Blog da Rico

Como Aplicar No CDB: Investir em Corretora ou Banco?

Posted by Rico.com.vc on 5/jul/2016 17:24:40

investir em corretora ou banco

Você sabia que a grande maioria dos investimentos oferecidos pelos bancos são de baixa qualidade? 

É melhor investir em corretora ou bancoMuitos já tiveram essa dúvida. 

No Brasil, possuímos uma forte cultura de deixar o dinheiro na poupança. Se sobrou dinheiro, você não se preocupa em investir para multiplicar seu patrimônio, mas em guardar no banco.

Depois da poupança, o CDB é o investimento mais popular nos bancos. E você, com certeza, já deve ter ouvido falar ou mesmo ter uma aplicação desse tipo.

Normalmente, utilizamos o mesmo banco dos nossos pais. Você provavelmente já conhece algumas pessoas na agência e por todos esses anos como correntista, possui uma certa confiança no seu banco.

Afinal, é o seu gerente que ajuda você, não é mesmo? Errado.

Essa é a primeira dica desse texto. Entenda que o seu gerente não trabalha para você. Ele até pode ser seu amigo, mas como diz a frase: amigos, amigos, negócios a parte.

Assim, seu objetivo não é conseguir uma boa rentabilidade para você. O gerente trabalha para o banco e é remunerado de acordo com o dinheiro que ele consegue fazer os correntistas investirem nos produtos do banco. 

E normalmente, esses investimentos apresentam uma baixa rentabilidade. 

Leia esse outro artigo completo para saber como a rentabilidade do Tesouro Direto chegou a 53% no ano, superando muitas ações da Bolsa de Valores.

Você pode pensar que o banco nunca teria produtos ruins, assim eles perderiam os seus clientes. E é aí que você se engana. O mercado financeiro brasileiro é dominado por 5 grandes bancos que não costumam ser competitivos.

Por serem poucos e gigantes, eles não possuem dificuldade de captar recursos para os seus projetos. Por isso, sua única preocupação está em ganhar dinheiro.

Então, qual será a melhor opção para quem tem pouca experiência e capital? Investir em corretora ou banco? Neste texto, vamos mostrar para você com quem você deve aplicar e quais os melhores investimentos.

Se tiver qualquer dúvida, deixe o seu comentário no final da página.

Boa leitura!


Introdução - Investir em Corretora ou Banco?

investir em corretora ou banco intro

Veja a diferença entre investir no banco ou corretora.

Com tantas opções disponíveis é preciso estar atento a duas coisas: rentabilidade atrelada e custos.

Alguns bancos oferecem esse investimento de uma forma muito fácil no Internet banking, mas não deixam tão claro quanto o seu dinheiro vai render no final.

O que são CDBs, afinal?

Os CDBs (Certificados de Depósitos Bancários) são títulos de renda fixa que funcionam assim: você empresta dinheiro para o banco e em troca recebe o valor somado a uma taxa de juros.

O seu dinheiro rende todo dia um percentual do CDI, que é a taxa de referência do mercado.

Você pode investir de duas formas: pelo banco emissor ou por intermédio de uma corretora.

Qual a melhor opção?

Fazendo uma analogia simples, vamos pensar que o banco é um time de futebol, como o Palmeiras, por exemplo, que coloca em campo apenas os seus jogadores. Já a corretora seria a seleção brasileira, que escolhe os melhores de cada time.

Nos CDBs, a ideia é a mesma. Enquanto o banco só pode vender ativos dele próprio, a corretora oferta as melhores opções de investimentos do mercado e negocia as melhores taxas, tanto de custo, quanto de rentabilidade.

As vantagens de investir por corretora não param por aí!

As opções que oferecemos aqui na Rico, por exemplo, variam de 30 a 1080 dias, e que chegam a render até 121% do CDI - taxa de retorno que você jamais encontrará em um banco grande.

Inclusive, de uns tempos pra cá, os CDBs ofertados nos grandes bancos estão com retorno parecido com o da poupança, que é quase nada já que vem perdendo até para inflação.

Diferente das opções dos “bancos médios” como o Pine e o Original, por exemplo (ambos disponíveis na Rico).

