{% set baseFontFamily = "Open Sans" %} /* Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set headerFontFamily = "Open Sans" %} /* This affects only headers on the site. Add the font family you wish to use. You may need to import it above. */

{% set textColor = "#565656" %} /* This sets the universal color of dark text on the site */

{% set pageCenter = "1100px" %} /* This sets the width of the website */

{% set headerType = "fixed" %} /* To make this a fixed header, change the value to "fixed" - otherwise, set it to "static" */

{% set lightGreyColor = "#f7f7f7" %} /* This affects all grey background sections */

{% set baseFontWeight = "normal" %} /* More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set headerFontWeight = "normal" %} /* For Headers; More than likely, you will use one of these values (higher = bolder): 300, 400, 700, 900 */

{% set buttonRadius = '40px' %} /* "0" for square edges, "10px" for rounded edges, "40px" for pill shape; This will change all buttons */

After you have updated your stylesheet, make sure you turn this module off

As 5 desculpas mais comuns para não começar investir.

by Rico.com.vc on Abril 29, 2014

Pode ser a boa e velha preguiça, a falta de tempo ou simplesmente o medo do desconhecido. Mas podemos dizer que o 'buraco é muito mais embaixo'! A seguir, elencamos as 5 desculpas mais comuns que costumamos dar para não investir. O intuito do post é desmistificar cada uma delas e ajudá-lo a "lutar" mais pelo seu dinheiro.

 

preguiça desculpa

 

 

1- Mercado em baixa

O Ibovespa não tem tido um desempenho pra lá de satisfatório nos últimos tempos e por isso muita gente acha que esse mercado não tem saída. Isso porque a maioria desconhece o aluguel de ações, uma opção interessante para ganhar com o mercado em queda. Esse tipo de operação é ideal para quem opera no curto prazo e faz swing trade, operações de 7 a 10 dias, ou day trade. 

Basta alugar o papel de outro investidor e entregar para aquele que comprou de você. A pessoa que está cedendo esse papel para que você alugue a um terceiro é chamada de doador. Ou seja, ele tem ações que pretende manter no longo prazo e disponibiliza para quem quiser se aproveitar da queda da ação. Já o especulador que recebe o papel é chamado de tomador.

Com isso, você pode ficar durante um tempo vendido no papel sem tê-lo com você. E se durante esse tempo o papel cair, você recompra por um valor mais baixo e tem lucro na operação. Da mesma forma que se a ação subir você tem prejuízo, pois vai ter que comprar o ativo por um preço mais alto que recebeu na venda. 

No mais, muita gente costuma comprar os papéis que estão em queda, afinal seu preço pode ser reduzido de tal maneira que em outro momento não seria acessível ao pequeno investidor. É comum também esse mesmo investidor comprar ativos "na baixa" (com preço reduzido) e vendê-los "na alta" (após valorização), buscando extrair o lucro a partir da variação de preço.

 

mercado em baixa

Quem quiser se manter longe do sobe-e-desce das ações também pode diversificar sua carteira por meio de aplicações em renda fixa como o Tesouro Direto. Os títulos públicos são considerados investimentos atrativos pois possuem um rendimento acima da inflação, o que confere uma rentabilidade garantida.

É possível aplicar em títulos pré-fixados, em que você sabe exatamente o valor que vai receber no vencimento, e em títulos pós-fixados, com rentabilidade indexada à Inflação ou à Selic (taxa básica de juros).

 


2- Falta de conhecimento

Aqui na Rico por exemplo, temos cursos, palestras online e apostilas gratuitas para quem quer começar a investir. Nossos especialistas estão dispostos a avaliar suas necessidades financeiras e sugerir o melhor investimento de acordo com seu perfil e objetivo.

duvidas

Em momentos de desânimo e de "ah, eu não consigo..", lembre-se que mesmo os investidores de renome e experiencia como André Moraes, Warren Buffet e Donald Trump também tiveram os seus dias de começo. O primeiro passo é sempre o mais difícil, mas passado ele as coisas começarão a acontecer para o seu bolso também! Vamos lá?

