Blog da Rico

Investir em CDB por corretora ou banco?

Posted by Gloria Maciel on 5/jul/2016 17:24:40

Depois da poupança, o CDB é o investimento mais popular nos bancos. E você, com certeza, já de ter ouvido falar ou mesmo ter uma aplicação.

Investir_cdb.jpg
Com tantas opções disponíveis é preciso estar atento a duas coisas: rentabilidade atrelada e custos. Alguns bancos oferecem esse investimento de uma forma muito fácil no Internet banking, mas não deixam tão claro quanto o seu dinheiro vai render no final.

Por isso, neste post você vai saber mais sobre eles, diferença entre investir no banco e na corretora e conferir dicas infalíveis para se dar com esse investimento.

O que são CDBs, afinal?

Os CDBs (Certificados de Depósitos Bancários) são títulos de renda fixa que funcionam assim: você empresta dinheiro para o banco e em troca recebe o valor somado a uma taxa de juros. O seu dinheiro rende todo dia um percentual do CDI, que é a taxa de referência do mercado.

Você pode investir de duas formas: pelo banco emissor ou por intermédio de uma corretora.

Qual a melhor opção?

Fazendo uma analogia simples, vamos pensar que o banco é um time de futebol, como o Palmeiras, por exemplo, que coloca em campo apenas os seus jogadores. Já a corretora seria a seleção brasileira, que escolhe os melhores de cada time.

Nos CDBs a ideia é a mesma. Enquanto o banco só pode vender ativos dele próprio, a corretora oferta as melhores opções de investimentos do mercado e negocia as melhores taxas, tanto de custo, quanto de rentabilidade.

As vantagens de investir por corretora não param por aí!


As opções que oferecemos aqui na Rico, por exemplo, variam de 30 a 1080 dias, e que chegam a render até 121% do CDI - taxa de retorno que você jamais encontrará em um banco grande.

Inclusive, de uns tempos pra cá, os CDBs ofertados nos grandes bancos estão com retorno parecido com o da poupança, que é quase nada já que vem perdendo até para inflação. Diferente das opções dos “bancos médios” como o Pine e o Original, por exemplo (ambos disponíveis na Rico).

Para você ter uma ideia, segundo matéria da Folha, o rendimento estimado da poupança para os próximos 12 meses é de 8,8%, já aplicar em CDBs de bancos grandes no curto prazo, pode render de 8,4% a 9,3%, dependendo da instituição.
Vamos te explicar melhor!

Para os grandes bancos, o CDB funciona como uma captação de dinheiro que será futuramente emprestada aos correntistas (claro que com juros).

O lucro do banco vem da diferença entre a taxa que ele paga ao cliente que investiu no CDB e o juro que ele cobra de quem pede o empréstimo (financiamento). Ou seja, paga pouco e cobra muita.

No entanto, o que acontece é que com medo de “calote” os bancos estão emprestando pouco dinheiro. Com isso, não há necessidade de pegar recursos emprestados do pequeno investidor (aquele que investe em CDB) e por essa razão pagam “baratinho”.

Resumindo…

Explicando de forma simples, investimento por meio de uma corretora você tem opções que pagam uma porcentagem muito maior do CDI com a mesma segurança (eles são garantidos pelo FGC em até R$ 250 mil).

Além do mais, pela Rico, você pode investir em outras modalidades de investimentos, como o famoso Tesouro Direto e as irmãs LCI e LCA.

Para saber mais sobre eles, sugerimos o download gratuito do nosso ebook “Guia Fácil de Investimentos em Renda Fixa”

Ebook gratuito

 

Você também pode se interessar por:

 

 

 

Por: Gloria Casella

Topics: Recomendação de investimentos