Para você ter uma ideia, segundo matéria da Folha, o rendimento estimado da poupança para os próximos 12 meses é de 6,42%, já aplicar em CDBs de bancos grandes, pode render de até mais de 10%, dependendo da instituição. Vamos te explicar melhor!

Para os grandes bancos, o CDB funciona como uma captação de dinheiro que será futuramente emprestada aos correntistas (claro que com juros).

O lucro do banco vem da diferença entre a taxa que ele paga ao cliente que investiu no CDB e o juro que ele cobra de quem pede o empréstimo (financiamento). Ou seja, paga pouco e cobra muita.

No entanto, o que acontece é que com medo de “calote” os bancos estão emprestando pouco dinheiro.

Com isso, não há necessidade de pegar recursos emprestados do pequeno investidor (aquele que investe em CDB) e por essa razão pagam “baratinho”.

Resumindo…

Explicando de forma simples, investindo por meio de uma corretora você tem opções que pagam uma porcentagem muito maior do CDI com a mesma segurança (eles são garantidos pelo FGC em até R$ 250 mil).

Além do mais, pela Rico, você pode investir em outras modalidades de investimentos, como o famoso Tesouro Direto e as irmãs LCI e LCA.

Veja uma simulação de aplicações de até 1 ano, com a Selic a 10,25%.

corretora-ou-banco-simula.png

New Call-to-action

 


Taxas e custos para investir por corretora

investir em corretora ou banco taxas

Na Rico, você não paga nenhuma taxa para investir.

Um dos grandes motivos para você deixar o seu banco é o grande custo cobrado para investir. São taxas de administração de até 2% da sua rentabilidade. Imagine que o rendimento dos produtos já é baixo, com essas altas taxas, fica ainda menor.

Por isso, entre banco ou corretora, você deve escolher investir com a corretora Rico, que recentemente assumiu o compromisso de zerar todas as suas taxas da renda fixa.

Você não paga para aplicar em CDB, LCLCI, LCA e Tesouro Direito. Assim, resta apenas a taxa de custódia cobrada pela BM&FBOVESPA. E claro, o Imposto de Renda caso você não opte por ativos isentos.

Esses dois custos são cobrados também caso você invista pelo banco. Mesmo assim, é muito importante investir com uma corretora.

Além de aplicar com taxa zero, você poderá escolher os melhores ativos entre diversos investimentos.

Diferente do seu gerente que trabalha para o banco, nós trabalhamos par você. Não ganhamos nada para recomendar um investimento ou outro.

O que importa para nós é ajudá-lo a construir uma carteira de investimentos lucrativa, de acordo com o seu perfil de investidor.


Como Começar a Investir em Renda Fixa com corretora

investir em corretora ou banco como comecar

Comece a investir ainda hoje com rentabilidade, segurança e liquidez!

Ok, você entendeu que o banco não é um bom lugar para você manter o seu dinheiro. Até a quantia que você acha que fica 'parada' na conta corrente é emprestada para outras pessoas, gerando lucro para o banco.

Em outras palavras, não existe como deixar dinheiro parado no banco. Ele sempre vai beneficiar e trazer lucro para o banco e quase sempre vai sofrer com taxas de administração pesadas.

Então, como você pode começar a investir em renda fixa ainda hoje na Rico? Simples. O processo é rápido e prática: abra a conta e transfira o dinheiro a ser aplicado.

Isso pode ser feito de forma intuitiva. Clique aqui e siga as orientações. No vídeo abaixo, veja como é simples abrir a sua conta na Rico. 

A Rico funciona 100% online e garante a mesma segurança que um Internet Banking. O que pode ser um pouco mais complicado é saber qual investimento escolher e porquê. Isso você aprenderá agora:

Risco/RENDIMENTO

Todo investimento possui uma relação entre risco e rendimento. Quanto maior o risco, maior o rendimento a longo prazo, mas também maiores as chances de prejuízo a curto prazo.

E quanto mais seguro for um ativo, menos ele oscilará. Significa que os seus ganhos não serão tão expressivos (mas com certeza já serão muito maiores do que em grandes bancos).

Veja um gráfico que mostra a relação entre risco, rentabilidade e onde se encontram os investimentos disponíveis da Rico:

investir em corretora ou banco grafico

Perceba como a poupança possui o mesmo risco que o Tesouro Direto, mas perde em rentabilidade.

