode ser facilmente conseguido no próprio Home Broker.

Uma vez identificada a opção desejada, resta executar a compra/venda pelo Home Broker ou pela Mesa de Operações.

No entanto, vale lembrar que você deve ter um perfil de investidor agressivo para começar a operar opções.


6 Estratégias Matadoras Para Garantir Lucros e Como Usá-las

mercado de opcoes estrategias

Financiamento ou Venda Coberta

Essa estratégia funciona assim: você tem uma carteira de ações e vende as opções de compra na mesma quantidade com o fim de rentabilizar a carteira.
 
Por exemplo, você adquiriu 1.000 ações de Vale por R$ 10. No mesmo dia, você lança as ações em um contrato de opção de compra, com strike em R$ 12 e um prêmio de R$ 0,50 por ação.
 
Ou seja, você ganhou R$ 500 a curto prazo com suas ações e diminuiu seu custo médio dos ativos para R$ 9,50.
 
Caso as ações subam a R$ 15 e você seja exercido ao valor combinado de R$ 12, você lucra R$ 2,50 por ação (R$ 2,00 reais da diferença dos ativos, R$ 10,00 da compra menos R$ 12,00 da venda, mais o prêmio da opção R$ 0,50).
 
Caso elas caiam a R$ 9, o outro investidor não exercerá o seu direito. No entanto, você não teve prejuízo de R$ 1 por ação, mas de R$ 0,50 por ação. Muito bom, não é mesmo?
 

Trava de Baixa

A trava de baixa consiste na venda de uma opção com preço de exercício mais baixo e comprar a mesma quantidade de opção com preço de exercício mais alto.

Com essa estratégia, busca-se ganhar com a queda do mercado, onde o retorno máximo é o que se recebe ao montar a operação e o risco máximo limitado a diferença dos strikes das opções.

Resumindo, a trava de baixa é a compra de um direito de venda, permitindo a venda das ações a um preço combinado caso elas percam valor.

Nesse sentido, o investidor aposta na baixa das ações, é com este tipo de opção que o investidor realiza um hedge de seu ativo, pois ele garante um preço mínimo de venda, pagando-se um preço para isso.  

Borboleta

Essa é uma estratégia avançada que funciona em três passos:

  1. Venda de opções de compra com menor strike e cotação ainda menor que o atual de mercado
  2. Venda de opções de compra. O dobro do número utilizado no passo 1 e 3
  3. Compra do número de opções vendidas anteriormente com o preço mais próximo possível do de mercado

Essa estratégia funciona da seguinte forma, o investidor percebe que o preço das ações está oscilando muito. Então ele faz uma espécie de trava de baixa e de alta, protegendo o seu investimento. O ganho e a perda são controlados. 

Veja um exemplo da estratégia neste vídeo do Prof. Dr. Ricardo da Silva Braga:

Venda a Descoberto ou short

Essa estratégia funciona da seguinte forma: você não possui uma ação para fazer um contrato de opção de venda, assim opta pelo aluguel dessa ação para poder realizar o Put.

Trata-se de uma tática arriscada, mas caso o mercado caia conforme sua previsão, você devolve a ação alugada e a compra pelo preço mais baixo no mercado à vista, faturando pela diferença dos preços. 

Não é necessário ter as ações para comprar uma put e nem fazer o aluguel das ações.

Straddle

É uma tática que consiste no lucro pela alta volatilidade do preço de uma ação. É bem simples de ser realizado. Você deve realizar duas compras de opções: uma de venda e outra de compra sobre o mesmo ativo, pelo mesmo prêmio, strike e prazo de vencimento.

O lucro se dá pela diferença das cotações das opções, quanto mais elas variarem, maior será o ganho obtido pela operação. Saiba mais sobre essa estratégia.


Exemplos de Como Ganhar Dinheiro com Opções

mercado de opcoes ganhar dinheiro

Veja alguns exemplos de sucesso de operações em opções.

Por exemplo, você adquiriu uma opção de compra (call) pelo prêmio de R$ 1 por um lote de 1000 ações da Petrobras com o exercício de R$ 40 (strike). Ou seja, gastou R$ 1 mil em prêmio.

No prazo estabelecido, se ela estiver a R$ 50, você concretiza o seu lucro sobre o R$ 40. Neste exemplo, o ganho foi de R$ 10 mil menos o prêmio já pago, totalizando R$ 9 mil. Isso representa 900% de ganho. Excelente, não? 

O exemplo contrário é positivo também, você adquire uma opção de venda de um lote de 1000 ações da Petrobras pelo prêmio de R$ 1 por ação. O prêmio pago foi o mesmo, R$ 1 mil. O strike é o mesmo, R$ 40.

Só que a ação chega a R$ 30 na data de vencimento. Como o outro investidor possui a obrigação de compra, você exerce o seu direito e vende 1000 ações por R$ 40, efetivando um lucro de R$ 9 mil, descontando o prêmio pago.

Se em ambos os casos de PUT e CALL o cenário fosse o contrário, bastaria você não exercer o seu direito, perdendo apenas o prêmio pago pelo contrato de opção. 


Existem Riscos no Mercado de Opções?

mercado de opcoes riscos

Cuidado com as tempestades caso você seja um vendedor de opções! 

Se você quer se proteger utilizando o mercado de opções, os riscos são mínimos. Afinal, é como comprar um seguro. O valor do contrato é um investimento que defende você de possíveis surpresas.

Ou seja, o risco ao ser titular é de perder no máximo o prêmio pago, enquanto para o lançador de uma opção, os riscos são ilimitados. Todavia, como em toda lógica de ganho e perda, quando o risco é muito alto, a possibilidade de ganho também é.

O lançador pode lucrar de duas formas: recomprando a opção de compra por um prêmio de valor mais baixo do que o valor recebido quando a vendeu ou simplesmente esperando o contrato vencer e assim conseguindo o prêmio sem nenhum prejuízo.


Conclusão

mercado de opcoes conclusao

Se você já domina o mercado de ações, comprar opções pode ser um bom negócio!

O mercado de opções é muito interessante para traders que buscam novas formas de capitalizar suas carteiras ou diversificá-las. Ele possui muitas estratégias a serem utilizadas que se valem do tempo, proteção, alavancagem e até da volatilidade dos papéis.

Saiba mais sobre como ser um bom trader:

No entanto, como em todo investimento, deve-se calcular os riscos para não colocar algo no jogo que você não está disposto a perder. As regras gerais do dinheiro valem para todos os mercados de capitais.

Quanto maior a possibilidade de retorno, maior a possibilidade de perda. Sobretudo se você for o lançador de um contrato. Portanto, saiba o que você está fazendo. Antes de investir em Opções, invista em você mesmo estudando com os nossos especialistas de plantão nas salas da Rico.

Espero que esse artigo introdutório tenha sido útil para você. Caso tenha qualquer tipo de dúvida ou queira apenas elogiar o conteúdo, deixe o seu comentário logo abaixo.

 abra-conta-rico-1.png

Topics: Renda Variável/Mercado de ações