 

 

3-"Meu dinheiro tá seguro na poupança"

Você sempre foi incentivado a economizar seu salário para o futuro depositando as economias no banco. Afinal, brasileiro que é brasileiro sempre foi adepto à poupança, que serve como um "pé-de-meia" para custear imprevistos e sonhos de consumo.

poupança

Já parou pra calcular a rentabilidade da Poupança?

Sabemos que ao aplicar na poupança, você e a maioria dos brasileiros costumam levar em consideração apenas o seu rendimento anual e quando muito, a taxa básica de juros que o acompanha (Selic). No entanto, vale a pena se esforçar um pouco mais e tomar conhecimento das seguintes regras de rentabilidade:

- Em depósitos efetuados até 3 de maio de 2012: a regra de remuneração é Taxa Referencial (TR) + 0,5% ao mês.

- Em depósitos a partir de 4 de maio de 2012: quando a taxa Selic estiver acima de 8,5% ao ano, o cálculo será a TR + 0,5%; quando a taxa Selic estiver igual ou abaixo de 8,5% ao ano, o rendimento será a TR + 70% da Selic. (fonte: Itaú)

Com a taxa Selic a 11% atualmente, a poupança garante rendimento de 0,5% ao mês mais a TR (Taxa Referencial). 

 

Portanto, sentimos informar que a

poupança não é o melhor investimento do momento!


Das regras acima, podemos interpretar que o rendimento da poupança permanece inalterado enquanto a Selic estiver acima de 8,50% ao ano, ao passo que outros investimentos (como o Tesouro Direto) acompanham a tendência de crescimento da taxa básica de juros. Logo, quem não abre mão de segurança deve procurar outras opções de investimentos em renda fixa como Tesouro Direto, CDB, LCI ou LCA.

 



4- Não sou rico

pobre

 

Não existe um valor mínimo para investir, o preço das próprias ações é que vai ditar o valor do investimento. Ou seja, não é preciso ser nenhum milionário para investir no mercado de ações, basta ter vontade de maximizar o dinheiro que você tem na conta. Lembrando que não existe um limite de compra de ações, o investidor pode adquirir quantos papéis desejar. 

É só pesquisar um pouquinho e você verá que existem (sim!) opções de investimento para quem só tem R$ 100 por mês ou até menos, como o Tesouro Direto, fundos DI, fundos de ações, entre outros. Com esse valor aplicado todo mês, os títutos públicos podem lhe render cerca de R$ 22 mil daqui a 10 anos, ante os R$ 12 mil que você acumularia guardando 'no porquinho'.

É ou não é motivo para começar a investir agora mesmo e vislumbrar com um futuro melhor?

 

 

5 - Corretoras são "do mal"   

 

corretora de valores

 

Filmes como "Lobo de Wall Street", em que o protagonista Jordan Belfort (Leonardo DiCaprio) mente para os clientes de sua corretora e até manipula números e ofertas, não são o retrato do que acontece nas instituições financeiras da vida real. 

Até porque bancos e corretoras são fiscalizados pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários), uma autarquia vinculada ao Ministério da Fazenda do Brasil que tem como missão assegurar o funcionamento eficiente e regular dos mercados de bolsa e de balcão.

Além dela, o Banco Central do Brasil também normatiza o funcionamento das instituições financeiras e a BSM (BM&FBOVESPA Supervisão de Mercado), que tem como função analisar, supervisionar, fiscalizar e auditar o cumprimento das normas legais e regulamentares emitidas pelos órgãos reguladores e auto-reguladores a que estejam sujeitos todos os Participantes de Negociação.

 

 

Bom, esperamos ter esclarecido algumas das principais dúvidas e crendices que circulam por aí quando o assunto é "investimento". Um abraço e até a próxima!

 


Topics: Como começar a investir