Você deve escolher os investimentos de acordo com o seu perfil de investidor. O segredo aqui é aplicar apenas no que deixa você tranquilo. Investir deve ser uma atividade que traz tranquilidade e não preocupação.

Objetivo

Outro passo importante é escolher os investimentos de acordo com os seus objetivos. Por exemplo, se ainda não possui uma reserva de emergência para problemas de curtíssimo prazo, você deve aplicar em algo com liquidez diária.

Nesse caso, a melhor opção é o Tesouro Selic mesmo. Ele possibilita o resgate em qualquer dia sem desconto da rentabilidade por não ter levado o título até a data de vencimento.

Outros objetivos como trocar de carro, reformar a casa, aposentadoria, férias, também devem ser contemplados por você em seus investimentos. Então, faça um planejamento com metas a curto, médio e longo prazo.

Lembre-se que todo dinheiro investido a médio e longo prazo deve ser mantido aplicado até a data de vencimento para garantir a melhor rentabilidade possível.


Conclusão

investir em corretora ou banco cdb

Entendeu a diferença entre investir pelo banco ou corretora?

Como dito, nenhum banco é seu amigo. Eles possuem apenas um único interesse: o próprio lucro. E como em todo o mercado financeiro, para alguém ganhar, outros têm que perder.

E adivinha quem perde ao investir com grandes bancos? Você!

Por isso, nossa recomendação é que você fuja de todas as aplicações oferecidas pelo seu banco. Você já sabe que os CDBs deles possuem uma rentabilidade semelhante à poupança.

No entanto, o banco possui diversas outras aplicações que também apresentam armadilhas para o investidor. Você com certeza já ouviu falar de título de capitalização.

O título de capitalização é um título de crédito comum, como um CDB ou até mesmo um título do Tesouro Direto. Ele é regulamentado pela SUSEP (Superintendência de Seguros Privados).

Assim, os títulos de capitalização possuem a finalidade de guardar dinheiro, caso você saque esse dinheiro antes da validade, provavelmente perderá uma boa parte dele.

Aproveite para ler estes outros artigos do nosso Blog:

Mas o principal atrativo do título não é o rendimento ou a liquidez, mas sim a possibilidade de participar de sorteios de prêmios periodicamente. Como o Brasil também tem uma forte cultura de sorteios e loterias, esse título se popularizou.

É difícil entrar em uma agência bancária e não se deparar com alguma propaganda de título de capitalização. O nosso conselho para você é nunca, de forma alguma, investir o seu dinheiro nisso.

Não confunda investimentos com loteria. Esse é um assunto sério.

Muitas pessoas se planejam e aprendem educação financeira para investir com estratégias claras. Esses investidores estão ficando ricos.

No entanto, investir na sorte, esperando um alto rendimento caso seja sorteado, é um grave erro. O dinheiro aplicado nesses títulos normalmente não rende 100% do CDI (a taxa mínima de rendimento) e caso você precise dele, perderá parte do seu capital.

Nesse tipo de investimento, uma quantia em dinheiro é retirada da sua conta mensalmente para ser aplicada automaticamente no título. Se um dia a sua conta não tiver a quantia necessária, você também perderá parte do que já foi investido.

Então, crie uma conta na Rico ainda hoje para poder aplicar com conhecimento e informações. Os nossos investidores contam com diversos materiais educativos e consultorias especializadas para se tornarem mais conscientes em suas decisões.

Você pode criar uma conta de graça, online, em poucos minutos e começar a investir sem pagar nenhuma taxa de corretagem por isso. Não deixe mais o seu dinheiro no banco.

Lá você sofre com taxas pesadas de administração. A tendência do dinheiro no banco é diminuir. Enquanto a tendência do dinheiro na corretora é crescer.

Se você criar agora mesmo, poderá acompanhar as dicas dos nossos especialistas nas salas de aulas ao vivo da InvesTV.

Ficou com alguma dúvida ou tem sugestões sobre investir em corretora ou banco? Deixe o seu recado logo abaixo!

Obrigado por ler até aqui!abra-conta-rico-1.png

Topics: Recomendação de investimentos